Olavo de Carvalho continua influindo e indicou membros para Conselho de Educação

Sem ministro, governo nomeia olavista para o Conselho Nacional de ...

Olavo de Carvalho continua prestigiado pelo presidente Bolsonaro

Deu no Correio Braziliense

Antes da nomeação do pastor Milton Ribeiro como novo ministro da Educação, o presidente Jair Bolsonaro aprovou a lista dos novos membros do Conselho Nacional de Educação (CNE), com vários nomes indicados por Abraham Weintraub antes de deixar a pasta. A maioria da lista é formada por perfis conservadores.

Dos 12 novos membros, sete foram indicados por Weintraub e nenhum representa o Conselho de Secretários Estaduais de Educação (Consed) ou a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). A nomeação provocou revolta nessas organizações, que, até esta nova formação, tinham vaga no CNE.

CRÍTICA DURA – “Ignorar as indicações das instituições responsáveis pela gestão dos sistemas públicos de educação e desconsiderar as representações de 27 redes estaduais e 5.568 redes municipais vai na contramão da instituição do Sistema Nacional de Educação”, publicaram as duas entidades, em nota conjunta de repúdio aos critérios utilizados pelo governo para composição do conselho.

A lista é formada essencialmente por nomes ligados a Olavo de Carvalho, à ala evangélica e a setores privados da Educação.

Entre os 11 novos nomes, não há nenhum representante do Conselho de Secretários Estaduais de Educação (Consed) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

RESPALDO POLÍTICO? – O diretor de estratégia política do Todos pela Educação, João Marcelo Borges, reiterou ser importante que o novo ministro mostre que possui “respaldo político para a função, porque todo esse período sem um gestor provocou uma espécie de leilão público para o MEC”.

Borges afirmou que Ribeiro chegará à pasta já tendo de prestar explicações sobre a lista de indicados ao Conselho Nacional da Educação (CNE) “A lista foi publicada, inicialmente, sem o consentimento dele. Ele não participou da escolha. É estranho, pois, se Bolsonaro escolheria o ministro da Educação na sexta-feira, por que ele indicou horas antes os novos nomes ao CNE com essa composição?”, questionou.

“De um lado, a publicação da lista antes da posse parece já fragilizar Ribeiro. O CNE é um órgão de assessoramento da Educação. Causa estranheza que a escolha tenha sido feita na ausência do ministro.”

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Bolsonaro consegue causar confusões antecipadas. Deveria ter esperado a posse do novo ministro (“tremendamente envangélico”) para depois nomear o Conselho Nacional de Educação, com conhecimento dele. Ao que parece, Bolsonaro continua o mesmo e só está calado por ordens superiores. (C.N.)

15 thoughts on “Olavo de Carvalho continua influindo e indicou membros para Conselho de Educação

  1. Eles querem impor de cima pra baixo.
    Atuam ideologicamente.
    Colocam em cargos públicos pessoas completamente descompromissadas combo interesse público.
    E quando o Judiciário é chamado para controlar esses arroubos autoritários é tachado pelos ignorantes de estar invadindo a competência do Executivo.

  2. DEPOIS de tudo que já aprontaram para os nossos ancestrais, estão nos aprontando e querem continuar aprontando para os nossos descendentes, ou seja, depois de tanta bateção de cabeças, erros crassos, fake news, robôs, terrorismo cibernético, mentiras, enganações, corrupção, roubalheira, ilusões vãs, guerras tribais, primitivas, permanentes e insanas, por poder, dinheiro, vantagens e privilégios sem limites, prejuízos incalculáveis, frustrações, perda de tempo e tempo perdido, agora, se bobearmos, esses lunático$ ainda vão nos meter numa guerra santa, a julgar pelo andar da carruagem. Não há como acabar com a corrupção no Brasil, sem fecharmos a fábrica de corruptos, que é o sistema político podre, mais furado do que queijo suíço, forjado pelo militarismo e o partidarismo, polítiqueiro$, e seus tentáculos, velhaco$, sob a égide do qual, na verdade, é impossível ser feliz, mesmo que nós não tenhamos medo de ser feliz, como restou comprovado. https://www.youtube.com/watch?v=W_YMN4Mz3CE

    • Loriaga Leão
      “Não há como acabar com a corrupção no Brasil, sem fecharmos a fábrica de corruptos, que é o sistema político podre,”.
      O problema nós sabemos e conhecemos. Agora, o problema é dizer onde começa! Mas aqui, não é o dilema de quem veio primeiro: “ovo ou a galinha”?
      Não cansei, e não cansarei de dizer que a corrupção nasce, desde muito mas não do começo, da sociedade. Se elegêssemos seres de outros planetas, vá lá. Mas são nossos parentes, vizinhos, amigos, inimigos, etc., todos daqui!
      Após 30 anos estudando, ajudando e vivendo a formação, a destruição, a deturpação, as modificações e tudo mais que envolve organizações sociais e políticas, afirmo, com total convicção: na política, o maior problema não são as leis mas os votos!
      Leia que escrevem, aqueles que tem acesso a tudo, nos comentários em blogs, sites, etc. É uma vergonha, pessoas com diplomas, com formações “ditas sólidas”, vomitam bobagens, mentiras. Palpiteiros que transmitem suas impressões sem fundamento, só para complicar ainda mais as coisas.
      Não existe “estatuto bom” para pessoas sem qualidade, assim como pessoas com qualidade não necessitam de grandes estatutos!
      Os maus, os interesseiros e os espertos se utilizam da ingenuidade, mas, principalmente, da falta do conhecimento das pessoas.
      Fallavena

      • O Loriaga tá certo, mata as cobras e mostra o pau. Os Homens moldam o sistema e o sistema molda os Homens. Sistema bandido, Homens bandidos, a curto, médio ou longo prazo. Basta trocar o dinheiro pelo mérito na disputa e pronto, 90% da corrupção se acaba no país. E aqueles que no mérito se corromperem será “morte súbita”, com regra. Nada de esperar 10, 20, ou 30 anos, ou mais, para tirar um corrupto do poder e das tetas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *