O mundo está prestes a rebentar

Como dizia Rubem Braga, a poesia é necessária. Então, vamos hoje a dois poemas do genial inglês Harold Pinter.

###
O MUNDO ESTÁ PRESTES A REBENTAR

Harold Pinter

Não olhes.
O mundo está prestes a rebentar.

Não olhes.
O mundo está prestes a despejar a sua luz
E a lançar-nos no abismo das suas trevas,
Aquele lugar negro, gordo e sem ar
Onde nós iremos matar ou morrer ou dançar ou chorar
Ou gritar ou gemer ou chiar que nem ratos
A ver se conseguimos de novo um ponto de partida.

###
À MINHA MULHER

Harold Pinter

Eu estava morto e vivo agora
Tu pegaste-me na mão

Eu morri cegamente
Tu pegaste-me na mão

Tu viste-me morrer
E encontraste-me a vida

Tu foste a minha vida
Quando eu morri

Tu és a minha vida
E assim eu vivo

Harold Pinter, in “Várias Vozes”

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *