O cantar da resistência de Zé Geraldo

O cantor e compositor mineiro, José Geraldo Juste, explica na letra de “Galho Seco” que nunca tudo está perdido diante dos obstáculos com que nos defrontamos.  A música foi gravada por Zé Geraldo no LP Ninho de Sonhos, em 1991, pela Eldorado.

GALHO SECO 
ZÉ GERALDO 
Quando um homem chega numa encruzilhada,
Quando a gente chega numa encruzilhada
Olha prum lado é nada
Olha pro outro é nada também
Aí o céu escurece, o céu desaba
Tudo se acaba.
Quando tudo tá perdido na vida
Só quando tudo tá perdido na vida
É que a gente descobre que na vida
Nunca tudo tá perdido, meu irmão.Eu andava acabrunhado e só
Perdido e sem lugar
Feito um galho seco
Arrastado pelo temporal
Pensei até
Em enrolar minha bandeira
E dar no pé
Eu pensei até em jogar fora a minha história
Os documentos e aquela fé

Fazia tempo que o sol não derramava
Luz na minha vidraça
Depois que tudo passa
O vento leva as nuvens negras
Noutra direção
Também pudera uma hora
Era o fogo que rasgava o chão
Outra hora era a água que
Descia e afogava toda plantação

Ainda bem que me restou o seu sorriso
Que me alumia a alma que me acalma
Quando é preciso
E como eu preciso.

(Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *