Oposio e governo tentam convencer 47 milhes de indecisos aps a Copa

 

Paulo de Tarso Lyra, Joo Valadares e Grasielle Castro
Correio Braziliense

Ainda sob o efeito da derrota do Brasil no Mundial, governo e oposio buscam o discurso para atrair 47 milhes de eleitores – um tero do eleitorado, que ainda no vestiu a camisa de um lado ou do outro para as eleies de outubro. Os oposicionistas defendem que o vexame perante a Alemanha apenas coroou um torneio que teve obras superfaturadas, entregues com atraso e resolvida pelo jeitinho brasileiro de decretar feriados nos dias dos jogos para no travar a mobilidade. Para os governistas, a Copa das copas foi um sucesso, os aeroportos funcionaram, os pessimistas foram calados e no se pode culpar a presidente Dilma Rousseff (PT) porque no foi ela quem entrou em campo ou escolheu Luiz Felipe Scolari para ser treinador da Seleo Brasileira.

A partir de agora, viveremos a Copa das culpas, disse Carlos Melo, cientista poltico e professor do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa. Cada um dos lados vai tentar empurrar para o outro as razes desse fracasso. O eleitor indeciso ser bombardeado por uma guerra infinita de verses, prosseguiu Melo. O especialista lembra que, nas redes sociais, a cada gol alemo, multiplicavam-se cobranas presidente pela ausncia de investimentos em sade e em educao e a prioridade dada s obras para o Mundial. Mas no podemos esquecer que So Paulo, governado pelo PSDB, lutou para sediar a abertura dos jogos, completou.

Dilma concede entrevista  rede norte-americana CNN: petista voltou a lamentar a derrota do Brasil na Copa (CNN/Reproduo)
Dilma concede entrevista rede norte-americana CNN: petista voltou a lamentar a derrota do Brasil na Copa

O cientista poltico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Fbio Wanderley avalia que o povo brasileiro sabe separar bola e voto. A verdade que ainda vai correr muita gua at as eleies, afirma. Ele acredita, no entanto, que a derrota pode servir como adubo para o recrudescimento das manifestaes de rua que sacudiram o Brasil em junho do ano passado.

O Planalto e a campanha do PT pela reeleio de Dilma Rousseff asseguram que, at o momento, no h qualquer razo para mudanas de planos. A presidente segue disposta a ir ao Maracan no domingo para entregar a taa ao vencedor do Mundial. H alguns dias, a deciso causou estresse entre a Secretaria de Comunicao da Presidncia e o Ministrio do Esporte, pois Aldo Rebelo confirmou a presena de Dilma Fifa antes de comunic-la do convite.

4 thoughts on “Oposio e governo tentam convencer 47 milhes de indecisos aps a Copa

  1. “Indecisos” um termo genrico, a meu ver. Penso que so desiludidos, descrentes, desencantados com a poltica e a Poltica. Du-vi-de-o-d (como se dizia antigamente) se as reivindicaes das ruas em junho passado sero transformadas em Leis. As listagens esto na internet. Nas ruas do Rio j vejo pixaes: “Constituinte j !” Tenho minhas dvidas se o Congresso a ser eleito vai mexer na Constituio… vo dizer que precisa de normas, leis, decretos e afins, vo empurrar para 2018. Feliz 2022… pessoal…

  2. OS MILHES DE APOSENTADOS BRASILEIROS QUE GANHAM ACIMA DO SALRIO MNIMO E SUAS RESPECTIVAS FAMILIAS NO VOTEM NESTE PT E NEM EM SEUS ALIADOS. PORQUE ELES SEMPRE NOS HUMILHARAM E NOS COLOCARAM NO LIMBO E NA RUA DA AMARGURA. FORA PT E SEUS ALIADOS. Vamos votar contra esta gente em 05 de outubro de 2014.

  3. Aqui est o espao que deveria ser utilizado pela 3 via, que no existe.
    Tirando-se os nulos e brancos tradicionais, os descontentes so a maioria.
    Pudera, com opositores do “nipe” dos que ai esto e com a tentativa de reeleio da presidente, o povo do bem est pensando por qual porta sair.

    Para aqueles que vibram com os 38% das pesquisas, talvez possam explicar quem fazem parte deste percentual, considerado o que vai abaixo.

    DILLMA NO CEAR – DA SRIE: MAIS UM DISCURSO MEMORVEL!
    !http://www.youtube.com/watch?v=gwzl2ArmUcg&feature=youtu.be

    Tirando as questes de “sotaques”e esquecendo sons diferentes na pronuncia das letras “o-u” e “e-i”, judiamos muito nossa lngua.

    Num pequeno “discurso” vejam/ouam quantas coisinhas disse nossa presidente Dillma:

    – “Eu queria iniciar comprimentando aqui todos os presentes”… Comprimento = extenso de um objeto, distncia. tamanho de algo. Ela queria dizer “cumprimentando…”;
    – “O Nordeste e a seca so um problema.”.
    Se os nordestinos compreendessem o que ela disse, certamente no votariam nela.
    – Jamais houve uma atitude correta em relao
    a essa situao ao longo dusdusdus anos sobre essa situao, que a questo da existncia dum fenmeno climtico nessa regio do pas.
    A tal de “situao” deve ser a seca, a falta de gua. Atitude contra “fenmeno climtico”? Como se faz algo contra o clima? A falta de aes dos governos, inclusive dos dois mandatos de Lulla e do dela.

    “[…] E de um lado um desafio e de outro, um direito do cidado que aqui veio, aqui povoou e aqui no s fez tudo isso, mas inaugurou o Brasil.
    Num vamos esquec aonde o Brasil cume. […] Por isso, ns todos sabemos que hoje, todo mundo olha pra essa regio e num v mais o chamado primo pobre da nao.”
    E eu que aprendi que o Brasil tinha sido descoberto. Ela disse que o Brasil foi fundado!

    A presidente, mesmo com diploma de economista – formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, portanto com o terceiro grau, no apenas se expressa mal: assassina nossa lngua, sabe pouco de nossa histria e demonstra profundo desconhecimento sobre questes polticas.

    Que coisa mais estranha. A no ser que, falar assim, tenha se transformado em charme!

    possvel esperar dela qualquer ao em defesa do ensino em nosso Pas? O ex-presidente j se vangloriava de no ter estudado.

    Estamos bem de representantes!

  4. Gostaria de saber como chegaram ao nmero de 47 MILHES se a ltima pesquisa DATA FOLHA apontou 24% a soma de INDECISOS, VOTOS NULOS e EM BRANCO? Alm disto, h ambiguidade no ttulo do post, dado que quem lidera as pesquisas no necessita conquistar a totalidade dos votos dos indecisos para sacramentar a vitria no pleito, uma vez confirmados os nmeros atuais apresentados na pesquisa.

Deixe um comentário para Antonio Fallavena Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.