Odebrecht assina o termo da delação em que vai entregar Dilma, Lula e o sítio

Ilustração reproduzida do site Manchette

Andreia Sadi
GloboNews

Executivos da construtora Odebrecht assinaram um termo de confidencialidade com os investigadores da Operação Lava Jato, que apura desvio de recursos da Petrobras por políticos, partidos e ex-dirigentes da estatal. O termo de confidencialidade é uma espécie de pré-delação e antecede a assinatura do acordo de delação premiada.

Em conversa gravada pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, um dos delatores da Lava Jato, o ex-presidente da República e ex-senador José Sarney (PMDB-AP) classificou como “uma metralhadora de ponto 100” as eventuais delações premiadas de executivos da Odebrecht.

DILMA, LULA E O SÍTIO

Nas negociações, os executivos, entre os quais o diretor-presidente afastado da empresa, Marcelo Odebrecht, prometeram esclarecer pontos que já estão sob investigação da Lava Jato.

Entre esses pontos, estão a explicação sobre como eram feitos pagamentos na campanha eleitoral de 2014 a João Santana, marqueteiro da presidente Dilma Rousseff, além de doações por meio de caixa 2 a políticos em geral.

Outro aspecto que deve constar dos esclarecimentos que os executivos farão após a assinatura do acordo de delação premiada é sobre a reforma, pela empresa, de um sítio em Atibaia frequentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGA bela e excelente repórter Andreia Sadi, que acaba de entrar na GloboNews e dá show na cobertura política, esqueceu um detalhe importantíssimo: Marcelo Odebrecht vai revelar também como o Instituto Lula vem sendo financiado por falsas palestras que Lula diz ter realizado. Vai ser um vexame interplanetário. (C.N.)

5 thoughts on “Odebrecht assina o termo da delação em que vai entregar Dilma, Lula e o sítio

  1. Eles estão certos!

    O Lula e a Dilma, a princípio, estão mortos.
    Os executivos da Odebrecht não têm por que se deixarem enterrar com os dois cadáveres, inutilmente, já que outras delações acabarão por sepultá-los.

  2. É Ladrão Que Não Acaba Mais

    Bezerra da Silva

    Quando Cabral aqui chegou
    E semeou sua semente
    Naturalmente começou
    A lapidação do ambiente…

    Roubaram o ouro
    Roubaram o pau
    Prá ficar legal
    Ainda tiraram o couro
    Do povo
    Desta terra original…

    E só deixaram
    A má semente
    Presente de Grego
    Que logo se proliferou
    E originou a nossa gente…

    É ladrão que não acaba mais
    Tem ladrão que não acaba mais
    Você vê ladrão
    Quando olha prá frente
    Você vê ladrão
    Quando olha prá trás…(2x)

    Hiiiiiii!
    A terra boa
    Mas o povo
    Continua escravizado
    Os direitos são os mesmos
    Desde os séculos passados
    O Marajá
    Ele só anda engravatado
    Não trabalha, não faz nada
    Mas tá sempre
    Endinheirado…

    E se entrar no supermercado
    Você é roubado!
    E se andar despreocupado
    Você é roubado!
    E se pegar o bonde errado
    Você é roubado!
    E também se votar prá deputado
    Você é roubado!
    Certo!

    Tem sempre 171 armando fria
    Tem ladrão lá no congresso
    Na quitanda e padaria
    Ladrão que rouba de noite
    Ladrão que rouba de dia
    Dentro da delegacia
    Ninguém entendia
    A maior confusão
    O doutor delegado
    Grampeou todo mundo
    Porque o ladrão
    Roubou outro ladrão

    É ladrão que não acaba mais
    Tem ladrão que não acaba mais
    Você vê ladrão
    Quando olha prá frente
    Você vê ladrão
    Quando olha prá trás…(2x)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *