Nova operação da Polícia Federal coloca na mira dois ex-ministros de Lula

Resultado de imagem para fortes e negromonte

Fortes e Negromonte se envolveram em corrupção

Deu no Estado de Minas

A empreiteira OAS e um diretório do PT na Bahia foram alvos da investigação deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira, 4. Já os ex-ministros Márcio Fortes (Cidades) e Mário Negromonte (ex-ministro de Cidades e atual conselheiro do Tribunal de Contas da Bahia), foram submetidos a diligências de busca e apreensão. A Operação Hidra de Lerna, que cumpriu 16 mandados de busca e apreensão, investiga um esquema de financiamento ilegal de campanhas políticas na Bahia e outro de fraudes em licitações e contratos no Ministério das Cidades.

Os mandados, em razão do foro por prerrogativa de função de investigados, foram todos deferidos pela Ministra Maria Thereza Rocha de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça. A PF cumpre mandados na Bahia, no Distrito Federal e Rio de Janeiro.

De acordo com a PF, uma das linhas de investigação recai sobre supostos esquemas para financiar ilegalmente campanhas eleitorais. A empreiteira sob investigação teria contratado de maneira fictícia empresas do ramo de comunicação especializadas na realização de campanhas políticas, remunerando serviços prestados a partidos políticos e não à empresa do ramo de construção civil.

NO MINISTÉRIO – Em outra direção, a Polícia Federal pretende investigar a ocorrência de fraudes em licitações e contratos no Ministério das Cidades. Mas a assessoria do atual ministro informou que não havia recebido nenhuma notificação sobre operação da Polícia Federal envolvendo recursos da pasta. Em poder das informações, o ministério afirma terá condições de avaliar do que se trata e de instaurar, imediatamente, Processos Administrativos Disciplinares para investigar a denúncia.

O Ministério das Cidades ressalta, ainda “a disponibilidade em colaborar com todas as informações necessárias para garantir eficiência e transparência na aplicação dos recursos citados”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O ex-ministro Márcio Fortes foi submetido à busca e apreensão exatamente no dia em que estava ocupado em conduzir o velório de sua esposa, no Memorial do Carmo. Ao contrário do que aconteceu no caso da falsa cirurgia da mulher de Guido Mantega, que ia viajar no dia seguinte com o marido para Paris e remarcou a passagem para este sábado, no caso de Fortes não houve qualquer crítica à ação dos federais. (C.N.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *