No sábado, carreatas da esquerda, e no domingo foi a direita que protestou contra Bolsonaro

Carreatas contra Bolsonaro ocorrem em todas as regiões do Brasil

É o primeiro presidente que une a direita e a esquerda

Deu no UOL

Embora estivessem em lados opostos durante o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), esquerda e direita agora pedem a saída do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Os grupos defendem o mesmo, mas seguem separados, pelo menos na hora de protestar.

Depois da carreata de ontem da Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo —que apoiaram a petista em 2016—, neste domingo foi a vez do MBL (Movimento Brasil Livre) e o Vem Pra Rua organizarem suas manifestações.

CARREATAS – O formato de protesto em carreatas foi escolhido para reduzir o risco de contágio da covid-19 entre as pessoas. Segundo o MBL, o grupo preferiu protestar no domingo porque o movimento é forte em São Paulo, com muitos comerciantes que trabalham sábado e preferem protestar aos domingos.

Em entrevista ao UOL, o coordenador geral da CMP, Raimundo Bonfim, disse que o ato em São Paulo tinha quatro pautas: Fora Bolsonaro, Vacina Já, a volta do auxílio emergencial e a proteção do emprego em razão das restrições durante a pandemia.

“Estelionato eleitoral, entregou o governo pro centrão, fez aliança com Toffoli, Aras, Kassio, abandonou pautas econômicas, abandonou o combate à corrupção e sabota o combate à pandemia”, escreveu o MBL em uma rede social ao publicar um vídeo do protesto na avenida Paulista.

OUTRAS CIDADES – Em São Paulo a concentração foi em frente ao estádio do Pacaembu, na zona Oeste. Mas o protesto também ocorreu em outras cidades. No Rio, o ato começou por volta das 10h30, na Avenida as Américas e, às 10h, em frente ao Monumento Zumbi dos Palmares, no Centro: os carros foram até a Praça da Bandeira antes de fazerem o caminho de volta. Em Belo Horizonte, o ato foi marcado na Praça do Papa às 15h. Mais cedo, Poços de Caldas também protestou.

Em Cuiabá, a manifestação começou às 9h próximo à UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso). No mesmo horários, os carros saíram da avenida da Doca de Souza Franco, em Belém (PA). No interior paulista, o ato foi convocado em São José dos Campos, no Parque Vicentina Aranha, a partir das 10h30.

9 thoughts on “No sábado, carreatas da esquerda, e no domingo foi a direita que protestou contra Bolsonaro

  1. Brasileiros adoram estardalhaços e desperdícios! Para que mover tanta gente e uma parafernália colossal, pra trucidar algo que já deveria ter sido fulminado por Adélio Bispo sozinho? Será se o Adélio nunca ouviu falar em ricina, ou mesmo mercúrio?

  2. Essa é a mídia maldita essa é a mensagem da desgraça, quem acredita em vocês? Quem? Esse movimento imbecil é conhecido de todos. Aguardem aí sim vocês irão ver milhões de brasileiros que não aceitam corruptos, ladrões, bandidos, pocilga do STF, congresso de bandidos. Estaremos nas ruas, será impressionante será o fim de vocês mídia desgraçada, vendida .
    Ah país vagabundo.

  3. A coisa anda tão louca em Pindorama que está assustando até o Macunaíma, aquele famoso herói tão desconhecido. Ele com certeza faria parte da turma dos fura-fila para receber a vacina antes de todo mundo, ele é um herói sem nenhum caráter.

Deixe uma resposta para Gregório Abrantes de Lacerda Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *