O amor de Gonçalves Dias a uma adolescente que mais parecia um anjo

Resultado de imagem para gonçalves dias

O “poeta nacional” do Brasil

Paulo Peres
Site Poemas & Canções

O advogado, jornalista, etnógrafo, teatrólogo e poeta romântico maranhense Antônio Gonçalves Dias (1823-1864), no poema “A Minha Rosa”,  retrata a beleza entre menina e mulher e entre mulher e anjo. Foi um grande pesquisador das línguas indígenas e do folclore brasileiro. Por seus poemas nacionalistas e patrióticos passou a ser conhecido como “o poeta nacional do Brasil”.

A MINHA ROSA
Gonçalves Dias

A mim! foi a mim que o ouviste?
Eu! — chamá-la minha rosa!…
De certo que é bem formosa,
Entre criança e mulher!
Se a vejo tão jovem inda,
Tão simples, tão meiga e linda,
Da vida no rosicler.

Podia chamá-la — rosa,
De musgo ou de Alexandria,
Rosa de amor, de poesia,
Mais lhe não dava que o seu;
Porque se essa flor mimosa
Já chegaste ao teu retrato,
Havias ver como a rosa
De repente esmoreceu!

Porém teu amor, querida,
Teu amor que é minha vida,
Que é meu cismar, que é só meu;
Esse que te faz formosa
Entre todas as mulheres,
Onde achá-lo?! — Minha rosa…
Minha és tu!… como sou teu.

Não nego que é meiga e linda,
Entre mulher e criança,
Tão jovem, tão meiga, e ainda
Da vida no rosicler;
Mas tu vales mais do que ela,
Não conheces bem teu preço,
Acho-te muito mais bela,
Como és, — entre anjo e mulher.

One thought on “O amor de Gonçalves Dias a uma adolescente que mais parecia um anjo

  1. 1) Grande Gonçalves Dias, poeta fundamental da brasilidade.

    2) Licença: até hoje muitos reclamam do termo “presidenta” que está no Dicionário.

    3) Mas ninguém reclama da palavra “Paralimpíada” que o VOLP – Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Letras, não registra.

    4) Considerando que o dissílabo “para” existe, o vocábulo “Limpíada” é só uma invenção midiática …

Deixe uma resposta para Antonio Rocha Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *