Objetivo de Putin no tomar a Ucrnia: ele quer limitar a interferncia dos EUA na Europa

Joe Biden and Vladimir Putin to hold talks amid Ukraine tensions, issues  settled - The Post Reader

A nova “guerra-fria” avana, devido ao problema da Ucrnia

Fiona Hill
The New York Times

George, voc precisa entender que a Ucrnia no um pas. Estas foram as palavras de Vladimir Putin ao presidente George W. Bush em Bucareste, na cpula da Otan, em 2008. Ele estava furioso. A Otan havia anunciado que Ucrnia e Gergia seriam aceitas na aliana uma promessa explcita, mas sem cronograma especfico.

Na poca, eu era oficial de inteligncia e alertei que Putin veria o fato como provocao. Mas os avisos foram em vo. Quatro meses depois, a Rssia invadiu a Gergia e a Ucrnia recuou da adeso Otan. Mas, em 2014, os ucranianos quiseram assinar um acordo com a Unio Europeia e Moscou atacou de novo. Acusando Kiev de querer entrar na Otan pela porta dos fundos, os russos anexaram a Crimeia e promoveram uma guerra na regio de Donbas, leste da Ucrnia.

OBJETIVO MAIOR – As reaes silenciosas encorajaram Putin. Agora, seu objetivo maior ele quer expulsar os EUA da Europa. Aps mais de duas dcadas analisando Putin, est claro que suas aes so intencionais. Ele quer dar aos EUA o mesmo remdio que a Rssia teve de engolir aps o colapso da Unio Sovitica. Putin acredita que os americanos estejam na mesma situao: enfraquecidos internamente e em retirada no exterior.

A Ucrnia alvo da Rssia e fonte de influncia sobre os EUA. Nos ltimos meses, Putin colocou o presidente Joe Biden na defensiva: moveu foras para a fronteira, lanou jogos de guerra e agravou a crise.

Ele exigiu garantias de que a Ucrnia e outras ex-repblicas da URSS nunca se tornaro membros da Otan e quer a retirada de suas foras das posies ocupadas aps 1997.

NOVA CRISE DOS MSSEIS – Durante semanas, os americanos tentaram entender essas exigncias. A Rssia estava no s desafiando a posio dos EUA na Europa, mas levantando questes sobre as bases do pas no Japo e seu papel no Pacfico. Moscou deu a entender que poderia enviar msseis para Cuba e Venezuela, revivendo a crise dos msseis dos anos 60.

Putin um mestre da induo coercitiva. Ele fabrica uma crise para vencer, no importa o que os outros faam. Ameaas e promessas so a mesma coisa.

Ele pode invadir a Ucrnia, deixar as coisas como esto ou apenas consolidar o territrio que j controla na Crimeia. Ele pode causar problemas no Japo e enviar msseis a Cuba, dependendo do que acontecer na Europa.

XEQUE-MATE – Putin tem os EUA onde queria. Ao contrrio de Biden, ele no precisa se preocupar com eleies, com a reao de seu partido, da oposio, com imprensa ou pesquisas. Ele faz o que quer, quando quer. Salvo problemas de sade, os EUA tero de lidar com ele nos prximos anos.

Sair da crise atual requer ao, no reao. Os EUA precisam moldar a resposta diplomtica e ditar os seus termos. preciso mostrar a Putin que ele enfrentar resistncia e riscos. Ao contrrio da premissa de que a Ucrnia no um pas de verdade, ela membro da ONU desde 1991.

Um ataque russo desafiaria o sistema internacional e colocaria em risco os arranjos que garantiram a soberania dos Estados desde a 2 Guerra como a invaso do Kuwait pelo Iraque, em 1990.

FRENTE AMPLA - Os EUA devem levar a questo s Naes Unidas e coloc-la perante a Assembleia-Geral e o Conselho de Segurana. Mesmo que a Rssia bloqueie uma resoluo, o futuro da Ucrnia merece uma resposta global. Os EUA tambm deveriam recorrer a outras instituies regionais. Por que a Rssia tenta levar suas disputas na Europa para a sia e as Amricas? O que a Ucrnia tem a ver com Japo, Cuba e Venezuela?

Biden prometeu que a Rssia pagar um alto preo se invadir a Ucrnia. Se no houver punio, o ataque abrir um precedente para outros pases. Forjar uma frente ampla com aliados europeus e apoio internacional deve ser a resposta certa. Caso contrrio, esta saga poderia de fato marcar o fim da presena militar dos EUA na Europa.

(Fiona Hill ex-analista de inteligncia dos EUA especializada em Rssia)

11 thoughts on “Objetivo de Putin no tomar a Ucrnia: ele quer limitar a interferncia dos EUA na Europa

  1. Tio Sam j matou muito. Recentemente j arrasou o Iraque, Lbia, Sria, e Afeganisto. No passado Vietnam. Promoveu ditaduras na Amrica Latina.
    Nunca foi punido!
    Hoje o mundo outro, at quando a Europa ficar de coadjuvante?

    • Ronaldo, perfeito seu raciocnio.
      Independentemente de quem for o presidente dos EEUU a poltica externa a mesma, de dominao.
      O Putin deve ter percebido que a USA quer dominar todos os pases em volta da Rssia para intimida-la. Creio que esse o motivo da Rssia com relao a Ucrnia.
      A China j disse que est do lado da Rssia. Nas ameaas do governo Trump o ministro chins disse: a China pode perder 200 milhes de soldados, os EEUU pode?

  2. S acredito em reao fundamentada da Europa, se a Alemanha, entre outros pases europeus, comear a construir usinas nucleares para “dispensar” o gs russo.

  3. O velhote senil ainda no absorveu aquela sada vergonhosa do Afeganisto. O ditador russo conhece bem os seus principais adversrios, sabe onde lhes apertam os calos. O ditador russo pragmtico, vai forar a porta como fez o ditador alemo, mas sem o perigo de uma III Guerra Mundial, ela sai muito caro.

  4. Mas acontece que o presidente da Ucrnia , que foi eleito legitimamente pelo povo Ucraniano e pr Rssia ,foi derrubado num golpe de Estado com apoio dos USA , OTAN e vrios pases ocidentais e ningum moveu uma palha , tal como aconteceu no Egito com o presidente da ” IRMANDADE ” , que foi eleito legitimamente pelo povo Egpcio , foi preso e assassinado impunemente , a histria se repete , mas agora que os Russos resolveram dar um basta , todos o esto demonizando .

  5. Senhor Jose Pereira Filho , desde o final da dcada de 80 , os USA foram declarado como um pas incmodo e estorvo para os pases onde ele esta estacionado e tem bases militares , quando da descoberta que militares norte-americanos estavam estuprando mulheres japonesas , foi quando o ento prefeito de Tquio props um plebiscito p/retirada das tropas dos USA do Japo, e do endeusamento da ” ECONOMIA ” , da a reao dos pases bases dos USA acordaram , mas se depararam c/o altssimo custo de desmobilizao e repatriamento de seus contingentes e materiais blicos , e a nica forma que encontraram para tal , foi forar guerras nos quatros cantos do mundo , tais como no continente Africano , oriente mdio e leste europeu , verdadeiros campos frteis p/desovarem seus materiais blicos , obsoletos ou no e reduzirem seus custos e contingentes externos .

Deixe um comentário para mpio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.