O passado condena Greenwald, que est devendo muito dinheiro nos Estados Unidos

Resultado de imagem para greenwald nos eua

Greenwald tem muitas dvidas, mas pode circular nos States

Jos Numanne
Estado

A lder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann, divulgou um vdeo em sua rede social revelando que teve o telefone celular clonado por criminosos que mandaram mensagens falsas do aplicativo Telegram, que usou na campanha eleitoral, mas desde ento o dispensou. No vdeo, Joice disse ter descoberto a possvel invaso ao receber um telefonema do jornalista Lauro Jardim, o que estranhou.

Tive a certeza disso depois que esses farsantes procuraram, via Telegram, o jornalista Lauro Jardim. De madrugada, eu cheguei em casa e havia uma ligao do colunista do Globo no meu celular. Achei extremamente estranho. Uma ligao de madrugada, que histria essa? Uma ligao num horrio desses! Respondi a mensagem e, ento, ele me disse que estava respondendo a mensagens minhas no Telegram. S que eu no mandei nenhuma mensagem em Telegram nenhum, relatou a deputada.

NA POLCIA – Joice informou que acionou a polcia para investigar o acontecido e resolveu informar o fato ao maior nmero possvel de pessoas para evitar novos mal-entendidos que lhe possam trazer problemas. Ela faz bem em tornar pblica sua denncia, porque, infelizmente, esse tipo de crime dificilmente desvendado pela autoridade policial. Alm disso, no h no Brasil escopo legal para enquadrar esse tipo de delinquente, por falta de leis em que seu crime seja tipificado.

O autor destas linhas j foi vtima de crime virtual e, mesmo tendo sido o autor original das mensagens identificado pela polcia, no foi possvel apen-lo, pois ele pediu desculpas e o advogado advertiu para a dificuldade de qualquer juiz puni-lo, de vez que ele se havia desculpado.

O episdio protagonizado pela deputada muito mais complicado do que o caso acima narrado. E, de fato, se assemelha mais ao escndalo poltico provocado pelo conta-gotas venenoso do site The Intercept Brasil, com o qual um militante poltico tenta prejudicar o combate corrupo no Pas.

PONTOS DE CONTATO – A primeira semelhana bvia o uso do aplicativo russo Telegram, do qual no se sabe quem o dono, quem o financia e qual a sede, de cuja localizao depende qualquer ao penal que se queira instaurar. Os invasores da linha telefnica da lder do governo no Congresso ainda no iniciaram seu bombardeio na guerra da destruio de reputaes e no se sabe que tipo de prejuzos pretendem causar-lhe.

Mesmo assim, possvel estabelecer pontos de contato. A comear que o alvo o mesmo, ou seja, os inimigos na guerra poltica declarada no Brasil, de forma explcita, desde a diviso estabelecida na reeleio de Lula em 2006. Mas, mesmo sendo Joice uma guerreira atrevida, no tem a dimenso de Sergio Moro e Deltan Dallagnol.

Portanto, no d para prever danos polticos semelhantes. Embora j se possa antecipar que dificilmente a Polcia Federal (PF), incapaz de evitar a facada em Bolsonaro e identificar quem pagou os advogados do agressor, ter disposio e competncia para identificar e prender os bandidos.

DISPOSIO – possvel antecipar que a disposio do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, de defender o sigilo da cidad, tambm representante do povo (ou no ?), no ser a mesma que teve ao blindar o senador Flvio, primognito do presidente da Repblica, Jair Bolsonaro, de investigaes sobre cumplicidade em rachuncho na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

At porque a lder do governo no Congresso no ter poder para indicar o ministro que substituir o decano em novembro de 2020. Nem de dificultar inquritos de lavagem de dinheiro de polticos corruptos e traficantes de drogas e armas.

Isso sem falar em companheiros de jornada do advogado reprovado em dois concursos para juiz de primeira instncia, cuja carreira foi feita sombra do Partido dos Trabalhadores (PT), legenda hoje incapaz de entoar algo que no seja a cantiga da perua ( uma s) Lula Livre.

CALAR QUEIROZ – Flvio blindado pode ter sido bom pretexto para calar Fabrcio Queiroz e, assim, engavetar eventuais informaes sobre milcias do Rio; os ex-tesoureiros do PT denunciados pelo antigo chefo Antnio Palocci; empreiteiros encrencados em delaes premiadas na prejudicada Operao Lava Jato; e, last but not least, chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC) e do Comando Vermelho (CV) para esvaziar presdios de segurana mxima.

Convm desde j lembrar que, antes mesmo de atender aos rogos da mulher, Roberta Rangel, e da mulher do amigo do peito, Guiomar Mendes, como relata a revista Cruso, do site O Antagonista, o ex-advogado-geral da Unio na gesto de Lula manifestou publicamente seu interesse em investigaes do Coaf, do Ministrio Pblico Federal (MPF) e da PF sobre o advogado americano Glenn Greenwald, proprietrio do acima citado The Intercept Brasil.

PINGA-PINGA – Detentor do conta-gotas para envenenar Moro, Dallagnol e outros agentes da lei envolvidos na condenao de empreiteiros amigos e chefes polticos do esquema de corrupo que quase levou a Petrobrs falncia e ajudou a enfiar o Brasil na fossa profunda da crise e do desemprego, este personagem cujo sigilo bancrio teria agora importncia crucial.

Quem tiver interesse em conhecer o verdadeiro estofo do carter do manipulador do conta-gotas mais temido do Brasil pode encontrar informaes relevantes lendo reportagem de Eric Wempel, publicada em 27 de junho de 2013 no jornal The Washington Post, familiarmente chamado de The Post at em ttulo de filme de aventura do jornalismo investigativo.

CONDENAES – Quem o fizer ser informado de que o escritrio do cartrio do condado de Nova York mostra que Greenwald tem US$ 126.000 em sentenas abertas e contra ele datando de 2000, incluindo US$ 21.000 do Departamento de Impostos do Estado e da Secretaria da Fazenda. Tambm fala de um penhor de US $ 85.000.

Conforme a mesma fonte, Greenwald disse ao New York Daily News que est preso s obrigaes de Nova York, mas est negociando planos de pagamento (ou seja, acerto de contas) com o IRS, equivalente americano da nossa Receita Federal. Numa postagem que Eric Wemple chamou de preventiva, Greenwald garantiu ainda que o jornal The New York Times tambm manifestou interesse por essa parte de seu passado.

Em 2013, Greenwald tinha 46 anos e tentou justificar esse passado que, como naquele filme de Hollywood, o condenaria com uma tentativa de generalizar a prpria biografia: Como a maioria das pessoas, vivi uma vida adulta complicada e variada. No conduzi minha vida aos 18 anos com inteno de ter uma famlia com valores de senador americano. Minha vida pessoal, como a de qualquer outra pessoa, complexa e muitas vezes bagunada (em ingls, messy, palavra que tambm pode ser traduzida por confusa ou ainda obscura).

NEGOCIANDO – H seis anos ele, agora com 52, disse estar negociando seus dbitos com o Fisco. notrio que o grande chefo da mfia de Chicago Al Capone no foi condenado por seus crimes de morte, mas por sonegar Imposto de Renda mal declarado. Se Greenwald est mesmo negociando, no d pra saber, porque a IRS no divulga. Ento, at possvel confiar que esteja mesmo.

A Wemple ele confessou que, quando jovem, se envolveu com gente complicada. O reprter fuou arquivos e descobriu que essa era, na verdade, gente barra pesada, do submundo, do basfond, um negcio na rea da pornografia. Por exemplo, ele se tornou inimigo de Peter Haas, dono de uma companhia de produtos pornogrficos, e tambm de seu amigo mais prximo, Jason Buchtel. poca da reportagem do Washingotn Post, Greenwald chamou Peter Haas de little bitch, literalmente, cadelinha, mas baixo calo para designar prostituto(a), ou ainda a good little whore(uma boa prostitutinha).

COM SNOWDEN – A se tornou inimigo do governo americano na gesto de Barak Obama por se ter juntado a Edward Snowden, ex-administrador de sistemas da CIA e ex-contratado da Agncia de Segurana Nacional (em ingls, National Security Agency, a NSA) que tornou pblicos detalhes de vrios programas que constituem o sistema de vigilncia global da NSA americana, e Julian Assange, dono do site WikiLeaks, que os divulgou. Atualizando: Julian Assange ora responde por estupro na Sucia e por quebra de acordo de liberdade sob fiana no Reino Unido, estando, por isso, preso em Londres.

Desde 19 de agosto de 2013, quando seu companheiro David Miranda, ex-suplente de Jean Wyllys e hoje deputado pelo PSOL, foi detido no Aeroporto de Heathrow, na capital britnica, pela polcia, que o acusou de ter violado o protocolo 7 do Ato Antiterrorismo, Greenwald foi publicamente apoiado pelo governo brasileiro. poca, Dilma Rousseff disse ser a favor da liberdade de imprensa e, por isso, condenou EUA e Inglaterra. E, em seguida, abriu as portas para sua permanncia legal no Pas.

(artigo enviado por Mrio Assis Causanilhas)

8 thoughts on “O passado condena Greenwald, que est devendo muito dinheiro nos Estados Unidos

  1. para esclarecer duvidas das conversas de Moro,

    No processo penal sempre predominou o sistema da livre investigao de provas. Mesmo quando, no processo civil, se confiava exclusivamente no interesse das partes para o descobrimento da verdade, tal critrio no poderia ser seguido nos casos em que o interesse pblico limitasse ou exclusse a autonomia privada. Isso porque, enquanto no processo civil em princpio o juiz pode satisfazer-se com a verdade formal (ou seja, aquilo que resulta ser verdadeiro em face das provas carreadas aos autos), no processo penal o juiz deve atender averiguao e ao descobrimento da verdade real (ou verdade material), como fundamento da sentena. Cintra, Antnio Carlos de Arajo; Grinover, Ada Pellegrini; Dinamarco, Cndido Rangel. Teoria Geral do Processo. 18. ed. So Paulo: Malheiros Editores, 2002, p. 65).

    • E da, o Poste e a Vice foram na missa e isto no quer dizer que sejam catlicos. Apenas marketing. muita babaquice tentar justificar as falcatruas com esse fato. Bandido bandido em qualquer situao.

  2. revista Veja, agora h pouco:

    Um dos alvos da Operao Spoofing, o motorista de aplicativo Danilo Cristiano Marques, de 33 anos, era conhecido por familiares e amigos por ser bolsonarista fervoroso. Por isso, estranharam quando o viram envolvido com um grupo de supostos hackers que invadiram o Telegram de diversas autoridades, entre elas o prprio presidente Jair Bolsonaro e os ministros Sergio Moro e Paulo Guedes.

    A prpria PF vazou que ele, junto com Delgatti, teriam trocado em dlares e euros cerca de R$ 90 mil, nos aeroportos do Rio e de natal, supostamente para comprar armas.

    Delgatti era filiado ao DEM, de onde foi expulso hoje.

    Algum a ainda quer ver uma conspirao petista no vazamento?

    http://bit.ly/2Gxsf5o

    Pelo visto basta ser bolsonarista para ser forte a probabilidade de estar metido em picaretagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.