Nem o Lula empolgaria a nao

Carlos Chagas

Mesmo com a profuso de candidatos a governador lanados at ontem em diversos estados, por conta da lei eleitoral, fica difcil dividir as atenes com a copa do mundo de futebol. S compareceram s convenes agora encerradas os militantes dos partidos e os aficionados de determinados candidatos, alm, claro, das tradicionais claques pagas com dinheiro do fundo partidrio. Do povo, mesmo, que costumava entusiasmar-se com os pretendentes, nada. As eleies de outubro ainda no tocaram a opinio pblica, apesar de a mdia cumprir sua obrigao de reportar o que acontece.

H quem suponha que as campanhas s esquentaro quando comear a propaganda eleitoral gratuita pelo rdio e a televiso, em agosto. Mesmo a disputa pela presidncia da Repblica no tem sensibilizado, exceo das vaias e dos protestos de rua, no propriamente contra a candidata Dilma Rousseff, mas contra a presidente da Repblica e o seu governo. Sem concorrer, ela receberia as mesmas manifestaes de inconformismo popular, ignorando-se apenas se o companheiro que a estivesse substituindo concentraria tanta indignao. Talvez menos, se fosse o Lula, mas garantir, ningum garante.

A dvida que fica dessa conjuno estranha entre copa do mundo e eleies refere-se propaganda eleitoral gratuita. H quem sustente que da noite para o dia, como num passe de mgica, o cidado comum ficar colado nas telinhas e microfones, vendo e ouvindo cada um dos candidatos com a mxima ateno. Possivelmente, no. Mostra a experincia de eleies passadas que qualquer novela fajuta tem batido essa programao, em audincia. O desgaste no atinge apenas as eleies presidenciais, mas as outras tambm, apesar de a apresentao de candidatos a deputado despertar muita semelhana com os programas humorsticos, em especial depois que saiu do ar a inesquecvel Escolinha do Professor Raimundo.

Assiste-se, de ano a ano, ou de eleio em eleio, a rejeio cada vez maior aos polticos. No ser por falta de motivos, claro, em especial depois que o PT, no governo, mostrou-se igual aos demais partidos empenhados em aproveitar-se do poder para praticar nepotismo, ilegalidades e corrupo generalizada. Sada no h para esse impasse, pois ruim com eleies, pior sem elas.

A registrar, porm, emerge um fato novo: no h mais candidatos-salvadores, aqueles falsos heris que no passado despertaram multides entusiasmadas e iluses desmedidas. Hoje so todos iguais, nivelados pela ausncia de expectativas populares. Mesmo o Lula, se viesse a candidatar-se, e por isso mesmo no o far, dificilmente empolgaria o eleitorado e a nao.

CAINDO NA REAL

De So Paulo surgem indicaes de que o governador Geraldo Alckmin caiu na real, sentindo que sua reeleio no ser mais um passeio. A sombra do segundo turno parece definitiva, assim como a candidatura de Paulo Skaf comea a assustar. Para qual dos dois ir o voto dos companheiros?

2 thoughts on “Nem o Lula empolgaria a nao

  1. Lula e seu carisma no so fora para decidir uma eleio. Ele poderia ter sido um grande estadista mas preferiu ficar do lado da pior espcie de politico que existe no Brasil. Se rendeu a fama e nestes 8 anos ( 2003 a 2010 ) anos em que foi presidente do Brasil enriqueceu. No s ele como membros de sua familia. E o povo, que ele e sua turma sempre se mostram favorvel e dizem fazer tudo por ele ( Povo ) , cada vez mais ganhando menos e pagando mais impostos para sustentar a mquina pblica que gasta e gasta muito. Lula o traidor do Povo Brasileiro.

  2. “Sada no h para esse impasse, pois ruim com eleies, pior sem elas. A registrar, porm, emerge um fato novo: no h mais candidatos-salvadores, aqueles falsos heris que no passado despertaram multides entusiasmadas e iluses desmedidas.”
    Ledo e multifrio engando, Caro Chagas. Sem essa de que est tudo perdido e que no h mais o que fazer seno seguir o enterro. H sada sim para o impasse. Alis, sempre h sadas quando a Indignao e a Coragem, que so as duas filhas da Esperana, decidem agir no rumo certo e bem determinado. Ser que milhes de pessoa sairam as Ruas do Brasil, como nunca antes visto neste pas, espontaneamente, de bobeira ? Teria dado um ataque de bobeira geral na esperta populao do Brasil, de ponta-a-ponta, do Oiapoque ao Chu, ou Ela, a populao deste pas, escolhido a dedo, ouviu pela primeira vez o Canto da Cotovia ( ou da Terceira Via de Verdade, se preferir), ainda que, por ora, tb prisioneira desse beco sem sada que vc mencionou, forjado em grande medida por esses mesmos “falsos salvadores e heris” que vc tb mencionou e cujos repertrios esto esgotados, graas a Deus. Isso, alis, sinal de que o Verdadeiro est chegando, e que de alguma forma conseguir furar os bloqueios impostos pelo establishment empedernido e seus falsrios, falsetes, profetas, heris, salvadores e CIA da mesmice, que restaram desmoralizados. Para a fora estranha, sintonizada telepaticamente com a Nave Terra, que conseguiu, em Junho de 2013, motivar, mobilizar e levar s Ruas do Brasil milhes de brasileiros, no ser tarefa impossvel repetir a dose em outubro de 2014, se necessrio. Agora, na hora certa, com mais motivao, mais ostensividade, necessidade multiplicada, com a presena do MMilagre e do Santo , do MMestre e dos discpulos, em meio ao povo, para fazer o que s Eles esto escalados para fazer, como chamados e escolhidos. Nunca escondemos que somos da LUTA (Legio Unida de Trabalhadores Amigos), que MMilagres acontecem, que o povo brasileiro um dia, na hora certa, viraria Leo, e que a Tsunami do bem, causada por uma grande e boa idia cujo tempo chegou, era apenas uma questo de tempo. lugar e oportunidade para se estabelecer.

Deixe um comentário para Jos Paulo de Resende Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.