No Instituto Lula, a única atividade era auxiliar os advogados de defesa

Resultado de imagem para palestras de lula charges

Charge do Zédassilva (zedassilva.blog.uol.com.br)

Gilberto Amendola
Estadão

Com as atividades suspensas na semana passada por decisão judicial, o Instituto Lula já sofria com os efeitos negativos provocados pelas investigações da Operação Lava Jato na imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Entre as ações que estavam em andamento e foram suspensas destacam-se a construção do Memorial da Democracia e uma possível parceria com a Fundação Bill & Melinda Gates, do fundador da Microsoft, Bill Gates.

Nos últimos meses, o instituto se concentrou em responder a acusações e fazer assessoria de imprensa para o ex-presidente. Mas nem sempre foi assim. Desde sua fundação, em 2011 (antes chamava-se Instituto Cidadania), promoveu encontro com chefes de Estado, realizou debates e fóruns. Chegou a ter 30 funcionários. Hoje, tem cerca de 20.

MEMORIAL – Em fevereiro de 2013, o instituto anunciou o projeto de construir o Memorial da Democracia: “Será um museu aberto a toda a população, com um formato de apresentação multimídia e interativo. Mostrará a história da luta pela democracia em nosso País. Será construído e mantido pelo Instituto Lula, em terreno cedido pela Prefeitura Municipal de São Paulo nas proximidades da Estação da Luz, seguindo desenho institucional a ser definido entre poder público e a entidade responsável pela iniciativa”.

Mas a construção do museu no terreno público foi barrada pela Justiça antes mesmo de a Lava Jato ser deflagrada, mas, ainda antes do fim da batalha judicial, em setembro de 2015 o Instituto Lula abandonou o plano inicial e decidiu lançar o museu em formato apenas virtual.

PARCERIA COM GATES – Outro projeto que, segundo fontes do instituto, foi afetado pela operação, era o de firmar uma parceria com a Fundação Bill & Melinda Gates. No dia 12 de dezembro de 2014, o site do Instituto Lula registrou a visita de Neil Watkins, diretor da entidade do fundador da Microsoft. Watkins se reuniu com Celso Marcondes, diretor do instituto.

“Neil Watkins e Celso Marcondes conversaram sobre os desafios no combate à fome e à pobreza na África, tema de interesse de ambas as instituições, e compartilharam a disposição de avançar em conversas sobre parcerias futuras”, relata notícia produzida pelo próprio instituto. O avanço da Lava Jato, porém, interrompeu as conversas entre as entidades, conforme pessoas que participaram das tratativas.

ACUSAÇÕES – Entre as acusações contra o Instituto estão o recebimento de R$ 3 milhões da empreiteira Camargo Corrêa. Além disso, em agosto de 2016, a Receita Federal pediu esclarecimentos por suposto “desvios de finalidade”. Na ocasião, a análise fiscal identificou gastos que o instituto não poderia ter realizado, como despesas pessoais do ex-presidente e de sua família.

Outra suspeita envolvendo o instituto resvalou nas movimentações financeiras da LILS, empresa de palestras de Lula que teria movimentado cerca de R$ 52 milhões. A Polícia Federal apontou uma “confusão operacional entre as entidades”.

FECHAMENTO – A suspensão das atividades do Instituto Lula foi determinada na terça-feira passada, pelo juiz Ricardo Leite, da 10.ª Vara Federal, em Brasília, em ação sobre obstrução de Justiça. Segundo o magistrado, os réus usaram a sede da entidade para tramar contra a Lava Jato.

Em nota, o instituto afirmou ser vítima de “perseguição”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGPelo andar da carruagem, deveria ser reativada a construção do Memorial, mas apenas trocando o nome para “Museu da Corrupção”. reunindo o grande acervo do Instituto Lula. (C.N.)

8 thoughts on “No Instituto Lula, a única atividade era auxiliar os advogados de defesa

  1. O encontro com o representante do Bill Gates seria uma oportunidade ótima para reclamar desse tal e Polipointe de que o Lula tanto fala.

  2. Na verdade, na verdade, o instituto é mais uma das lavanderias utilizadas para a “legalização” da privataria petista de recursos públicos.
    Seu sócio principal é o grande líder das ultra-esquerdas, esquerdas, meia-esquerdas e quase esquerdas.
    Continuo aguardando material onde possamos conhecer o conteúdo das palestras e dos eventos em que Lula era a figura central.
    Aliás, deveria fazer parte das delações de algumas das empresas envolvidas, videos das atividades laborais do santo homem.
    Quem abe aparecem ou, pelo menos, uma declaração que não existem.
    Os conteúdos, certamente, como diria Lula, são pornográficos e com legendas.
    Fallavena

    • Os conteúdos das palestras de Lula (todas elas) obrigatoriamente têm de fazer parte do acervo do Memorial da Cidadania, que o Instituto Lula ia construir, mas o Ministério Público não deixou, porque o prédio era “público”.

      Abs.

      CN

  3. Sem provas de Lula como “grande chefe”, a grande mídia, Globo na dianteira, ataca agora de que Lula foi “alertado” da corrupção na Petrobras e não fez nada.

    O povo esta vendo…. assim não surpreende que Lula esteja na liderança nas pesquisas eleitorais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *