Oposição pode garantir ao PMDB a presidência da Câmara

Eduardo Cunha incentiva a rebeldia na base aliada

Deu no Correio Braziliense

O PMDB se prepara para tirar o PT do comando da Câmara dos Deputados, mesmo sem ter a maior bancada da Casa. A eleição será apenas em fevereiro do ano que vem, mas já assombra os negociadores palacianos. Comandado por um parlamentar — Eduardo Cunha (RJ) — que liderou uma rebelião de 300 deputados este ano e adora alardear que chegou o momento de pôr um fim na hegemonia petista em Brasília, o embate tem tudo para atrapalhar a governabilidade no início do segundo mandato de Dilma Rousseff.

Além do orçamento bilionário — Câmara e Senado já gastaram juntos, em 2014 cerca de R$ 6,2 bilhões — os presidentes das Casas também definem quais projetos irão a votação, quais Comissões Parlamentar de Inquérito podem ser instaladas e conduzem as sessões, entre outros poderes. Tudo isso em um Congresso assustado pelas delações premiadas da Petrobras.

Na Câmara, o PMDB saiu na frente. Ao reconduzir o deputado Eduardo Cunha (RJ) para a liderança da bancada na quarta-feira, os peemedebistas lhe deram carta branca para montar um bloco em torno de sua candidatura, e as conversas estão avançando entre partidos da base como PR, PP e PTB. Os petistas, apesar da vitória presidencial obtida no último domingo, vêem uma possibilidade real de rompimento do acordo firmado com os peemedebistas em 2006, e que garantiu uma calma aparente no Congresso nos últimos oito anos.

FIEL DA BALANÇA

Nesse cenário, o PSDB — que se manteve como a 3ª maior legenda e ampliou a bancada em 11 parlamentares na última eleição — pode acabar sendo o fiel da balança. Os tucanos não decidiram ainda se terão candidato próprio ou se participarão do bloco que está se articulando na oposição, reunindo legendas como o PPS, o Solidariedade e o PSB.

Parlamentares de oposição ouvidos pela reportagem disseram que o bloco deve lançar um candidato próprio à presidência da Câmara — especula-se no atual líder do PSDB na Casa, Antonio Imbassahy (BA) — mesmo que numa “candidatura de protesto”, como definiu um deles. No ninho tucano, o apoio a Cunha também não está completamente descartado, já que ele é visto com simpatia por líderes oposicionistas.

12 thoughts on “Oposição pode garantir ao PMDB a presidência da Câmara

  1. Se o PMDB rachar, é bom que o grupo do Cunha/Alves esteja bem respaldado, caso contrário a organização criminosa vermelha vai levar a mesa. Daí a ira do Temer.

    Do outro lado do balcão, temos um DEM em vias de extinção conjecturando uma proveitosa fusão com o PSDB. Neste ponto seria interessante, desde que esta nova ‘casta’ se una ao grupo de Cunha/Alves. A maior parte dos nanicos bandeariam pra esse lado.

    Resta saber o que decidirá o homem do bigode.

  2. O pmdb erigido em reserva moral do brasil?

    Puxem a descarga, esse país virou mesmo um imenso puteiro…

    Se bem que, dado o atual quadro moral de nosso país, não é tão absurdo assim…

  3. Seria muito bom para o país se o Eduardo Cunha assumisse o comando da Câmara dos Deputados. Para o PT é uma questão de tempo a diminuição do PMDB até a sua extinção.

  4. Tudo que o Brasil precisa é:
    No próximo bienio deixar o Eduardo Cunha na presidencia do congresso.
    Votarmos uma lei impedindo o Lula de se candidadter em 2018.
    Dar autonomia ao judiciario para escolher os seus mebros e não mais o poder Executivo
    Votarmos o impeachment da Dilma.
    Mandar o PT para a casa do caralho.

  5. Cada dia eu vejo mais bobagens ditas, sem nenhuma consistência,querer essa porcaria,dono de emissora de rádio no Rio de Janeiro como presidente da câmara é realmente a degradação dos parlamentares.

    • Ué… tantos milhões quiseram um analfabeto X-9 (que delatava seus companheiros ao DOPS segundo consta no livro “Assassinato de Reputações” de Romeu Tuma Jr, até hoje não desmentido por nenhum PTralha) por 8 anos na presidência. Mais tantos milhões também quiseram na presidência uma analfabeta funcional autodeclarada economista, que faliu uma loja de 1,99 quando o dólar era 1 por 1 e que retarda o crescimento da economia pra adiar o iminente apagão que tá batendo na porta. Isso no tocante aos currículos de ambos, sem contar na vista grossa – pra ficar barato – na roubalheira já mais do que escancarada.

      “(…)é realmente a degradação dos parlamentares.”, hahaha. Santa inocência!

  6. Realmente para governar um povo como o nosso só analfabetos.Sem dúvida acreditar em Tuminha um tremendo sete um e o Cunha,conhecido corrupto é dose para elefante.Vocês merecem mais quatro anos da Dilma depois mais 8 anos do Lula,há há há há.

  7. O Youssef mente.
    O Cunha mente.
    O Tuma mente.
    A Veja mente.
    A Isto É mente.
    A Exame mente.
    A The Economist mente.
    O Wall Street Journal mente.
    A Globo mente.
    A Tribuna mente.
    O Valor Econômico mente.
    Eduardo Jorge mente.
    Marina Silva mente.
    Aécio Neves mente.
    O IBGE mente.
    O IPEA mente.
    O PNAD mente.
    O DIEESE mente.
    A Bolsa de Valores mente.
    51 milhões de brasileiros mentem.

    Apenas Dilma, Lula, José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares falam a verdade.

    Faz todo sentido.
    Parabéns pelo seu raciocínio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *