O Papa já se foi. Mas deixou mensagens que jamais poderão ser esquecidas pelos brasileiros.

Carlos Newton

Jamais poderemos esquecer que o Papa Francisco disse compreender que os jovens percam a fé na Igreja, devido aos maus sacerdotes, assim como perder a confiança nas instituições políticas, por causa da corrupção, em um discurso na praia de Copacabana diante de centenas de milhares de fiéis.

“Jesus se une a tantos jovens que perderam sua confiança nas instituições políticas, porque veem egoísmo e corrupção, ou que perderam sua fé na Igreja e até em Deus, pela incoerência dos cristãos e dos ministros do Evangelho”, acrescentou o Papa, no encerramento da representação da Via-Crúcis, e não podemos esquecer.

Porém, a mensagem mais importante, a ser eternamente lembrada, foi na quinta-feira, em discurso pronunciado na comunidade de Varginha, no bairro de Manguinhos, no Rio de Janeiro.

SOLIDARIEDADE

Confiram a consistência dos ensinamentos do Papa Francisco:

O povo brasileiro, sobretudo as pessoas mais simples, pode dar para o mundo uma grande lição de solidariedade, que é uma palavra frequentemente esquecida ou silenciada, porque é incômoda. Queria lançar um apelo a todos os que possuem mais recursos, às autoridades públicas e a todas as pessoas de boa vontade comprometidas com a justiça social: Não se cansem de trabalhar por um mundo mais justo e mais solidário! Ninguém pode permanecer insensível às desigualdades que ainda existem no mundo! Cada um, na medida das próprias possibilidades e responsabilidades, saiba dar a sua contribuição para acabar com tantas injustiças sociais! Não é a cultura do egoísmo, do individualismo, que frequentemente regula a nossa sociedade, aquela que constrói e conduz a um mundo mais habitável, mas sim a cultura da solidariedade; ver no outro não um concorrente ou um número, mas um irmão. Quero encorajar os esforços que a sociedade brasileira tem feito para integrar todas as partes do seu corpo, incluindo as mais sofridas e necessitadas, através do combate à fome e à miséria. Nenhum esforço de “pacificação” será duradouro, não haverá harmonia e felicidade para uma sociedade que ignora, que deixa à margem, que abandona na periferia parte de si mesma. “Não deixemos entrar no nosso coração a cultura do descartável. Não deixemos entrar no nosso coração a cultura do descartável, porque nós somos irmãos, ninguém é descartável”. Uma sociedade assim simplesmente empobrece a si mesma; antes, perde algo de essencial para si mesma. Lembremo-nos sempre: somente quando se é capaz de compartilhar é que se enriquece de verdade; tudo aquilo que se compartilha se multiplica! A medida da grandeza de uma sociedade é dada pelo modo como esta trata os mais necessitados, quem não tem outra coisa senão a sua pobreza!

###
Vamos ter muita saudade de Francisco, não há dúvida. Destina-se a ser o Papa mais importante da Idade Moderna, um líder religioso verdadeiramente ecumênico, que respeita as outras religiões e sonha em concretizar seu “Evangelho Social”, reaproximando a Igreja aos mais necessitados, a parte principal de seu programa de governo para o pontificado.

Mas o Papa Francisco prometeu voltar em 2017. Que assim seja. 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

11 thoughts on “O Papa já se foi. Mas deixou mensagens que jamais poderão ser esquecidas pelos brasileiros.

  1. Eu chorei … uma das minhas filhas está chorando … Dom Orani Tempesta chorou …
    As mensagens do Papa Francisco são idênticas às de São Francisco de Assis, O Renovador da Igreja!!!
    São Francisco de Assis nasceu rico, como o príncipe Sidartha Gautama, o Buda. Ambos abandonaram a riqueza, a pompa,o fausto, para conviver com os pobres.
    Em seu momento final, São Francisco de Assis deitou-se no chão, nu, e partiu cantando o Salmo 142. O que fala das aflições do Homem.

  2. Pingback: O Papa foi embora… | Debates Culturais – Liberdade de Idéias e Opiniões

  3. Prezado Editor:

    A entrevista concedida pelo Papa Francisco ao repórter Gérson Camarote é simplesmente sensacional, diria até que é revolucionária.

    O papa franciscano falou sobre tudo com uma simplicidade assustadora. Tocou na desumanidade do capitalismo, que coloca os dois extremos a margem da sociedade (jovens e idosos), que ele chamou de cercanias, ou seja, no corner e também que provoca a multiplicação de mendigos nas grandes cidades expostos a fome e ao frio do inverno.

    Falou sobre discriminação dos velhos, que os poderosos colocam a pecha de improdutivos e caros para a sociedade e por isso congelam suas aposentadorias criando dificuldades para a compra de remédios cada vez mais caríssimos.

    Disse Sua Santidade, que os jovens que não protestam, que não são revolucionários e utópicos não têm sua admiração, simplesmente genial. O Papa é um filósofo radical.

    Entretanto, o Pontífice alertou para que a juventude não sirva de massa de manobra de grupos e pessoas inescrupulosas, que claro tentam tomar posse das manifestações espontâneas.

    Com muita tranquilidade respondeu sobre o escândalo do Vaticanleaks do banco Ambrosiano e o Monsenhor que tentou levar 20 milhões de dólares da Suíça para a Itália segundo reportagem nos jornais italianos.

    O Papa demonstrou uma sinceridade santa e ainda deixou claro que fará reforma profunda na Cúria. A propósito reafirmou que a IGREJA deve mudar sempre, de acordo com as épocas, dizendo que a Igreja de hoje não pode ser a mesma da Idade Média.

    Pontuou que as organizações não são perfeitas e que volta e meia necessitam de ajustes contra quem pratica maldades e atos corruptivos.

    Desde João XXIII não se via um Papa tão identificado com as causas sociais e preocupado com a exclusão social reinante no mundo atual. É sem tirar nem por uma preferência pelos pobres, pelos jovens e pelos idosos, nada diferente da vida de Jesus Cristo.

    Bem, caro Editor da TI trago para sua análise a sugestão de publicar na íntegra a entrevista do Papa ao excelente repórter Camarote, para o deleite dos leitores do BLOG.

  4. Pingback: O Papa já se foi. Mas deixou mensagens que jamais poderão ser esquecidas pelos brasileiros

  5. Gostaria, também, que fosse publicada na íntegra a entrevista concedida pelo Papa Francisco ao grande jornalista Gerson Camarote, “para deleite dos leitores deste Blog”

  6. Eu gostei muito da vinda do Papa até a minha cidade Natal, atualmente moro no Municipio de Candelária mas nasci no Rio. Hoje, com 85 anos de idade, vejo esta ilustre presença deste tão amado cidadão. Abençoado! Amém.

  7. EU AMO O PAPA MUITO PQ SIM ELE É LEGAL DIVERTIDO E TUDO MAIS, EU GOSTARIA MUITO DE CONHECER ELE MAS MORO EM CANDELARIA E A MINHA IDA ATE RIO DE JANEIRO DEMORARIA MUITO, POIS TENHO QUE CUIDAR DO MEU RESTAURANTE LAGO AZUL, ALIAS, QUANDO VIERAM PRA CANDELÁRIA, VISITEM MEU RESTAURANTE, OBRIGADO DE NADA. MAS CONTINUANDO A HISTORIA DO PAPA, EU GOSTEI DELE MESMO, ACHEI HUMILDE E TUDO MAIS, UM DIA TEREI O PRAZER DE CONHECER ELE, OU EU NÃO ME CHAMO FABIO, MAIS CONHECIDO COMO FABINHO. AMEM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *