Na política brasileira, nada de novo debaixo do sol

Resultado de imagem para TEMER charges

Charge do Tacho, reprodução do jornal NH

Carlos Chagas

A hesitação do presidente Michel Temer em mandar para o Congresso a proposta de reforma da Previdência Social, se antes ou depois das eleições de outubro, revela que nada mudou.  Tudo igual debaixo do sol. É grande o número de líderes dos partidos da base oficial sugerindo e até exigindo que o governo deixe para depois das eleições o elenco de maldades previdenciárias, capaz de desagradar meio mundo.Concordam com o aumento do tempo para aposentadorias, mas temem perder votos na escolha de vereadores e prefeitos. Após as eleições, para eles, tudo bem.

De novo, tentam enganar a população. Quantas vezes a classe política aplicou essa vigarice no país? Perdeu-se a conta, desde o governo José Sarney.

A mesma coisa acontece agora. O presidente Michel Temer chegou da China, ainda sem decidir se cumpre logo a promessa ligada a seus planos de recuperação nacional ou se, matreiramente, deixa passar as eleições.

CANDIDATO – Pensam que o povo é bobo. A simples delonga na materialização de medidas amargas faz cair a máscara do novo governo. Até o ministro Henrique Meirelles abre mão de exigir o envio imediato da reforma da previdência ao Congresso.  Deve ser mesmo candidato.

Não se exige a aprovação das mudanças antes de outubro. Seria impossível que deputados e senadores discutissem e votassem em pouco tempo alterações radicais nas aposentadorias. Mas, ao menos, uma definição caracterizaria as intenções do governo. Empurrando com a barriga suas obrigações mais profundas, o presidente Michel Temer dá o tom de como governará até o final de seu mandato. Nada de novo debaixo do sol…

2 thoughts on “Na política brasileira, nada de novo debaixo do sol

  1. Temo que Carlos Chagas converse com Lewandowsky e Renan, e peça a famosa “Dupla Rasga Constituição” conhecida por TU ACABA e EU TERMINO, e, antes de Dezembro que criem a nomeação de LULA Presidente do Brasil. Dá cansaço ver essa adoração de Carlos Chagas por Lula. Diante de tantos roubos , desde 2003, em todos os Órgãos Públicos Federais, Provados e Comprovados pelas Autoridades da Justiça Federal, MPF,PF,TCU, o país destruído social, economicamente e financeiramente, peço que o Carlos Chagas responda quem foram os Presidentes da República nestes períodos, desde 2003, de assaltos plenos aos cofres públicos e destruição da Economia Brasileira ????? Chega de vender ilusões ao povo !!!!! Esse mantra tá podre !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *