Oposição não consegue a CPI da Petrobras e insiste em ouvir ex-funcionário que denunciou corrupção

Deu em O Tempo

Ainda sem conseguir a CPI, o PSDB apresentou pedido para ouvir o ex-funcionário da Petrobras João Augusto Rezende Henriques, que revelou um suposto esquema de corrupção na empresa. Os tucanos pedem que Henriques seja convidado a depor na Comissão de Agricultura e Fiscalização e Controle do Senado.

Os tucanos querem que o ex-funcionário fale sobre a denúncia de que contratos fechados na divisão internacional da estatal desde 2008 foram usados para arrecadar propina de empresas. Os valores teriam beneficiado a campanha da presidente Dilma Rousseff em 2010 e políticos do PMDB.

O requerimento tem que ser aprovado na comissão. Como ele não pode ser convocado, por não estar mais vinculado ao governo, não é obrigado a atender o convite. “Ele pode nos falar sobre as circunstâncias em que ocorreu o crime, aí teremos elementos para investigar essa denúncia”, afirmou o líder do PSDB, senador Aloysio Nunes Ferreira (SP).

A oposição defende a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara dos Deputados, para investigar a Petrobras. Já há assinaturas suficientes para a sua criação desde 2012, mas até hoje a comissão não saiu do papel. “Só depende do presidente da Casa”, diz Aloysio.

Mas o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), manobra contra a CPI. Sua decisão de instalar ontem duas outras CPIs que estavam na fila há mais de um ano e os planos de autorizar uma terceira até quinta-feira devem atrasar os planos tucanos de uma CPI. Como já há duas comissões de inquérito em curso, se atinge o limite máximo de cinco CPIs simultâneas, determinado pelo regimento interno da Câmara.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One thought on “Oposição não consegue a CPI da Petrobras e insiste em ouvir ex-funcionário que denunciou corrupção

  1. “Oposição não consegue a CPI da Petrobras e insiste em ouvir ex-funcionário que denunciou corrupção”. Por que a oposição não propõe ouvi-lo longe da imprensa, numa pequena sala com dez parlamentares?
    Se a oposição quer aparecer não vai conseguir ouvi-lo.,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *