Odebrecht tenta desmentir a mulher do marqueteiro

Ela nem sabe quanto a Odebrecht pagou…

Fausto Macedo e Ricardo Brandt
Estadão

A empresária Mônica Regina Cunha Moura, mulher e sócia do publicitário João Santana, ambos presos na Operação Acarajé, 23.ª fase da Lava Jato, declarou à Polícia Federal que em 2011 “foi orientada” a procurar Fernando Migliaccio, então executivo da Odebrecht e apontado pelos investigadores como pagador de propinas da empreiteira no exterior, para receber parte de valores referentes à campanha da reeleição de Hugo Chávez (morto em 2013) na Venezuela. O dinheiro foi depositado na conta Shellbill Finance, que João Santana abrira em 1998 na Suíça. Mas a Odebrecht negou este fato e distribuiu um comunicado do seguinte teor: “A Construtora Norberto Odebrecht desconhece as tratativas mencionadas por Mônica Moura em seu depoimento.”

Segundo Mônica, a campanha chavista teve “um alto custo”, US$ 35 milhões. Ela admitiu que “grande parte desse valor foi recebida de maneira não contabilizada”.

A empresária afirmou que, “diante das dificuldades de pagamento”, vários doadores efetuavam repasses. Ela definiu Migliaccio como “um executivo da Odebrecht no Brasil que colaboraria no custeio de parte da campanha (de Chávez)“.

Migliaccio foi preso no dia 17 de fevereiro em Genebra tentando fechar contas bancárias. Ele é alvo da Acarajé que lhe atribui o controle de empresas offshores relacionadas ao Grupo Odebrecht. Essas offshores teriam sido usadas para pagamentos de valores ilícitos e lavagem de dinheiro. Uma delas seria a Klienfeld.

CONTA SHELLBILL

Segundo Mônica, a partir de 2011 ocorreu a maior movimentação na conta Shellbill Finance. Aquele ano, disse, foi marcado por três grandes campanhas presidenciais, Hugo Chávez (Venezuela), José Eduardo Santos (Angola) e Danilo Medina (República Dominicana).

Mônica declarou à Polícia Federal que foi firmado um “contrato fictício” com a offshore Klienfeld e que “acredita que os valores pagos pela Odebrecht no exterior alcançam aproximadamente três a quatro milhões de reais”.

Disse que “nunca tratou com o empresário Marcelo Odebrecht” – preso na Lava Jato desde junho de 2015 – “sobre campanhas e pagamentos” por meio da Shellbill Finance “ou qualquer outro negócio”. Mas admitiu que “sempre se encontrou com Fernando Migliaccio em São Paulo, tanto na sede da Odebrecht como em locais públicos”.

Contou que assinou contrato com Migliaccio “relacionado à offshore Klienfeld”. E disse que nunca recebeu qualquer pagamento em espécie por parte da Odebrecht e não sabe qual o montante recebido por parte da Odebrecht “uma vez que os pagamentos se deram por meio de offshore.”

ELEIÇÕES NO BRASIL

Mônica negou que pagamentos por ele realizados tenham qualquer relação com campanhas eleitorais no Brasil. “Nega ter recebido qualquer valor em espécie no Brasil por parte da Odebrecht.”

Afirmou que ela e o marido “só atuam no marketing eleitoral e que os principais clientes, no Brasil, são o PT, o PDT e o PMDB”.

Mônica Moura disse, ainda, que “deixou de declarar suas contas no exterior pois aguardava a promulgação de eventual lei de repatriação de valores, o que retiraria o caráter ilícito da manutenção da conta na Suíça em nome da Shellbill Finance”.

“Em todas as suas campanhas, não fosse por imposição dos contratantes, preferia que fosse tudo contabilizado”, afirmou.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Os depoimentos são peças de ficção. Santana não sabia de nada, porque era Mônica quem cuidava do dinheiro do Tio Patinhas. E ela não recorda quanto a Odebrecht depositou na Shellbill, “uma vez que os pagamentos se deram por meio de offshore”. Por fim, a nova Soninha Toda Pura disse que só aceitava receber em Caixa 2 porque os contratantes assim o exigiam. Com esse tipo de declarações, o casal ainda espera ser libertado hoje ou amanhã… (C.N.)

11 thoughts on “Odebrecht tenta desmentir a mulher do marqueteiro

  1. Ontem já bem tarde, o colega comentarista ‘mordedor de jaula’ mandou esse interessante comentário sobre o Condomínio Almas Honestas, por ele ter postado tarde, estou repetindo…

    Mordedor De Jaula
    fevereiro 25, 2016 11:37 pm

    Atenção: Vídeo da edição do Jornal Nacional do dia 11 de Março de 2010, comprova que o tríplex pertence a Lularápio.

    REPITO: JORNAL NACIONAL – EDIÇÃO DO DIA 11 DE MARÇO DE 2010

    Eis o link:

    https://youtu.be/mu1cDu3fUz8

  2. Os maiores clientes:PT,PDT,PMDB, e o PC DO B, não foi agraciado! Porque? ou é “lapso de memória”, não esquecendo os nanicos mamadores na corrupção, ai, configura-se “QUADRILHA DE PARTIDOS, POLITIQUEIROS” QUE O STF NÃO RECONHECE COMO QUADRILHA! ESTOU COM RUI BARBOSA EM SUA POESIA/PRECE: TENHO VERGONHA DE MIM EM SER HONESTO, E DAR RAZÃO A DEGAULLE: O BRASIL NãO É SÉRIO; POBRE PAÍS, GOVERNADO PELA CORRUPÇÃO.
    DEUS, NOS SOCORRA. PROTEJA O JUIZ MORO E EQUIPES, QUE LAVA O BRASIL, PARA QUE SEJA UMA NAÇÃO JUSTA PARA SEU POVO.

  3. O que dizem os “puros comunistas arautos do politicamente correto” que mamaram com toda força nestas “teta públicas assaltadas pela ORCRIM petralha” e foram eleitos com o dinheiro roubado do povo brasileiro ???? Papuda em todos !!!!!

  4. Cacilda !!!

    Mônica deve ter recebido aulas de finanças com os ex-tesoureiros do PT, Delúblio Soares e João Vaccari Neto, pois suas declarações são “padrão PT”: grana “não contabilizada”.

    Por outro lado, seu sorriso é encantador e contagiante, transmite a certeza que tudo acabará em pizza e, no futuro, a história será contada como “piada de salão”.

    Na última campanha da madame Dilma, pelos dados contabilizados, o casal faturava cerca de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) por dia. Uma mixaria…

  5. A INDÚSTRIA DA DIFAMAÇÃO – CAUSA E EFEITO –
    ——————————————————————————————

    A atualização do contrato de Emir Sader faz com que ele ganhe, por 1 ano, o total de R$279 mil.
    Como ele está contratado como pessoa jurídica não tem direito a férias nem 13o, portanto é justo dividirmos essa quantia pelos 12 meses do ano para comparar o salário de Emir ao de mortais trabalhadores proletários.
    R$279.000 /12 = R$23.250 por mês. Belo salário Emir, parabéns!
    Emir é contratado para, basicamente, fazer intervenções ao vivo na TV Brasil. São momentos de pura luz e conhecimento, que só poderiam vir de alguém tão qualificado que permitiu abdicarmos de licitação para contratá-lo.
    O jornal televisivo em que Emir trabalha vai ao ar de segunda a sábado, em 3 edições. Emir só participa da noturna. Sendo mais específico, ele participa de vez em quando. No mês de Julho, um mês em que o Repórter Brasil noturno teve 27 edições, Emir Sader esteve presente apenas 7 vezes. No dia 2 de Julho não teve Emir Sader mas conhecemos o colecionador de vídeo-games (*) de várias épocas. No dia 17 de julho ficamos sem as palavras do filósofo mas pudemos ser encantados pela história do adolescente carioca que mostra muito talento com sinuca.
    Somando todas as participações de Emir Sader nos dias 31, 30, 29, 12, 11, 9 e 1 de julho, desde o momento em que entra no ar seu sketch, foram 14 minutos e 31 segundos de trabalho.
    R$23.500,00 / 14 minutos e 31 segundos = R$1.618,00 por minuto!
    —————————————————————————————————————–
    O “juizinho fascitoide”
    Brasil 26.02.16 11:08
    Emir Sader, no Twitter, tentou intimidar o juiz Sergio Moro:
    “Esse juizinho fascitoide precisa saber que qualquer provocação pra cima do Lula vai ter resposta duríssima pra cima dele”.
    Emir Sader é um bocó, mas seu desespero mostra que o quebra-quebra é a última defesa que ainda resta ao lulismo.

  6. Virgilio, esses “diarreicos cerebrais” , cúmplices da “safadeza geral petralha” vão cair bem abraçadinhos com o “casto brahma do agreste” quando a “OPERAÇÃO PINGUÇO BULIÇOSO” , chegar lá no sítio ou no triplex . O Dr. Moro não se intimida com “bandidos oficiais ou cúmplices/apoiadores do lulopetralhismo” , essas tuitadas estão com cara de marginal embaixo da cama com medo do “japones da federal” !!! Aquela menininha internética é que poderia dar um recado para eles…” 1..2…3..deu…deu…. já deu…acabou !

    • O Emir já passou do limite do ridículo faz tempo ! Desde que ele se declarou um sociólogo ” especializado em Lula’…. Prefiro ler o que o primo dele, Zé Simão , escreve, pois é bem mais sério e não é financiado com recursos públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *