Os lábios de Dilma e a falta de governo

Dilma está subindo o “tom” no Planalto

Sebastião Nery

Padre Godinho, doutor em teologia em Roma, uma catedral de cultura, deputado federal da UDN e do MDB de São Paulo, imitava perfeitamente as vozes alheias. Uma noite, toca o telefone no apartamento do Padre Nobre (MDB de Minas) em Brasília, amigo do Padre Godinho:

– É o senhor Padre Nobre? Padre Nobre, aqui é dom José Newton, arcebispo. Soube que o senhor está na Comissão de Finanças da Câmara e estamos precisando de ajuda para as obras de assistência aos menores da arquidiocese. O senhor poderia providenciar uma verba?

– Pois não, senhor arcebispo. Com todo prazer. Farei isso amanhã.

– Muito obrigado, padre. E ajoelhe-se para receber minha benção.

No dia seguinte, na Câmara. Padre Godinho encontra padre Nobre:

– Nobre, sonhei esta noite com você ajoelhado à beira da cama, recebendo uma benção.

PADRE GODINHO

Padre Nobre entendeu o trote, ficou uma fera, mas não disse nada ao Padre Godinho. Deixou para vingar-se depois. Um mês depois, de manhã bem cedo, toca o telefone no apartamento do Padre Nobre:

– É o senhor Padre Nobre? Padre Nobre, aqui é dom José Newton,

– Vá à puta que o pariu, seu arcebispo de merda.

E bateu o telefone. À tarde, chega à Câmara, preocupado, monsenhor Ávila, secretário do arcebispo:

– Padre Nobre, o que é que houve hoje cedo durante o telefonema do senhor arcebispo para o senhor, que ele passou mal logo que desligou o telefone?

Padre Nobre ligou aflito para o arcebispo contando a história do trote de padre Godinho e pedindo desculpas. Dom José Newton ouviu, desculpou:

– Está explicado, Padre Nobre. Mas que linguajar nos lábios de um sacerdote!

Padre Nobre queria matar seu amigo Padre Godinho.

DILMA

Os amigos e assessores da presidente Dilma andam preocupados com a acelerada que a presidente deu nos seus costumeiros palavrões e despautérios. Ela sempre foi assim, mas não tanto. O hábito de xingar quem discorda dela ou aqueles de quem ela discorda vem de longe. Mas sempre teve um mínimo de limites. Agora, desandou. É palavrão aos borbotões.

Depois que a Operação Lava Jato subiu as escadarias do palácio do Planalto e cada dia ficam mais claras a omissão e conivência dela na roubalheira da Petrobras, mais ela sobe o tom e generaliza a gritaria;

Se as lânguidas colunas da curvilínea arquitetura de Niemeyer não fossem tão sólidas, algumas paredes palacianas já teriam esboroado ao sopro dos furiosos adjetivos nos turvos lábios presidenciais.

CUPIM PETISTA

Os números do governo petista cada dia mais corroem o país.

1.- A administração federal tem 39 ministérios, 128 autarquias e 141 empresas estatais A prioridade de um governo responsável é canalizar recursos para o crescimento econômico, investindo na infraestrutura e estimulando os investimentos privados em uma economia cujas carências são abismáticas, e também no fortalecimento dos gastos com os programas sociais, a exemplo do Bolsa Família que tem um custo da ordem de 0,5% do PIB (Produto Interno Bruto).

Para comparar, só o pagamento de juros da dívida pública ao mercado financeiro, em 2014, fica acima de 6% do PIB. Não são os programas sociais os responsáveis pelos descontroles da economia. No ano, o Bolsa Família recebe o que os banqueiros ganham em um mês.

FALTA GOVERNO

– A Presidente deveria buscar informações na Secretaria de Gestão Pública, órgão do Ministério do Planejamento, que registra: o Executivo tem 757.158 cargos de serviços efetivos, mais 113.869 cargos de confiança e comissionados, além de 20.922 contratos temporários de trabalho.

Só a presidência da República em dezembro de 2014 era responsável por 23.008 cargos de confiança e comissionados, Na Alemanha, a primeira-ministra Angela Merkel dispõe de 600 funções de confiança.

O que falta ao Brasil é governo.

16 thoughts on “Os lábios de Dilma e a falta de governo

  1. Nery publica números aterradores com relação aos gastos desnecessários do governo remunerando uma quantidade de “assessores” de forma injustificável e inexplicável.
    Tenho escrito reiteradamente sobre este festival perdulário com o erário público, que se confirma através dos dados trazidos no artigo em tela, que elogio porque demonstra inquestionavelmente que o nosso problema está mesmo na péssima administração de Dilma e seu PT.
    Digo mais:
    A causa verdadeira do aumento de impostos e tributos, reside na manutenção do status estabelecido para os petistas e aliados politicamente.
    Se somarmos a quantidade de funcionários no serviço público sem concurso, cargos destinados a apaniguados, mais a infinidade de assessores no poder Legislativo em todas as suas esferas, municipal, estadual e federal, com as indenizações de despesas pessoais dos parlamentares nesses três níveis, mais o custo das casas legislativas com seus inúmeros diretores, veículos, gráficas, telefone, Internet … o dinheiro é incalculável, pago por cidadãos que precisam trabalhar quase SEIS MESES do ano para este governo corrupto e desonesto, e um legislativo inútil e perdulário, que se agrega ao Executivo na mesma podridão, evidente que será do sacrifício da população que irão tomar o dinheiro para viverem nababescamente!
    A falta de recursos, portanto, está na improbidade, menos em falsos “ajustes fiscais”, conversa mole de um governo mentiroso, explorador, estelionatário eleitoral, de um bando de criminosos alojado no Planalto.

    • Só na administração direta mais de 107.000 ávidas boquinhas. Enquanto isso os funcionários terceirizados não recebem desde novembro, não é um caso adstrito a Petrobras.

      • E aí, não estão incluídas as milhares de ONG’s que só fazem patrulhamento politico e de bom nada (com excessões, mas, cada vez mais raras). Mas quantos bilhões de reais as ONG’s consomem por ano?

  2. A título de curiosidade – e quem puder me ajudar, agradeço -, eu gostaria de saber o quanto de açúcar, café e água mineral com e sem gás, o Legislativo gasta em nível nacional (municipal, estadual e federal).
    Algum colega comentarista tem noção desta despesa?
    Nessas alturas, não só com relação à quantidade desses produtos adquiridos, mas já pensaram por quanto o quilo do café, do açúcar e as garrafas de água não estariam sendo adquiridos?!!?
    Se não há canto deste País que não tenha irregularidade e superfaturamento, DUVIDO que essas aquisições estejam sendo feitas por preços de mercado!
    Conclusão óbvia:
    Outro enorme vazamento de recursos indo parar nos bolsos de corruptos e desonestos.
    Da mesma forma e nesses mesmos itens, quanto o Executivo gastaria em nível nacional?
    E o Judiciário?
    Observem:
    Apenas estou considerando café, açúcar e água.
    Quantos milhões de cafezinhos diários consomem os três poderes?
    Quantas toneladas de açúcar?
    Quantas milhares de garrafas d’água a cada dia?
    E multipliquemos esse consumo gigantesco por doze meses, logicamente patrocinado pelo explorado povo brasileiro.
    Tenho até medo de imaginar.
    Não quero nem calcular o que gastam em papel, clips, canetas, material de expediente, enfim.
    Por que eu fui pensar nisso?!

  3. Somente uma capivara plus size poderia comparar a economia atual com 1929! No mes que vem os EUA vão aumentar o juros devido ao bom desempenhos de sua economia. Fazer o que, a Rede Goebbels existe para isso !

  4. Para quem duvidar dos números reproduzidos pelo jornalista, é só conferir na Portaria nº 156, de 21/07/2014 e seus anexos da Secretaria de Gestão Pública do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

    Aqui: http://www.planejamento.gov.br/secretarias/upload/Arquivos/servidor/publicacoes/dados_ldo/140721_port_156.pdf

    Só uma correção, a Presidência da República tem 8.240 cargos em comissão e função de confiança. O Ministério recordista neste caso é o Ministério da Educação com 51.638 cargos em comissão e função de confiança.

    • Divisão dos recursos orçamentários empenhados em 2014 por grupo de despesa de governo:

      GRUPO DE DESPESA………………………………….EMPENHADO………………….%
      ————————————————————————————————————-
      Pessoal e Encargos Sociais……………………..R$239,420 bilhões…………10,38
      Juros e Encargos da Dívida……………………..R$170,552 bilhões…………….7,4
      Outras Despesas Correntes…………………….R$957,721 bilhões…………41,49
      Investimentos………………………………………..R$56,012 bilhões………………2,4
      Inversões Financeiras……………………………..R$76,090 bilhões………………3,3
      Amortização/Refinanciamento da DP……….R$808,540 bilhões………..35,03
      —————————————————————————————————————
      TOTAL…………………………………………………….R$2.308,335 bilhões………..100

      Fonte: Portal Orçamento do Senado Federal

  5. Palavras do Lulanóquio:
    “Obviamente que, tendo em vista os lucros que tiveram o Itaú, o Bradesco e os outros bancos, o Fernando Henrique Cardoso não é nem pai: ele é pai, mãe, avô, avó, tio, tia do sistema financeiro, que nunca ganhou tanto dinheiro como está ganhando agora”.
    (Candidato Lula, 2001, Entrevista a Ziraldo)

    Palavras do Banqueiro:
    “Quando ele foi eleito, eu tive uma preocupação de que levasse o governo para uma linha de esquerda, mas ele foi mais conservador do que eu esperava”.
    Olavo Egydio Setúbal, presidente do conselho de administração da holding que controla o banco Itaú.
    (12/08/2006)

  6. O PRESIDENTE CACHACEIRO QUE ESCOLHEU COMO POSTE PARA GOVERNAR(MELHOR DIZENDO DESGOVERNAR) O PAÍS A DESBOCADA PRESIDANTA! IMAGINO DAQUI A ALGUNS ANOS NO FUTURO A ANÁLISE HISTÓRICA DESSES TRISTES TEMPOS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *