O Dia de Luta não foi de Lula nem de Dilma, sem “reabilitação”. Recordações efetivas, elucidativas, afetivas de uma época sem Google. Que para este repórter não existiu e jamais existirá. Devia valer como fonte eventual, não para o que já chamam de “cultura” indispensável. CPI da Câmara sobre a CBF. Corrupção oficial assaltou Caixa, BNDES, BB.

Helio Fernandes

A quinta-feira de Luta foi um fracasso completo, houve manifestação rara e sonolenta em 19 estados. Por que não aconteceu nada nos outros 8, completando os 27 com a inclusão do Distrito Federal. Em matéria de número e de entusiasmo, nem de longe aparentava reivindicação.

A partir do dia 6 de junho, o povo nas ruas é notícia imprescindível, impreterível, indispensável, pelo menos no noticiário. As manifestações indevidamente chamadas anteontem de “reivindicações” tinham todas caráter de protesto pessoal, lutavam por conquistas de classe. Não que essas tentativas não devam ser consideradas, muito ao contrário. Mas é que vieram “chanceladas” pela proteção oficial (de Lula e de Dona Dilma) e a disposição visível de confronto e comparação com o POVO NAS RUAS, desde 6 de junho.

Estes, por recomendação de lideranças, que em número pequeno apareceram com o rosto descoberto, praticamente fiscalizavam se tudo estava acontecendo como determinaram. Apenas um grupo não totalmente identificado pedia o impeachment de Sergio Cabral, o grande perdedor de toda essa movimentação de 36 dias, pelo menos no Rio.

Além de ter desperdiçado o caminho político, pode até ficar sem a residência pessoal e particular no Leblon. Os moradores do prédio estão desesperados e exigindo a saída dele, não têm mais sossego ou tranquilidade. Anteontem, nas ruas perto do Palácio Guanabara, mais policiais do que manifestantes. E pela forma como agiam, esses policiais lembravam o início de tudo e o comportamento do governador e do prefeito de São Paulo.

O que há é que, no Rio de Janeiro e em outras cidades, grupos radicais e antidemocráticos estão tumultuando as manifestações pacíficas. Isso já está bastante claro. E só atuam encapuzados.

Mas o governador e o secretário de Segurança nada veem, porque também estão encapuzados, só que colocaram as máscaras de trás pela frente.

AS REVOLUÇÕES TECNOLÓGICAS

Vivemos um tempo de revoluções tecnológicas assombrosas, que transformam o conhecimento e o comportamento, até de um dia para o outro. Nem sempre foi assim, claro. Mas a mídia, que antigamente tinha possibilidade de comentar as invenções, hoje só pode apressadamente aceitar e incorporar tudo, sem a menor restrição.

As invenções já surgem perfeitas e acabadas. É só usá-las, antes que fiquem ultrapassadas em dias ou horas. Por elas mesmas, as invenções, e não por decisão da mídia, como acontecia antigamente.

Anteontem, publicaram como revelação: “O primeiro celular está completando 40 anos”. Exagero, nem perto da verdade. É possível até  que tenham existido exemplares, raros, como o que mostraram ilustrando a pretensa notícia. Parecia um daqueles telefones pretos fixos, enormes, nada a ver com os aparelhos revolucionários de hoje.

Segundo números oficiais, o Brasil já tem mais celulares do que habitantes, o que evidentemente mostra que muita gente tem mais de 1 celular, dois e às vezes três. Inacreditável, nada contra. Mas isso tem mais ou menos 15 anos, não muito mais, embora aumentem exageradamente o tempo.

(Em 1978, o Millôr escreveu para Fernanda Montenegro uma peça com o título “Computa, computador, computa”. Isso há 35 anos, nenhuma importância, o Millôr estava sempre na frente, é eterno. Quando encontrar com ele, farei a confissão,que nem é revelação).

O SONHO E A FÉ DE ALCKMIN

O governador de São Paulo joga tudo na reeleição, para então ficar na vez para tentar o Planalto pela segunda vez, em 2018. Não acredita que esse Congresso cheio de parlamentares candidatíssimos vá aprovar o fim da reeleição e a equiparação de todos os mandatos em 5 anos, de presidente a vereador.

Anestesiado pela ideia de mais uma tentativa presidencial, sabe que precisa ser novamente governador. Embora desconfiado com o silêncio de Serra, pede a Deus que lhe mande um destes dois adversários: Padilha ou Mercadante. Este já foi duas vezes derrotado para esse mesmo cargo. Mas Alckmin ainda prefere o ministro da Saúde, não esconde: “Desse eu ganho primeiro turno, sem qualquer esforço”.

PRESIDENTE DA CÂMARA NÃO OUVE
A VOZ DAS RUAS. PREFERE MARIN E CBF?

A Câmara começou o trabalho de formação de uma CPI sobre os gastos do país com os famosos “elefantes brancos”. E de passagem, investigar o presidente da CBF e seu passado de servidor da ditadura, de corrupto (vice de Maluf é o quê?) e participante dos movimentos iniciais para a prisão e assassinato de Herzog.

Marin não perdeu tempo. Foi à Câmara, recebido estrepitosamente pelo presidente, nem demorou: convidou-o para chefiar a delegação da seleção, que vai à Europa para mais um amistoso.

Antes de Henrique Eduardo responder, o corrupto da ditadura completou: “Eu também vou”. O presidente da Câmara aceitou o “convite” e imediatamente se mobilizou para que a CPI da CBF não avançasse. E o povo nas ruas ficará em silêncio? Que República.

O JEITINHO DO JATINHO

A FAB recebeu um oficio para informar o seguinte: “A partir de 2002, quais e quantos civis requisitaram jatinhos”. Pura tolice, mistificação, uma forma de enganar a opinião pública. A FAB, lógico, tem condições de fazer esse levantamento em pouco tempo. E o que farão com esse relatório?

Dona Dilma, pela Constituição, é a comandante-em-chefe das Forças Armadas, fato que provavelmente ainda não descobriu ou constatou. Se acordasse, bastaria que desse uma ordem ao ministro da Defesa, ou diretamente ao comandante da FAB: “Nenhum civil, em nenhuma hipótese, pode requisitar jatinhos”. E poderia acrescentar: “Seja quem for e para o que for”. Essa a mobilidade urbana do ALTO.

BNDES E A TRANSPARÊNCIA

Sua diretoria deu a informação: “Emprestou 2 BILHÕES E 300 MILHÕES ao metrô de São Paulo”. De acordo com a legislação da Transparência, faltaram dois itens importantes: 1 – o metrô é público ou privado? 2 – de quanto será o juro e o prazo para pagamento?

CAIXA ECONÔMICA E O CORINTHIANS

Conforme informei aqui há 15 dias, recusou um empréstimo de 400 milhões para construção do estádio do Corinthians. Motivo: não gostou das garantias, não eram suficientes.

Agora, mudou de convicções, as garantias, as mesmas, foram consideradas excelentes. O que mudou em tão pouco tempo? A tecnologia de comunicação. O ex-presidente Lula chamou o presidente   da Caixa para o seu Instituto, ele foi logo.

E gostou tanto da conversa que, em matéria de garantias, desconversou sobre a negativa, que passou a positiva, o empréstimo-financiamento sairá logo. Com “juros privilegiados”, “beneficiados”, “favorecidos”.

BILHÕES DA CORRUPÇÃO PADRÃO FIFA,
RELACIONADOS COMO “EMPRÉSTIMOS”,
SEM FALAR NOS BILHÕES DO EIKE

Tentam enganar o cidadão-contribuinte-eleitor e já chamam essa nova corrupção oficial de “empréstimo”. Para começo de conversa, os juros são baixíssimos. E quando serão pagos? E os “empréstimos” ao Eike, ultrapassadas todas as garantias.

No caso do ex-maior rico do Brasil e do mundo, até os grandes bancos particulares do Brasil foram logrados e lesados. Não faz mal, aumentem os juros e as taxas para empresas menores e cidadãos necessitados. Uma névoa de corrupção ronda o país.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

24 thoughts on “O Dia de Luta não foi de Lula nem de Dilma, sem “reabilitação”. Recordações efetivas, elucidativas, afetivas de uma época sem Google. Que para este repórter não existiu e jamais existirá. Devia valer como fonte eventual, não para o que já chamam de “cultura” indispensável. CPI da Câmara sobre a CBF. Corrupção oficial assaltou Caixa, BNDES, BB.

  1. Postado na página http://www.facebook.com/valmor.stedile conforme segue:

    O DIA NACIONAL DO LULA – O mestre Helio Fernandes comenta em sua Tribuna da Imprensa deste sábado o fracasso das manifestações da última quinta-feira, 11 de julho. Repórter bem informado, ele garante que a presidente Dilma também deu sinal verde aos protestos e não teriam sido estimulados apenas pela ala lulista: “As manifestações indevidamente chamadas anteontem de ‘reivindicações’ tinham todas caráter de protesto pessoal, lutavam por conquistas de classe. Não que essas tentativas não devam ser consideradas, muito ao contrário. Mas é que vieram ‘chanceladas’ pela proteção oficial (de Lula e de Dona Dilma) e a disposição visível de confronto e comparação com o POVO NAS RUAS, desde 6 de junho”. Quem sabe mais adiante isto possa ser desvendado, a idéia do poste não faz bem ao Brasil.

    REVOLUÇÕES TECNOLÓGICAS – Helio Fernandes chama atenção para a transformação do comportamento e do conhecimento, impulsionada pelas chamadas revoluções tecnológicas que também impulsionam o povo nas ruas surpreendendo governantes e políticos: “Vivemos um tempo de revoluções tecnológicas assombrosas, que transformam o conhecimento e o comportamento, até de um dia para o outro. Nem sempre foi assim, claro. Mas a mídia, que antigamente tinha possibilidade de comentar as invenções, hoje só pode apressadamente aceitar e incorporar tudo, sem a menor restrição. As invenções já surgem perfeitas e acabadas. É só usá-las, antes que fiquem ultrapassadas em dias ou horas. Por elas mesmas, as invenções, e não por decisão da mídia, como acontecia antigamente”.

  2. Dia de Luta, um verdadeiro pesadelo para o PT, CGT, MST e outros das bandeiras e camisetas vermelhas.
    Começaram a sentir o cheiro da derrota e da revolta popular. Manifestações sem sentido algum e ainda por cima remunerando com R$ 50,00/R$60,00 a participantes.
    Neste ultimo caso o Ministério Publico, Policia Federal ou quem de direito deveria estar investigando se esse dinheiro não tem origem no Imposto Sindical que e distribuído para esses arruaceiros. Começaram fazendo arruaças nas passeatas legitimas e tentaram se colocarem como mocinhos nesta historia onde os verdadeiros heróis são o POVO.
    A grande e real demonstração ficou na prova que o povo condena essa pelegada que viveu até hoje na exploração do operário e trabalhadores brasileiros. Seus supostos lideres nunca sujaram suas mãos produzindo qualquer coisa que seja para o Pais. A unica coisa que sempre fizeram foi badernas e prejuizos causados com suas greves no desenvolvimento do Brasil. Lula e Dilma são em parte grandes articuladores desse grupo de baderneiros.

  3. TODOS SABEMOS QUE “TRANSPARÊNCIA” SÓ EXISTE NA TEORIA POIS NA HORA QUE DECIDIRMOS COLOCAR OS LADRÕES DO DINHEIRO PÚBLICO NA PRISÃO E DEVOLVEREM O DINHEIRO ROUBADO. ACHO QUE É SÓ QUERER MAS QUEM DESSES QUE ESTÃO NO PODER VAI DÁ UM TIRO NO PÉ?SERÁ QUE O POVO NAS RUAS PEDINDO QUE SEUS DIREITOS FUNDAMENTAIS SEJAM RESPEITADOS NÃO VAI DÁ EM NADA?QUEM REALMENTE PODE FAZER COM QUE O ATUAL ESTADO MUDE? R -NÓS O POVO CONTRA TODOS.

  4. O MELHOR ESTÁ POR VIR é nosso, é do Brasil. Obama, sem-vergonha, copiou essa frase da RPL. Tio Sam Espião, CIA, nazi-fascistas e mercenários luso-tupiniquins tentaram golpear o Brasil, usando grande parte da nossa juventude brasileira como inocentes úteis, enganando-a como tentam enganar a todos o tempo todo, e se deram mal, quebraram a cara, a casa caiu. Aleluia. Alvíssaras. Parabéns ao Requião, pela sua fala no senado em relação à espionagem. Há vida inteligente no Planeta Brasil. Paticipei do site, OP (Observador Político), do IFHC, que me parecia um pesqueiro de idéias, tendências, opiniões e projetos, e alí me senti o tempo todo espionado por agentes da CIA e até do nazi-fascismo nacional, mascarados, que faziam tabelinha, como se estivesse tudo orquestrado, com os quais bati de frente e pelos quais fui muito ofendido e muito hostilizado face às minhas idéias, opiniões e projetos independentes para o Brasil e América do Sul, e cheguei a revelar lá mesmo isso que estou dizendo aqui e agora, onde afirmei tb que a Internet passou a ser o mais eficaz instrumento da espionagem norte-americana. E resisti às pancadarias lá no OP até o fim para ver até onde pretendiam ir, e chegaram até a época dos protestos nas ruas, mês em que congelaram o site. E tem mais, em defesa dos nossos projetos em contraponto ao continuismo da mesmice da situação, da oposisão e do golpismo, liguei ao nosso Megaprojeto, RPL-PNBC-ME, a expressão, “O MELHOR ESTÁ POR VIR”, que depois que a usamos na rede, Obama a repetiu em sua campanha à reeleição. Está tudo registrado na rede, cronologicamente, onde cansei de dizer que estávamos sendo espionados. E em junho, só os completamente alienados não perceberam que a CIA, o nazi-fascismo nacional e seus tentáculos (mascarados), inclusive midiáticos, estiveram de mãos dadas nas ruas do Brasil, promovendo o caos, a confusão, aproveitando-se do impulso do MPL, camuflados em meio ao rosto e à ingenuidade da juventude, que, em grande parte, infelizmente, entrou de gaiata no navio do golpismo, fato esse que denunciamos à exaustão simultaneamente aos acontecimentos, inclusive aqui, denúncias que fizemos à título de alerta máximo, e que ajudou a desembarcar o MPL da confusão, rapidamente, que acabou entendendo o que estava acontecendo. Em seguida, a crise do Egito, o golpe, e a ascensão do presidente do STF Egípcio à presidência daquele país. E daí, a pergunta que não conseguirão calar: será que a intenção de Obama não era fazer o mesmo no Brasil, em relação a Joaquim Barbosa, tudo orquestrado ?

  5. OU BRASIL ACABA COM A SONEGAÇÃO FISCAL OU A SONEGAÇÃO FISCAL ACABA COM O BRASIL.

    Tudo bem Hélio, estou de acordo com a necessidade de se combater todos os tipos de corrupção. Porém, é intrigante o eloquente silêncio da TI acerca da mãe de todas as corrupções, a sonegação fiscal, cujos ícones são a Vale e a Globo. Vamos aos números:
    Sonegação fiscal em 2011 – 415 bilhões;
    Sonegação fiscal em 2012 – 425 bilhões;
    Sonegação até a presente data em 2013 – 220 bilhões.
    Fonte: Sindicato do Procuradores da Fazenda Pública (vide http://www.sonegometro.com).

    Ou seja em apenas 2,5 anos a sonegação ultrapassa mais 1 trilhão.

    Então não dá ficar falando abobrinhas e fingir que não existe a mega sonegação das elites brasileiras.
    Abaixo o jornalismo abobrinha.

  6. Ecad diz que Globo deve 2 bilhões de reais por não pagamento de direitos autorais
    O Ecad, órgão que arrecada direitos autorais, luta atualmente no Judiciário contra a TV Globo. Em valores atualizados, segundo Glória Braga, dirigente do Ecad, o débito da TV Globo com a classe artística ultrapassa 2 bilhões de reais.

    “Os artistas são prejudicados pelo não pagamento de direitos autorais ao Ecad, que fica inviabilizado de distribuir aos compositores a devida retribuição pelo uso das suas músicas”, escreveu Glória Braga para o site Terra. “Eles poderiam receber muito mais não fosse a inadimplência de grandes usuários de música, entre eles TV Globo.”

  7. Ecad diz que Globo deve 2 bilhões de reais por não pagamento de direitos autorais

    Do portal Terra

    Ecad, órgão que arrecada direitos autorais, luta atualmente no Judiciário contra a TV Globo. Em valores atualizados, segundo Glória Braga, dirigente do Ecad, o débito da TV Globo com a classe artística ultrapassa 2 bilhões de reais.

    “Os artistas são prejudicados pelo não pagamento de direitos autorais ao Ecad, que fica inviabilizado de distribuir aos compositores a devida retribuição pelo uso das suas músicas”, escreveu Glória Braga para o site Terra. “Eles poderiam receber muito mais não fosse a inadimplência de grandes usuários de música, entre eles TV Globo.”

  8. “Uma névoa de corrupção ronda o país”, Helio? Você pegou leve. Creio que a corrupção transformou-se em uma nuvem de tamanho inimaginável e tomou os céus do Brasil (e do mundo). Você permite que eu não comente suas análises aqui? É que eu acordei com uma imensa saudade do Darcy Ribeiro, um dos mais respeitados antropólogos do mundo(livros publicados em vários idiomas). Graças a ele, tivemos os CIEPs – Centros Integrados de Ensino Público – desgraçadamente abandonados após os dois períodos em que Leonel Brizola governou o estado do Rio de Janeiro. Darcy lutou tanto!!! Quis apresentar (e apresentou!!!) para nós a diversidade existente na Antropologia (Antro = Homem / Logia = Estudo). O grande Professor Darcy foi até morar com os índios, por mais de 15 anos!!!Quantos tipos de HOMEM existem? Por que são como são … e como são formados? O que decide e influencia, efetivamente, na “caracterização” das diferentes espécies? Cada HOMEM obedece aos seus ritos próprios, aos seus Costumes, às suas Crenças (de muitas origens), às suas vestimentas – que variam em conformidade com a Natureza, com o Dia, com a Época, etc. O Professor Darcy Ribeiro estudou tudo isto!!! Ele dizia: “Conversar com índio, com um nativo, é uma coisa: conversar com um homem que privilegia o poder do dinheiro … é outra, muito diferente”. Já pensou, Helio, se Darcy fosse vivo hoje? Um estadista que iria falar sobre a Educação, sim, mas principalmente sobre a Compreensão e Entendimento entre os homens.
    Peço perdão a você, Professor Darcy Ribeiro!!! Eu, lacerdista ferrenho, te detestava, quando jovem!!! Mas … vieram os anos, veio a maturidade … li livros sobre você … e percebi do quanto eu estive errado por tanto tempo!!! A Revolução Cultural-Antropológica-Sociológica-Filosófica do Brasil, teria sido iniciada por você, Grande Professor. Quando eu deixar este Plano aqui, tão exposto aos imbecís, aos sectários (intolerantes, fechados às outras opiniões) e maus, me curvarei diante de você, e beijarei sua mão. Ah! Brasil! Não temos mais Darcy Ribeiro!!!

  9. Fracasso apenas na visão da TI, cujo DNA, desde os tempos do lacerdismo, odora golpe ao Estado democrático de direito.

    Saiu no Globo, pág. A6, da edição nacional:

    ARTIGO: CENTRAIS SINDICAIS SE FIZERAM OUVIR NO PAÍS

    De Adalberto Cardoso, professor e pesquisador do Iesp-Uerj

    As centrais sindicais foram às ruas na quinta feira, dia 11, com uma pauta classificada por alguns como “corporativa” e restrita a “temas trabalhistas”, de interesse de uma minoria. Essa interpretação erra o alvo. Jornada de trabalho e regras de aposentadoria, dois dos temas salientes da convocação das centrais, são afeitos a todos os que ganham a vida trabalhando.

    Na ponta do lápis, 55 milhões de brasileiros contribuem para a previdência social, e cerca de 123 milhões de pessoas vivem em famílias nas quais pelo menos um membro contribui. Além disso, 40 milhões de brasileiros trabalham 44 horas por semana ou mais, e 103 milhões de pessoas vivem em famílias em que pelo menos um membro trabalha essa jornada (dados da PNAD-2011, última disponível).

    Trabalhar menos e se aposentar com decência são conquistas civilizatórias universalizadas no século XX nos países mais ricos, mas permanecem uma promessa no Brasil. E são demandas históricas de nosso sindicalismo.

    Julgadas contra o pano de fundo das jornadas de junho, que levaram mais de um milhão de pessoas às ruas, metade delas jovens de 24 anos ou menos (segundo a pesquisa IBOPE divulgada no Fantástico), a manifestação puxada pelas centrais sindicais e outros movimentos organizados pareceu um fracasso. Outro engano.

    Os avanços mais evidentes das administrações petistas ocorreram no mercado de trabalho. Foram quase 20 milhões de empregos formais criados em 10 anos, isto é, 20 milhões de novos contribuintes para a previdência social.

    O ganho de renda das famílias entre 2002 e 2011 também foi expressivo, de mais de 35% em termos reais, tendo chegado a 80% em alguns estados do Nordeste, ainda segundo a PNAD. A inflação recente, que atinge mais fortemente os mais pobres, porque puxada sobretudo pelos alimentos, vem corroendo em parte esses ganhos, mas a maioria das categorias tem conseguido aumentos de salários acima dos índices oficiais de inflação, segundo o DIEESE.

    Ou seja, se há insatisfação de parcelas da população quanto à sua qualidade de vida, essa insatisfação não parece ter origem no mercado de trabalho. E no entanto, as centrais sindicais, com uma pauta com viés de classe (e não difuso como as jornadas de junho), se fizeram ouvir no país inteiro, com passeatas em todas as capitais e centenas de cidades do interior, bloqueios de estradas e acesso a portos e, no caso do Rio de Janeiro, confronto com a PM, que vem utilizando violência excessiva contra os manifestantes. Não colocaram um milhão de pessoas nas ruas. Mas mostraram que continuam ativas, e que são capazes de causar prejuízos à economia e aos poderes públicos, seu principal recurso reivindicatório.

  10. Mais uma pro moribundo Mercosul, que só deu prejuízos para o Brasil:

    O Paraguai que sentiu na pele o que é esta retrógrada instituição, que o expulsou por estes motivos, decidiu que não quer mais voltar para o Mercosul.

  11. E os zés e marias? Onde estão nisso tudo?
    .
    A isenção é uma atitude difícil. Observar fatos e não colori-los com nossos interesses e necessidades, convenhamos, é privilégio de poucos. Nisso está que toda maioria é medíocre em contraponto com a originalidade:
    “O medíocre aspira a confundir-se com os que o rodeiam: o original tende a diferençar-se deles. Enquanto um se concretiza pensando com a cabeça da sociedade, o outro aspira a pensar com a própria cabeça – José Ingenieros”. Isso não é novo, é de 4 a. C., é de Sêneca:“…são sempre uma massa, o que quer dizer, mediocridade coletiva”.
    A verdade não é quantitativa. Sim, mas o voto o é; a representação e democracia também o são, tanto como são: mitos, hipocrisias, cinismos e inverdades.
    Nem a pureza dos protestos iniciais, tampouco o profissionalismo político dos que pongaram no bonde da história estavam constituídos dos que desde os primórdios de nossa falaciosa democracia, efetivamente, elegem o grupo governante.

    Nunca vi tanta chuva por aqui pelo nordeste.

  12. Quer dizer então que o tal “sindicalista-deputado” pagou para manifestantes em valores de 50 á 100 reais para participarem dos enventos de ontem.??
    Paulinho da Força nunca me enganou, ainda mais depois que andou de braços juntos com serra e alckimim…..

  13. José para onde?
    .
    Parece consensual que estamos feito barata tonta atravessando galinheiro. Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. A fase, agora, é de calmaria. Até quando? Estamos num processo revolucionário ou não? As interrogações povoam a imaginação com algumas exclamações; porém, que há algo no ar, há e o cheiro não é agradável. Talvez esta seja a única certeza. O ventilador não está desligado; está na velocidade mínima. Passando para o fogo poder-se-ia dizer que as bolinhas principiam a surgir no fundo da panela. Outros diriam: a batata está assando. De quem?

    Embora alguns já tentem empurrar o abalo sísmico para “é a economia, seu estúpido!”, isentamente, não se pode afirmar que o seja. O café do amanhã de manhã, não o de hoje é que está por detrás de tudo isso. Engels de próprio punho afirmou que nem ele, nem Marx jamais foram além de que a economia era fator determinante, portanto, os que a ela concediam exclusividade convertiam aquela tese numa frase vazia, abstrata e absurda.

  14. Sempre escrevi aqui que as verdadeiras revoluções , que realmente trazem benefícios sociais, são as tecnológicas ao contrário das políticas que até agora só pioraram uma realidade que prometiam transformar num paraíso.

  15. H.Pires disse…
    RECEITA DE UMA “SOPA” RÁPIDA, PARA QUALQUER UM PASSAR MAL, E LEVAR QUALQUER OUTRO A FALENCIA:

    a) Pega-se a petroleira OGX, do grupo EBX de Eike Batista(o falador); depois junta-se….

    b) Pedro Malan(PSDB/FHC) fazia parte do conselho desde 2008. Foi ministro da Fazenda de 1995 até 2002. Depois junta-se…..

    c) Tourinho(PSDB/FHC) estava na OGX desde 2008. Foi ministro de Minas e Energia entre 1999 e 2001, além de ter sido presidente do conselho da Petrobras. Depois junta-se…….

    d) Conselheira Ellen Gracie(PSDB/FHC), foi presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de 2006 a 2008.

    e) “Salpica” dentro os calunistas da midia, tipo isso ai da foto;

    f) Mistura-se tudo, “chacoalha” na panela, leva-se ao fogo e…….

    EXPLODIU TUDO!

    Parabéns DIREITA. VOCES SÃO UM ESTRONDO!
    12 de julho de 2013 21:19

  16. DIA SETE DE SETEMBRO.
    FAREMOS A MAIOR MANIFESTAÇÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL.
    APENAS UMA BANDEIRA, A DO BRASIL, ESTARÁ PRESENTE. OUTRAS, SE SURGIREM, SERÃO EXPULSAS, TAL COMO FIZEMOS ANTES.
    Tenho conversado com jovens de 20 anos e menos. Pergunto para eles: “Roubar está certo?”
    E prossigo: “Minha geração fracassou, estamos deixando o Brasil nestas terríveis condições para vocês. Agora, a hora é de vocês. Não prestem atenção a nenhum ismo. Inventem o “brasileirismo”, que é o que importa. Como conseguirão? Não saiam mais das ruas, e todas as respostas virão. Vocês já ouviram falar de Abraham Lincoln? Ele disse: ‘Em uma Revolução verdadeira, a letra R é dispensada’. O Brasil é riquíssimo, porém sempre roubadíssimo”.
    SETE DE SETEMBRO !!! ESTAREI NA RUA NOVAMENTE !!!
    OU FICAR A PÁTRIA LIVRE / OU MORRER PELO BRASIL

    Vamos EXIGIR muitas mudanças.

  17. Caro jornalista Hélio Fernandes,
    Opinião do senhor José Belém, mineiro de Araguari,de 97 anos, em sua caminhada matinal, desabafou-me hoje: Oportunidade de ouro, hoje, para que os próprios políticos ouçam a voz das ruas, antes que seja tarde para eles!”
    Somente acatei a voz da experiência.
    Abraço,

  18. Caro jornalista,
    Mais uma opinião do amigo Belém, entre um pigarro e outro: “Esse rapaz americano que entregou o segredo, é melhor ficar na Rússia que vir se esconder em uma ‘caixa de sapatos’ na América do Sul!”

  19. “China inaugura o maior edifício do mundo: praia e sol artificiais” … está na internet, com fotos e tudo. Enquanto isso … o povo chinês segue usando 200 milhões de latrinas (buracos feitos) nas ruas (Folha de SPaulo, citando a agência e tudo), uma benesse (argh!!!) do governo.
    Eis aí, pessoal, mais uma Super Potência Mundial!!!
    Férias, 13 salário, direitos trabalhistas, carga horária na fábrica, assistência médica e outras besteiras … disso, os trabalhadores chineses nunca ouviram falar.
    Êita mundão! Mas, é o que temos.

Deixe uma resposta para Miguel Ventura Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *