O povo não sairá das ruas, isso é o que os governantes e os políticos ultrapassados estão querendo. Conseguiram a redução das tarifas, mas isso é o mínimo. É preciso insistir nos protestos, chegarão às conquistas. Constituinte, no momento, tempo perdido. Quem convocaria? Os mesmos que estão aí se elegeriam e se garantiriam como r-e-p-r-e-s-e-n-t-a-n-t-e-s.

Helio Fernandes

Para começo de conversa, constatar, avaliar, colocar diante de todos, para que também todos examinem, opinem, se manifestem, como estão fazendo os que tomaram as ruas para protestar e reivindicar sobre os mais diversos assuntos.

Os primeiros que ganharam as ruas tinham escrito nos cartazes que não admitiam o aumento nas tarifas de transporte público.

Mas isso já estava longe, mas tão longe ou distantes, que não se vê, não se ouve, quase nem dá para lembrar. Não se pode esquecer que apesar de parte mínimo das reivindicações, foi logo atendida, as passagens já voltaram aos preços de antes, esmagando pelo caminho o governados e prefeito de São Paulo, governador e prefeito do Rio. Eram os mais poderosos e, consequentemente, os mais intransigentes.

A REVOLTA DOS ANJOS, NAS RUAS,
DERROTANDO OS ENCASTELADOS GOVERNANTES

Os primeiros derrotados e massacrados foram Alckmin, governador, e Haddad, prefeito. Adversários quase inimigos, os partidos opostos e sem diálogo (igualmente sem projeto, sem programa e sem planejamento) se juntaram surpreendentemente nas decisões apressadas de aumentarem as tarifas de todos os transportes, sem exceção.

Surgiram os primeiros e tímidos protestos, embarcaram (juntos) para Paris, declararam: “Não existe conversa, os aumentos são irrevogáveis”. E foram jantar confortavelmente na bela primavera de Paris, conforme assinalei aqui, na hora. Só que não imaginavam que a primavera do calendário seria substituída imediatamente pela PRIMAVERA POLÍTICA, como está acontecendo em muitos lugares.

Não contavam, de jeito algum, com esses jovens que foram tomando as ruas, foram crescendo cada vez mais, estão há mais de uma semana, e não podem desistir. O governador de São Paulo voltou, defendeu idiotamente a violência, deu entrevista entre dois coronéis, afirmou: “A Polícia Militar cumpriu o seu dever”.

Virou para os dois lados, recebeu olhares de aprovação, pensou que era a vitória. O prefeito, intelectual, professor e acadêmico, foi pelo mesmo caminho, só não aplaudiu a polícia e a repressão, mas também não condenou.

A REVIRAVOLTA, EM DIAS OU HORAS

Só que quando puderam perceber alguma coisa, viram que precisavam agir, ou o movimento agiria contra eles. Imediatamente, num tempo rapidíssimo, as tarifas aumentadas, que não poderiam ser revogadas, caíram aos preços anteriores. Mais primário ou comprometido, Alckmin ainda elogiou “os empresários” que dominam todo o transporte, que chamam de “serviço” de oitava categoria e na uma vergonha, atentado criminoso e selvagem aos milhões de cidadãos que precisam chegar ao trabalho, voltar para casa, ir a qualquer lugar.

DE SÃO PAULO PARA O RIO

O governador e o prefeito, tão irresponsáveis quanto os de São Paulo, ficaram também impassíveis diante do que acontecia. Sergio Cabral e Eduardo Paes sabiam e sabem que aqui é muito mais fácil, todo o movimento dos ônibus é controlado, comandado e coordenado pela Fetranspor.

O resto do transporte, ainda minoritário, é dominado pelas concessionárias, sem fiscalização, que só querem lucro (vá lá, é do sistema), mas não ligam nem se incomodam, tratam o cliente com o maior desprezo e desinteresse.

Se o “serviço” tivesse um mínimo de qualidade, se existisse realmente, não teriam acontecido os protestos. Muitos dos ignorados passageiros afirmaram diante das televisões: “Se houvesse um serviço de qualidade, com ônibus saindo e chegando na hora certa, se pudéssemos entrar e sair dos transportes, se não fôssemos obrigados a viajar esmagados, poderíamos até aceitar o aumento”. Era o libelo coletivo contra esses “proprietários” de coletivos.

AGORA, O QUE ACONTECERÁ?

Estão tentando desmobilizar os manifestantes, sugerindo: “Foram vitoriosos, as passagens reduzidas, agora podem voltar para casa”. Não precisam, não querem, não podem abandonar a luta marcada para 15 “rounds”, apenas porque atingiram o adversário ligeiramente, nem no queixo foi. Nesses 15 “rounds”, é preciso dominar o ringue, examinar as conquistas, e aí sim, aguardar o que será feito de permanente.

CONSTITUINTE INVIÁVEL

Desculpas aos muitos leitores e comentaristas que sugerem que a convocação de uma Constituinte seria a solução. Pelo contrário, paralisariam tudo, caminharíamos para o retrocesso e, pior ainda, a estagnação. Se essa sugerida Constituinte pudesse estar em vigor em      dias ou algumas semanas, teria até o meu apoio entusiasmado.

Mas quem convocaria essa Constituinte? Levaria pelo menos um ano para aceitarem a idéia, marcarem a eleição, estabelecerem um tema de MUDANÇAS OBRIGATÓRIOS, com aqueles 10 itens que relacionei aqui, e outros 3 acrescentados por leitores.

Outro quesito importantíssimo: os atuais deputados e senadores poderiam se candidatar? Se não pudessem, chamariam de discriminação. Se pudessem (nem digo puderem, pois não haverá) participar, então seria a glorificação do absurdo. Se não mudaram nada em dezenas de anos, se não fizeram reforma política, eleitoral e partidária (entre outras), porque iriam fazer só por que tem o nome de Constituinte?

PS – Para mostrar a dificuldade da situação, a complexidade dos problemas, os obstáculos para implantar as reformas mais urgentes, a conclusão: seria necessária uma voz coletiva, como a Constituinte. Contradição do repórter? Não, apenas isenção e sinceridade no exame dos problemas.

PS2 – Outra duplicidade irreal, mas altamente visível: enquanto o povo estiver nas ruas, os infiltrados, baderneiros e tumultuadores encomendados  também estarão. E isso não pode demorar eternamente.

PS3 – Mas se o povo sair das ruas, será tido como derrotado, que deixou as ruas por incapacidade, isso é o que dirão. Contradições e controvérsias que precisam de solução.

DILMA-JOANA D’ARC

Pela vestimenta e pelo perfil cada vez mais roliço, já foi comparada à Dona Merkel por este repórter. Agora ganha denominação e identificação nova, baseada nas suas próprias afirmações.

Comentando na televisão (e não faz outra coisa) as intenções dos participantes do Movimento Passe Livre, afirmou: “Meu governo ouve vozes pela mudança”. É Joana D’Arc, estúpido. Dona Dilma ouve vozes, os que protestam ganham aplausos pelo que houve nas ruas.

A PEC 37 DERROTADA

Os que pretendiam retirar os poderes de investigação do Ministério Público, tiveram que aceitar a derrota. Quando começou essa tentativa, deixei claro, aqui, que “se tratava de retaliação, por causa das denúncias contra acusados do mensalão”.

Um dos pontos mais positivos na Constituição de 1988, foi a concessão desses poderes ao Ministério Público. E eles cumpriram rigorosamente, sem arrogância e sem exagero, os poderes constitucionais que receberam. Começaram a incomodar, veio a campanha contra, que quase foi vitoriosa. O que não aconteceu.

A PERMANÊNCIA DOS PODERES DO
MP, GRANDE E NOTÁVEL VITÓRIA

Excetuadas as medidas de redução das tarifas de ônibus, três, metrô e de todos os outros meios de transporte público, a grande vitória do povo nas ruas foi o arquivamento dessa odiosa e vingativa PEC 37. Que pretendia praticamente acabar com o MP e suas investigações importantes, abrangentes e reparadoras.

###

PS – Os problemas econômicos e financeiros, que afinal fazem parte de tudo, continuam se agravando. A inflação não cai, os investimentos não aparecem, as exportações diminuem, as importações aumentam.

PS2 – Não há luz no fim do túnel, perdão, nem se vê o túnel, de tão escuro.

PS3 – O governo (ministro da Fazenda ou presidente do BC?) se diz otimista, cada um falando pelo setor que dirigem. (Dirigem?)

PS4 – Todo dia falam em aumento dos juros, passam recibo na incapacidade de mais investimento, com a infraestrutura cada vez mais desperdiçada ou ignorada.

PS5 – E o dólar? O governo estabeleceu a meta de “2 reais por dólar”, já chegou a 2,24. E o governo vende diariamente, só que não adianta coisa alguma. Não demora, diretores do BC irão para as ruas, pedindo socorro para a queda do dólar.  

PS5 – Tenho que terminar com Neymar, de dentro e fora do campo. Nos dois jogos, magnífico, Mas contra o México, genial, magistral, já coloquei isso, meia hora depois do jogo terminar.

PS6 – Só que agora a motivação fora de campo, a admiração e apoio por tudo o que os manifestantes estão dizendo nas ruas. Neymar confirma que é hoje o grande ídolo do futebol e do esporte do Brasil.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

44 thoughts on “O povo não sairá das ruas, isso é o que os governantes e os políticos ultrapassados estão querendo. Conseguiram a redução das tarifas, mas isso é o mínimo. É preciso insistir nos protestos, chegarão às conquistas. Constituinte, no momento, tempo perdido. Quem convocaria? Os mesmos que estão aí se elegeriam e se garantiriam como r-e-p-r-e-s-e-n-t-a-n-t-e-s.

  1. Caro Helio, agradeço à DEUS, a longa vida que Ele te dá, pela luta de tua VIDA, pela Soberania Nacional, e o Amor fraterno Cristão ao nosso POVO, parcela dessa Humanidade de “desamor”.
    Gravei o “protesto do RUI: “Justiça Tardia não é Justiça”, outro brasileiro que amava seu POVO.
    De Rui eu tenho a Prece “DEUS” dirigida aos Políticos, e a Poesia “Tenho Vergonha de mim em ser honesto”, da Tribuna imprensa, tenho alguns números, amarelados pelo tempo.
    A nossa geração, tenho 83 anos, você, um pouquinho mais, nosso sonho NA JUVENTUDE DE UM BRASIL JUSTO, SOBERANO, PARA O POVO VIVER AS RIQUEZAS QUE DEUS NO DEU,foi transformado em pesadelo, pelos “politiqueiros de plantão”.
    Que DEUS, abençoe nosso POVO e nossa Humanidade.

  2. Já temos uma das Constituições mais modernas e aptas ao neoconstitucionalismo em todo o mundo, apesar dos abusos do poder constituinte reformador que retiram progressivamente a sua essência, com raras e louváveis exceções.

    O que falta é efetividade à Constituição. Os direitos de primeira dimensão são desrespeitados e somente a alta burguesia os garante, os de segunda dimensão são precaríssimos, uma caricatura tributária do Estado de Bem Estar Social.

    A tributação é compatível com o desejado Estado de Bem Estar Social, pelo qual diversas sociedades lutaram durante séculos, representando a segunda dimensão de direitos fundamentais, mas desmontado pelo visível retrocesso, com confirmatórias exceções, ao redor do mundo.

    Já que Renato Russo é bem lembrado neste ano com Faroeste Caboclo e sua cinebiografia, precisamos repetir: “Ninguém respeita a Constituição, mas todos acreditam no futuro da nação”. “Que país é esse?”

    O que o povo nas ruas exige é mais do que a liberdade para alguns com igualdade formal, muitas vezes perpetuadora das desigualdades, muito além da igualdade a duras penas, com alianças terríveis e concessões inaceitáveis, queremos a fraternidade, a terceira dimensão dos direitos fundamentais que coexistem e se expandem como círculos concêntricos. Os direitos transindividuais estão na pauta dos nossos dias e a efetividade da nossa Constituição se traduz na urgência da redução da distância existente entre o texto, seus princípios e todos os demais integrantes do “bloco de constitucionalidade” e a dura, patrimonialista e arbitrária realidade.

    Nova Constituição somente pelo processo revolucionário em sentido estrito, sem os golpes de Estado explícitos ou velados por meio de acordos espúrios.

    A sinceridade nos corações de muitos protestantes como eu é no sentido do aproveitamento do espaço para a insurreição, por meio da cobrança, da retomada e do exercício dos verdadeiros titulares do poder.

    Todos conhecemos a natureza humana e a variedade de interesses dos que tentam tirar proveito da situação e da fragilidade dos movimentos a seu próprio favor, a apropriação por uma minoria mais esperta sempre esteve presente na história da humanidade.

    O que desejo e desejamos é o aprofundamento democrático, a democracia direta, que se sobrepõe ao mero ato de votar e ser ludibriado periodicamente e depois não participar mais de nada, também defendemos o mais amplo pluralismo político.

    A PEC 37 é um exemplo da ausência de representatividade e do mau uso pelos exercentes em gritante contradição com a vontade dos titulares do poder constituinte, seja ele originário, decorrente ou reformador.

    Quero torcer sempre pelo Brasil e para que as ideias não parem de fluir.

  3. Juventude Consciente do Brasil, cuidado com os gollpistas. Elles podem estragar tudo outra vez.

    ALERTA MÁXIMO. DENÚNCIA. Urge conter o vandalismo dos gollpistas-ditatoriais, nazi-fascistas, e mercenários à soldo, camaleônicos, que estão atuando infiltrados no movimento popular, usando o povo como inocente útil, com segundas intenções gollpistas. Os gollpistas-ditatoriais, nazi-fascistas, e mercenários à soldo, estão, infelizmente, infiltrados no MPL e se não forem contidos em tempo vão acabar destruindo outra vez o nosso Sonho e Esperança do Novo Brasil de Verdade, assim como estão impedindo, sabotando, obstruindo e destruindo o debate livre e democrático de idéias nos sites livres da Internet. Os brucutus violentos, psicóticos, reacionários, e mercenários à soldo, estão fazendo nas ruas, infiltrados no movimento, o que há anos fazem na Internet: deturpam, sabotam , vandalizam, lançam boatos, fuxicam, confundem e até impedem a liberdade de expressão, destroem o debate livre e democrático e até mesmo os sites livres, assim como estão fazendo nas ruas, tirando proveito da incitação e excitação da juventude bem intencionada nas ruas, feita pela convocação publicitária enganosa da fiat, e cia da mesmice camuflada, cujos carros, na verdade, é que são os donos de fato das nossas ruas, ao que parece.

  4. O Luiz Felipe, deveria ser um pouco mais claro no seu “Alerta Máximo”. Afinal o uso de dois eles “ll” tanto pode indicar o “Collor” como ao “Lulla”. Penso que os dois são golpistas e tentarão levar vantagem no que está acontecendo.

  5. Os Canalhas do gollpismo-ditatorial voltaram às ruas, na cara dura, confundir o povo, e, infiltrados em meio à juventude, aprontar de novo contra o Estado Democrático de Direito. Fala sério. Que país é este, que não consegue se libertar dos Canalhas do gollpismo-ditatorial e suas armações ?

    Não obstante tudo o que já aprontaram neste país, os solertes Canalhas do gollpismo-ditatorial cometeram outra vez a loucura de voltarem às ruas, como em 64, tirando proveito da oportunidade propiciada pela juventude do MPL, cheia de boas intenções mas que, ao que parece, não tem noção do perigo dos gollpistas-ditatoriais e nem das desgraças que os Canalhas históricos já praticadaram no passado. Acreditava-se que os Canalhas gollpistas-ditatoriais estavam arquivados do lixão da história golllpista e ditatorial deste país, mas, pelo visto, não, até porque, ao que parece, voltaram a aprontar das suas, camuflados e imiscuidos em meio ao Movimento sadio, pacífico e democrático da Juventude que passou a ser usada, inocentemente, pelos criminosos gollpistas-ditatoriais ainda não punidos pela avalanche que crimes hediondos praticados contra a juventude no passado, aterrorizando a todos e abortando sonhos que até hoje não se realizaram, e que, a depender dos Canalhas e amaldiçoados golllpistas-ditatoriais nunca serão realizados.

  6. Ontem, após o trabalho, acompanhei a manifestação da Praça 7 até a Praça da Liberdade, em BH. Comparando com RJ e SP, é como se o trecho levasse à Avenida Rio Branco ou à Avenida Paulista.
    Pude perceber duas coisas: uma é que não tem uma causa específica e a outra que considero a principal, é que não tinha ninguém com aspecto de povo, ou seja, com jeito de pedreiro, garçom, motorista, faxineiro, etc., ou seja, a grande massa. Sem esta imensa parcela da população, não há revolução.
    Infelizmente é esta massa que reelege os Renan Calheiros, Waldemar da Costa Neto e muitos outros.
    No final, prevalecerá o establishment, ainda mais que não há alternativas contundentes para o que estão lutando. Infelizmente, já me iludi em minha juventude mais profunda e aos 46 anos, não visulumbro uma Primavera Brasileira, somente inverno, que aliás começa hoje.

  7. Paulo (7;42), Erros não justificam Erros. O importante é não errarmos de novo, doravante, porque evoluir é preciso. “Lutar sempre, vencer talvez, mas retroceder jamais.” Pra frente Brasil, extirpemos do nosso meio os gollpistas-ditatorais e todos os demais bandidos de todas as castas, para que possamos, de fato, descortinar novos horizontes, na moral, no jogo limpo, com as nossas intenções, idéias, ideais e propostas expostas à luz do sol, sem rabo preso senão com Deus e como o bem comum, e sem medo de cara feia de quem quer que seja. Vamos encarar de um vez por todas, na moral, esses bandidos, gollpistas-ditatorais, FDP, nem que seja a última coisa a fazer na vida, para que nossos filhos, netos…, tenham o Direito de viver numa Nação Nova, de Verdade, livre desses gollpistas-ditatorais, FDP, Canalhas, que têm que pagar o preços de suas Canalhices contra o Estado Democrático de Direito.

  8. Hélio! Magistral!

    Povo meu! Não deem ouvidos a esses que cá vem apenas para lançar seu desânimo sobre nossas cabeças. A luta é esta e ela é linda!

    Vamos como o mestre Hélio disse! Ainda faltam 14 rounds!

    TODOS sabemos porque os protestos estão acontecendo e apenas a FALTA DE ESPERANÇA na mudança que pode fazer com que desanimemos.

    Alguém já leu história sem fim? Ou escutou a música ALOHA do Legião?

    Jovem, se você perde esperança, você perde tudo!

    Estamos com vocês! Por um novo mundo!

  9. BISMARK, disse: “NO DIA EM QUE O POVO SOUBER COMO SÃO FEITAS AS LEIS E A LINGUIÇA,
    DESOBEDECE AS LEIS E PARA DE COMER LINGUIÇA”.

    FOI O QUE ACONTECEU COM A CONSTITUIÇÃO DE 88, NINGUÉM CUMPRE. ACERTOU EM CHEIO O ACM. LEMBRAM!

    O POVO ISOLOU A NOSSA GOVERNANTA, ONTEM A NOITE NO PALÁCIO DO PLANALTO, E ELA VIU-SE OBRIGADA A SER PROTEGIDA POR MILHARES DE POLICIAIS.

    ATÉ AONDE VAI, SÓ DEUS SABE!

    ENTRETANTO, UMA COISA É CERTA: O POVO BRASILEIRO NÃO GOSTA DE SER DOMINADO POR PARTIDOS. SENDO CRENTE A DEUS (90% ACREDITAM EM DEUS), PRINCIPALMENTE, PARTIDOS QUE
    ABOMINAM A IDÉIA DE QUE DEUS EXISTE.

    NÃO ADIANTA INSISTIR!

    ONTEM, QUINTA-FEIRA, DURANTE AS MANIFESTAÇÕES, SÓ ME FALTOU VER AS FAIXAS: “A MAR-
    CHA COM DEUS PELA LIBERDADE”. MAS, ELAS VÃO APARECER!

  10. Na primeira manifestação da Avenida Paulista o Promotor de Justiça Roberto Leão Zagallo reagiu na internet: “Estou há 2 horas tentando voltar para casa mas tem um bando de bugios revoltados parando a avenida Faria Lima e a Marginal Pinheiros. Por favor, alguém poderia avisar a Tropa de Choque que essa região faz parte do meu Tribunal do Júri e que se eles matarem esses f… eu arquivarei o inquérito policial”.
    Há muitos iguais a ele no Poder Público. O Dr. Gurgel teria muito que se explicar (se a coisa fosse levada a sério no Brasil): não pode desaparecer mil processos de um cartório. Não pode muitas coisas, né, não!.

    A violência e depredação e gritos de “Ditadura Já” começaram depois. Impossível evitar.

    Leiam as denúncias: Militantes dizem que ferimento exibido em fotos foi forjado.
    http://www.viomundo.com.br/denuncias/militantes-dizem-que-ferimento-em-ativista-foi-forjado.html

    “Os carecas” já estão agindo e muitos com os rostos cobertos e até manifesto de Militares.
    Militar se meter no meio é o mesmo que aprovar projeto para cura gay.
    Brizola ia adorar ler as frases contra a TV GLOBO: INICIO DO FIM – ERA PLIM PLIM

  11. Prezado, caro e estimado jornalista Hélio Fernandes,
    Abaixo sua proposta a RENOVULUÇÃO.
    Acrescento o que acho que seja necessário para que a mesma se materialize:
    1) EXIGIR uma reforma política seguida de uma reforma eleitoral, chancelada por plebiscito / referendum
    2) EXIGIR uma reforma tributária, idem, idem,
    3) EXIGIR uma reforma previdenciária, idem, idem,
    4) EXIGIR uma reforma do código penal, idem, idem,

    RENOVOLUÇÃO
    Depois de 512 anos de atraso, precisamos REVOLUÇÃO ou RENOVOLUÇÃO
    10 modificações da Reforma Política:
    Distritalização Pura,
    Voto Livre (PROIBIR A OBRIGATORIEDADE)
    Controle p/Re-eleições, com critério possibilidade de Candidatos Independentes, Prévias Partidárias,
    Inexistência de Suplentes,
    Eleições a cada dois anos, Senado quatro,
    Possibilidade de recall,
    Eleições p/ Procuradores,
    Delegados Polícia,
    Ministros do TCU (Tribunal de Contas), etc.
    Como a representatividade é cada vez mais falsa, imprudente, displicente e incompetente, o voto está muito longe de se parecer com a vontade, a orientação ou a convicção do cidadão-contribuinte-eleitor. Este é seduzido, enganado e mistificado de todas as maneiras, e com a avalanche de candidaturas, acaba se confundindo, se complicando, se equivocando.
    Existem várias modificações a serem impostas no processo eleitoral, para que pelo menos haja uma aparência de semelhança entre o voto e a vontade do eleitor. Com urgência são indispensáveis cinco mudanças, imprescindíveis.
    1 – Descoincidência de mandatos. Não é possível que no mesmo dia, na mesma hora, na mesma urna, o cidadão tenha que votar em presidente e vice. Governador e vice. Senador. Deputado federal. Deputado estadual. O lógico: num dia, presidente, senador, deputado federal. Em outro, governador e deputado estadual. Mais um, prefeito e vereador.
    Alguns apressados e não autorizados, dizem: três eleições? É muito caro. É baratíssimo. Caro é o mensalão. Caro é o time de sanguessugas. Caro é a compra e o pagamento pela reeleição, crime praticado por FHC pela primeira vez na nossa história. Além do mais, em nenhum país do mundo existe essa incompreensível coincidência de mandatos, um suplício, sacrifício, quase suicídio imposto a 126 milhões de eleitores. (O maior eleitorado existente, e com voto obrigatório.)
    2 – Voto Distrital para deputado federal e estadual. Dessa forma, dando como exemplo apenas o Estado do Rio: seriam eleitos os 46 federais mais votados e os 70 estaduais da preferência do cidadão. Acabaria a excrescência de alguém se eleger com 20 mil votos e outro ficar de fora com 130 ou 140 mil, como já aconteceu. Isso se repete em todos os estados.
    3 – Redução do número de deputados federais, estaduais e municipais. (Vereadores.) 513 deputados federais é muito, é exagero, isso sim é jogar dinheiro fora. Nos EUA são 440 deputados (que se chamam Representantes, é isso que são), em 50 Estados e com uma população de 282 milhões de habitantes. 55 vereadores no Rio, quase 80 em São Paulo, uma orgia de dinheiro. Num dos raros atos elogiáveis, a ditadura estabeleceu um máximo de 21 e um mínimo de sete por município. Rio capital, São Paulo capital, Belo Horizonte, os maiores, funcionaram perfeitamente.
    4 – O mandato dos senadores poderia ser de seis anos, como ficou estabelecido na Constituição de 1891, Rui Barbosa seguiu o exemplo dos EUA. Oito anos é uma eternidade.
    5 – Acabar imediatamente com a reeleição para presidente e para governador. Nunca é tarde para reparar o erro, perdão, o crime. Poderiam voltar o mandato de presidentes para cinco anos, (ou até seis) sem reeleição. Como vigorou desde a Constituição de 1946, a melhor que tivemos a partir da República.
    Poderiam existir outras modificações, mas essas representariam à verdadeira renovolução política e eleitoral. A economia, também seria afetada positivamente.

  12. É…
    Continuo sem ver qualquer possibilidade de mudanças, já que os constituintes seriam os mesmos que aí estão, como bem disse o jornalista!

    O que MUDOU MESMO foi a visão do FUTEBOL no país do futebol. O brasileiro ignorar jogo da seleção brasileira era coisa impensável até um dis desses! COISA INCRÍVEL!

    Bem, qualquer forma, quem sabe tudo isso não teria servido para um aquecimento para as eleições do ano que vem?

    Abraços.

    PS: para estragar essa copa mesmo bastaria os MANIFESTANTES irem para os acessos dos AEROPORTOS!

  13. Sr. Helio, muito bacana o artigo. Concordo, faltam 14 rounds.

    Quanto à taxa Selic, a pressão para seu aumento continuará enquanto houver pressão para a subida do dólar. O governo tem de atrair capital externo para estabilizar o fluxo de dólares que “foge” para os EUA em busca dos juros e da realização de lucros; o que tem provocado a escassez da moeda estrangeira aqui no Brasil e em outros países, e feito esta moeda se valorizar.

    A Selic continuará subindo.

  14. Prezado jornalista Hélio Fernandes,

    Encaminho da mesma forma que recebi: (cortei e colei):

    A culpa da corrupção é do Foro de São Paulo

    Não é um movimento espontâneo! Eu confesso. Tudo isso que vocês estão vendo nas ruas e na internet é uma estratégia comercial de lançamento do mais educativo livro do filósofo Olavo de Carvalho, organizado e apresentado por Felipe Moura Brasil, O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. Isso mesmo: nunca foi tão autêntico e literal um marketing de guerrilha.

    Nosso objetivo era despertar nas pessoas de bem deste país o interesse pela compreensão do atual estado de coisas. Conseguimos. Tem sido um enorme sucesso! Quem ainda estiver desesperado, sentindo-se um bebezinho em todos esses assuntos, sem entender origens, causas, métodos de manipulação, consequênci as, psicologia da juventude, que diabos é comunismo, conservadorismo, esquerda, direita, e por que foi um bebezinho até ontem, ‘keep calm, baby’. No fim de julho, você entenderá tudo.

    *****

    Até lá, entenda o que puder das análises objetivas do movimento, feitas por Olavo de Carvalho. Agora, é claro, falando sério:

    “A soma das vozes populares dá potência ao movimento, mas é a liderança que o canaliza e aproveita politicamente. Não adianta nada haver milhões de conservadores gritando nas ruas contra Dirceu, Lula e Dilma, se tudo só servir para dar mais poder à única liderança ativa do momento, que é o Foro de São Paulo. Será, pela milésima vez, a revolução lucrando com a denúncia de seus próprios crimes.”
    (Olavo de Carvalho)

    “O importante para o Foro de São Paulo não é defender Dilma ou o PT, mas assegurar que o movimento das ruas desembocará num resultado socialista, mesmo que se ja preciso sacrificar a presente liderança visível. O entusiasmo patriótico das massas tem força, mas não direção. As águas não vão para onde desejam, mas para onde são canalizadas. A esquerda tem dezenas de anos de prática em canalizar a vontade popular, e os conservadores, patriotas etc. não têm nenhuma, tanto que imaginam que a vontade popular se transfigura, por si e espontaneamente, em decisões políticas e legais, coisa impossível entre quantas já passaram por uma cabeça oca.”
    (Olavo de Carvalho)

    “A massa pode ser conservadora e patriótica o quanto bem entenda, mas a iniciativa está nas mãos do Foro de São Paulo. A esquerda não só iniciou o movimento, mas conserva a dianteira e, aparentemente, não tem concorrentes. Pode surgir uma nova liderança, do nada? Pode, mas não há sinais de que isso vá acontecer. Cada militante esquerdista que sobe na vida, conquista cargos e se torna famoso está SEMPRE decidido a perder tudo isso s e for em benefício da causa. Lula, Dilma e Dirceu não são exceções. Oportunistas e carreiristas têm pouquíssima chance no Foro de São Paulo. Onde eles prosperam é nos partidos “de direita”, que não lutam por causa nenhuma mas apenas pela manutenção dos cargos de quem já os tem.”
    (Olavo de Carvalho)

    “Nenhum de vocês, cidadãos comuns, tem a menor culpa pela inexistência de um movimento conservador decente. Movimentos custam MUITO dinheiro; nenhum tem começo modesto, todos vêm das grandes fortunas. O que não custa dinheiro é a iniciativa intelectual, como por exemplo a minha, mas ela não pode por si criar nem instaurar um movimento. Por isso o conservadorismo existe no Brasil como corrente de pensamento, mas não como movimento político. As igrejas evangélicas começaram um movimento, mas ainda incipiente. E uma massa de fiéis não é ainda uma militância, falta muito para isso.”
    (Olavo de Carvalho)

    “Se um único general tomasse a dianteira e prendesse os corruptos que a massa revoltada quer ver na cadeia, ganharia instantaneamente o apoio de toda a população, inclusive de grande parte dos agitadores de rua, e teria então autoridade para cavar mais fundo e quebrar a espinha do Foro de São Paulo. Viraria a mesa num estalar de dedos. É nessas horas que os heróis surgem ou desaparecem para sempre. No meu modesto entender, só estão buscando uma desculpa elegante para desaparecer, e aliás nem precisam disso, pois já desapareceram.”
    (Olavo de Carvalho)

    “Se o Joaquinzão [Joaquim Barbosa, presidente do STF] tivesse duas bolas, em vez de uma e meia (o que no Brasil já é até excesso), ele não hesitaria em impor sua autoridade por meio das Forças Armadas, e se tornaria o maior herói nacional de todos os tempos.”
    (Olavo de Carvalho)

    “Os fulanos saem à rua exigindo a prisão dos corruptos que o governo protege, e quando sugiro que o STF realize isso mesmo por meio das Forças Armadas, eles respondem que estou pregando um ‘golpe militar’. Será que estou falando com macacos?”
    (Olavo de Carvalho)

    “Vão me acusar de racista porque eu disse que o Joaquinzão só tem uma bola e meia.”
    (Olavo de Carvalho)

    “No Brasil é tão normal, tão obrigatório pensar com meras figuras de linguagem e slogans colhidos da mídia, que quando um sujeito simplesmente analisa as coisas cientificamente, chega às conclusões corretas e faz previsões acertadas, logo o chamam de profeta ou querem matá-lo. O que estou fazendo nas minhas análises da conjuntura nacional não é nada mais do que praticar as CIÊNCIAS SOCIAIS, que os profissionais universitários da matéria desconhecem por completo.”
    (Olavo de Carvalho)

    “Quaisquer que venham a ser os desenvolvimentos da onda de protestos no Brasil, sua primeira vítima está ali, caída no chão para não se levantar nunca mais, e ninguém sequer se deu c onta da sua presença imóvel e fria: é a ‘direita’ brasileira. (…)”
    (Olavo de Carvalho – Leia o artigo completo.)

    “É como me disse, num cochicho discreto, o ex-ministro romeno das Relações Exteriores, Andrei Pleshu, um tremendo gozador: ‘É preciso restaurar o movimento conservador – com a ressalva que já não há mais nada para conservar.'”
    (Olavo de Carvalho)

    E para quem pede solução…

    “Marcia Regina Ferreira pergunta:

    ‘Eu gostaria de saber, do Olavo Carvalho, a quem muito prezo e admiro o discurso inteligente, na opinião dele, como deveria ser feito.’

    Resposta:

    Não tenho fórmula pronta, mas a experiência histórica mostra que a formação dos grandes movimentos polí ticos obedece a uma sequência mais ou menos imutável. (1) Iniciativas intelectuais isoladas; (2) Organização dos intelectuais numa rede de debates, que podem prosseguir por muito tempo sem nenhuma ação política propriamente dita; (3) Aglutinação de recursos financeiros; (4) Adestramento de militantes; (5) Conquista, criação e ampliação dos meios de ação; (6) Criação de um Estado Maior para discussão estratégica e tática (o Foro de São Paulo é isso); (7) Desencadeamento de ações; (8) Manutenção do controle e revisão permanente das estratégias e táticas à luz dos resultados obtidos. Como você pode ver, nossos iluminados políticos e empresários conservadores não estão sequer à altura de participar do capítulo 1. Agradeço à Márcia a iniciativa de fazer uma pergunta tão oportuna.”
    (Olavo de Carvalho)

    “Na esfera intelectual, que é decerto bem mais modesta, já dei pessoalmente o exemplo de como se faz. Como diziam os Foundi ng Fathers: oferecer nossa VIDA, nossa HONRA, nossos BENS e nossa LIBERDADE.”
    (Olavo de Carvalho)

    “Ter razão é a minha profissão.”
    (Olavo de Carvalho)

    “A existência do Brasil desmente o Princípio de Razão Suficiente.”
    (Olavo de Carvalho)

    *****

    QUEREM PROTESTAR? Protestem contra o inimigo certo!

    “Alguma manifestação contra o Foro de São Paulo, a entidade que Lula fundou [em 1990] junto com o ditador ge nocida Fidel Castro e que, com a participação de grupos terroristas como as Farc e demais partidos comunistas latino-americanos, articulou a bem-sucedida tomada do poder em todo o continente, debilitando a soberania nacional e fomentando o tráfico de drogas no país dos 50 mil homicídios por ano, onde aliás os menores incendeiam os maiores, com a certeza da impunidade?”
    (Felipe Moura Brasil – aqui.)

    Siiiiiiiim! Agora siiiiiiiiiim!

    SAIBA MAIS AQUI.

    “Essa manifestação contra o Foro pode ser o teste decisivo. Conforme predomine o apoio ou o boicote, o rumo das coisas se tornará claro e inequívoco.”
    (Olavo de Carvalho)

    “P ara os que têm alguma voz no capítulo, o que importa agora é deixar claro e repetir milhões de vezes que a culpa da corrupção e do descalabro todo é do FORO DE SÃO PAULO, e não de políticos individuais dos quais o próprio Foro pode estar querendo se livrar, seguindo nisso a velha técnica revolucionária de sobreviver limpando-se na sua própria sujeira.”
    (Olavo de Carvalho)

  15. Vamos repetir e repetir e repetir o Helio Fernandes: eles foram atingidos de raspão, nem no queixo foi, e ainda estamos no primeiro round: a luta tem quinze rounds!!! Continuemos partindo pra cima!!!
    Bravos comentaristas desta TRIBUNA. Estamos diante de um autêntico “Efeito Mola”: o povo foi sendo comprimido … comprimido … comprimido … até que … POW!!! Explodiu!!!E ninguém sabe que altura alcançará.
    Bem que o povo tentou. Foram mais de Um Milhão e Seiscentas Mil assinaturas pedindo o afastamento do senador Renan Calheiros. E … ele respondeu com piadas. Quem lê o facebook, o twitter, o skype e o whatsapp diariamente, como faço, percebe há muito tempo que o país inteiro está revoltado e inconformado. A perplexidade diante do que se vê é enorme. Os exemplos são sem conta!!! Como explicar para um jovem (ou para qualquer pessoa) que um condenado como Genoíno é um legislador, e mais: que integra a Comissão de Constituição e Justiça, na Câmara Federal?!?!?!
    Como explicar que um condenado internacionalmente como Paulo Maluf, procurado como bandido por 180 países, também faça parte desta mesma Comissão?
    Como explicar que um senador custa ao país, anualmente, R$33 milhões?
    Como explicar que já foram gastos R$27 bilhões pelo governo em estádios, quando nos garantiram que a FIFA é que seria a responsável por tudo?
    As razões para uma Revolta são sem fim.
    A Reação não vai parar. Não deve parar. Não pode parar. O soco no queixo, o nocaute, bem que pode estar a caminho. Torço por isso!!!

  16. Como está tudo errado no Brasil irei para os EUA ou União europeia, de preferência Grécia- pois por lá está um paraiso . Afastar/agredir militantes com suas bandeiras de partidos ou entidades de classe é o pulo para a ditadura, o fascismo . Hitler /Mussolini surgiram assim . A ditadura militar ainda está viva na memória. A ARENA/UDN comandava e tentam dar o golpe apoiados pela TVGLOBO . Conhecemos o ” Pra Frente Brasil”. Tapar a cara (não rosto) é coisa de bandido ou filhinho de papai que não desejam pagar um salário justo as domésticas, querem o fim do Bolsa Família, enfim dos projetos sociais.

    Constituição ??? mas vamos lá: Reforma Política, financiamento público único e exclusivo para campanhas eleitorais, fim dos privilégios do Judiciário -principalmente STF, Legislativo e Executivo,abertura total das planilhas de custo das empresas de transporte público (um dos antros do caixa dois)férias de trinta (30) dias para o Judiciário,royalties de 20/30% para a saúde,educação e segurança ,mandato dos ministros do STF de apenas oito ( 8) anos , havendo corrupção aa pena será de morte ou cadeia perpétua, reforma da mídia para acabar com o monopólio. Creio que tá bom.

  17. Caro Helio como sempre muito bom Post!

    O problema do atual movimento é que o povo não confia em nenhum representante dos poderes Executivos, Legislativo e Judiciário, e dar continuidade no movimento sem um Líder fica muito difícil!

    No passado tivemos Jânio Quadros prometendo passar a vassoura para varrer a sujeira e deu no que deu. Isto o povo da rua já sabe.

    Gostaria de saber se o nobre Mestre já encontrou alguma autoridade que tenha credibilidade junto ao povo Brasileiro?

    Será a hora do Joaquim Barbosa se lançar para presidente?

    Conseguirá este novo líder montar uma equipe com credibilidade junto ao povo? Depois das inúmeras lambanças dos governos passados e atual o povo não confia em seus líderes.

    Por mais honesto que este candidato seja o povo sempre desconfiará de sua equipe!

  18. Quem quiser saber mais sobre o foro de São Paulo – o plano de instalação do comunismo na América Latina capitaneado por Lula e Fidel Castro – e mais uma multidão de temas políticos e sociais por Olavo de Carvalho, procure no YouTube com o dístico: true outspeak.

  19. O governo está moralmente acabado. Dilma vagará como sombra até o final de 2014. O que virá depois, é esperar pra ver. Mais uma vez cumpriu-se o aforismo do Barão: “de onde menos se espera, daí mesmo é que não sai nada”. O governo petista apresenta ao povo brasileiro toda sua incompetência de governar, agora que chegou a fatura dos anos de incúria.

  20. O pronunciamento da Presidente será:
    – Tantos bilhões para lá, mais bilhões para cá…
    Meses depois nada ou quase nada foi executado.
    Veja as últimas notícias:
    – Dilma chama Franklin Martins
    – Lula telefona para os aliados nos estados.
    Quem realmente comanda o país?
    As evidências são de que a presidente não é.

  21. Impressionante como o LULADRÃO TARADÃO, que é o culpado de tudo o que estar acontecendo no país, não é nem tocado nos comentários feitos. Esse Sr. é um grande 171 e foi ele quem colocou esse POSTE que hoje estar ai. Ele é responsável sim, além do mais todo o ministério corrupto (39 no total) é de sua responsabilidade, o POSTE pra fazer qualquer coisa tem que ir a São Paulo para pedir autorização. O povo não é BURRO, favor dizer a verdade.

  22. THE GUARDIAN, agora, 11 horas da manhã, desta sexta feira:
    “Nós, britânicos, por ocasião das Olimpíadas, não tivemos coragem de fazer o que os brasileiros estão fazendo agora. Nós também não tínhamos dinheiro para fazer olimpíada alguma, gastamos o que não tínhamos …” etc etc etc
    Viva O POVO BRASILEIRO !!!!!
    Por muitos anos ROUBADO, HUMILHADO, MASSACRADO, EXPLORADO, DEBOCHADO, VILIPENDIADO, SACANEADO, ESPANCADO …
    Processemos Lixo Inato, FHC, Sarney, Collor e Dilma, só para começar.
    “Formação de Quadrilha, Corrupção Ativa e Passiva, Falsidade Ideológica, Crimes de Lesa Pátria, Malversação de Dinheiro Público” e mais e mais e mais. E instituiríamos a prisão perpétua ou mesmo pena de morte para estes facínoras!!!

  23. Vamos perguntar aos idiotas, de novo: Rui Falcao e Ze de Abreu, os que estavam convocando os militontos para caírem na arapuca, deram as caras na manifestação ou a missão ingrata era só para o “proletariado” peteba, a turma que arca com os 10%?.
    Falcão: “A luta por transporte público é uma bandeira histórica do PT!” Pois é,10 anos de PT e fizeram o que mesmo? Roubaram e deixaram roubar,esta é a bandeira histórica dos petralhas.

  24. Queridão,
    Você que vivenciou importantes momentos políticos do país nas últimas décadas, poderia fazer uma analogia da situação de hoje com a situação do Brasil pré-golpe de 64? Você vê algum risco de acontecer de novo algo parecido? Li notícias que dão conta que Joaquim Barbosa tem recebido proteção especial do Exército. E alguns entusiastas nas redes sociais pedem que ele seja presidente. Você não vê nenhuma possibilidade de acontecer outro golpe, usando o ministro do STF como porta de entrada de um grupo ditatorial no poder?
    Tenho 30 anos, e mesmo tendo estudado em escolas de qualidade, reconheço que o entendimento dos jovens com relação a esse tema é muito vago.

  25. Isso é MICARESTO, não é Primavera não é CARNAVAL DE INVERNO. Hoje, por volta de 1 hr da manhã, peguei meu carro fui dar uma volta no Centro do Rio para ver a situação: tinha muita coisa quebrada e LATA DE CERVEJA pra burro!!! Eu tava com medo de um Golpe de Estado, já tava pensando pensando em sacar meu $$$ do banco, mas depois do que vi me tranquilizei. Um colega do trabalho foi para o protesto e acabou com uma menina no AP dele. Ainda filmou a “brincadeira”… Gente, acorda, isso aqui é Brasil.

  26. Por detrás dos tumultos

    Se rede social contasse pontos para levar massas de rebelados para as ruas e praças, os EUA e Europa, já teriam ardidos em gigantescos incêndios, decorrente da indignação do povo na atual devastadora crise do capitalismo, de milhares de falências e desempregados. Melhor, se rede social fosse efetivo poder em mãos do povão, as elites dirigentes, corruptas e nada bobas, já teriam tirado da internet esse mecanismos social, em todo o mundo. Há muito tempo.

    Então, de onde estaria vindo poderosa força capaz de botar nas ruas milhares de jovens, de caras pintadas, pouca politização, cantando o hino nacional, brandindo justas reivindicações e grande baderna por descontrolada turba, incendiando e depredando dezenas de ônibus e veículos, inclusive, viaturas de duas grandes emissoras de TV. Inúmeros prédios públicos, alguns históricos, foram depredados e pichados, incontáveis bancos e lojas vandalizadas e saqueadas. Quem estaria por detrás de tudo isso? O que pretendem?

    Para não falar na imagem do Brasil, a quem interessa tamanho dano ao patrimônio público e privado, que se devidamente contabilizado, provavelmente, já passaria dos R$ 50 milhões de prejuízos. Querem levar o Brasil para o caos? A inédita passividade da grande mídia “livre” estaria sendo custeada? De onde sairiam os recursos? Haveria troca de favores, privilégios e facilidades? Essa contabilidade poderia vir a público? Por todas as pertubadoras indagações possíveis, os coordenadores dessas manifestações, brasileiros que são, deveriam parar um pouco para fazer as devidas avaliações.

    Todos sabem que não é possível ser contrário às justas reivindicações que os jovens de classe média propagam pelas ruas, notadamente, na área da educação e saúde pública. Também, na muito velha, criminosa conhecida impune roubalheira das elites, que em maior ou menor grau, estão sempre presentes em todo tipo de governo, principalmente, nos governos capitalistas. Nos governos pró-socialistas, roubar pode ser muito perigoso. Idem, traição à pátria. Por isso e por outras, a China vai se tornado a cada dia mais poderosa e forte.

    Quanto ao Brasil, não é possível ignorar as atuais boas condições de nossa economia, em bases promissoras e confiantes. Apesar do baixo PIB seguidamente apresentado, continuamos com os menores índices de desempregos das últimas décadas, decorrentes da política econômica nacionalista de Dilma/PT, em prosseguimento ao governo Lula/PT. Atualmente, algumas indústrias chegam a trabalhar 24 horas por dia para atender as demandas de mercado. A indústria naval, hoje poderosa e sofisticada, prossegue a todo vapor, dando oportunidade a milhares de trabalhadores de todas as especialidades.

    Apesar da atual grande crise devastando o primeiro mundo, desde 2008, a mais séria desde a grande depressão de 1930 – um Brasil de baixos índices de desempregos – lota os supermercados de consumidores, comprando de tudo, até mesmo, produtos que o povão jamais teria condições de aquisição nos tempos FHC/PSDB. Os voos para a Europa e EUA continuam cheios de turistas da classe média, muitos, da classe popular, apesar da alta do dólar. Nunca, tantos foram às compras dos mais diversos itens, eletrodomésticos, eletrônicos, roupas, calçados, automóveis, imóveis e outros mais. Os bares e restaurantes estão cheios de gente da classe média e popular durante toda a semana, inclusive nos feriados.

    Agora, quanto ao transporte público lotado e vias supercongestionadas nas horas de pico, fazem parte da opção corrupta, nada nacionalista, de nossos dirigentes, desde a década de 60. Tivessem optado pelo Brasil, priorizariam o devido transporte urbano de trens e metrôs. Nas grandes cidades, não estaria acontecendo os terríveis transtornos para os trabalhadores, irem e virem para os seus empregos.

    Os incontáveis generosos incentivos públicos para as montadoras, seguida da forte propaganda comercial, botando na cabeça do povo que ter carro é sinal de riqueza, progresso e felicidade, deu no que deu. Por isso mesmo, as ruas e avenidas estão entupidas de automóveis, pesando em média quase meia tonelada cada um, conduzindo em média menos de duas pessoas por veículo, produzindo um monumental engarrafamento e consumo de petróleo. Doideira total.

    Nessa súbita tomada de consciência jovem, em repentina eclosão de rua, muito bem coordenada por eficiente turma operacional demonstrada na organização das simultâneas manifestações por todo o Brasil, também mostraram força e poder. Inclusive, contaram com muita simpatia, compreensão e passividade da grande mídia “livre”, nunca antes vistas, diante de tamanha baderna. Quem estaria custeando? De onde saem os recursos? Essa contabilidade poderia vir a público? Terríveis dúvidas.

    Alguns dos saqueadores pegos pela polícia demonstraram pouca preocupação. Alguns deles tiveram prisão especial e logo foram soltos. Dessa turma, pelos dotes apresentados, quem sabe saíram os futuros políticos para dar continuidade na chamada alternância de poder: sai ladrão entra ladrão. Seria esse o caminho que pretendem manter? Creio que não.

    De uma coisa é certa e não cabe dúvida alguma: tentar empurrar o Brasil para o caos econômico, em continuados tumultos de rua, cantando o hino nacional, fazendo uso de simplificadas palavras de ordem, não pode dar certo. Semelhantes atitudes os nazistas adotaram no passado, de conhecidos trágicos resultados. Que Deus nos ilumine.

  27. Chamadas no site http://www.twitter.com/RedePDT12 conforme seguem: 1. Constituinte agora não! Quem convocaria? Os atuais se garantiriam no poder.. http://heliofernandes.com.br/?p=68110
    Mais protestos! pic.twitter.com/QiYS6zBT0N 2. O povo não sairá das ruas, isso é o que os governantes e políticos ultrapassados estão querendo.. http://heliofernandes.com.br/?p=68110 3. As massas conseguiram a redução das tarifas, mas isso é o mínimo. É preciso insistir que chegarão às conquistas.. http://heliofernandes.com.br/?p=68110

  28. Que não nos enganemos, enquanto esse movimento não estiver poluído por partidos ou a pelegada reinante da CUT, ele se manterá refletindo o que a pele do brasileiro sente por esses anos todos de mentiras e corrupção sempre praticados pelos ocupante deste estado mafioso e agravados com o governo do PT.
    É preciso tomar cuidado com os Ruis falcões da vida que querem tirar a única defesa que o povo possui que é a liberdade de imprensa.
    Foi com a imprensa livre que se soube das maracutaias do PT com suas mentiras da salvação pelo Bolsa-Família e a arrogância de dizer na cara deste povo que ele agora está rico com 300 reais no bolso.
    O que devemos exigir é uma lei que puna rigorosamente quem roubar 1 centavo do dinheiro público ou o desviar para fins ideológicos como fez este governo, mandando o dinheiro de um povo pobre para o ditador de Cuba. Dar refinarias ao agora ditador da Bolívia, comprar refinaria nos EUA de 300 milhões, por mais de 1 bilhão de dólares.
    E a copa? foram bilhões de dólares com estádios em locais que nem futebol tem e que custaram o dobro do preço real.
    Quanto benefício social poderia ter sido feito com a fortuna de trilhões dos impostos extorsivos que o estado arranca deste povo, até em pães e remédios?
    Enfim, sem uma lei que puna severa aos ladrões e corruptos, que neste governo apareceram descaradamente, tudo continuará como sempre.

  29. Senhor Jornalista, entendo e concordo com vossas colocações. O movimento é legitimo, democrático, justo, embora tardio, mas pelas suas próprias características, sem a objetividade que seria ideal para a consecução de medidas concretas. Dentro da variedade de pautas e programas de ação refletidos aqui e na mídia em geral,
    atrevo-me a sugerir alguns reclamos específicos que, se conseguidos, certamente abririam o caminho para uma nação civilizada: Fim do Fundo Partidário; Fim do Imposto Sindical; Arquivamento da PEC 37; Casação dos mandatos dos parlamentares condenados judicialmente;Fim do sistema de indicação dos ministros dos tribunais superiores pelo Executivo e eleição para os tribunais de contas. Tudo isso reivindicado unitariamente, um item somente após outro conseguido.

  30. A realidade é que este governo e este modelo político não mais nos represente. Este modelo está viciado, contaminado e dirigido todo para corrupção cujas bases estão no voto obrigatório que culminam com 35 partidos e 39 ministérios. Ainda tem muito round a serem abatidos.

  31. Diogo, não creio que o ministro Joaquim Barbosa e as Forças Armadas se prestariam a novo golpe no Brasil. Não é este o pleito de nosso país nem se fomenta isso.Mas uma coisa é mais do que certa: o Brasil não pode ficar refém dessa classe política que aí está (exceção de poucos),dessa elite voltada exclusivamente à satisfação única de seus interesses,nem desses projetos gestados em Cuba. A situação é grave e já surgem aqueles que dela pretendem tirar proveito político a pretexto de oferece soluções. Veja, no blog do Zé Dirceu: “35 entidades de movimento social e popular pedem a presidenta Dilma que (…)promova realização “urgente” de uma reunião nacional, envolvendo (…) discutir (…) saídas para enfrentar a grave crise urbana (…)”. Nota assinada por Movimento da Via Campesina, CUT, MST, …QUILOMBOS e outras. Se a presidente Dilma aceitar isso vai dar em quê? Nossos jovens, Diogo, aparentemente alheios aos problemas nacionais, mostraram agora que isso não ocorre. Mas é óbvio que muitos têm tentado. Repito: a situação é grave e quem pode evitar o pior é precisamente nossa presidente. Precisará de coragem para postar-se frente a frente ao povo – não através da TV – e despir-se de roupagem partidária. Como fazer? O marqueteiro vai dizer como. Pobre país aquele que precisa de marqueteiros para se dirigir ao povo.

  32. Notável e histórico Helio,
    (Mas é difícil a nossa incumbência, quase tudo que é sério é difícil, e tudo é sério – Rilke)
    minha petulante ousadia não alcança a presunção de contraditar tão antiga e plena experiência política. O que faço é tentar auxiliar um raciocínio que minore minha angustiante dúvida quanto ao amanhã desta grave conturbação da ordem pública; de que a frustração dos resultados dos protestos não leve a um povo mais desesperançado ainda; que, creio, é também ocupação de tua privilegiada mente.
    .
    Não é possível e de logo, deixar passar de realçar a beleza, pela seriedade, do debate que aqui se processa.
    .
    O mote é uma Constituinte. Assunto que encontrei por aqui em um de teus especiais e atentos leitores e concordei como sendo uma das vias com probabilidade real de mudança do status quo político. O espaço, sabemos, limita o exigido para que se discuta questão tão complexa e delicada.
    .
    Percebo consenso em que o que move esta onda crescente, desordenada e avassaladora de protesto tanto é a maioria até então apartidária e indiferente que até então “democraticamente” sustentou o regime, quanto a raiva que dela se apossou em face à explosão de uma antiga, crescente e silenciosa indignação.
    Os motivos alegados são os mais diversos possíveis, por isto mesmo tem sido difícil nomear um objeto desta violência. Não se olvide que a só paralisação da vida social já se constitui em assustadora violência. A democracia não pode se resumir ao cada um por si, ainda que se avoque a que Deus seja por todos. Não, isso é retroagir à selvageria. A democracia formal tem os meios institucionais ostensivamente previstos.
    Surgem então os atores deste raciocínio: raiva e indeterminado objeto dela. H. Arendt é a pensadora que mais de perto examinou a questão da violência. Vejamos o que ela diz:
    “Que a violência frequentemente advenha da raiva é um lugar comum, e a raiva pode realmente ser irracional ou patológica, mas isso também vale para qualquer outro sentimento humano…A raiva não é, de modo algum, uma reação automática à miséria e ao sofrimento; ninguém reage com raiva a uma doença incurável ou a um terremoto, ou, no que concerne ao assunto, a condições sociais que parecem imutáveis. A raiva aparece apenas quando há razão para supor que as condições poderiam ser mudadas mas não são…Recorrer à violência em face de eventos ou condições ultrajantes é sempre extremamente tentador em função de sua inerente imediação e prontidão…Nesse sentido, a raiva e a violência que às vezes – mas não sempre – a acompanha pertencem às emoções “naturais” do humano e extirpá-las não seria mais do que desumanizar ou castrar o homem”
    Descobre também Arendt uma nova face da burocracia que ela resolveu denominar ‘Domínio de Ninguém’:
    “A burocracia é a forma de governo no qual todas as pessoas estão privadas da liberdade política, do poder de agir; pois o domínio de Ninguém, não é um não-domínio, e onde todos são igualmente impotentes temos uma tirania sem tirano”
    Sim, estamos frente a pior das tiranias, a tirania de muitas faces ou de nenhuma. Por que os protestos ainda não materializam e nomeiam diretamente seus públicos, notórios e sabidos inimigos?
    – LulANTA primeiro e único; Dilma (prefiro presidANTA); Renan e quase todo os 500 picaretas. Isto se não se avançar para as câmaras estaduais e assembleias legislativas; Dirceu; Genuíno e seus comparsas condenados que avacalham o Judiciário e escarnecem do povo; muitos governadores e milhares de prefeitos; quase todos ministro do STF, etc. O rol é infindo.
    Ora, a classe política está apodrecida. Produzem e aplicam o Direito ao seu bel prazer e interesse, cooptados por governantes autoritários via abusivas Emendas Constitucionais EC e milhares de Medidas Provisórias – MP; julgam-se, com o mandato, detentores do destino do eleitor e do povo. Não há representação, há usurpação numa alegre e descarada dança das cadeiras fisiológica ou hereditária.
    Por conseguinte a indignação popular é contra a LEGALIDADE, consequentemente, o Estado de Direito. Pois:
    “Si el Estado es um orden jurídico y si personifica la unidad de esse orden, el Poder del estado no es outra cosa que la efectividad de um orden jurídico. Este orden e eficaz em la medida em que los sujetos de derecho son influidos em su coducta por el conocimiento que tienen de las normas a las cuales están sometidos – KELSEN, Hans, Teoria Pura Del Derecho”
    Os que dão vida a esta ordem jurídica são os agentes políticos. Portanto, surge uma condição “sine qua nom”: esta ordem jurídica e seus agentes é que precisam ser mudados e não este ou aquele componente desta ordem. De nada serve gritar por transporte, saúde e educação, etc. Aliás, desprezadas originárias prescrições do texto constitucional. Ao invés, o Estado tem se ocupado de tudo, de incompreensíveis caridades ideológicas; e mesmo se travestido de empresário e agido com liberdade empresarial a contrassenso da natureza de um Estado de Direito que se firma como republicano, portanto, dirigido para a coisa pública.
    .
    Para Constituinte tomemos o singelo significado vernacular: aquele que tem atribuições constituídas pelo povo e/ou pelo governo para elaborar, redigir ou reformar uma constituição.
    A flexibilidade constitucional vigente leva necessariamente a extremos: anarquia ou autoritarismo. Parece incontroverso e é vetusto, desde a Revolução Francesa que “Uma Constituição é uma coisa antecedente a um governo, e um governo é apenas a criatura de uma Constituição – The rights of man”.
    Governos circunstanciais não gozam de competência constituinte. Não podem moldar a Constituição a suas feições ideológicas. A feição de uma Constituição é a da moral de uma determinada época histórica de seu povo. Somente uma revolução é capaz de romper com esta implacável regra:
    “Mas, as instituições básicas de uma determinada forma social de convivência, a base econômica, o poder político, a estratificação social, o próprio direito em seus aspectos nucleares que poderíamos chamar constitucionais em sentido sociológico, esses só muito raramente são alterados pela ação intencional do homem – de Sociologia Básica” de A.L. e Zahidé Machado Neto”.
    Poderia continuar copiando ciência para desalentar sonhos e trazer para a realidade os muitos românticos bem intencionados que clamam por reformas pela força do Direito. A realidade não é assim. Há um linha pacífica pouco elástica de tolerância do sistema social ou regímem econômico. Pouco sério e muito lúdico é a pretensão em um mundo capitalista que alterasse de tal sorte o regímem de propriedade, a ponto de anular a propriedade dos bens de produção. Seria imaginar a possibilidade de erradicação do capitalismo por decreto. Tais larguezas não se coadunam com a natureza humana. Ainda que o improvável se tornasse fato, não teríamos uma reforma, porém, uma revolução.
    .
    É preciso reconhecer que quase tudo que é sério é difícil, e tudo é sério.
    A luta objetiva é por um novo Direito, porém, Direito legítimo, de origem no povo. Política é violência, nada em política é fácil:
    ”o nascimento do direito é sempre como o do homem, um parto doloroso e difícil…Podemos afirmar que a energia e o amor com que um povo defende suas leis e seus direitos, estão em relação proporcional com os esforços e trabalhos empregados em alcançá-los…Resistir à injustiça é um dever do indivíduo para consigo mesmo, porque é um preceito da existência moral; é um dever para com a sociedade, porque esta resistência não pode ser coroada de êxito , senão quando for geral – R. von Jhering”
    Somente o futuro desvendará se está em curso uma autêntica revolução. Ainda assim, arriscaria dizer, que, pela utopia de meios pacíficos, não se deve descartar uma Constituinte que devolva e mantenha o poder com o povo via suas instituições. Deste caminho duas difíceis e pouco prováveis questões (ninguém, voluntariamente, muda nada em seu desfavor) não devem ser descartadas: alijamento da política eletiva de todos os Fichas Sujas e o regime Parlamentar onde o tempo do mandato não é firmado no voto, mas na atuação do parlamento, que, já teria caído com estes protestos.
    .
    É o que, em síntese, penso.

  33. Estamos no dia 21 de junho de 1963. Portanto,há 50 anos (esta conta até o Mantega saberia fazer)
    O Cardeal Giovanni Montini tornava-se Papa.
    Papa Paulo VI. Escreveu apenas um Encíclica (Mensagem aos Povos). POPULORUM PROGRESSIO, O Desenvolvimento dos Povos … até hoje considerada como o maior grito da Igreja Católica, em todos os tempos.
    Vejam as primeira linhas.
    “A questão social agora abrange o mundo inteiro”
    E logo depois.
    “Os povos da fome dirigem-se hoje, de modo dramático, aos povos da opulência. A Igreja estremece perante este grito de angústia e convida a cada um a responder com amor ao apelo do seu irmão”.
    O Papa Paulo VI sucedeu o Papa da Bondade, João XXIII, um dos grandes renovadores da Igreja Católica. Num determinado momento, João XXIII alertava: “Não é mais possível deixar de reconhecer que o trabalhador deve participar dos lucros das empresas …” etc.
    A Wikipédia (que consultei) é de arrepiar.

  34. Síntese tudo isso? A maioria nem lê, porque também tem o que fazer. O pior é que é só idéias e citações filosóficas até de Hans Kelsen, que enche a paciência de novato estudante de Direito. A propósito, na UERJ nos anos 60 tinha um professor chamado Novelli que carecia de semancol e era mais sacal. Fazia suas citações de teoria constitucional em idioma alemão. Nenhuma INFORMAÇÃO PRÁTICA.

  35. Impressionante,

    a todos aqueles que acreditam ainda em papai Noel, direita, esquerda, centro, comunismo, neocons, vai aí uma triste verdade para vocês, procurem não chorar muito por ter os seus sonhos interrompidos: é tudo pelo dinheiro e poder ( que podemos também chamar de esquerda, direita, centro, comunismo, neocons,…..)!

  36. Em plena manifestação do povo pesquisas estão sendo publicadas e Dilma está na frente.
    PARA CLAREAR, DAR LUZ A IMENSA ESCURIDÃO DE TANTOS COMENTÁRIOS DE GÊNIOS NESTE BLOG, EIS ALGUNS INDISCUTÍVEIS, DEFINITIVOS:

    SÍTIO: DO GRANDE HARIOVALDO ALMEIDA PRADO
    No combate ao comunismo ateu e na defesa da família cristã
    http://www.hariovaldo.com.br/site/2013/06/20/fifa-ja-prepara-mudanca-da-copa-2014-para-outro-pais/

    Padre Quevedo

    Pois e professor! O PT esqueceu-se de ouvir as vozes roucas das ruas, como apregoava o Farol, agora ficou com aquela cara de mamao murcho, sem ter o que falar. Quando e que a Bulgara vem na TV para dizer alguma coisa.

    E isso que da, ficar andando de bracos dados com Felicianos, Bispos Universais, Sarneys, Malufs….tudo que sempre o velho PT de guerra repudiou……….agora guenta!

    Pro PT, vai o verso? E Agora Jose, transformado em E Agora PT

    (desculpem, estou longe da minha Remington 1950, e essa p…. de maquina que estou catando milho náo tem uma p….de acento e sinais.)

    JOSÉ

    E agora, José?
    A festa acabou,
    a luz apagou,
    o povo sumiu,
    a noite esfriou,
    e agora, José?
    e agora, você?
    você que é sem nome,
    que zomba dos outros,
    você que faz versos,
    que ama, protesta?
    e agora, José?
    Está sem mulher,
    está sem discurso,
    está sem carinho,
    já não pode beber,
    já não pode fumar,
    cuspir já não pode,
    a noite esfriou,
    o dia não veio,
    o bonde não veio,
    o riso não veio
    não veio a utopia
    e tudo acabou
    e tudo fugiu
    e tudo mofou,
    e agora, José?
    E agora, José?
    Sua doce palavra,
    seu instante de febre,
    sua gula e jejum,
    sua biblioteca,
    sua lavra de ouro,
    seu terno de vidro,
    sua incoerência,
    seu ódio – e agora?
    Com a chave na mão
    quer abrir a porta,
    não existe porta;
    quer morrer no mar,
    mas o mar secou;
    quer ir para Minas,
    Minas não há mais.
    José, e agora?
    Se você gritasse,
    se você gemesse,
    se você tocasse
    a valsa vienense,
    se você dormisse,
    se você cansasse,
    se você morresse…
    Mas você não morre,
    você é duro, José!
    Sozinho no escuro
    qual bicho-do-mato,
    sem teogonia,
    sem parede nua
    para se encostar,
    sem cavalo preto
    que fuja a galope,
    você marcha, José!
    José, para onde?

    Fifa já prepara mudança da Copa 2014 para outro país
    20 de junho de 2013

    OUTROS COMENTÁRIOS INDISCUTÍVEIS, DEFINITIVOS:

    Barão de Hohesfieber
    18 de junho de 2013 at 22:52

    Confrades peço desculpas por estar fora do tema, mas não pode passar em branco, quero que fique nos *anais* da historia.

    Comissão de Direitos Humanos da Câmara aprova projeto da ‘cura gay’

    Beleza, a partir de amanhã conclamo os milhões de gays e lésbicas a irem ao INPS solicitarem aposentadoria por invalidez, já que esta sendo considerado uma doença.
    Deverão alegar que tem um impulso em dar o c. 24 horas por dia tornando-os inaptos para o trabalho por falta de tempo.
    Quero ver o medico de plantão prescrever um medicamento que faça a inversão da opção sexual.
    Se houver tal medicamento, peço que a justiça decrete a recolha do mesmo, pois eu sendo um heterossexual bom e de bens não quero que haja tal medicamento nas farmácias.
    Corro o risco de a mim ser administrado (por um enfermeiro comunista) tal medicamento sem que eu saiba, e aí…
    Ter que sair por esse mundo louco dando o fio-fó adoidada mente e sem ao menos ter a vantagem da aposentadoria precoce, porque já sou aposentado.
    Só me sobrariam alem do ardume, as boas lembranças?
    Assim não pode assim não dá assim nois pira.

    E tenho dito.
    Reply

    Joseph Hill
    19 de junho de 2013 at 2:17

    Nobre Barão,

    Para atender a esta demanda, no Estado Bandeirante, serão construídos, com recursos públicos é claro, centros de tratamento especializado que depois serão administrados por OSCIP´s do bem, solução esta que vem sendo adotada, há “ânus” para os hospitais públicos.

    Não sei porque os nobres deputados não aprovam o projeto de “cura comunista”. O mesmo modelo de centros especializados de tratamento (os CCC´s) e OSCIP´s poderia ser adotado.
    Reply
    Pakatatu
    19 de junho de 2013 at 13:09

    É… cura gay, ato médico… logo logo os royalties para educação… os cães ladram e as comissões votam.

    Jorge Nogueira Rebolla
    18 de junho de 2013 at 19:08

    Começou a Revolução: Uni-vos!

    Manifestações tomaram as ruas das capitais por todo o Brasil. O povo mostrou que unido jamais será vencido. Pessoas marginalizadas do processo político e social levantaram-se.

    Tomemos como exemplo São Paulo. A grandiosa e vitoriosa manifestação do dia 17 de junho começou em Pinheiros. Uma gigantesca multidão se reuniu neste bairro e a partir dali parou a cidade. Exigindo o resgate da cidadania e da dignidade. Pelo fim da exclusão e da opressão!

    Os deserdados de Pinheiros finalmente conseguiram quebrar as correntes da miséria e da ignorância. Agora poderão se erguer livres da opressão, contra a elite mesquinha, racista e reacionária e fazer valer a sua voz. Que isto sirva de exemplo para Higienópolis, Morumbi, e demais bolsões vítimas do preconceito e da segregação da capital paulista. Uni-vos Vila Madalena e Vila Nova Conceição!

    No Rio de Janeiro o ímpeto popular se faz presente em regiões outrora alheias e alienadas. O apartheid social se rompeu. Depois de séculos as comunidades do Leblon, de Ipanema e até mesmo da distante e esquecida Barra da Tijuca romperam os grilhões!

    Nada poderá deter o avanço das massas populares. A gente diferenciada da Oscar Freire e da Vieira Souto se fará ouvir em altos brados:

    De pé, ó vitimas da fome
    De pé, famélicos da terra
    Da idéia a chama já consome
    A crosta bruta que a soterra.
    Cortai o mal bem pelo fundo!

    Após cinco séculos o sol fulgura para estas vítimas dos poderosos! Os jovens da USP, da PUC e da FGV não mais serão vitimados pela brutal polícia militar e nem terão os seus futuros tolhidos pelos pérfidos aristocratas!

    Camaradas! Avante!
    Reply

    emerson57
    18 de junho de 2013 at 20:10

    sr jnr.
    “massas populares”
    massa popular é macarrão de baixo custo.
    destina-se à gentalha que desconhece a diferença entre GRANO DURO e GRANO TENERO.
    que horror!

    MÁRIO MAGALHÃES
    Quem não gosta de partido é ditadura. Hora de escolher: ou dar as mãos aos skinheads neonazistas ou abraçar a tolerância e a democracia

    Como observado segunda-feira na passeata dos mais de 100 mil, os protestos populares em curso constituem terreno de ferrenha disputa política entre os próprios manifestantes (leia reportagem aqui). O confronto degringolou ontem, na despedida do outono. No país inteiro, militantes portando bandeiras, estandartes e símbolos de partidos políticos, centrais sindicais, entidades estudantis e movimentos sociais foram escorraçados por uma turba intolerante.

  37. Hélio Fernandes está coberto de razão. Não se sustenta sob nenhuma hipótese a realização de uma Constituinte. Temos uma Constituição das mais avançadas de todos os tempos, a chamada Constituição Cidadã de 1988, nas palavras do líder saudoso Ulisses Guimarães.

    A Constituição não pode virar colcha de retalhos, a ser mudada ao menor sinal de crise institucional, similar ao Pacote de Abril de 1977.
    Uma Constituição Exclusiva ou que nome venham adotar seria um tiro na água literalmente. As forças conservadoras agiriam para suprimir direitos sociais duramente conquistados, inclusive o amplo direito de defesa e o contraditório e as liberdades democráticas, cláusulas pétreas que iriam para a lata do lixo.

    Uma nova Constituição, creio que desembocaria em um imenso retrocesso. Precisamos pensar no futuro do país. A Constituição da Inglaterra é a mesma que está em vigor passados mais de 200 anos com pouquíssimas emendas. A gente copia quase tudo dos irmãos americanos e ingleses, mas nesse particular, a tese de novo escopo da Carta Magna se assemelha a invenção da pólvora.

    Não seria mais sensato priorizar recursos do Orçamento para a Educação e a Saúde e reduzir aqueles carreados para Arenas Esportivas?

    A sorte está lançada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *