Oposição recorre ao Conselho de Ética e pede cassação de Daniel Silveira após ameaças em protesto

Silveira disse que daria tiros em manifestantes antifascistas

Rodrigo Sampaio
Estadão

Os partidos Psol, Rede, PSB, com apoio de parlamentares de PT e PDT, entraram nesta terça-feira, dia 16, com uma representação no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados exigindo a cassação do mandato de Daniel Silveira (PSL-RJ).

O motivo da ofício é o fato do deputado federal ter afirmado, em um vídeo publicado nas redes sociais, que daria tiros em manifestantes antifascistas, além de desafiá-los para uma briga, durante os protestos do dia 31 de maio.

AMEAÇAS – “Eu estava lá em Copacabana e chamei vocês. Vocês não são valentões, são bons de porrada? Por que vocês não foram lá? Que vocês me peguem na rua, num dia muito ruim, e eu descarregue a minha arma em um filho da puta comunista que tentar me agredir”, disse Daniel no vídeo citado na representação. Recentemente, o deputado apresentou um projeto de lei para classificar antifascistas como terroristas.

Além do episódio em questão, os partidos e parlamentares lembram no ofício outros atos polêmicos do deputado, que assumiu o mandato após as eleições de 2018. Na campanha eleitoral daquele ano, a imagem do então candidato viralizou nas redes sociais após ser fotografado quebrando uma placa em homenagem à vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018.

EM RISCO – “Todos esses atos deixam claro que há em curso um recrudescimento autoritário, com graves consequências para a democracia brasileira, e que coloca em risco a Constituição Federal de 1988. É fundamental que os poderes constituídos tomem as providências cabíveis para punir os responsáveis pelos atentados contra o Estado Democrático de Direito”, diz a representação.

Um dos principais aliados de Jair Bolsonaro no Congresso, Daniel Silveira foi um dos alvos da Operação Lume, deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira, dia 16, que realizou buscas em cinco Estados e no Distrito Federal no âmbito do inquérito sobre o financiamento de atos antidemocráticos.

Também investigado no inquérito das fake news, o parlamentar foi um dos 10 deputados federais a terem a quebra de sigilo bancário determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

6 thoughts on “Oposição recorre ao Conselho de Ética e pede cassação de Daniel Silveira após ameaças em protesto

  1. Notem com o que o presidente da Republica se preocupa: “Foi uma prisão espetaculosa. Que a Justiça siga o seu caminho.”

    Oink, oink, oink!

  2. A considerar o Histórico dos Poderes Legislativos de todo o país, quanto ao processamento de pedidos de cassação, não devemos esperar que avance.

  3. A qualidade de nossos eleitores não tem mais o que cair! Basta olhar-se muitos deputados eleitos, em todas as siglas.
    Até uns tempos atrás, a esquerodpatia é que elegia malucos, desequilibrados, malandros, etc.
    Agora, os centro/direita copiou e para pior!
    Fallavena

  4. Um deputado reacionário, perverso, truculento, neofascista e criminoso como esse tem que ser cassado o mais rápido possível.

    É o típico sujeito capaz de facilmente cometer até assassinato, se sentir necessidade disso. Não há como ele ser um parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *