Nesse pagode ruim da cabeça e doente do pé, melhor seria dançar ao som do Negritude…

Pedro Ricardo Maximino

Fernando Haddad nunca será prefeito de São Paulo. Candidatura fadada ao fracasso. Até o Netinho de Paula (PCdoB), do inesquecível Negritude Junior, seria flagrantemente melhor candidato do que o Haddad.

Lula finge que leu Maquiavel (jamais precisaria lê-lo, com as companhias magistrais que teve). Estas são as frases lulescas mais recentes:

1) “A partir de julho, vou estar com a garganta boa, já recuperei 70% de mobilidade na minha perna esquerda e, logo, logo estarei batendo falta e fazendo gol.”

2) “O povo de São Paulo precisa lembrar que ele (José Serra) já foi eleito uma vez e, em vez de governar, o bichinho ficou um ano e quatro meses no mandato e saiu. Ele não pegou nem a segunda enchente e já correu”

3) “Jogaram óleo na pista de patins dele. E ele vai perceber que foi um equívoco quem o convenceu a ser candidato a prefeito de São Paulo”

4) “Se for necessário, morderei a canela dos adversários para que o Fernando Haddad possa ser o prefeito”

Até Netinho compôs um pagodinho romântico e passional, típico, para a ocasião: “Não dá para esconder que o coração está ferido. Saio ferido, mas não derrubado. Ainda não chegou a hora”. E acrescentou: “A tese da terceira via que defendi não teve força. Perdi porque a eleição está polarizada.”

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *