O Ministério Público tem que denunciar o chefe da Casa Civil, e lógico, Sergio Cabral. Felipão garante a segunda Copa perdida pelo Brasil em casa.

Helio Fernandes

O chefe da Casa Civil de Sergio Cabral (naturalmente com autorização dele) afirmou publicamente: “Estamos entregando todo o estádio do Maracanã (que chama de Mário Filho, denominação oficial, mostra que sabe o que está falando) para utilização pela Fifa”.

Confissão pública pela qual deve ser responsabilizado pelo Ministério Público. Entregou TODO o Maracanã à Fifa, embora o Estado seja proprietário de apenas 94 por cento do Estádio.

E os outros 6 por cento? São propriedade de 5 mil cidadãos, que agora são contabilizados como 4 mil e 968. Ninguém deu procuração ao chefe da Casa Civil para representá-los.

Esse senhor Firchtner é advogado militante, seguindo o pai, que é muito mais conhecido do que gostaria. Esses 5 mil iam sendo prejudicados quando Sinatra veio ao Brasil, fez show no Maracanã. No Panamericano, tiveram seus direitos surripiados. Cesar Maia era o prefeito, o que fazer?

O Ministério Público tem que cumprir seu dever, restabelecer os direitos individuais, denunciar o governador Cabral e o chefe da Casa Civil. Confissão pública deles, que serve de prova para o Ministério Público: entregou ou entregaram à Fifa uma propriedade que não pertencia ao governo ou ao Estado do Rio.

E mais: o chefe da Casa Civil mentiu: “As pessoas compraram as cadeiras do Maracanã SÓ PARA VER a Copa de 50”. Como é que ele sabe?

PS – Por que se chamavam e se chamam de PERPÉTUAS ou CADEIRAS CATIVAS?

PS2 – Como escreveu ontem o jornalista Ricardo Noblat: “Autoridade que MENTE tem que se demitir ou ser demitido”. Ora, Noblat, não vai acontecer nada. Tua matéria é verdadeira, mas em se tratando de Brasil, é ficção.

INFLAÇÃO EXTERNA

Oficialmente o governo do Canadá comunicou: “A inflação, que estava em 1,3%, caiu para 1%. A tendência é se fixar nesse número ou até desacelerar”. Incomparável.

EDUARDO CAMPOS X DILMA

Nas duas últimas semanas, chamou Dilma de “centralizadora”. Não tenho nem quero procuração para defendê-la. Mas ninguém é mais “centralizador” do que ele, nem admite consultar alguém, a não ser que já saiba a resposta.

Em 2010 vetou a candidatura de Ciro Gomes à Presidência. Do mesmo partido (suposta ou nominalmente Socialista), na época disputando a reeleição, nada melhor para Eduardo Campo que ter um candidato a presidente.

O MEDO DA CONCORRÊNCIA

Acontece que Eduardo Campos não quer que alguém cresça dentro do seu partido. Ciro Gomes presidenciável, hipoteticamente poderia vencer, tiraria oito anos do seu tempo, também em hipótese.

Além de “centralizador” provado e comprovado, o governador de Pernambuco se revelou um péssimo analista. Ganhou inimigo para o resto da vida. E inimigo como Ciro Gomes. Campos vai dormir e acordar sempre com medo de represália. Que é o que está acontecendo, e vai piorar.

O TERCEIRO PARTIDO DE LINCOLN

Escolhido candidato pelo Partido Republicano, em 1860, tinha o direito de sozinho indicar o vice. Só que apresentou o governador do Tennessee, o Democrata Andrew Johnson. Questionado, respondeu: “O país precisa de um terceiro partido”. Como governou em guerra durante 4 anos, e um mês depois da reeleição foi assassinado, ficaram apenas ou dois partidos.

THEODORE ROOSEVELT CONSEGUIU

O tio de Franklin, vice de McKinley (que assumiu em março de 1901 e foi assassinado no mesmo ano), ganhou o cargo. Ficou até 1904, reeleito até 1908. Não quis mais. Em 1912, voltou a querer, Democratas e Republicanos já tinham candidatos. Fundou então o terceiro partido. PP, Partido Popular.

Não foi eleito, mas tirou o segundo lugar, ganhando do Republicano, perdendo apenas para Woodrow Wilson, Democrata, que ficou até 1920. Os dois últimos anos, em plena guerra, imóvel e imobilizado, a mulher assinando por ele. (Isso é outra história).

PESSIMISMO DE GERSON, OTiMISMO DE NELSON MOTTA

Uma lei de Lula determinou: deveriam ser pagos 100 mil reais aos craques, craquíssimos da seleção. Depositado na conta. Praticamente todos já receberam, menos Gerson. Todo dia olha a conta, e nada. Por quê?

Quando Nelson Motta escreveu que o futebol do Brasilvem caindo, “o grande pesadelo é a final da Copa contra a Argentina, no Maracanã”. Dorme tranquilo, Nelsinho. A não ser que você esteja dando o furo da demissão do Felipão.

MINEIRÃO TÃO BONITO, SELEÇÃO HORROROSA

O Brasil caminha para perder a segunda Copa do Mundo em casa. Em 1950, tragédia pura, o inimaginável silêncio de 200 mil pessoas. Agora, a derrota anunciada. Com Felipão, queriam o quê? Ele é tão ultrapassado e antigo, que ainda chama publicidade de “reclame”. Como era comum em 1920 ou 30, qualquer publicitário sabe ou se lembra.

###

PS – Depois de 27 anos como presidente poderoso da Conmebol, Nicolás Leoz ficou com a saúde péssima de um dia para outro. Como por coincidência, pura coincidência, estava sendo investigado pela Fifa, preferiu cuidar da saúde e abandonar os cargos.

PS2 – Os cargos ultrapassavam os ares da América Latina. Leoz tinha a mesma “identidade” executiva de Ricardo Teixeira, pertencia ao mais alto órgão (gangue) do ex da CBF. Mora em Boca Raton, riquíssimo. (Injustiça não aparecer entre 100 da lista financeira da Forbes).   

PS3 – Blatter é ético e elegante. Mandou avisar ao seu amigo da Conmebol que o inquérito da ISL terminara, não podia livrá-lo da expulsão, “a não ser que você peça demissão”.

PS4 – Leoz agradeceu, telefonou para Marin (servidor da ditadura e subserviente da CBF), e para Del Nero, que “herdou” a vaga de Teixeira na Fifa. Os dois pegaram o primeiro avião, foram “chorar” junto com Leoz. Del Nero, antes de viajar, telefonou para Blatter: “O presidente da Conmebol vai renunciar, quer que eu esteja lá. Algum problema?”

PS5 – Blatter disse que não, “é até melhor, ficamos sabendo de tudo, sem intermediários”. Que maravilha viver.

PS6 – Na operação que destruiu Dona Rosemary (chefe do Gabinete da Presidência da República em São Paulo, os policiais invadiram a casa de Del Nero, levaram seu computador. Ele explicou correndo: “Tenho uma namorada, desconfiava dela, mandei um detetive segui-la”. Se livrou.

Ps7 – Del Nero quer ser presidente da CBF, agora ou em 2015. Tirar Teixeira para colocar Marin, jogar ao mar esse Marin para Del Nero sair navegando em alto mar, querem tripudiar com todo o povo brasileiro.

PS8 – O Maracanã será reaberto hoje, de forma medíocre, com um jogo (?) entre “amigos” de Bebeto e “amigos” de Ronaldo. Devia recomeçar com um espetáculo verdadeiro, num jogo entre um grande time da Europa e outro do Brasil.

PS9 – Mas examinando bem, essa denominação de “amigos” domina a nova fase do Maracanã. Custou mais de um bilhão, boa parte para AMIGOS. Será entregue a Eike Batista, que executou o plano do leilão da administração, ganhou, é um grande AMIGO.

PS10 – Quem são esses AMIGOS de Bebeto e de Ronaldo, quem vai pagar para vê-los? Na verdade, não é apenas o Maracanã, o Brasil está entregue a uma comunidade de AMIGOS.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

22 thoughts on “O Ministério Público tem que denunciar o chefe da Casa Civil, e lógico, Sergio Cabral. Felipão garante a segunda Copa perdida pelo Brasil em casa.

  1. A Copa 2014. Eu cansei do ufanismo besta criado pela GLOBO com a seleção, esta alienação vem desde do TRI em 1970, eu cheguei a uma conclusão: a seleção canarinha tem os melhores jogadores do mundo, então nem precisa torcer pela seleção antes das quartas-de-finas, essses comentaristas deveriam falar isto, que todas seleção tem a “obrigação” de ir as semi-finais, desde de 1970 não tivemos uma Copa daquela qualidade.. 2. Depois de muitos problemas de conecção, temos agora um novo e melhor desing, novo grafismo desta TRIBUNA

  2. Caríssimo Dr. Hélio Fernandes. Não tem jeito. Muito pior é a chamada Lei Geral da Copa (lei nº 12.663, de 5 de Junho de 2012). São 71 artigos que submetem o Estado Brasileiro à soberania da Fifa durante a Copa das Confederações (2013) e a Copa do Mundo (2014). No seu período de vigência, o Estatuto do Torcedor, o Código de Proteção e Defesa do Consumidor, o Estatuto do Idosos e muitas outras legislações nacionais deixam de prevalecer,por inteiro, ou partes distintas. A Fifa e a Subisidiária Fifa no Brasil, duas pessoas jurídicas de direito privado, ficam totalmente imunes à legislação nacional. Poderia citar muitas situações. Mas são muitas e muitas e falta espaço. Por isso cito apenas duas: ambas instituições estão dispensadas de pagar qualquer tributo, imposto ou taxa à administração brasileira. A elas, todos os lucros. E delas, nenhuma obrigação tributária, fiscal, civil ou criminal. É a União (ou seja, o Estado Brasileiro) quem deve arcar com todas as responsabilidades, inclusive as indenizatórias. A Advocacia-Geral da União foi investida no Poder de Jurisdição para dirimir conflitos e demandas que sejam decorrentes dos dois eventos e a União é obrigada, sempre, a integrar o polo passivo dos processos. Em outras palavras, o Estado Brasileiro sempre estará sentado no banco dos réus. E para abrir ou sofrer processos judiciais, a Fifa e sua subsidiária no Brasil ficam dispensadas do pagamento de custas, emolumentos, taxas, honorários de peritos e advogados, saia vencedora ou vencida. Segundo a Lei Geral da Copa pode-se beber à vontade, antes, durante e depois das partidas, dentro e fora dos estádios, em afronta à proibição contida no Estatuto do Torcedor. Num raio de 2 quilômetros dos estádios onde as partidas de futebol serão disputadas, passa a existir uma exceção à prática do livre comércio, garantida na Constituição Brasileira: nenhum produto (comestível ou não, material ou imaterial) relacionado às duas Copas poderá ser comercializado, salvo com autorização da Fifa, única a lucrar com o negócio. Um exemplo: se um morador pintar sua casa de verde e amarelo e escrever uma saudação à Copa do Mundo da Fifa o morador será preso, processado e condenado, além de ser obrigado a desfazer a pintura e pagar indenização à Fifa. Vender um quitute caseiro, mesmo dentro de casa, com alusão ao evento passa a ser delito de concorrência desleal e o sujeito também é preso.
    Afrouxou-se, demasiadamente, a entrada de estrangeiros no Brasil, por causa dos dois eventos (aí se inclui também a Jornada Mundial da Juventude), tanto para assistir quanto para participar. Ninguém se submeterá ao rigor da lei vigente. Desde a abertura até o encerramento da Copa do Mundo de 2014, os calendários escolares é que devem se submeter aos dias e horários dos jogos e, não, estes àqueles. Segurança, saúde, serviços médicos, vigilância sanitária, alfândega e imigração, estádios, acomodações, e tudo mais correm à conta e risco do Estado Brasileiro, sem a menor responsabilidade da Fifa e sua subsidiária brasileira. O Dr. Hélio Fernandes mencionou as cadeiras cativas (ou perpétuas). Elas deixam de existir durante os eventos. Essas cadeiras foram adquiridas em função da Lei 57, de 11.11.1947, do então prefeito Ângelo Mendes de Morais que autorizou a construção do Maracanã. Foram criados Títulos ao portador para a formação de um fundo monetário a fim de ajudar na edificação do estádio. Quem comprasse tinha o direito adquirido da utilização da cadeira, para sempre. Mas isso não vale para as duas copas, de 2013 e 2014. Tudo passa a ser exclusivamente da Fifa. E mais, só para encerrar: no reduto dos estádios ( e cercanias de 2 km no entorno ) é proibido expor marcas, negócios, estabelecimentos, produtos, serviços ou praticar qualquer atividade promocional que não sejam autorizados pela Fifa e que venham atrair, de qualquer forma, a atenção pública nos locais dos eventos, com o fim de obter vantagem econômica ou publicitária. Isso passa a ser crime, com detenção de 3 meses a 1 anos ou multa. Para a Copa do Mundo de 1950, as exigências da Fifa cabiam numa página de caderno. Para a Copa de 2014, o governo do Brasil (ex-presidente Lula da Silva) se viu obriado a subscrever, em 2007, a tal da “Garantia Master” ao senhor Joseph Blatter, curvando-se a tudo aquilo que a Fifa exigisse, por mais afrontoso que fosse à soberania nacional. Daí, feita às pressas, foi elaborada e sancionada a Lei Geral da Copa, seguindo-se Portarias, Atos Normativos e Decretos.
    Comprei um livro que comenta a Lei Geral da Copa, artigo por artigo. O autor começa justificando que “não houve nem há ingerência na soberania nacional”; “que a Fifa não ofereceu ao Brasil a Copa do Mundo de 2014, ao contrário, foi o Brasil que se candidatou…”; “que a Lei Geral da Copa tem conteúdo específico e uma função particular destinada a substituir os instrumentos jurídicos de direito comum que têm uma eficácia limitada…”; “Com este singular diploma legal, nem o Brasil está apropriando-se da Copa do Mundo, nem a Fifa está conspurgando a soberania nacional”. O autor do livro aprova e defende todos os artigos da lei. E nem poderia ser diferente. O autor do livro integrou a comissão que, em nome do governo, elaborou esta mesma lei.
    JORGE BÉJA

  3. * O Cabral tinha que ser preso ontem!!! Cadê o Ministério Público???
    * Seleção vai mal. O time e o técnico são ruins. Ronaldinho Gaucho não dá mais. Esta copa vai ficar com a Alemanha, também com chances Espanha e Argentina.
    * Alguém conhece algum projeto do Eike Batista terminado? Ou sem financiamento público? Este cara se beneficia lavando dinheiro de políticos. Cadê o Ministério público???

  4. O Helio como sempe, mete o “bisturi” no tumor, fazendo espirrar a podridão.
    Jorge Béja, será que não tem nenhum portador da “cadeira perpetua ou cativa” que vá a Srª Justiça, fazer valer seu “DIREITO” adquirido, pela compra realizada, se nã aparecer , merecem realmente serem barrados.
    Infelizmente, o brasileiro tem o vicio de dizer, “de que adianta, lutar contra o poder”, essa omissão, é a causadodra do Brasil estár ,mergulhado nesse “Oceano de lama” da corrupção.
    Sergio Cabral, no Estado e Paes na Prefeitura, são dois “cancros”, mas, como diz velho ditado: cada povo tem o governo que merece, os reelegeu, portanto não tem o direito de reclamar!!!, mas levar “”porrada”.
    Tiradentes, a Soberania foi jogada no brejo, teu exemplo pela morte foi inutil, o Brasil está de quatro!!.
    Caro Helio, muita saúde e vida longa, para manter à LUZ DA INfORMAÇÃO ACESA, da BRASILIDADE.

  5. PSOL poderá ser o fiel escudeiro do Fato Novo de Verdade (a RPL), ser diferente, inovar e surpreender os grandalhões em 2014 ?

    Por quê Dilma, Aécio, Campos e Marina, enquanto pupilos da midia luso-tupiniquim, e a própria midia, não obstante a distância temporal de outubro de 2014, quase dois anos antes das eleições, já colocaram as suas candidaturas nas ruas, e, açodadamente, estão voando baixo, em parceria com a midia periguete, com a clara intenção de fechar todas as portas e possibilidades de surgimento do Fato Novo de Verdade capaz de surprendê-los e ofuscá-los em 2014, do qual parecem estar fugindo igual o diabo foge da cruz ? Por quê tanta correria assim por parte dos grandalhões do continuismo da mesmice (PTMDB-agregados e PSDEMB-agregados) ? Estão com medo do quê e de quem ? Será que estão com medo da RPL, do Leão, e, na base da correria, tentam cercá-lo, atropelá-lo e inviabilizá-lo em 2014 ? Por outro lado, para azar do continuismo da mesmice, não obstante a correria, não existe nenhuma incompatibilidade entre o PSOL e a RPL (HMM-PNBC-ME), pelo contrário, até parece que nasceram um para a outra. Logo, de repente, se der liga, o PSOL poderá vir diferente desta vez, com tática nova, ser o fiel escudeiro da Revolução Pacífica do Leão, e surpreender os grandalhões em 2014, como nunca antes visto na história deste país, cujo povo quer mais é encontrar o Novo Caminho de Verdade, beijar na boca e ser feliz. Será que o PSOL tem sangue de campeão e coragem para encarar a luta do Tostão (Leão da Mega-Solução) X Patota dos Bilhões (situação, oposição e cia da mesmice) ?

  6. Em resposta à indagação de Theo Fernandes. Dias atrás escrevi artigo sobre o assunto e o blog publicou. É claro que haverá muitas demandas na Justiça. Liminares serão concedidas. Outras, negadas. No Tribunal de Justiça também haverá conflito de decisões. Umas, reconhecendo o direito dos titulares das chamadas cadeiras cativas ou perpétuas. Outras, não. A questão parece simples, mas é complexa. Comporta entendimentos divergentes. As cadeiras, desde a construção do estádio, são patrimônio público, insusceptível de venda ao particular, salvo mediante licitação, mesmo assim dependendo de lei prévia que autorize a alienação. Têm os titulares das cadeiras o direito adquirido de uso, pelo qual a administração se obrigou a respeitar. Sua natureza jurídica é um contrato de concessão do domínio público pelo particular. São direitos especiais, direitos de uso, que devem ser respeitados pela administração e que não podem ser desprezados, seja pela Fifa, seja pela entidade que vencer a licitação visando a privatização do estádio. Não se trata de um direito real, oponível a terceiro esbulhador. Mas se cuida de uma concessão do uso de bem público, que deve ser garantido a quem dele é titular. Mas existe outro entendimento: como se trata de bem público, legalmente usufruido pelo particular, ainda assim o poder público pode revogar a concessão, por decisão discricionária que dispensa motivação, ou desapropriar o bem, mediante indenização. O certo é que a questão é de alta indagação. O Supremo Tribunal Federal já se pronunciou a respeito da cobrança da “taxa de manutenção” das cadeiras perpétuas do Maracanã, que vinha sendo exigida não faz tantos anos assim. Decidiu o STF que a cobrança é inconstitucional. Com isso, a taxa deixou de ser cobrada. É um precedente em favor dos que pretendem ir à Justiça defender seu direito às cadeiras perpétuas, durante as Copas de 2013 e 2014 e mesmo após à privatização.
    JORGE BÉJA

  7. O Canada é um país de 35 milhões de Habitantes, quase 10 milhões de Km2, bem industrializado e bem Administrado. Altíssimo padrão de Vida ( 10º em IDH), Renda per capita US$ 43.000, Governo enxuto, Desemprego +- 7%, e como o senhor indica, Inflação caindo de 1,3%aa para 1%aa.
    Mas o caso atualmente mais interessante é o da 3º Economia do mundo, o Japão, que há +- 20 anos vem de Recessão de +- 1,5%aa, e Inflação Negativa ou Deflação de +- 1%aa. Sim, os Salários o os Preços caem a cada ano que passa, sendo assim um “bom negócio”, Juro Zero na Poupança. Agora, a nova Administração Shenzo Abe resolveu seguir a receita Keynesiana para estes casos, acabar com a Deflação, fazendo o Banco Central do Japão emitir Moeda (na verdade Crédito), até se atingir uma Inflação de 2%aa, tudo para aumentar a Produção, sair da Recessão/Estagnação, e reduzir o Desemprego. É fascinante a experiência.
    Vejam como a Economia é uma Ciência interessante, enquanto a Presidenta Dilma luta para manter nossa Inflação em +- 4,5%aa, ou seja no centro da meta, o Primeiro Ministro Shenzo Abe luta enormemente para fazer o contrário, criar uma Inflação de 2%aa. Acho que esses 2 Chefes de Estados deveriam se reunir imediatamente, pois teriam muito que aprender um com o outro. Abrs.

  8. Caro CN, talvez fosse interessante utilizar um provedor nos EUA, um mirror como redundância de dados, paralelamente ao UOL. Normalmente são baratos e pode-se pagar em cartão de crédito internacional por exemplo o Godaddy: http://www.godaddy.com/.

    É importante que sua conexão como administrador seja segura, criptografada e feita em cima do protocolo HTTPS e não HTTP somente.

    Além disso a política de armazenamento de senhas do provedor precisa seguir regras básicas de segurança, como uso de hash SHA associado a um salt aleatório, coisa que talvez não seja feita no UOL.

    Abs

  9. MUDA BRASIL OU VÁ SE F…!

    Gostaria de explicações dos ministérios públicos Estaduais e Federais?

    Porque os lideres de todas às igrejas evangélicas e pentecostais, não são processados por vários crimes cometidos?

    Tais como: Código Penal Brasileiro.
    • Propaganda enganosa= 1 Ano
    • Estelionato= 5 Anos
    • Extorsão= 10 Anos
    • Lavagem de dinheiro= 12 Anos
    • Formação de quadrilha ou bando= 3 Anos
    • Charlatanismo = 1 Ano.
    • Assédio sexual= 1 AAno

    Total de crimes: 7
    Total de Penas: 33 Anos.

  10. A sorte do Sérgio Cabral é que ninguém descobre as suas falcatruas ou quando descobre, por algum motivo não repercute. Exemplo : Algum tempo atrás a revista CARTA CAPITAL esmiuçou as suas ligações com o banqueiro-bandido Daniel Dantas. Mas como a Carta sofre boicote por parte da grande mídia ele escapou ileso. Uma pena. Os jornais e outras revistas deixaram o Sérgio Cabral se safar por um motivo bobo

  11. Editor desta grande Tribuna,
    Um pastor disse que missa não salva ninguém. Só JESUS salva, concordo. Mas acreditar que um pastor poderá salvar se ele nem missa sabe rezar. Talvez ele acredita que é salvador. Um outro pastor disse que Deus não castiga. acredito que não lê a Biblia. Vejam Deuteronômio 18 versículo 49. Ou melhor, lê sim a parte que fala no dízimo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *