Os detalhes que fazem toda a diferena na Copa

Sandra Starling

Em 1976, assisti no Mineiro partida entre o Cruzeiro e o Bayern de Munique, pela final do Campeonato Mundial Interclubes. No primeiro jogo, em Munique, o Cruzeiro, jogando sob neve, havia perdido de 2 a 0. Os alemes chegaram a BH no dia do jogo, aps uma viagem extenuante. Era dezembro, um calor infernal. Acreditava-se que o Cruzeiro reverteria a desvantagem. Prevaleceu um 0 a 0, e os alemes se sagraram campees.

Como hoje, o Bayern de Munique era a base da seleo germnica que ganhara a Copa do Mundo de 1974, derrotando o mgico Carrossel Holands. Em suas fileiras brilhavam o goleirao Sepp Mayer, o kaiser Franz Beckenbauer, o artilheiro Gerd Mller. Jogavam tambm os craques Uli Hness e Karl Rummenigge, que mais tarde se tornariam presidentes do clube. Era uma equipe fantstica! Ali constatei que os jogadores alemes primam mesmo pela razo: disciplina, equilbrio, concentrao e objetividade. Emoo? S depois do apito final, na hora de comemorar o ttulo.

H quatro anos estive em Munique. Ao tomar um txi, o motorista logo esnobou: Feliz com a nossa goleada sobre a Argentina na Copa da frica do Sul?. Meu simptico condutor revelou ser tcnico de uma equipe amadora de seniores (mais de 60 anos!). Mas, para meu espanto, contou-me que o time era regularmente matriculado na Federao Alem de Futebol e que todos os jogadores eram obrigados a fazer trs check-ups mdicos e um exame de legislao futebolstica por ano! No bastasse isso, disse-me que, nas escolinhas de futebol, crianas de 7 anos treinavam com tapa-olhos, como piratas, para aumentar a acuidade visual, que aprendiam at como amarrar chuteiras e que a meninada era obrigada a assistir a aulas tericas sobre tticas de futebol. L, sim, treinador pode ser chamado professor.

MUITAS DIFERENAS

O placar de 7 a 1 no me surpreende. expresso da organizao do futebol alemo. Os estdios ficam lotados at em jogos da terceira diviso. Entre os jogadores, nada de firulas e oba-oba. J notaram como no meio deles no h esse festival de tatuagens ou de penteados exticos? E, para que no digam que sigo uma ideologia abjeta, assinalo desde logo: perceberam a pluralidade tnica de um time que conta com sobrenomes como zil, Khedira e Boateng?

Essa obsesso por organizao se observa tambm em todos os outros esportes. s esperar as Olimpadas de 2016, no Rio, para vermos tudo isso se repetir. Obsesso em fazer benfeito que igualmente se enxerga nas artes, nas cincias, na filosofia, no direito etc.

Ah? Falei em direito? Pois vejam. O citado e famoso Uli Hness, como eu disse, tornou-se presidente do milionrio Bayern de Munique, mas atualmente encontra-se atrs das grades, cumprindo pena por sonegao fiscal e evaso de divisas. E aqui? O que se passa com nossos cartolas? Bem, lidam com polticos…

Em lugar de Hness, assumiu Rummenigge, que ofereceu a Joachim Lw a base dessa potncia que nos deixou atnitos e maravilhados em pleno Mineiro. Tal como fiquei naquele j longnquo ano de 1976. (transcrito de O Tempo)

 

3 thoughts on “Os detalhes que fazem toda a diferena na Copa

  1. A Argentina foi melhor. Por justia, o tetra deveria ser dela. A Alemanha foi beneficiada duas vezes! E com toda essa firula, precisa de 3 estrangeiros. Gastam muito dinheiro com futebol porque tiram dos outros. Veja por quanto eles vendem aqui os carros que fabricam e por quanto vende na Europa e EUA.

Deixe um comentário para Robert Silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.