No desespero, três ministros de Bolsonaro tentam “pacificar” Alexandre de Moraes

Em 2 anos no STF, Moraes reduz 79,1% de seu acervo de processos ...

Moraes ouviu o apelo dos ministros, mas não lhes prometeu nada

Augusto Fernandes
Correio Braziliense

Na tentativa de pacificar as relações entre o Executivo e o Judiciário, três ministros do presidente Jair Bolsonaro viajaram a São Paulo nesta sexta-feira (19/6) para uma reunião com o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Estiveram com o magistrado o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Luiz Mendonça, o ministra da Secretaria-Geral, Jorge Oliveira, e o advogado-geral da União, José Levi Mello.

TEMAS DIVERSOS – De acordo com a agenda dos três, o encontro com Moraes aconteceu às 12h. Eles alegam terem tratado sobre temas diversos, como demarcação da terra indígena Raposa Serra do Sol (RR); prejuízos do setor sucroalcooleiro; Tribunal de Contas da União (TCU) e indisponibilidade de bens; e controle de armas e munições.

Principais nomes do núcleo jurídico do Palácio do Planalto, os ministros tentaram uma aproximação ao magistrado, visto que ele é o relator de dois inquéritos na Suprema Corte que preocupam o governo federal, como o que investiga a produção de notícias falsas e ofensas contra ministros do STF.

Recém-demitido do Ministério da Educação, Abraham Weintraub é um dos investigados, além de uma série de parlamentares pró-governo, ativistas bolsonaristas e empresários que apoiam o presidente da República.

DISSE BOLSONARO – O caso já foi bastante criticado por Bolsonaro, que vê o inquérito como uma perseguição do STF ao Palácio do Planalto. No fim de maio, o mandatário disse que “não pode um processo começar em cima de um factóide, em cima de uma fake news” e ainda comentou que “ordens absurdas não se cumprem”.

“Não podemos falar em democracia sem um Judiciário independente, sem um Legislativo independente, para que possa tomar decisões, não monocraticamente por vezes, mas são questões que interessam ao povo com um todo. Que tomem, mas de modo que seja ouvido o colegiado. Acabou, porra! Me desculpem o desabafo. Acabou. Não dá para admitir mais a atitude de certas pessoas individuais. Tomando de forma quase que pessoal, certas ações”, afirmou, à época.

NOVA RECLAMAÇÃO – Nesta semana, Bolsonaro voltou a reclamar do Supremo, desta vez pelo inquérito relatado por Moraes que apura a organização de movimentos antidemocráticos no país por apoiadores do presidente e políticos próximos a ele, que foram alvos de mandados de busca e apreensão e tiveram o sigilo bancário quebrado. O chefe do Palácio do Planalto classificou as ordens judiciais como “abusos” e “ataques concretos”.

“Nada é mais autoritário do que atentar contra a liberdade de seu próprio povo. Só pode haver democracia onde o povo é respeitado. Luto para fazer a minha parte, mas não posso assistir calado enquanto direitos são violados e ideias são perseguidas. Por isso, tomarei todas as medidas legais possíveis para proteger a Constituição e a liberdade dos brasileiros”, frisou o presidente.

MINISTROS REAGIRAM – Nesta semana, durante o julgamento no plenário do STF que decidiu dar prosseguimento ao inquérito, ministros do Supremo rebateram Bolsonaro. “Esta Corte atua pela construção permanente de pontes, soluções e consensos, ainda que no nosso dissenso interno. Mas aqueles que querem destruir, atacar e ameaçar ou afrontar as instituições democráticas deste país terão contra si a força da lei e da Constituição de 1988, da qual este Supremo Tribunal Federal é o máximo guardião”, afirmou o presidente do STF, Dias Toffoli.

“Contestar decisões judiciais por meio de recursos ou de instrumentos judiciais idôneos, sim, desrespeitá-las por ato de puro arbítrio ou de expedientes marginais jamais, sob pena de frontal vulneração do princípio fundamental que consagra, no plano constitucional, o dogma da separação de Poderes”, acrescentou Celso de Mello.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
– Essa notícia é importantíssima, mas falta um detalhe. Os ministros estiveram em São Paulo com ou sem autorização de Bolsonaro? Esses três ministros de Bolsonaro são do tipo aparelho de som “três em um” – se juntar os três, ainda fica faltando para compor um ministro que preste, só dá um quase ministro. A notícia mostra que eles já estão pedindo arrego, mas quem precisa fazê-lo é Bolsonaro, um anão que se julga um gigante. Deveria assistir ao filme “Um Homem Tem Três Metros de Altura”, de Martin Ritt. Talvez aprendesse alguma coisa. (C.N.)

24 thoughts on “No desespero, três ministros de Bolsonaro tentam “pacificar” Alexandre de Moraes

  1. A peroba tá na portinha e seu Jair está com medo.

    Mandou seus 3 mosqueteiros conversar com o Moraes. Quanta humilhação.

    Não adianta, chegou até a porta e vai entrar

    kkkkkkkkkkkkk

  2. O fim da velha política:

    “O grupo empresarial de Maria Cristina Boner, ex-mulher de Wasseff, vai cuidar da criptografia do sistema de pagamento instantâneo do Banco Central.”(G1Online)

    E os alienados vão achar isso normal.

  3. Taí a vantagem de um Poder não depender do sufrágio popular. Alexandre de Moraes só cai nesse papo emoliente, se ele não for um magistrado firme em seu propósito!
    Davi Alcachofra e Rodrigo Desmaia, cujas estabilidades e avanços dos seus cargos estão condicionados a conchavos e muita grana, por isso mesmo, ambos já fazem do colo de Bolsonaro o trono deles!

  4. Mas que assunto tão urgente, foram tratar em SP, fora da agenda.
    Primeiro, é irreversível o Min. Moraes,voltar atrás, devidos aos fatos plenamente noticiados.
    Ficariam mal,o Min. Moraes, e a Corte. Daria razão aos generais de pijama e o debilóide,críticos de fechar a pocilga.

    Min. Moraes, não vai dar di bom SAMARITANO, não vai acreditar em lágrimas de crocodilo.

    Na real,os três patetas,foram desviar atenção,pois Weintraub,estava evadindo-se para EUA.

  5. Missão inútil. Perda de tempo. Explícita bajulação. Burrice atroz. O trio do “mito” é amador. O ministro do STF, Alexandre de Moraes, como todos os outros, são profissionais no trato jurídico e das leis. Também não adiantaria, viagem perdida, mesmo com Bolsonaro lidando pessoalmente com o ministro Alexandre. Não mandando serviçais conversar com Moraes. Amadorismo em arte nunca deu certo. Jamais venceu nada. Além do mais, não existe sinceridade, jamais existiu, nas palavras lacrimantes de Bolsonaro e áulicos.

  6. Meus queridos eu vou abrir aqui algo que não revelei. Eu fui um dos criadores do PT aqui no
    Ceará. Eu contribui com dinheiro não foi pouco não. Pensava que esses Felas queiram um país
    diferente uma verdadeira nação. Pra todos , pra nós , Nossos filhos , nossos netos.
    Só que tudo era mentira desse LALADRÃO esse vagabundo que vocês veneram isso é VERME VERME VERME que nós precisamos eliminar. É muito difícil entender isso?
    É?

  7. Há um dito de Thomas Jefferson que todos nós, bem provavelmente, já citamos em alguma conversa de botequim, dito esse que diz que o preço da liberdade é a eterna vigilância. Não a vigilância do Estado sobre nós, com o intento de fiscalizar e controlar todos os movimentos e passos dados por reles cidadãos como eu e você; somos nós, indivíduos que devemos estar atentos a todas as artimanhas do Estado, a todas as incursões dos tiranos e tiranetes para cercear nossas liberdades, controlar nossas vidas sob a égide de estar agindo em nome do nosso bem estar.
    Era uma vez, num reino tão, tão distante, onde o mundo havia mergulhado numa profunda crise e entrado em uma terrível guerra. Bicho feio meu irmão. Bicho feio.
    Nesse cenário, os EUA deixaram de ser uma superpotência, como consequência de uma grande guerra civil e, enquanto o pau comia solto, uma terrível pandemia assolou o mundo. A grande praga era um vírus, um tal de “vírus de Santa Maria” e, tudo isso estava acontecendo num futuro não tão distante. Em 2020.
    Não estou inventando firula não. Esse cenário é apresentado pela história em quadrinhos “V de vingança” de Alan Moore, que virou filme em 2005. Um baita filme, diga-se de passagem. Tão massa quanto aos quadrinhos.
    E o mais interessante nessa história toda é que a nação que conseguiu controlar a pandemia e restaurar a segurança social foi justamente aquela que, com a anuência de todas as pessoas “de bem” e “do bem”, acabou com as liberdades civis e com os direitos fundamentais em nome da rápida e responsável resolução da situação calamitosa que se armou.
    É. As pessoas aceitaram, felizes da vida, a implantação de um regime totalitário em nome da segurança e da saúde pública.
    Sim, qualquer semelhança é apenas uma mera coincidência. Claro que é. Sempre é.
    Bolsonaro era e é rotulado pela esquerda como sendo um fascista, como se ele fosse uma espécie de Benito Mussolini tropical e, no frigir dos ovos, numa reunião a portas fechadas, o que inquieta o homem é justamente as forças políticas internas e externas que querem cercear a liberdade do povo brasileiro. Ele quer que o povo tenha meios para preservar a sua liberdade, não retirá-la. Bem, mas como a esquerda e a extrema-impressa provavelmente continuarão rotulando Bolsonaro de fascista, podemos dizer que não se fazem mais fascistas como antigamente.
    Diante disso, creio que seja interessante compararmos essa cena, do dia a dia bolsonarista, com outras que são do conhecimento de todos. Certa feita, em 29 de setembro de 2005, o senhor Lula da Silva disse, em alto e bom tom, que o problema da Venezuela é que ela tem excesso de democracia e, recentemente, declarou: “ainda bem que a natureza criou o coronavírus”, para lembrarmos que somente o Estado pode nos salvar de certas crises. Mudando de saco pra mala, mas sem sair dos trilhos, em janeiro de 2019 a senhora Gleisi Hoffmann, na condição de presidente nacional do PT, foi para Venezuela cumprimentar Maduro pela sua “reeleição” e manifestar seu apoio ao mesmo. Que cena foi essa.
    A pergunta que se faz é:
    Por que os esquerdopatas querem tirar Bolsonaro do Planalto?

    REFLEXÃO!!!

  8. Não aceite conversa fiada desses ministros, seu Moraes. Eles são lacaios do presidente. Eles ,sim, deveriam ser ofendidos pelo grosseiro Weintraub.
    Não há terreno para trégua. O presidente está por destroçar o país e não merece confiança – è um imbecil.

  9. Prezados Cidadão Brasileiro e Alfinete,

    Não me levem a mal, mas vocês dois estão repetindo a mesma ladainha dos presidentes que antecederam Bolsonaro:
    Collor de Sarney;
    Itamar de Collor;
    Lula de FHC;
    Bolsonaro culpando não tanto seus antecessores, mas batendo firme no passado, acusando o nazismo, socialismo, comunismo, a esquerda, em geral!

    Portanto, faz 35 anos que estamos nessa mesma ronha, que nada muda em benefício do país, quanto mais para o seu povo.

    Não sei o Cidadão, que me parece mais radical na defesa de Bolsonaro mas, Alfinete, mesmo apoiando o presidente, imagino que tenha um certo discernimento e clareza – condições que alguns admiradores e radicais seguidores de Bolsonaro não possuem mais -, para concordar comigo que, o presidente ATÉ O PRESENTE MOMENTO não tem nada realizado em seu governo!

    E vamos ser sinceros:
    Bolsonaro teve chances de garantir o seu segundo mandato no dia após a sua posse!

    O ex-capitão somente coleciona encrenca;
    Nada apresenta de realizado em prol do desenvolvimento do Brasil;
    Nada demonstra que tenha tomada medidas para amenizar o sofrimento dos milhões de pobres e miseráveis que temos;
    Nada tem de concreto para afirmar que o rumo da economia ditado pelo Paulo Chicago Guedes Boy está correto, pelo contrário;
    Nada se constata de melhorias na saúde, educação e segurança!

    Bolsonaro descerra a cortina de sua administração, e observamos o quadro da dor, da incompetência, da falta de criatividade, da ausência de ousadia, da inépcia, de uma equipe medíocre e sem qualquer qualidade!

    – Ah, mas acabou com a corrupção??!!
    Só pode ser gozação!
    Quem imagina que corrupção é somente roubar dinheiro, desviar verbas, aceitar propinas, engana-se.
    Corrupção é também mentir ao cidadão;
    É diminuir seus direitos;
    É aumentar o seu tempo de serviço;
    É cobrar do trabalhador formas de compensar as péssimas administrações na Previdência, onde não há um safado detido;
    É liberar a economia para somente o setor financeiro crescer, e obter lucros estratosféricos e indecentes;
    É ter a petulância de declarar que o “deus” mercado é o agente principal, a mola mestre do desenvolvimento econômico, desdenhando estupidamente a necessária e imprescindível força de trabalho;
    É manter um funcionalismo estadual sem qualquer reajuste de salário em sete anos;
    É deixar de considerar outras soluções para o desenvolvimento nacional por questões ideológicas e/ou religiosas;
    É querer impor a sua vontade sobre o que pede e clama o cidadão;
    É comandar uma nação agindo criminosamente com a intenção de dividi-la entre seus adeptos e eleitores, enquanto a resto da população, e até em maior número que a quantidade de votos que obteve à sua eleição, é taxada de inimigo.

    Raciocinemos:
    De que adianta o slogan, “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, se o ser humano é desprezado, humilhado, e deixado abandonado para morrer??!!
    Aonde está o povo, o cidadão, os brasileiros?

    Deus está ótimo, obrigado; o Brasil continua no mesmo lugar, maravilha; mas, e o seu povo, seus habitantes, seus trabalhadores, mulheres, homens, crianças, idosos, bebês … nada valem??!!
    O país existe por si só?
    O povo não vale nada nesse slogan IDIOTA E IMBECIL!

    Uma nação somente consegue se desenvolver, crescer, progredir, avançar, SE O GOVERNO VALORIZA A VIDA HUMANA, propicia estudo, trabalho, saúde e segurança aos seus compatriotas!
    O resto é papo furado, é demagogia barata, é aproximar-se de fieis que entendem que suas existências e nada é a mesma coisa!

    EU SOU O BRASIL!
    Se estou mal, o meu país idem;
    EU SOU DEUS!
    Se eu não me valorizar, não me der o devido valor, Deus nada fará para me ajudar!

    Basta de estarmos sempre empurrados das decisões governamentais;
    Basta de apenas obedecermos e outorgar poderes.

    Que povinho mais de quinta categoria!!!!

    É muito nhé nhé nhé … Brasil acima, Deus mais alto … e a cidadania, embaixo da terra??!!
    Esmagada pelas elites?
    Sepultada pelos banqueiros?
    Submetida à força para sustentar as castas atuais deste país?

    Não é dessa forma boba e infantil que se acirra o patriotismo, Bolsonaro!
    Como que posso amar a MINHA terra, se sou desprezado?
    Como posso entender o Todo Poderoso, se vivo na miséria e pobreza?
    Agora, oferece escola;
    Propicia um bom Ensino Médio;
    Rasga essa nação continental em ferrovias, rodovias, pontes, elevadas, viadutos, túneis, escolas, hospitais, metrôs …
    PERMITE a instalação de cassinos, que proporcionariam milhares de empregos, e levariam desenvolvimento aos cantos abandonados do Brasil;
    AGE pensando na população, pois nossos limites territoriais estão demarcados pela luta de nossos … ANTEPASSADOS, então teremos um país altaneiro, e Deus será cultuado como AGRADECIMENTO, e não através de súplicas!

    Deus precisa ser cultuado e obedecido, sobre o que estabeleceu para o homem:
    “ganharás o pão com o suor do teu rosto”!
    E não permanecendo horas a fio dentro de igrejas, templos … rezando para nada acontecer!!!
    Quanto mais afirmo, Deus acima de Todos, mas, eu, seu filho, NADA FAÇO para mim mesmo, passarão milhares de gerações depois de mim pronunciando a mesma ladainha se, até lá, a humanidade sobreviver!

    Bolsonaro atira para o alto uma expressão sem qualquer conteúdo, esperando que caia na cabeça de alguém, menos a sua, evidente.
    Porque está previamente se desculpando, caso o país não der certo nas suas mãos – espertalhão:
    – Ah, o povo não deu de si para o Brasil, e não foi fiel a Deus, então a situação caótica que nos encontramos.

    Bom, esse é o exemplo clássico da irresponsabilidade, do descaso, de não saber agir.
    O povo é o culpado pela miséria e por não ser adorador de quem nunca viu ou conhece!!!

    Bom, do alto dos meus setenta anos, escrevo e assino:
    Eu seria infinitamente melhor que Bolsonaro no Planalto!!!
    Mas muitíssimo superior.
    A começar, que eu não dependeria da metafísica para obter sucesso na minha administração.
    A reconstrução do país passa, OBRIGATORIAMENTE, pelas mãos de nossas autoridades!
    Se elas são corruptas, incompetentes, desonestas, mal intencionadas, o Brasil nada pode fazer, e Deus está muito distante dessa gentalha!
    Nós, o povo, somos apenas e tão somente FANTOCHES!

    Melhor:
    Bolsonaro nos quer FANTOCHES DE DEUS!
    De mim não vai levar!

    Saúde e paz, a ambos.

    • Sr. Francisco escreveu, escreveu e o essencial ocultou. Eu escrevo. Forças poderosas tentaram derrubá-lo antes do pleito de 2018 e não conseguiu. Ele ganhou democraticamente e essas ditas forças não aceitaram o resultado das urnas e decidiu que seu governo seria um inferno. Não teria paz nem por um dia.
      Agora você vem com blá, blá, blá por não enxergar
      resultados positivos na saúde, segurança , educação, economia…
      Afinal, ele consegue governar? Não. Como querer uma boa governança com bons resultados se os esquerdistas/comunistas querem comê-lo vivo.
      Francamente! Muito fácil criticar nessas condições.
      Com todo respeito, tire as escamas dos olhos.

      • Por acaso Bolsonaro está preso?
        Foi sequestrado?
        Encontra-se foragido?
        Hospitalizado?

        Que besteira é essa que “ele não consegue governar”?
        Que falácia mais idiota e imbecil, essa “explicação” para o péssimo e ridículo governo de Bolsonaro.
        Posso até tirar as escamas das minhas vistas mas, tu, mantém as tuas fechadas para esta administração inútil, incompetente, que segrega e discrimina o povo!

        Um ano e meio no poder e não fez nada ainda?
        NADA em segmento algum do país??

        Antes de saíres com mia dúzia de pedras na mão contra mim, quem enche o saco com blá blá blá são vocês, bolsonarianos que, por não terem como justificar tamanha omissão, incapacidade, falta de iniciativa, de criatividade desse governo tosco, inventam até mesmo que as correntes marítimas impedem Bolsonaro de seguir o rumo que deseja!

        É aquilo que venho dizendo há tempos:
        Quem não se mostrar fiel, seguidor, adorador, defensor de Bolsonaro, é definido como inimigo e rotulado de comunista, esquerdista, e uma série de asneiras, típicas mesmo de quem JAMAIS se preocupou com o povo e país!

        Tomo juízo, Cidadão.
        Te orienta, pois o azimute errado do teu capitão tá te levando para um destino diferente daquele que deveria, pois nem isso Bolsonaro consegue identificar.
        Foi outra aula na Academia que faltou!

        Meus olhos estão bem abertos.
        Pede para o teu comandante, amo e senhor, abrir os dele agora!
        Ou será que tem medo de ver a merda que está fazendo??!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *