Nomeação de filho de ministro do STJ ao CNJ une Centrão e o PT. Qual é a surpresa? Nenhuma.

CCJ do Senado aprova indicação de sobrinho de ministro do TSE para vaga no  CNMP - 07/06/2017 - UOL Notícias

Napoleão Maia indicou seu filho, totalmente despreparado

J.R.Guzzo
Estadão

De safadeza em safadeza, e com a regularidade das marés, a aglomeração de vossas excelências e outros peixes graúdos que ocupa os galhos mais altos das nossas “instituições” está varrendo da vida pública brasileira os últimos átomos de constrangimento, na hora de fazer o mal, que ainda possam resistir aqui e ali nessas cumieiras.

A ideia geral de que não se deve praticar certas coisas em público, porque “pega mal”, parece caminhar rapidamente para a extinção; daqui a pouco vai ficar mais fácil achar um mico-leão dourado. O que está valendo é o exato contrário.

TUDO ERRADO – Existe uma opção entre o certo e o errado, nesse ou naquele assunto? Então vamos fazer o que está errado. Acaba de acontecer, mais uma vez, com a decisão da Câmara dos Deputados de nomear o filho do ministro Napoleão Nunes Maia, proprietário de uma cadeira no Superior Tribunal de Justiça, para o Conselho Nacional de Justiça.

Pode parecer uma piada, e é uma piada – mas foi precisamente isso o que houve, porque nesse bioma a regra em vigor é “cada um cuida de si, e todos cuidam de todos”. E se aplicação da regra requerer que se cometa um deboche? Paciência; que venha o deboche, então, e depois a gente se arruma.

Nem se perdeu tempo, nesse caso, com a nomeação de algum concunhado do ministro Napoleão, ou o primo em terceiro grau, ou a sobrinha do colega que despacha na sala ao lado – foi o filho mesmo, direto.

INSULTO E INJÚRIA – É um desses casos em que o insulto se soma à injúria: como essa gente tem a coragem de nomear o filho de um ministro para o Conselho que está encarregado de julgar o comportamento do pai? Ninguém fica com vergonha – o pai, o filho e os 364 deputados que montaram e aprovaram essa tramoia? Ninguém, obviamente, tanto que o rapaz – cujas credenciais de jurista são iguais a três vezes zero – foi para o CNJ, numa operação conjunta do Centrão (cujo presidente discursou em plenário a favor do seu preferido) e do PT. Qual a surpresa?

Em coisas assim (“fundo eleitoral”, etc.) Centrão e PT estão sempre juntos. Na verdade, essa modalidade de trapaça é a preferida por nove entre dez magnatas da nossa vida pública: ninguém sabe direito o que é “CNJ”, nem se importa em saber – ou seja, é o lugar ideal para uma vigarice.

EXERCÍCIO FINDO – Depois de uns ruídos na hora da escolha, o assunto cai em exercício findo e todos os interessados ficam em paz. Por que iriam se preocupar com alguma coisa? A nomeação não poderia vir numa hora melhor para o ministro Napoleão.

Daqui a dois meses ele será obrigado a se aposentar do STJ – e a partir daí poderá ser acusado de corrupção pela Lava Jato. Nessas horas, nada como um filho no Conselho Nacional de Justiça. O respeito intransigente às “instituições” vai salvar o couro de todo o mundo.

16 thoughts on “Nomeação de filho de ministro do STJ ao CNJ une Centrão e o PT. Qual é a surpresa? Nenhuma.

  1. Pois é. É isso aí!

    Logo, logo também teremos noticias do tipo:

    Nomeação de filho de ministro do STJ ao CNJ une Centrão e a Bolsonaro. Qual é a surpresa? Nenhuma.

    A politica brasileira foi criada para ficar na eterna mesmice.

    O que antes era feito pelo PSDB, passou a ser feito pelo PT e agora é feito pelo Bozo.

    Por isso que eu digo: Por trás dos bastidores os psdebetes, as petistetes e as bolsonaretes estão morrendo de rir da nossa cara.

  2. ” O jornalista Ascânio Seleme, pergunta hoje em sua coluna no Globo: por que a Petrobras se nega a entregar para a defesa de Lula os documentos dos três acordos que fez nos EUA em razão dos escândalos da era petista?

    Ascânio mesmo responde, a estatal diz que os dados não tratam de corrupção, mas apenas de falhas contábeis e que, por isso, não interessa à defesa de Lula.

    Segundo Ascânio, quem escaramuçou a papelada, diz que a história é bem outra e que os documentos enviados ao Departamento de Justiça (DOJ), a SEC que é a Comissão de Valores Local, e a justiça de Nova York tem um capítulo inteiro só sobre corrupção. E nele, a petroleira não cita nem Lula, nem o PT, acusando apenas cinco ex-diretores da Companhia e dois governadores.

    No Brasil, a Petrobras participou de diversos julgamentos da Lava Jato como assistente da acusação, e assinou as denúncias em que Lula é acusado de chefiar uma organização criminosa, de enriquecimento ilícito, de lavagem de dinheiro e outras cositas más.

    A fantasia, por si só, já era ridícula, pois um sujeito que comandou o maior roubo da história trocaria contratos bilionários por um muquifo no Guarujá e um sítio mequetrefe como o de Atibaia? Imóveis que nunca estiveram em seu nome e sobre os quais jamais a Lava Jato apresentou qualquer prova.

    Não é somente a questão da inocência de Lula que está escancarada nesse artigo, mas os crimes de Moro, Dallagnol e demais procuradores para produzir um justiçamento político que colocou Bolsonaro na presidência da República e o próprio Moro no ministério da Justiça e Segurança Pública, como havia sido combinado de antemão com Paulo Guedes e Bolsonaro.

    Vamos ver que o cínico juiz corrupto escreve em seu twitter sobre essa revelação de Ascânio Seleme, o mesmo que lhe conferiu o troféu “Faz Diferença” das Organizações Globo, de forma pré-datada, revelando que a farsa de Moro tinha roteiro e direção dos estúdios do Projac.

    https://antropofagista.com.br/2020/10/31/o-globo-petrobras-nao-tem-prova-alguma-contra-lula-o-que-desmonta-a-farsa-de-moro/

        • Por Ascânio Seleme

          São absolutamente irresponsáveis os deputados Wadih Damous e Paulo Pimenta, dois dos mais conhecidos aloprados da tropa de choque do PT. A trama urdida com o desembargador Rogério Favreto para soltar Lula conteve desde a sua concepção uma dose excessiva, mortal, de apelo político e emocional. Mesmo desamparados por qualquer base jurídica, os dois aloprados, mais o alopradíssimo magistrado, também petista, queriam tão somente criar um fato de tal magnitude que transformaria qualquer argumento jurídico num fato político de difícil e complicada reversão.

          O que os dois parlamentares e o magistrado bolaram foi estarrecedor. Sem qualquer respeito ao processo legal, queriam soltar um criminoso com o único objetivo de criar uma situação política embaraçosa, imaginando que desta forma usurpariam a competência legal dando seguimento a um plano estúpido, politicamente falso, profundamente desonesto. O pior é que a chance do golpe colar era muito grande. Foi pensado, articulado e deflagrado de maneira a ocorrer num domingo, num plantão. Foi um gesto oportunista e covarde. A OAB deveria se manifestar sobre a ação destes dois maluquetes do PT.

          https://www.institutomillenium.org.br/vai-que-cola/

          Era isso que você queria ?

  3. Basta o filho (ou mesmo o pai) punir ou acatar uma punição a um político de que não se goste e o fato será aplaudido ou passará em branco em toda mídia tendenciosa.

  4. Sempre acho legal o Psb ser um partido de esquerda mas uma esquerda conservadora e leal ao povo Brasileiro, Psb de Miguel Araras, e agora com o Dep. Federal João Campos ( Psb ) – futura Prefeito de Recife – Pe.

  5. O artigo já começou na utopia (lugar nenhum, do grego). Ora, se os personagens, aos quais o articulista de refere, assomam, nas CUMIEIRAS, porquanto, sentir-se-ão todos isentos das críticas de J.R. Guzzo. Pois, em nosso léxico, ainda não se encontra grafado o termo: CUMIEIRAS, ou o seu singular.

  6. Centrão, extrema esquerda e direita são tudo farinha do mesmo saco, hoje uns mandam e outros tem inveja. Amanhã os invejosos de hoje estarão mandando. A coisa nunca muda em Pindorama, só os nomes dos caciques, a indiarada é sempre a mesma

  7. O judiciário brasileiro é composto por quase a totalidade de canalhas.

    O mal que fazem ao país e à população brasileira,
    é de tal ordem criminoso,que se julgam blindados,
    que nunca responderão por seus atos de crimes de lesa-pátria.Será?

    O que é esse STF (Somos Todos Farsantes),se não um covil de canalhas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *