No Supremo, Rodrigo Janot derrotou Temer por 9 a 0, e Gilmar Mendes sumiu…

Resultado de imagem para gilmar mendes dando entrevista

Gilmar esta ano Supremo e não compareceu à sessão

Pedro do Coutto

Nesta quarta-feira, 13, o dia não foi nada bom politicamente para o presidente Michel Temer. O Supremo Tribunal Federal, em sessão transmitida pela Globonews e pela TV Justiça, derrotou a representação do presidente Michel Temer, que pedia o afastamento do procurador geral da República, Rodrigo Janot, da ação voltada contra ele, por 9 votos a zero. Só não votaram os ministros Luís Roberto Barroso e Gilmar Mendes. O primeiro porque se encontrava nos Estados Unidos, o segundo por vontade própria, estava no gabinete e não quis participar.

Presume-se que o placar, se ambos votassem, em vez de 9 a zero seria de 10 a um. A derrota do Governo foi fragorosa e irrecuperável. Sobretudo, porque Rodrigo Janot encerra seu mandato do cargo no domingo próximo. Segunda-feira assume Rachel Dodge.

NOVAS DENÚNCIAS – Mas eu disse que quarta-feira foi um dia muito negativo para o Presidente da República. A derrota no STF foi precedida pela publicação de novas denúncias contra ele formuladas – manchete de primeira página de O Globo – pelo operador Lúcio Funaro, que destacou ter acertado com Joesley Batista o recebimento de 100 milhões de reais para permanecer em silêncio, portanto, não relatando os sinuosos caminhos que conduziram a estrada de mão dupla entre o poder e a corrupção. Na delação, Lúcio Funaro traçou um amplo roteiro de como se verificava a distribuição do dinheiro.

E o que o presidente Michel Temer fazia no que Funaro e a Polícia Federal sustentaram como a posição de comandante de uma quadrilha. A Polícia Federal destacou que Michel Temer era o gestor da organização criminosa do PMDB. A parte relativa a este aspecto da questão está contida em reportagem de André de Souza, em O Globo.

POWER POINT – A Polícia Federal formulou um quadro (power point) incluindo os agentes corruptos e suas ligações com o presidente da República. Surgem no primeiro plano os ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha e o ex-ministro Geddel Vieira Lima.

A presença de Gedel Vieira Lima na linha de frente do esquema de suborno coloca-o ao lado de Eduardo Cunha. O doleiro Lúcio Funaro, que resolveu falar, revelou um detalhe singular: possuía e operava uma conta conjunta com Gedel Vieira Lima.

Na mesma denúncia a Polícia Federal incluiu Rocha Loures, o homem da mala noturna. E governo não conseguiu apresentar uma resposta convincente. Michel Temer apenas chamou de facínoras os delatores que decidiram colaborar com as investigações.

ALTO RISCO – O governo entrou novamente na faixa de alto risco, sinal vermelho aceso e cintilante. O som e a imagem da organização criminosa foram transmitidos intensamente a toda a população do país durante a tarde e a noite de ontem.

Escrevo este artigo ao anoitecer de quarta-feira. Na alvorada de quinta os jornais estarão reproduzindo a crise da véspera e a elevada temperatura que está atingindo registrada nos termômetros da opinião pública. Nesta altura dos acontecimentos, tão críticos eles são, que o surgimento de nova denúncia contra o presidente Temer deixa de ser formalmente importante.

Essa nova denúncia já está configurada nas telas e nas páginas da imprensa. Michel Temer não tem mais poder de evitar o desabamento, embora possa permanecer no Palácio do Planalto. Não poderá descer a planície dos fatos.

5 thoughts on “No Supremo, Rodrigo Janot derrotou Temer por 9 a 0, e Gilmar Mendes sumiu…

  1. Eu estava ERRADO.
    Realmente não precisamos de Forças Armadas para resolver nossos problemas morais e políticos.
    Pedi algumas vezes a intervenção constitucional das FFAA; não precisava e como os comandantes militares tem muito mais informações e preparo que eu, não deram ouvidos a tal; Graças a Deus.
    A sociedade por sua vez, pelo menos na parte formadora de opinião, sabe que as instituições estão cumprindo com seus deveres (delas); por isto, não é necessário mobilização para irmos as ruas pedir para ser feito o que estava já sendo feito e MUITO BEM FEITO.
    Tenho vergonha de ter um presidente como o tal, mas se for para o menos pior, que fiquemos com este ESTRUPÍCIO até o final de 2018.
    Bom dia para todos.

    • Gostaria de poder compartilhar essa certeza. Gilmar sabia dos votos de seus companheiros e preferiu não ser o único “certo” no STF. Há não muito tempo Joaquim Barbosa já tinha, entre outras coisas, espalhado ao país como se davam as votações no STF. O resultado dificilmente foi surpresa a algum deles. O fato é que o país ainda vai aos trancos, nunca deixou de ser assim. Os erros se repetem quando não se avolumam. Temer ainda é presidente, assim como Pezão no Rio e as coisas pararam. Para se fazer o errado, independe de hora, lugar, só de oportunidade, mas para se fazer o certo não. Muito tempo e energia precisam ser queimados para isso acontecer no Brasil. Não, as instituições não devem funcionar assim, não estão boas, nem seguras. Cabe ao povo cobrar e não pensar pelos governos, sacrificar-se para no fim tudo manter-se como está. As instituições são perenes, mas as pessoas que ditam seu ritmo e sua forma de atuar, não. Não é o povo que deve se adaptar as vontades destas pessoas, mas cobrar o devido zelo e trabalho destas que escolheram estas instituições como ofício. Ou que saiam, por vontade própria ou pela força.

    • Ficar pra que com este ESTRUPÍCIO?
      Em nome de uma estabilidade econômica mentirosa?
      É um farsante e não merece terminar o mandato.
      Que venha outro crápula, que obviamente também será apeado lindamente!!
      Isso sim é exercitar a democracia..Está errado em termos que aturar este elemento. Como o Sr. falou acertadamente: ESTRUPÍCIO.
      Simples assim.
      Atenciosamente.

  2. Com certeza seria derrotado também, se escondeu para não passar vergonha, é um ministro que não deveria fazer parte do stf, mas agradeçamos FHC por esta péssima escolha.

  3. Gilmar é um covarde. Não tem nem coragem de expor sua real opinião sobre o julgamento. Era voto vencido, com certeza, mas pra quê se comprometer com um dos lados, não é?

    E cada dia mais ele escreve uma página da sua decadente história. Lamentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *