O voto aberto já nasce fraudado.

Antonio Santos Aquino

Agora, que todos conhecem bem o Serginho Cabralzinho Filhinho (royalties para Hélio Fernandes), talvez não tenham registrado que a Assembléia Legislativa aqui do Rio de Janeiro foi a primeira a aprovar o voto aberto.

Serginho era o presidente, Garotinho governador e ainda eram irmãozinhos. Sabem qual a razão?Os dois – Serginho e Garotinho acertaram suborno a deputados para desaprovar determinada matéria e perderam. Pela quantidade dos que comeram grana não podiam perder.

Serginho e Garotinho pensaram, pensaram e concluíram: “Vamos aprovar o voto aberto. Só vamos pagar a quem votar como mandarmos”. E assim foi feito. Depois disso não perderam uma.

A lógica é a seguinte: O pilantra subornável não tem vergonha de nada, escrúpulo muito menos. O que querem é receber a grana. Povo? Povo? Que se dane. Lembremo-nos de Chico Alencar, que abandonou a Comissão de Ética da Câmara dos Deputados para salvar amiguinhos do PT, mas já estava no PSOL. Não sei se ele recebeu grana, estou dando apenas um exemplo.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

2 thoughts on “O voto aberto já nasce fraudado.

  1. O Sr. Antonio Santos Aquino levantou um sub-produto do Voto Aberto, ( o de um Representante do Povo, no tempo do Voto Secreto, poder receber um “subsídio” e Votar contra o Financiador, agora com o Voto Aberto não poder mais fazê-lo). Talvez que assim ele se veja obrigado a recusar o “subsídio”. Mas a meu ver, uma Democracia Representativa bem Regulada exige que, com exceção dos SEGREDOS NACIONAIS, todas as outras Votações sejam com Voto Aberto e tudo registrado no DOU. Abrs.

  2. Pingback: Polícia e Politica com Alcindo da Anunciação Jr. » Blog Archive » O voto aberto já nasce fraudado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *