O cerco à Lava Jato está unindo políticos, banqueiros e grandes empresários

Charge do Bonifácio (bonifaciocartunista.worldpress.com)

Roberto Nascimento

Jamais, em tempo algum, esses poderosos poderiam imaginar que estariam na prisão ou na iminência de serem presos, a qualquer momento. Vivem em pânico a base de rivotril e calmantes. Observem só no noticiário recente, mostrando que mesmo após a deflagração da operação Zelotes, no ano passado, mais um integrante do Carf, aquele órgão julgador recursal do Ministério da Fazenda, base da Operação Zelotes, acaba de ser apanhado com a mão na massa e preso pela Polícia Federal. Ou seja, o conselheiro corrupto não deu a mínima importância ao fato de colegas seus terem sido presos negociando votos aos recursos apresentados pelos empresários.

Vejam a que ponto chegou a corrupção no país. Mesmo diante dos exemplos de figurões e políticos encarcerados, os corruptos continuam a delinquir.

IMPUNIDADE – Acho que estão acreditando e apostando em novas medidas favorecendo a impunidade, como a mordaça no Ministério Público, a volta da prisão somente após o trânsito em julgado em última instância e o execrável instituto do “abuso de autoridade”.

Será que o Poder Legislativo tem mesmo vocação para a autofagia e o precipício? Estão brincando com fogo; portanto, podem se queimar. Quando isso acontecer, o povo não moverá uma palha para tirar suas excelências do abismo, em direção ao qual caminham celeremente, por conta e risco próprios.

ACORDO SUJO – Já vi esse filme queimado diversas vezes. A aliança que levou Rodrigo Maia ao cargo de presidente da Câmara até 2017 está inserida na proteção a empresários e financiadores de campanha. O PT participou do acordo. Não importa para os políticos a sigla que vence uma disputa, e sim os objetivos de seus líderes. Com Rogério Rosso, seria a mesma coisa, com o detalhe de favorecer o grupo de Eduardo Cunha, o grande derrotado na vitória do deputado ultraconservador do DEM (Partido Democrata).

Para completar o cenário pessimista, há um complô para acabar com a Lava Jato, e o deadline (fim) da operação foi fixado para dezembro de 2016. Querem zerar o jogo a partir de 2017. Os políticos não aguentam mais o stress, a espera de que sejam os próximos a receberem a visita dos federais já pela manhã.

O FIM DA LAVA JATO – Vai acabar a Lava Jato não somente porque expõe as veias abertas da corrupção de empresários e dos três Poderes, mas também porque o povo não pode saber como agem seus representantes, já sabe demais e é preciso parar de informar o povo mais do que ele deve saber.

Vai acabar a Lava Lato porque as delações premiadas expõem gregos e troianos da classe A, que não aguentam as prisões por muito tempo sem caírem em profunda depressão. E também,  porque os empresários receosos da prisão não querem mais doar os superfaturamentos de obras públicas para o caixa 2 dos partidos políticos.

Vai acabar a Lava Jato porque temem o juiz Sérgio Moro e sua honradez, a sua agilidade no ato de sentenciar, além do ciúme de seus pares, que não aguentam mais os elogios que Moro recebe no Brasil e no exterior. Por fim, vai acabar a Lava Jato porque os que mandam consideram que cadeia foi feito para pobre entrar nela. Rico tem que estar em prisão domiciliar sem tornozeleira eletrônica.

Não há a menor preocupação com os destinos do Brasil, o foco é o fim da Lava Jato. E o que fazer?

 

40 thoughts on “O cerco à Lava Jato está unindo políticos, banqueiros e grandes empresários

  1. Esqueceu de um simples item, que agora completo o texto.

    -Vai acabar a Lava Lato porque as delações premiadas expõem demais os políticos do Partideco do Sultão de Paris, dona fernandetta II e toda sua Quadrilha de Franco-Caviares, e a Casa Grande não quer que seu único hospedeiro para outros fins tenham algum integrante preso pelo Dr. Juiz de Curitiba….

    Por falar nisso, será que foi pela dela~ções do cerveró que a Casa Grande deu um grande cala-boca mandando soltá-lo e curtir a “dentenção” em casa.???
    Só para recordar, e não custa nada tocar no assunto, cerveró quando fazia delações contra o Trololó petista estava tudo bem porque pegava em cheio as pelegaiadas e era um prato gourmets para os Jornalista Amestrados aliados do Partideco da Rainha.
    Depois que cerveró desandou de vez, abriu a bocona e começou a delatar o Capo de Paris, e filhos, de repente tudo mudou…….
    E para terminar e lembrar uma frase famosa.
    “O que é bom a gente divulga, o que é ruim a gente esconde.”., Ministro da Parabólica.

  2. Infelizmente para o país, falta a classe política brasileira uma visão de país. Nossas elites políticas e empresariais não têm planos quinquenais, sequer planejamento de curto ou médio prazo. Pensam tão somente na próxima eleição. As eleições são a meta dos Partidos Políticos.

    Senhores críticos, não vai aqui nenhum fundo ideológico, apenas a constatação de que vivemos constantemente em círculos sem sair do lugar, sem avanços constantes. Por esta razão advém as crises políticas e econômicas. Para que não pairem dúvidas aos críticos contumazes eis a nomeação:
    Revolução de 30
    Revolução Constitucionalista de 1932
    Golpe de Estado em 1937
    Crise do governo Constitucional de Vargas em 1954
    Revolta militar no governo Juscelino em 1956
    Crise da Renúncia de Jânio Quadros em 1961
    Golpe de Estado em 1964
    Crise militar em 1968
    Década perdida a partir de 1980
    Crise do impeachment de Collor
    Crise do impeachment de Dilma

    O país fica acéfalo no decorrer dessas crises abrindo espaço para líderes messiânicos sem nenhum compromisso com o desenvolvimento da nação.

    Agora mesmo, não há líderes que possam unir a nação. Estão de olho na eleição de 2018. Todas as medidas econômicas e políticas miram o próximo pleito presidencial.

    Temer anunciou no programa de entrevistas do jornalista Roberto D Avila que não pretende concorrer a reeleição. Então, quem se habilitará para substituí-lo dentro de dois anos e meio?

    No PSDB há um aluta aguerrida para ser o ungido do Partido. São eles: Serra, Alkimim ou Aécio.

    No PT parece que Lula deseja disputar.

    Na REDE Solidariedade, a candidata será Marina.

    Foi lançado ontem no programa de debates da Globo News das 23:00, pelo ex- presidente do BNDES do governo FHC, economista Mendonça de Barros, o nome de Henrique Meirelles atual Ministro da Fazenda de Temer para disputar e ganhar a eleição para presidente em 2018. Para isso, ele terá segundo Barros comentou no programa, que em dois anos e meio melhorar a economia para no ano da eleição tenhamos um crescimento de 4% do PIB. Bem, será esse detalhe que faltava nos bastidores políticos. Se realmente essa é a cereja do bolo político, creio que uma inconfidência foi liberada ao distinto público antes da hora. Com a palavra os candidatos do PSDB, os quais devem botar as barbas de molho. A disputa presidencial de 2018 começa a ficar interessante.

    Na política, não existe buraco vazio que não seja ocupado rapidamente.

  3. Newton, sei que voçê não vai gostar. Mas uma meia duzia de frequentadores estão a muito descacterizando a Tribuna da Internet com tanto besteirol. Enquanto você e outros frequentadores tradicionais, não preciso citar o nome pois todos sabemos quem são, se esmeram para dar um caráter de seriedade essa meia dúzia reduz a Tribuna da Internet local de galhofas. Nada posso fazer apenas lamentar.

    • A gente só pode lamentar, Aquino… Tenho muito em comum como você, sou um cara à moda antiga, criado na Turma do Zacatecas, gosto de porrada e de ter arma em casa, acredito na lei dos homens e também na chamada lei do cão, à qual apelamos em última instância.

      Também fico com o saco cheio desse pessoal que não entende a grandeza de haver um espaço verdadeiramente livre, onde a gente possa expor as opiniões e trocar ideias.

      Você sabe que no meu dicionário não existe a palavra desistir. Por isso, continuo aturando. Sempre lembro que há milhares de pessoas que gostam do blog e precisam dele, até mesmo para desabafar. Mas pode ser que um dia a tampa da minha paciência se esgote e eu aperte o botão do “foda-se” e vá cuidar da minha vida, escrevendo no blog de algum jornalista amigo, que são tantos, igual ao maestro Moacir Santos, na visão de um grande amigo dele, chamado Vinicius de Moraes.

      Vamos em frente, Aquino, enquanto houver saco…

      Abs.

      CN

      • Newton, sinto muito se aborreci você por ter entrado na brincadeira.

        Não acho que desvirtuou o blog. Mas você é que sabe como se sentiu, como se sente.

        O blog é seu. Desculpa.

        • Não te entendi, Ofelia. Em nenhum momento me referi a você, que hoje compreende e curte o blog, sem querer usá-lo para nada, assim como eu mesmo faço. Nem sei há quantos anos existe este blog, sem que seu objetivo seja entendido pelos frequentadores. É natural que eu esteja de saco cheio (desculpe a expressão chula, você é jornalista, está pouco ligando…). Minha bronca não tem nada a ver com você, mas apenas com quem não sabe usar o blog e tenta manipulá-lo, ridiculamente. Muitos comentaristas abandonam o blog, aborrecidos com meu excesso de liberalidade. “E a resposta é o silêncio, que atravessa a madrugada”, como dizem dois gênios da MPB, Elton Medeiros e Hermínio Belo de Carvalho, em “Pressentimento”, na voz de Elizeth Cardoso. Bons tempos…

          Relaxa, Ofelia, e vamos em frente, sem ligar para essa canalhada.

          CN

  4. Aquino,

    desculpa eu falar. Mas um pouco de humor não faz mal a ninguém.

    É tudo verdade. Se estivessem brincando o tempo todo vá lá.

    É como diz o anúncio da LG (esqueci). A vida ou viver sei lá, fica melhor ‘when you play more’.

    Acabou aqui, todo mundo fala a sério. Não se aborreça com isso.

    • Freud já mostrou que o chiste evita o histerismo. Algo para ser serio não precisa ser triste. Hitler odiava a Frente de Bronze pois ela o tratava com humor e nada melhor que o humor para colocar o autoritarismo a nu , como fazia O Pasquim.

  5. Pingback: O cerco à Lava Jato está unindo políticos, banqueiros e grandes empresários – Debates Culturais

  6. Concordo com você Ofélia, estamos precisando de mais humor, o qual perdemos com o fim do Pasquim, o grande semanário. Quantas saudades daquelas piadas inteligentes.

    Só fico triste com ataques pessoais. Já fui chamado de louco, bebado e dinossauro. Humor não faz mal a ninguém.

    O BLOG está bombando com acessos exponenciais. Leio a Folha e o Estadão que não chegam nem perto nos acessos comparados a Tribuna da Internet. Parabéns a todos nós.

    Ninguém comentou sobre o lançamento da candidatura de Henrique Meirelles a presidente em 2018 lançada por um membro do PSDB. Com a palavra os eternos candodatos tucanos.

    No entanto o candidato de Temer é o próprio Temer. Ele será o indicado pelo PMDB. Alguém duvida?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *