O ronco diferente da cuíca de Aldir Blanc e João Bosco

O psiquiatra, escritor e compositor carioca Aldir Blanc Mendes, na letra de “O Ronco da Cuíca” mostra que o instrumento do sambista passou a roncar de raiva e de fome, em vez de romantismo ou utopia. A música foi gravada por Simone, em 1975, pela EMI/Odeon.

O RONCO DA CUÍCA

João Bosco e Aldir Blanc

Roncou, roncou
Roncou de raiva a cuíca, roncou de fome
Alguém mandou
Mandou parar a cuíca
É coisa dos home
A raiva dá pra parar, pra interromper
A fome não dá pra interromper
A raiva e a fome é coisa dos home
A fome tem que ter raiva pra interromper
A raiva e a fome de interromper
A fome e a raiva é coisa dos home
É coisa dos home
É coisa dos home
A raiva e a fome
Mexendo a cuíca
Vai ter que roncar

 (Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *