O endeusamento do juiz Moro e a demonização do Supremo

Moro aplaudido na Associação dos Jornalistas Investigativos

Francisco Bendl

Evidente que toda essa discussão sobre a gravação telefônica entre Dilma e Lula diz respeito à proteção do ex-presidente e como elevá-lo à condição de foro privilegiado.

Li uma reportagem na Zero Hora explicando que, ao conversar com Lula através de um aparelho que não estava protegido de escutas, a presidente abriu mão da segurança nacional, pois os telefones que Dilma usa oficialmente possuem sistemas criptografados, que impedem exatamente a captação do que ambos combinavam para driblar a Justiça.

Agora, há muito bate boca sobre esta questão, que Moro errou em dar publicidade à maneira informal como o casal petista tramava a blindagem do ex-presidente, e de juristas de renome declarando que o juiz paranaense não cometeu qualquer exagero.

IRA DO POVO

No entanto, fácil é constatar que a adoração por Moro do brasileiro preocupa o Judiciário acima da primeira instância, recaindo sobre o STF a ira do povo quando algum ministro decide ir de encontro à vontade do cidadão que almeja se ver livre de Dilma.

Soma-se às interpretações que as escutas foram ilegais o abalo nas estruturas dos poderes Executivo e Legislativo, que o juiz Moro produziu ao levar adiante o combate aos roubos contra a Petrobrás, elevando-se à categoria de inimigo público nº 1 do PT, aliados políticos, Lula e Dilma, Quem prima pela decência na política e não suporta mais tanta corrupção e desonestidade, considera Moro o defensor nº 1 do Brasil na luta contra a imoralidade e falta de ética.

DENTRO DO JUDICIÁRIO

Na razão direta que alguns ministros do STF se sentem comprometidos com o Planalto e manobram para que suas decisões favoreçam a manutenção de Dilma na presidência, mesmo com pedaladas fiscais e decretos que alteraram a política orçamentária, evidentemente que se estabeleceu dentro do próprio Judiciário um combate acirrado com o destemor e valentia de Moro e a passividade e tolerância do Supremo sobre o comportamento da presidente Dilma, razão pela qual há endeusamento do juiz e demonização do tribunal.

Nessa encrenca, Lula, Dilma e o PT continuam com seus desmandos e descalabros, para desespero do povo desempregado e vítima da inflação, em um país atingido por uma recessão econômica sem igual na sua história!

56 thoughts on “O endeusamento do juiz Moro e a demonização do Supremo

  1. Na realidade o Dr. Moro se tornou um signo, um símbolo da enorme parcela honesta da sociedade…. Se fosse o ” Dr. Manezinho’ que estive em seu lugar e fizesse o mesmo, também teria se tornado o mesmo símbolo….

  2. As pessoas de bem…

    ” Em conversas reservadas, conselheiros do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) dizem que não o órgão vai prestar serviço ao governo prejudicando Sérgio Moro ou a Lava-Jato.

    Eles ainda relatam que o presidente do Conselho e do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, está sob forte pressão do Planalto para tentar colocar freios no juiz federal”.

    ( Radar Veja ).

  3. Perfeito, Virgílio,
    Moro está sendo um símbolo de redenção para este País mergulhado em corrupção há tempos.
    Ao desvendar um dos tantos planos mirabolantes de como assaltar o Brasil, roubando estatais, o erário público, fundos de pensão, o juiz federal mostra que o nosso organismo está muito doente, contaminado em excesso pela desonestidade, mentiras, de um povo ser manipulado e enganado permanentemente.
    E se esforça, e se expõe, para que a verdade venha à tona, e que recuperemos esta Nação das mãos dos bandidos que a comandam, que a legislam, e tenhamos de novo as esperanças renovadas quanto ao desenvolvimento e progresso deste País.
    Outro abraço.
    Saúde e Paz!

  4. Que o Moro é o cara, não há dúvidas.

    O problema é o endeusamento. Explica-se: o povo brasileiro, carente desde sempre de heróis, vive à espera de um salvador.

    E isso vem de longe na história do mundo. Não querendo desagradar a ninguém, mas a que papel serve Jesus Cristo, senão o homem, o filho de Deus, que veio para nos salvar? Salvar a todos. De quê, não sei bem…

    A história de Jesus não tem um dedo de um brasileiro. Mas foi no Brasil que ela mais progrediu. E os templos, cristãos principalmente, evangélicos, de um tempo para cá, progrediram viralmente. Quanto mais humilde a localidade, mais repleta de pregadores da “palavra”. E tome prometer e arrecadar. Os canais de TV aberta são palco para essa praga que prega mentiras, sem nunca esquecer qual a agência e qual a conta a ser depositada a “oferta”. Coitado de Jesus! Morreu na cruz para isso?!

    Mas voltemos à história brasileira. A história brasileira sempre viveu de esperanças frustadas. O golpe de 64 era a redenção da classe média. Depois, se viu traída. Seus heróis foram cassados e caçados. Os militares decepcionaram. Abriu-se a esperança. Diretas Já? Por enquanto, não. Indiretas, então. Resultado: ganha a eleição Tancredo (um tremendo em cima do muro), mas não leva. Quem fica é o General Sarney, das hostes da Arena, travestida de PDS. E o povo, decepcionado, transforma Tancredo em herói. Se não Deus.

    Sarney faz o plano cruzado. Os preços são congelados. O brasileiro, menoscabando as Ciências Econômicas, como se congelamento fosse solução para a inflação, rasgando todos os compêndios que se dedicam ao tema, o brasileiro acredita no congelamento dos preços. Vai às ruas, bate no peito e diz: sou fiscal do Sarney! Coitado do povo. Deu no que deu.

    Passa-se um tempo, eleições diretas. Um jovem bem criado, com cara de classe alta, com seu porte altivo, disputa as eleições – agora diretas, sim!, conseguimos – contra um barbado com cara de povo e as mãos sujas de graxa – isso é só uma figura de linguagem; Lula de há muito não sabia o que era trabalhar numa fábrica, aqui pra nós…

    O povo não preferiu quem tinha cara de povo. A Globo ajuda a eleger o bonitão, para não dizer que ela mesma é que o elegeu. E a Globo, desatendida, ou enciumada pela aproximação desse Collor com o perigoso governador Brizola, patrocina o impeachment – movimento que o atual PT chama de golpe.

    E as esperanças do povo vão para o ralo.
    E assim, de frustração em frustração, a vida brasileira segue.
    Depois, Lula vira herói. Dilma se transforma em heroína. Começa a Lava Jato e as reputações são abaladas. O povo se decepciona com suas próprias escolhas.

    Até que aparece um juiz de primeira instância que nada mais faz que cumprir o seu papel. Como todos deveriam fazer. E vira herói. Esse o perigo.

    Moro não é herói. É apenas competente. Em um país onde a incompetência e a roubalheira grassam, infelizmente ser competente é digno de nota.

    • Justamente usei a palavra endeusamento para dizer que se exagera neste conceito, que o povo tem levado adiante porque como escreveste, Martinelli, carente de líderes legítimos, e não construídos.
      Da mesma forma como eu quis caracterizar a “fama” do STF como aliado político petista, então a sua demonização.
      Mas vivemos assim, à base de extremos, tipo ou se é petista ou antipetista.
      Obrigado pelo comentário, Oigres.
      Saúde e Paz!

      • Sem dúvida, Francisco, seu comentário é perfeito, inclusive, e principalmente, quanto ao uso da palavra “endeusamento”, em relação ao juiz Moro. Seu artigo, com esse alcance, essa grandeza, é que me inspirou. Em momento algum, critiquei-o, como se o endeusamento viesse de você.

        • Entendi, Martinelli, e o teu comentário me possibilitou explicar a minha intenção com mais detalhes para os demais comentaristas.
          Agradeço mais uma vez pelo texto que postaste, pois as tuas palavras devem ser lidas e refletidas porque verdadeiras e sensatas, como tem sido praxe as tuas publicações.
          Outro abraço.
          Mais saúde e mais Paz!

    • Perfeita ´sinopse´ meu caro Watson Martinelli!
      Mas, . . . respondendo a um seu questionamento inicial do seu comentário, . . . esteja certo de que Jesus veio ao mundo, e assumiu a dificílima missão dominante no inconsciente coletivo dos judeus, de ´salvar a todos´ sim, . . . DE NÓS MESMOS !
      Abrçs ´pasqualinos´!

    • Eu disse que ele virou um símbolo, um quase resumo do que a sociedade pensa… Até mesmo porque herói no Brasil não dura muito….. A morte do Tancredo ‘abalou’ o país , mas atualmente se você perguntar poucas pessoas dizem certo o que ele foi….

  5. Não acho que o juiz Moro esteja sendo endeusado. É que demorou tanto, tanto, para alguém merecer respeito, consideração e carinho que estamos, agora, levando toda essa carga positiva para ele. Já havíamos manifestado nosso carinho e respeito ao ministrão Joaquim, quando do julgamento do Mensalão. O que queremos é gente decente, que defenda o povo e suas leis, sem demagogia.

      • Concordo contigo, Alex,
        Mas, observa que, de um lado está Sérgio Moro, na sua luta contra os ladrões da Petrobrás e, do outro, os que o combatem acirradamente porque acusados e condenados diante das investigações da Lava-Jato.
        Resultado:
        Moro, elevado à categoria de defensor do povo, seu deus circunstancial porque pode fazer algo de concreto contra aqueles que até então eram poderosos, enquanto o STF, desce ao nível do inferno porque dificulta o trabalho de Moro nessas descobertas a respeito dos responsáveis pelo roubo incalculável cometido contra a nossa maior estatal, que a desvalorizou em mais de NOVENTA POR CENTO!
        Os termos estão de acordo para caracterizar uma situação, e não que o juiz e a Alta Corte sejam exatamente o que escrevi, por favor!
        Saúde e Paz!

        • Atualmente a nossa maior estatal de graça já é cara. Além de ter dado um prejuízo de R$ 34,8 bilhões em 2015, está com uma dívida de R$ 492 bilhões, mais uns R$ 160 bilhões em pendencias judiciais…. Triste, mas são os números reais…
          Tem setores do PT que para amenizar essa questão falam em nossas reservas de petróleo, só que ela não pertence a Petrobras e sim a União.

          • Os petistas e suas capacidades infinitas de falácias e sofismas!
            Se o petróleo é da União, então que os royalties pagos aos estados produtores de óleo sejam anulados, e se distribua à Federação tais pagamentos, simples.
            Quero ver como os bandidos irão se ver com o Rio de Janeiro, por exemplo, tirando dos cariocas esta receita substancial, pois o país é de todos, indistintamente.

          • Caro Tamberlini, apesar de ser obrigado a concordar que nossa Petrobrás tornou-se extremamente cara para a nação, …. é necessário perceber também que ser mantida como um patrimônio seja ´estrategicamente essencial´!

            Apesar de todos os percalços por que passa, e na qual foi colocada deliberadamente, é de FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA ESTRATÉGICA em termos logísticos para a PETROQUÍMICA E AGRO-INDUSTRIA em permanente expansão!

            Se no momento com o barril de petróleo a cerca de USD 30,00 possa estar sendo uma empresa “economicamente inviável”, certamente o barril a esse valor também é surreal, e está sendo mantido exclusivamente para sustentação de GUERRA ECONÔMICA, com fins GEOPOLÍTICOS de CONQUISTA de novos filões de riqueza pelos CZARES do Petróleo Internacional, com a perspectiva de garantir a sua respectiva PATRIMONIALIZAÇÃO A PREÇOS DE MERCADO DESPREZÍVEIS (que compensariam em grande monta ´os lucros cessantes´ com a venda do barril mantida subvalorizada, sem contar as demais petroleiras e economias delas dependentes que também estão sendo profundamente atingidas)!

            Portanto meu caro Watson, no nosso específico caso, se quisermos manter um mínimo de independência e altivez perante o mundo, torna-se fundamental darmos sustentação à Petrobras, não por sí mesma, mas pelo potencial impacto suicida em nosso Agronegócio, se vier a parar em mãos estrangeiras.

          • Zara, não sei até onde já entregaram tudo…

            O CASO DA SOCIEDADE GEMINI
            O Fraudulento Acordo que Ferrou com a Petrobras

            Firmado em 29 de janeiro de 2004, o Acordo de Quotistas da Gemini – sociedade da qual a Petrobras tem 40% das quotas, e uma empresa privada tem os outros 60% – é a mais perfeita prova da audácia dos espoliadores dos cofres públicos.
            Simplesmente, entregaram o cartório nacional de produção e comercialização de Gás Natural Liquefeito (GNL) a uma multinacional de má reputação, e não se preocuparam nem mesmo em esconder a prova documental do crime, deixando-a registrada em tal Acordo.

            http://www.maracutaiasnapetrobras.com/ferrou_petrobras.html

    • Perfeito, Mara,
      Não devemos chegar a tanto com Moro, mas o uso que fiz dos extremos é para refletirmos que a situação do Brasil está desse jeito, ou oito ou oitenta.
      Ou são nossos inimigos quem pede a permanência de Dilma ou amigos quem almeja o seu impeachment.
      E, da mesma forma, age o Planalto conosco, ao beneficiar apaniguados e explorar o cidadão trabalhador, o contribuinte, aquele que move este País e sustenta este governo deletério, incompetente, corrupto e desonesto!
      Grato pelo texto.
      Saúde e Paz!

  6. Caro Bendl,
    Para começo de conversa uma nação adulta , idealmente, não deveria precisar de heróis nem fabricar demônios.O problema é que, por aqui , são bandidos demais e mocinhos de menos.E no meio do caminho, um povo empobrecido e o país quebrado.
    A discussão da legalidade ou não das escutas , a ser decidida pelo Supremo , esbarra com alguns fatos políticos incontestáveis.
    Foi exatamente por ter o Supremo decidido ,por exemplo, que o Mensalão não era coisa de quadrilha nem tinha chefia , ou que tudo bem que um processo contra Renan Calheiros – por 3 diferentes crimes ! – esteja há 8 anos esquecido numa gaveta no STF , ou que a palavra ESCOLHIDA quer dizer ELEITA , por um placar de 9 a favor e de 2 votos contra, que o juiz paranaense foi transformado em SuperMoro. Pudera! O cara coloca os bandido em cana e segura! O Supremo amacia.
    Os interesses da sociedade não podem ser negados pelo exercício da legalidade.
    O problema é que as conversas nada republicanas entre o Criador e a Criatura e os demais membros do bando é IMORAL e que nela o combinado foi ILEGAL.
    A pergunta , portanto , é como o STF vai conseguir convencer a quem ainda não abdicou da racionalidade , que aquelas conversas de lupanar deveriam ter sido ESCONDIDAS no escurinho do Supremo , pois ISSO seria do NOSSO interesse e em prol da segurança da Pátria .
    É disto que se trata : da diferença entre a legalidade e a moralidade.Então, com a máxima vênia ,moralidade e legalidade devem coincidir. Nesse processo , 80% de uma nação agradece ao juiz Sérgio Moro por levantado o sigilo daquelas ligações e não entende porque o juiz deva ser penalizado por fazer o que nós acreditamos ser certo.
    Em uma frase, a lei define o padrão mínimo de comportamento humano, enquanto a ética define padrão máximo de comportamento humano. Se a ética é o melhor comportamento humano individual , o juiz acertou ao trazer aquelas vozes para fora das sombras. Se a política deve ser o melhor comportamento moral de uma sociedade , as leis supremas se equivocam ao deixar de condenar os donos das vozes que urdiam tanto imoralidades quanto ilegalidades fora dos holofotes contra a Nação, para em seu lugar execrar o juiz que acabou com a basófia dos criminosos em defesa do bem comum.
    É hora do Supremo abraçar a lei, a ética e o senso comum ao mesmo tempo. E se , de novo, decidir legislar positivamente , que tenha em mente que a lei legítima nasce da vontade do povo e portanto, não pode ser renegada pela sociedade.
    Que os valores morais e éticos do povo brasileiro falem mais alto e determinem o advento de uma nova lei que varra de uma vez por todas com essa imoralidade legal
    chamada foro por prerrogativa de função.
    Não se caminhará muito longe na estrada contra a corrupção se este primeiro passo não for dado.
    Abraço

  7. Pimentel,
    Conforme expliquei para o Alex, acima, a minha intenção foi caracterizar o momento. De um lado Moro, na sua luta incansável contra os ladrões da Petrobrás e, do outro, o STF dificultando essas investigações e tendo a apoiá-lo o governo e acusados nos processos nas mãos do juiz federal.
    Moro é o inimigo nº 1 do governo, e se torna a figura nº 1 do brasileiro no combate à corrupção.
    Deus e o diabo se digladiando, se vale a alusão entre as pessoas de bem e os criminosos.
    Obrigado pelo comentário, sempre inteligente e sensato.
    Um abraço.
    Saúde e Paz!

    • Bendl, a sua leitura da situação é exata….
      ———————————————————————————————————————-
      RADAR ON-LINE

      CNJ: conselheiros solidários a Moro/ Lewandowski: sob pressão

      Por: Severino Motta
      28/03/2016

      Em conversas reservadas, conselheiros do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) dizem que o órgão não vai prestar serviço ao governo prejudicando Sérgio Moro ou a Lava-Jato.

      Eles ainda relatam que o presidente do Conselho e do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, está sob forte pressão do Planalto para tentar colocar freios no juiz federal.

      • Obrigado por confirmar minhas previsões, Pimentel.
        Somos um time imbatível porque jogamos em conjunto, queremos o mesmo, vencer esses corruptos e desonestos que se apossaram do Brasil!
        Mais um abraço.
        Mais saúde e mais Paz!

  8. Amigo Bendl
    Bom chamar a atenção por este lado.
    Comprova que o povo precisa, e muito, de um líder. Um dia, talvez, não necessitemos mais de figuras como Moro, mas agora é fundamental.
    No fundo, a maioria do povo fala/opina sem entender e espera que outros o represente nas ruas!
    Quanto ao judiciário, tem sido dúbio, para dizer pouco, vagaroso, sonolento e politizado em várias de suas decisões. deveriam ter “enquadrado Lula”, quando emitiu opinião sobre o mesmo, da forma como o fez.
    O “encastelamento” é próprio dos que assumem o poder. São figuras, que em sua maioria, se descolam das origens e do próprio povo.
    Quanto a ira do povo e o medo dos que ocupam mandatos/cargos, atualmente, é de aparecerem seus envolvimentos ou ter de tomar posições.
    Moro não inventou os fatos, não cria provas e não causa prejuízos a nação.
    Os vigaristas e seus comparsas que arrumem outras desculpas para seus “malfeitos”.
    O resto é conversa de bêbedo.
    Enfim, só teme Moro, quem deve!
    GOLPE, NÃO. IMPEACHMENT, SIM!
    Abraço e saúde, grande Bendl.

    • A questão do MORO é a vaidade de outros Juízes, pois em seus quadros temos pessoas serias. Mas a vaidade é que atrapalha em seus seres. Como dizia um professor, juízes de segunda instancias são seres pomposos que só aceita ser chamado de DESEMBARGADORES. E no meio do caminho aparece o MORO de primeira Instancia. Logo os seus quadros tem birra com Moro, que tomou o seu oficio e pronto. Lembro do Juiz corregedor do RJ, Luiz Zveiter que era chamado de DUDU MALVADEZA., que estava na loucura de achar que o tribunal do RJ era seu feudo.

      • Pena que o Zara não está aqui ! O Zweiter é o chefão da maçonaria local. Ele anda em um carro, acompanhado de mais 3 carros de segurança e 4 batedores, pois ele não pode ‘pegar trânsito’ na ponte…. Até hoje em frente ao seu prédio fica diuturnamente uma viatura da PM . Dentro do prédio ficam mais 3 seguranças da PJ e mesmo assim certa vez o seu filho foi rendido em um sequestro relâmpago e invadiram o prédio….

      • Alex,
        A vaidade do ser humano é um dos seus graves defeitos.
        Imagina um vaidoso e poderoso, o cara fica insuportável.
        No entanto, acho que em relação a Moro há ciúme, uma certa inveja de alguns de seus pares.
        Na razão direta que o juiz se destaca positivamente, a população o aplaude, abraça-o quando o encontra nas ruas, Moro enseja aquela ponta de desagrado, “por que ele e eu não?”
        Se não há como seguir-lhe os passos porque detém a Lava-Jato em suas mãos, as mentes menores tratam de menosprezá-lo, criticá-lo, de modo que ele desça do andor e se torne um ser “normal”.
        Ora, normal somos nós todos, Moro está acima porque tem … PODERES, como escrevi acima, e os utiliza em nosso favor!
        Resultado:
        O juiz causa ciúme, inveja, por parte de colegas que, por serem normais, precisam administrar os defeitos inerentes ao ser humano, que Moro ainda não os apresentou, então tratemos de “endeusá-lo”.
        Um abraço.
        Saúde e Paz!

    • Fallavena, meu caro,
      Obrigado pelo comentário, sempre coerente, adequado para o momento, inteligente e perspicaz.
      Inegavelmente que o povo PRECISA E NECESSITA acreditar em um brasileiro, neste momento de crise ética e moral sem precedentes!
      Principalmente em um juiz que tem poder para investigar e desmascarar as “autoridades” que sempre tiveram parte ativa na corrupção, falsos líderes, meros bandidos travestidos em salvadores da pátria ou pai dos pobres.
      Justamente recai sobre Moro esta espécie de endeusamento, que pretendo retratar como um defensor dos interesses do Brasil, que estão sendo dilapidados impiedosamente por um partido traidor dos brasileiros, que rouba, assalta, e aniquila com o nosso patrimônio, na contrapartida que o juiz tem como adversários aqueles que querem continuar nesta saga de crimes, e apoiados por um partidarismo e ideologia condenáveis, retrógrados, que define de um lado os bons e, do outro, os maus.
      O PT foi maniqueísta, ao jogar o povo contra o juiz, que suas investigações eram ilegais e suas escutas uma afronta à segurança nacional, razão pela qual uma parcela substancial da população entende o Moro com funções divinas e, o STF, colaborando com o diabo, representado e muito bem pelos petistas e simpatizantes!
      Um forte abraço.
      Saúde e Paz!

  9. Virgílio,
    Será que a Lava-Jato, sem querer, achou a ponta do novelo e começa a desfiá-lo?!
    Ora, as reações tão violentas contra o juiz não são apenas pelos roubos da Petrobrás, assunto de domínio público, mas o que está entrelaçado desde o mensalão!
    Incrível que nossos comentários sempre foram contrários à dose da punição aos condenados pelo primeiro escândalo e crime lesa-pátria pelos petistas com relação aos parlamentares, suaves e “didáticos”, e drásticos com agravantes aos que não pertenciam ao PT ou partidos aliados.
    Marcos Valério que o diga, com mais de 40 anos no lombo!
    Pois vem, agora, a secretária karina, da época do mensalão, confirmar as acusações de Delcídio, e ratificar que Valério cobrou de Lula DUZENTOS MILHÕES DE REAIS o seu silêncio!
    Valério tinha de testemunhar nos moldes da delação premiada.
    Imagina, Virgílio, se tal afirmação for COMPROVADA!?

  10. No Antagonista
    ——————————————————————————————————————
    MORO ENVIA AO STF SUPERPLANILHA DA ODEBRECHT
    Brasil 28.03.16

    Sérgio Moro decidiu há pouco enviar ao Supremo Tribunal Federal os autos das operações, sobre as quais havia declarado sigilo após o surgimento da superplanilha da Odebrecht com relação de pagamentos a mais de 200 políticos.

    Com efeito, subirão ao Supremo as investigações sobre o publicitário João Santana e a mulher Mônica Moura (Operação Acarajé) e sobre o setor de Operações Estruturadas da Odebrecht (Operação Dona Xepa).

    Em seu despacho, o juiz disse que “o ideal seria antes aprofundar as apurações para remeter os processos apenas diante de indícios mais concretos de que esses pagamentos seriam também ilícitos”.

    “A cautela, porém, recomenda que a questão seja submetida desde logo ao Egrégio Supremo Tribunal Federal”, escreveu.

    Caberá ao STF decidir se fatia os inquéritos e devolve a Curitiba a parte que não tenha autoridades com foro privilegiado.

    • Mais um “movimento no xadrez” muito bem pensado do Moro, que acua o STF/Lewandowski em qualquer intensão de “neutralizar” as ações levadas a cabo pela Operação LJ, pois qualquer “movimento em falso” que STF realize em defesa explícita do “governo”, ficará imediatamente exposta suas verdadeiras intensões!

      • Zara,
        Está bem estabelecido que o juiz Moro e o STF não andam na mesma velocidade.
        Os ministros não sabem como o paranaense dirige o seu carro, quando vai para a esquerda, direita, quando acelera ou freia.
        De modo a terem o controle desses movimentos e não serem apanhados desprevenidos por uma manobra mais radical, Teori pediu as escutas das conversas por telefone entre Lula e quem teve com ele qualquer diálogo por mais convencional ou antirrepublicano que fosse, pois ao virem a público o teor da forma como o ex-presidente conversava com a presidente e tecia seus comentários sobre as instituições brasileiras e conceitos pessoais a respeito de algumas autoridades nacionais, inclusive da Alta Corte, Suas Excelências não querem mais ter chiliques, concluindo que é melhor limitar os poderes de Moro que corrigir o boquirroto do Lula.
        Tirar o sofá da sala porque a esposa …
        Diante dessas posições, Moro lá em cima, Supremo lá embaixo, elaborei um comentário que Newton com a sua gentileza costumeira transformou em artigo, pelo qual agradeço.
        Interessante que, entre o céu e o inferno, no limbo, portanto, à espera de julgamento, o casal de petista, imune até o presente momento de qualquer prisão iminente, enquanto se digladiam gente honesta, pessoas exemplares, boa parte da sociedade!
        Um abraço.
        Saúde e Paz!

  11. Pimentel,
    Esta planilha me lembra a ida do deputado Pimenta(PT/RS) à garagem do Congresso para se encontrar com o Marcos Valério, à época do mensalão.
    No dia seguinte, o petista apresenta uma lista com nomes da oposição, imediatamente refutada pela CPI e que o afastou da comissão.
    Pois a quantidade de nomes contidos neste rol imenso, resgata da minha memória odores nada agradáveis, cuja intenção foi de prejudicar sobremaneira a Lava-Jato, jogando pessoas não envolvidas na vala dos criminosos.
    Moro não caiu na armadilha, pois a enviou para o Supremo.
    Outro abraço.

  12. Caro Bendl e demais comentaristas, parabéns, o STF, foi colocado em saia curta, pelo Lula e Dª Dilma, quando disseram que nomearam ministros ligados ao PT, contando com o agradecimentos, e pelo visto, estão agradecendo de alguma forma, estuprando e vilipendiando a Srª Justiça.
    Dilma telefonou ao Lula, investigado, por telefone particular, combinando a IMORALIDADE de salvá-lo do peso da Lei, usando essa “imoralidade” do “Fórum privilegiado” .
    O Toffoli, continua sentado sobre a “Ação do Bendl e Newton”, até quando??, o surto dr respeito à LEI, é de mentirinha???, Tofffoli, levanta de cima da “AÇÃO” em respeito à CIDADANIA de 200 milhões, representados por essa AÇÃO, para um BRASIL JUSTO e DECENTE.
    endl e Newton, tem alguma noticia sobre a AÇÃO!!??.
    Oremos pelo BRASIL e o JUIZ Sergio Moro e Equipes MPF E PF, que estão lavando o BRASIL.
    “A CADA UM SEGUNDO SUAS OBRAS” LEI DIVINA GRAVADA NA CONSCIÊNCIA- TRIBUNAL DIVINO, SERÁ APLICADA ALÉM TÚMULO, A TODOS NÓS.

    • Querido Theo,
      Muito obrigado pelo comentário lúcido e nítido sobre a situação brasileira.
      Lula, Dilma e o PT, vão enterrar com eles o STF!
      E, nesta condição, de não mais confiarmos na Alta Corte, o Brasil sai perdendo, e não terá como reverter o escore.
      Conseguiremos impedir Dilma de governar, mas não podemos excluir o Supremo ou quem manterá a Constituição segura?
      Quando usei a expressão demonização para com o STF, Theo, eu me referia à conduta de certos ministros que estão visivelmente comprometidos com Dilma, mas não é a maioria, ainda bem.
      Mesmo assim, este procedimento em dificultar o impeachment e imprimir lentidão aos processos da Lava-Jato, podem se constituir em péssimos conceitos ao Supremo, que deve repensar sobre a sua posição neste sentido, ir de encontro ao povo, e não ao encontro de desejos e aspirações da população.
      Um forte abraço, meu caro Theo.
      Muita saúde e muita Paz!

  13. Penso que não ocorre um endeusamento de Moro. Tampouco uma demonização do STF.

    Mas sim a ocorrência de cada vez maior conscientização dos brasileiros sobre a imensurável importância da Lava Jato.

    O Brasil está sendo passado a limpo. Não na velocidade desejada, mas na que é possível.

    • Isac, meu caro,
      O endeusamento que me refiro não é pessoal, óbvio, mas uma colocação que fiz diante dos extremos que estamos lidando neste momento:
      Moro como defensor do povo, que não aguenta mais tanta corrupção e roubos; Lula, Dilma, PT e STF, como defensores do mal, de lutarem para permanecer no poder mesmo com as acusações de envolvimento no petrolão e, a Alta Corte, ora dificultando o impeachment ora querendo que as investigações do juiz parananense sejam mais lentas e remetidas ao Supremo.
      Portanto, sublima-se Moro, dignifica-se Moro, endeusa-se Moro (figura de linguagem), e maldizemos os que são contra o trabalho do juiz, condenemos aqueles que o criticam, demonizemos seus detratores.
      Muito obrigado pelo texto, Isac, e pela chance que tive de ratificar as expressões que uso no artigo em tela.
      Um forte abraço.
      Saúde e Paz

    • Fred,
      Permita-me:
      POBRE POVO!
      Nós, brasileiros, temos tanta falta de líderes legítimos, de BONS EXEMPLOS, que diante de um trabalho feito com determinação e bem feito, portanto honesto e decente, elegemos esta pessoa à condição de divindade!
      Mal comparando, mas olha como tratamos um craque de futebol:
      Aplausos, não nos importamos que ganhe milhares de reais por mês, que desfile com seus carros luxuosos e importados, na exata medida que este funcionário de um clube de futebol cumpre com as suas obrigações.
      Moro está sendo um craque na função.
      Passa bem, dribla, defende, ataca, arma o jogo, o povo o ovaciona!
      Afinal das contas, quem não gostaria de jogar e bem o futebol? Ser famoso, ter dinheiro, conhecer o mundo?!
      Qual o trabalhador que não gostaria de ser elogiado quando desempenha e muito bem o que lhe foi acarretado, determinado?
      Moro é este brasileiro, trabalhador, honrado, e com PODERES!
      Nós, também somos brasileiros, honrados, mas não temos … poderes. E quando este servidor os detém e os usa para nosso benefício, “endeusar” o cara é natural, pois ele poderia agir como Lula e Dilma, com poderes, porém para … nos prejudicar!
      Um abraço.
      Saúde e Paz!

  14. Querido Francisco, o endeusamento do Moro, se é que se pode conceituar desta maneira, é devido o Supremo está aparelhado,e estes pseudos juristas só defendem este governo infernal e o povo em sua sabedoria já percebeu esta dicotomia e já há nos movimentos de rua, a certeza que após a queda da Dilma,Lula e o PT, as baterias serão apontadas para o Supremo, quem sabe lá deverá ter uma limpeza também!!!

  15. Prezado Walter,
    Endeusamento e demonização foram palavras que empreguei para definir os extremos da situação brasileira neste momento, entre o Juiz Moro e o STF, no mesmo julgamento do petrolão.
    Que temos de limpar o Planalto e com muita Creolina após a saída de Dilma é indiscutível, de modo a retirar o bolor ainda nos cantos do palácio que contamina quem senta na cadeira de presidente deste País.
    Quanto a fazer o mesmo no STF será mais difícil porque os ministros não se comportam como Dilma, Lula e o PT.
    Podem errar, pois humanos, sensíveis a certos apelos, mas a intenção não é roubar e explorar como fazem petistas.
    A Suprema Corte precisa se dar conta que, apesar da independência de Suas Excelências, faz-se mister ouvir a voz do povo, perceber as suas necessidades, atender as suas solicitações mais urgentes.
    Não pode o Supremo andar na contramão da história, combater os fatos que são claros no sentido de que este governo não presta, acabou, e a sua continuação é um martírio para o Brasil e padecimento para o seu povo.
    Falta aos ministros esta sensibilidade apurada, de usarem a sintonia fina e obterem a imagem nítida da situação atual, sem fantasmas, sem chuviscos.
    Moro lutando para punir ladrões, mas a Alta Corte preocupada com os responsáveis pelas nossas mazelas, e usando luvas de pelica para criminosos comuns, relembrando a mesma conduta no mensalão quando mandou para o calabouço Valério e a sua turma e, de férias por alguns meses, a quadrilha de Zé Dirceu, todos soltos, livres e perdoados daqueles crimes pela petista e presidente do Brasil, Dilma Rousseff, com exceção do Rasputim do Planalto, e que ocupava a cadeira maldita na administração do PT, a Casa Covil.
    Um abraço.
    Saúde e Paz!

  16. Cari Bendl ,
    Na sexta-feira passada morreu um herói brasileiro lá nas Gerais. Chama-se Reynaldo Rocha, era promotor aposentado e articulista – por seis anos – da coluna de Augusto Nunes, na Veja,onde lutou o bom combate contra a canalha que nos atormenta, dia noite e madrugada, apesar do mal físico. Peço licença ao CN e a você , para fazer aqui , neste cantinho do blog , uma homenagem a um homem que era – palavra absolutamente fora de uso e de moda- um PATRIOTA.
    ———————————————————————————————————————
    No dia 12 de março, Reynaldo Rocha deixou na minha caixa postal o seguinte recado:
    Meu velho amigo,
    Tive (mais uma) complicação.Um novo tumor abdominal.
    Não houve tempo de exames. Tive que ir direto para cirurgia exploratória para identificar o novo alien.
    Enfim, sobrevivi. Depois de um tempo na UTI, estou no quarto. Mas AMANHÃ estarei – o compromisso é estar somente no carro por meia-hora, mas veremos, rsrsrs – na Praça da Liberdade! Acho que sou motivo de piada no hospital, mas, vá lá… Nesta altura do campeonato, pouco importa.
    Estou com o IPAD a postos! E desde quinta (no quarto) postando em meu FB e grupos de discussão o que chamei de A CONVOCAÇÃO! A de hoje foi esta.
    Imenso abraço, velho, querido e sempre presente amigo!

    Segue-se a convocação feita por Reynaldo Rocha, com todas características que tornaram seu texto inconfundível: a veemência do homem da lei sem medo de quadrilheiros, a indignação superlativa extravasada em maiúsculas e pontos de exclamação, as frases curtas e contundentes como socos no queixo, a coragem dos que nunca se renderão, a esperança invencível:

    Por você. Por sua família. Pelo futuro. Pela limpeza de um país que é nosso, de todos! Por mim. Por cada um de nós! Vá para a RUA! Amanhã é o seu lugar. Que ninguém pode tomar, proibir ou dizer-se dono. Não basta apostar em Moro, na PF e no MP. Eles PRECISAM estar apoiados por NÓS! Eles são a face visível da JUSTIÇA. Eles não podem parar! NUNCA houve um momento como este no Brasil. Fomos às ruas exigir ANISTIA, DIRETAS JÁ e impeachment de Collor. E CONSEGUIMOS! Amanhã teremos a oportunidade HISTÓRICA de dizer aos que se recusam a ouvir: BASTA! NOS RESPEITEM! Não queremos poder nem fazer parte de seitas ou aparelhamentos partidários. Queremos poder acreditar que há um futuro para TODOS os brasileiros, sem exceção. Não aceitamos mais a FARSA. a MENTIRA, a CORRUPÇÃO, os AMIGOS DO REI, a vitimização de bandidos e a falta de um horizonte! A proposta é simples: ou VOCÊ VAI PARA A RUA ou eles vão continuar achando que são donos dela! Ou você vai para a rua e mostra que este país é NOSSO, ou você deixa que eles acabem de tomar conta do que restou! Ou você acredita na JUSTIÇA ou você concorda que a impunidade deve estar reservada aos poderosos de plantão. OU VOCÊ APOIA SÉRGIO MORO OU VOCÊ ESTÁ AO LADO DOS BANDIDOS QUE ELE CONDENOU! Não há mais tempo. Amanhã é um início ou um fim. DEPENDE DE ONDE VOCÊ ESTIVER!

    Ele merecia ver e festejar a vitória que se aproxima, e testemunhar o nascimento da nação que sonhava legar aos jovens brasileiros. Nós continuaremos lutando o bom combate com Reynaldo Rocha descansando em nosso peito. E Joana viverá num mundo que não haveria se não existissem homens como seu pai.

  17. Caro Pimentel,
    Lamento o desaparecimento deste brasileiro legítimo, deste cidadão que amava a sua terra.
    Homens desta estirpe quando nos deixa, rasgam um pouco o tecido social, deixando-o mais fraco, sujeito a ser rompido quando situações anômalas tentam preponderar sobre a normalidade das normas, leis e Constituição de um País, exatamente o momento que hoje estamos vivendo, de uma flagrante aberração!
    Episódio como o de ontem, quando a OAB foi protocolizar o seu pedido de impeachment no Congresso, e assistimos os vândalos, os traidores, os oportunistas – gente que está bem empregada, que não é vítima da política ignóbil de Dilma causadora de desemprego, de inflação, de recessão econômica, de juros extorsivos -, fazendo um espetáculo deprimente CONTRA A DEMOCRACIA, afora má educação, desrespeito, em nome da corrupção, desonestidade, imoralidade e falta de ética, tais movimentos abomináveis em defesa de ladrões desanimam, decepcionam, e gera sentimentos de indignação e revolta, exatamente o clima hostil que os petistas querem que se instale no Brasil.
    Eros Grau, ministro do STF aposentado, disse a verdade:
    O PT ao alegar que o impeachment é golpe, contribui para que não haja PAZ no País, quer o enfrentamento, e ontem vimos na CASA DO POVO que esses criminosos se acham donos do Brasil, e vão dificultar ao máximo o processo de impedimento desta senhora incompetente, corrupta e desonesta, que precisa ser afastada do poder se quisermos ter tempo de ainda reconstruirmos esta Nação, e possibilitar ao povo a retomada do emprego, de se ter mais tranquilidade porque os petistas não querem manter o Brasil estável, mas um caldeirão fervendo, que pode ser derramado em qualquer instante.
    Obrigado pelo comentário, Pimentel.
    Um abraço.
    Saúde e Paz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *