Nem Freud conseguiria explicar as circunstâncias da política brasileira

Resultado de imagem para freud e a politica brasileira charges

Charge do Sponholz (sponholz.com.br)

Carlos Newton

Para os correspondentes da imprensa estrangeira que acompanham a política na Tropicália, a situação é tão esquisita que eles têm dificuldades para serem entendidos pelos leitores de seus países de origem. Por isso, procuram fazer textos genéricos, sem entrar em detalhes, para não se perderem ao tentar explicar o inexplicável. Realmente, é muito difícil entender que tenha havido uma votação na Câmara que conseguiu atender, aos mesmo tempo, os interesses do atual presidente Michel Temer e do ex-presidente Lula da Silva, que estão em campos opostos. Se os correspondentes estrangeiros passarem adiante essa informação, os editores vão julgar que eles enlouqueceram.

Como se sabe, Temer está todo satisfeito, comporta-se como se tivesse sido inocentado, mas não foi exatamente o que aconteceu, porque ele continua sendo investigado em outros inquéritos, sua folha corrida está sendo preenchida com celeridade, vai acabar competindo com Lula, que faz tempo deixou de ter atestado do bons antecedentes.

INTERESSE DUPLO – Como agora se comenta abertamente, a decisão da Câmara também agradou a Lula e ao PT. Daqui para frente eles podem usar o argumento de que, se um governante flagrantemente corrupto como Michel Temer está preservado de responder por seus crimes, por que o ex-presidente Lula mereceria ser condenado pelo simples fato de ter recebido de presente um apartamento onde jamais morou e que nunca esteve registrado no nome dele?

Agora, conforme o advogado Cristiano Zanin Martins já anunciou, a defesa de Lula ganhou mais uma justificativa para alegar junto à ONU (Organização das Nações Unidas) e à OEA (Organização dos Estados Americanos) que o líder petista sofre implacável perseguição política, pois já é réu em três ações criminais, está condenado a nove anos e meio de prisão, enquanto Temer e os tenebrosos caciques do PMDB continuam inalcançáveis.

Este é o novo argumento a ser utilizado no exterior, junto com a informação de que os procuradores querem que Lula devolva R$ 87,6 milhões aos cofres públicos, agravando a condenação do juiz Sérgio Moro, que só pediu ressarcimento de R$ 16 milhões.

COMO EXPLICAR? – Os correspondentes estrangeiros realmente encontram dificuldades para relatar a situação de Lula. Pelas leis brasileiras, embora ele esteja condenado a nove anos e meio de prisão, pode ser candidato a presidente da República e, se vencer, será empossado e o processo contra ele ficará suspenso até o final do mandato. Como explicar que isso seja normal aqui no Brasil? Além disso, como explicar que o ex-presidente foi condenado, mas continuou solto e nem pagou fiança.

São coisas que só brasileiro entende. Como esses jornalistas estrangeiros conseguiriam explicar que no Brasil o presidente pode criar um alto cargo público exclusivamente para empregar e remunerar sua amante, que passou a ter assessores, motorista, carro oficial com combustível e manutenção, cartão corporativo e lugar cativo nas viagens do chefe de governo ao exterior? E como assinalar que não aconteceu nada a nenhum dos dois, rigorosamente nada, e os gastos da amante com o cartão corporativo passaram a ser considerados segredo de estado? Quem acreditaria numa reportagem desse tipo? Isso nem Freud explica. E os leitores estrangeiros pensar que era brincadeira de Primeiro de Abril.

###
P.S. – No Brasil, todos são iguais na forma da lei. Mas têm uns que são mais iguais do que os outros. (C.N.)

13 thoughts on “Nem Freud conseguiria explicar as circunstâncias da política brasileira

  1. “A sentença do juiz Sérgio Moro é nula”, afirma a advogada e professora da UFPE, Liana Cirne Lins

    Entre outros pontos, a professora de direito aponta divergências entre a denúncia do MPF e a sentença feita pelo juiz Sergio Moro
    https://goo.gl/tG4mz8

  2. Entrego-me aos desígnios de Deus; rogo proteção não para mim, mas para este amado povo do nosso Brasil.
    Vamos perseverar, eles tem que cair na real.
    Penso que parte da pena destes cidadãos, deveria ser seções de psicanálise, para eles e nós entendermos o porque destas atitudes.
    Quem passou fome como o velho companheiro, trás no instinto comer mais do que precisa e muito mais, mas e os outros?!!!

  3. O caso do Lula não é apenas o apartamento triplex, tem muito mais coisas que depõe contra ele, a lista é grande. Entendo que o pior de tudo, o Lula, para não ser molestado por políticos de outros partidos, permitiu que todos se locupletassem também. O resultado está aí, com grande números de políticos da maioria dos partidos sendo denunciados por corrupção realizada nos 13 anos do governo petista.

  4. A questão é que o lula durante todos os dois mandatos, não foi importunado por ninguém, com qualquer tipo de acusação que resultasse em investigação.
    Só apos entregar o poder é que passou a sofrer acusações e foi investigado.
    Todo este tempo ficou lula, ainda esta, livre, leve e solto e ainda fazem gritaria com a possibilidade dele ser preso.
    No mensalão nunca foi aventado a possibilidade do lula ser cassado, nem processo foi aberto para investigar qualquer coisa.
    Agora, com o Temer a coisa é diferente, foi acusado a poucos dias e já querem a sua condenação, mesmo sem processo, sem prova e sem direito a defesa e contraditório.
    A coisa é tão séria, que a globo pela primeira vez na história não apresentou o jornal nacional, que é o supra sumo da programação da emissora, dando a votação da câmara prioridade total. Teria
    o julgamento do Temer a coisa mais importante da história do jornalismo da emissora ou são outros os interesses? Tenham paciência, o Temer logo ali na frente deixa o governo, então assim como se deu com o lula, abram quantos processos contra ele, que acharem conveniente, mas no momento, solução a la Venezuela, não é possível.

  5. De fato, sob análises as mais variadas em termos psicológicos, a política brasileira não se enquadra em qualquer delas, haja vista ser praticada por ladrões, corruptos e desonestos!

    Ora, os paradigmas utilizados por Freud são calcados em distúrbios da mente, que nossos parlamentares não os têm, pelo contrário, seus objetivos são muito bem elaborados, inteligentes, no entanto, voltados exclusivamente para roubar e explorar o povo, algo típico de mau caráter, pessoas abjetas, inúteis e VAGABUNDOS!

  6. Já possuímos a certeza que as leis no Brasil são elaboradas e aprovadas por delinquentes que atuam em causa própria, fato que pode levar à loucura qualquer cidadão de país sério.

  7. Concordo que o larápio do Joesley tá saindo de fininho do rolo que originou!

    Mau empresário, sonegador, corruptor e corrupto, usou os bilhões do empréstimo junto ao BNDES LIBERADOS PELO LULA para investi-lo nos Estados Unidos, não pode sair impune dessa encrenca.

    Que temer seja acusado de recebê-lo indevidamente na garagem do Palácio Jaburu, e ter trocado palavras nada republicanas com este indivíduo, mas Joesley deve ser devidamente punido ou, então, este país é mesmo injusto!

    • Amigo Bendl
      Se me permitires, quero lembrar que tudo começou de dentro para fora. E de Roberto Jeferson – o que levou um soco no olho aos que deletaram, todos prestaram um serviço que só eles poderiam: todos dentro dos esquemas.

      Quantos políticos atuais são melhores do que o Joesley Safadão? Dilma, Lula, Aécio, Temer e tantos outros são melhores do que Joesley Safadão?

      Todos são vigaristas. No entanto, o que alguns não conseguem “perdoar” é o que Joesley Safadão fez com suas lideranças.

      Ladrão entrega ladrão. os honesto não conseguem nem delatar, com medo da justiça, da polícia e até do povo.

      A reunião de Temer com ele nada mais foi do que um encontro de companheiros de “armas”.

      Abraço e saúde.
      Fallavena

      • Por isso mesmo, Fallavena, que Joesley deve ser punido exemplarmente, pois lhe faltam para ser classificado como “bonzinho”, ética e moral, condições invariavelmente ausentes nessa cambada de canalhas!

        Um abraço.
        Saúde e paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *