Ninguém defende o consumidor – esta é a realidade

Charles Carwal

Assistindo ao Bom Dia Brasil vi uma reportagem sobre as lâmpadas fluorescentes compactas, que são bastantes econômicas, isso é verdade. Dizia também a repórter que essas lâmpadas “duram 8 anos”. Isso não é verdade, é propaganda enganosa dos fabricantes. Não sei porque os órgãos de defesa do consumidor ainda não bateram em cima dessa esperteza.

Percebam que a maioria dos fabricantes coloca na frente embalagem das lâmpadas com letras bem grandes, por exemplo: 8 anos de duração* (o segredo está nesse asterisco ao lado). Quando você procura no verso da embalagem a correlação com aquele asterisco, encontra em letras diminutas: *Vida média 8 anos. Duração com base no uso médio residencial de 1.000 horas/ano.

Ora, quando dividimos 1.000 horas por 365 dias, encontramos 2,73 horas. Isso que dizer que para sua lâmpada durar 8 anos – se é que realmente duraria -, você teria que deixá-la ligada apenas 3 horas e 13 minutos por noite.

O outro detalhe é que geralmente os fabricantes dão 1 ano de garantia, só que depois de 1 ano e com menos de 2 a lâmpada queima, quando você não pode mais reclamar a garantia. Já fiz testes com diversas marcas famosas ou não, etiquetando as lâmpadas com as datas de colocação. Só a primeira marca durou cerca de 8 anos, infelizmente não lembro mais e percebi que desapareceu do mercado.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGAs autarquias e agências que deviam defender o consumidor só o fazem quando o cinegrafista do Fantástico aciona a câmara. Carwal tem toda razão de fazer a denúncia.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *