O banco do mensalão invade o esporte

Helio Fernandes

Quando o BMG começou a conversar com o Flamengo, para patrociná-lo, alertei o clube de dentro e de fora, daqui mesmo. Expressei meu temor assim: “Esse BMG é o banco do mensalão, como confiar nele?”

Devendo 333 milhões (dívida que já aumentou), o Flamengo não pôde nem exigir. Agora, os excelentes colunistas Jorge Luiz Rodrigues e Mauricio Fonseca mostram a realidade: esse BMG já controla 8 grandes clubes, continua querendo mais. Conversa com Botafogo e Vasco. Todo cuidado é pouco.

COINCIDÊNCIAS PELÉ-MARADONA

O brasileiro nasceu nos anos 40, redondo. O argentino nos 60, redondo. Pelé estreou em 1958, surpreendentemente antes dos 18 anos. Maradona, porque ainda não tinha 18 anos, surpreendentemente não foi convocado para a Copa da própria Argentina.

Tiveram vidas particulares inteiramente diferentes, mas eu estava na Itália em 1990, quando Maradona, sozinho, levantou uma cidade (Napoli) contra um país, (Itália) sendo estrangeiro.

Sem patriotismo, bairrismo, sectarismo, tendo visto os dois jogarem várias vezes, não tenho a menor dúvida: nunca mais aparecerão dois jogadores como eles.

Pelé tem muito mais títulos, o futebol brasileiro, apesar de toda a rivalidade, é sempre melhor do que o da Argentina.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *