Os Estados Unidos se transformaram uma ditadura cruel, sem precedentes

Almério Nunes

O general Colin Powell foi à TV exibir “provas”, para iniciar a guerra do Iraque. Depois de matarem mais de um Milhão de pessoas, os Estados Unidos pediram desculpas públicas, concordaram que “tudo não passou de um lamentável engano” e… saíram de fininho.

Agora querem porque querem matar mais e mais e mais!!! A vida para eles de nada vale!!! Só pensam em dinheiro, ganhar dinheiro, e depois mais dinheiro, mesmo que às custas de milhões de vidas. Os Estados Unidos transformaram o mundo numa gigantesca Boate Kiss. Somos prisioneiros de uma ditadura cruel, talvez sem precedentes na História. Estamos todos numa Faixa de Gaza respirando a tortura e a morte.

Vale recordar que o napalm e o agente laranja (armas químicas) usados no Vietnã pelos EUA, mataram combatentes de ambos os lados, mulheres, velhos e crianças, sendo que a Associação dos Ex-Combatentes Americanos no Vietnã lutou por uma indenização para seus mutilados e…teve seu pedido negado pelo Congresso. Isso… tem nome???

Não devemos esquecer a frase recente do vice-presidente Joe Biden, estampada na capa da The Economist: “Brazil is nobody’s back yard” (“O Brasil é uma Terra de Ninguém”. Em verdade back yard quer dizer “quintal”, mas preferi traduzir assim)

E o ex-vice-presidente Al Gore faz palestras pelo mundo dizendo que a Amazônia não pode pertencer ao Brasil… Mas, se eles vierem para tomar posse física do Brasil, me encontrarão, com certeza. Fisicamente.

Por fim, mudando de assunto: se Joaquim Barbosa renunciar, estará deflagrando um movimento cujos desdobramentos serão fortíssimos (assim creio). Morreremos, mas nasceremos.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

7 thoughts on “Os Estados Unidos se transformaram uma ditadura cruel, sem precedentes

  1. CARLOS HEITOR CONY

    Folha de São Paulo

    O funeral de César
    RIO DE JANEIRO – Todos são homens honrados (“All honourable men”). Na cena do funeral de César, nos idos de março, Shakespeare fez Marco Antônio pronunciar o famoso discurso –obra-prima da literatura universal. O mesmo se poderia dizer da sessão do STF que terminou empatada a respeito dos embargos infringentes.

    Como leigo –e, mais do que leigo, ignorante na maioria dos atos e fatos da sociedade humana–, não pretendo entrar no mérito da questão, dou de barato e por justiça que todos os ministros daquela corte são homens doutos em lei e, sobretudo, honrados.

    O que me chamou a atenção é que nenhum dos magistrados se declarou impedido de julgar uma questão que já tinha sido julgada por um plenário anterior. Afinal, os dois novos ministros, homens acima de qualquer suspeita, indicados recentemente por dona Dilma, nada perderiam em talento e formosura se se declarassem impedidos de apreciar a decisão de um colegiado do qual não participaram nem tiveram tempo para destrinchar os complicados labirintos que foram investigados exaustivamente pelos demais ministros.

    Não insinuo caráter político na decisão que tomaram. Mas os votos que deram não deixaram de ser uma emenda no soneto que não fizeram.

    Elogiável a atitude do ministro que declarou votar de acordo com a sua consciência –acredito que todos fizeram o mesmo. Mas o desdém pela opinião pública, tão explicitamente confessada, lembrou-me aquela passagem do Evangelho em que Jesus Cristo perguntou aos apóstolos o que a opinião pública daquele tempo pensava dele mesmo.

    Foram citados os grandes profetas do Velho Testamento, somente Pedro acertou na mega-sena e tornou-se a pedra sobre a qual a nova religião seria fundada. A opinião pública, certa ou errada, é fator que produz história.

  2. Caro Almerio,

    No dia em que os EUA quiserem de fato tomar a Amazônia, farão isso sem disparar um tiro. Basta que eles acionem seus lacaios subservientes, todos vendidos, aqui mesmo no Brasil.

    Terão a amazônia de mão beijada.

  3. Quem puser os pés na Amazônia, claro, terá a Amazônia de “mãos beijadas”, mas também de pés cortados.
    Aliás, que bom que eles venham aqui para invadir nosso território! Se não fizerem isso, como é que poderemos cortar suas cabeças, decepar suas pernas, explodir suas tendas, matar todos eles?
    Implantaremos o terror para os invasores! A Amazônia vai virar o inferno dos invasores!
    E você que fez essa declaração acima, sem ofensa, deveria ser queimado vivo! Ou ter o pescoço decepado com uma faca suja de cebola!

  4. Nada me e tao engraçado quanto os comentarios do Paulo Solon. O Andre fez uma critica, e ele le como se fosse o que o Andre que gostaria, hahaha. Ele chama os Brasileiros que favoreceram oa Americanos de lacaio mas mesmo assim não basta. Ja vi ele chamando pessoas que trairam seu pais de heroi, e outros de traidor, vai tudo depender da ideologia. E mais facil ter uma do que pensar.

  5. Prezados YESHUA …certa vez disse: Errais por não conhecerdes as
    Escrituras ( O plano Eterno de
    YAWHE,para com a humanidade ).

    Meus caros, TUDO é para a SUPREMA GLÓRIA DE YAWHE, nada acontece sem sua
    permissão..tudo segue um plano firmado e com objetivos já pré determinados,
    nada do que estamos vendo ..foge do plano de YAWHE , para com TUDO E COM TODOS.

    YAWHE…não nos vê como “nações” distintas com destinos desvinculados
    como se fossem “surpresas isoladas”…. Pelo contrário, SOMOS UMA UNIDADE SÓ
    DE REBELDES NASCIDOS NO PECADO ORIGINAL DO NOSSO PAI ADÃO E NOSSA MÃE EVA.

    Talvez uma outra palavra de YESHUA ..possa dar uma noção daquilo que ora estamos
    vivenciando na nossa nação e no´planeta como um todo :

    Eu não vim trazer a PAZ, e sim a GUERRA….

    Espero que as palavras eternas possam dar um alento a todos

    YAWHE SEJA LOUVADO EM YESHUA NOSSO SALVADOR…

    Carlos de Jesus – Salvador – Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *