Pablo Capilé, da ONG Fora do Eixo, responde a um tal de Carlos Newton

Pablo Capilé

A quem interessar possa:

Tem um texto circulando por aí de um tal de Carlos Newton que é leviano e recheado de mentiras. Vou colocar ponto a ponto aqui, e esclarecer cada uma delas:

1- O Fora do Eixo não é uma ONG, é uma rede distribuída em mais de 200 cidades do país, com coletivos, movimentos, pontos de cultura, festivais, casas e etc.

2- Eu não sou dono do FDE. De novo, somos uma rede, horizontal e com mais de 2 mil protagonistas e lideranças espalhadas pelos 27 estados.

3- O PT não criou e nunca financiou o Fora do Eixo, nem a Midia Ninja.

4 – Nossas contas são abertas. Quem nos financia são nossas próprias ações como festivais, mostras, oficinas, palestras, casas, alguns poucos editais públicos. Criamos moedas complementares, um caixa coletivo e uma vida compartilhada que faz com que todo o recurso que geramos renda muitas vezes mais do que na economia analógica e individualista. Mas somos “financiados” principalmente pela força, convicção e a dedicação de mais de 2 mil pessoas espalhadas pelo país e de parceiros que entendem que há coisas mais interessantes a se ganhar nessa vida do que simplesmente dinheiro.

5- Eu nunca estive em uma convenção do PT, diferente do que foi veiculado no texto e na legenda da foto em que apareço conversando com José Dirceu.

6- Sim, já conversei com José Dirceu. Também já conversei com Lula, Dilma, Rui Falcão, Haddad. Também já me reuni com Marina Silva (Rede) diversas vezes, com Jean Wyllys (PSOL), Randolfe Rodrigues (PSOL), Marcelo Freixo (PSOL) , Jandira Feghali (PCDOB) e dezenas de outros políticos de quase todos os partidos. Encontros divulgados em minhas redes sociais de forma aberta e transparente. Não há segredo. Minha conspiração é pública: por dez anos me dedico ao diálogo e à luta por uma política socio-cultural mais aberta e popular no Brasil.

7- Além dos citados acima ja me encontrei e continuarei dialogando com artistas, jornalistas, ativistas dos mais diversos como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Criolo, Emicida, Mangabeira Unger, Hermano Vianna, Pena Schimdt, Miranda, Felipe Milanez, e mais algumas centenas deles.

8- Somos parceiros também de redes de pontos de cultura, povos de terreiro, comunidades indígenas, hackers, cineclubistas, movimentos de luta do campo, movimentos de juventude, movimentos de meio ambiente, movimentos de direitos humanos e etc.

9- No Fora do Eixo todos tem autonomia e direito de declararem seus votos abertamente e apoiarem quem quiserem. Eu já fiz isso algumas vezes, e continuarei fazendo quando bem entender. Seja do PT, do PSOL, da Rede, do PCdoB ou de qualquer partido.

10- Caso queiram mais informações é só me perguntar, nossa transparência é radical, quem conhece e pesquisa sabe bem!

 RESPOSTA AO INTELECTUAL CAPILÉ

Carlos Newton

Como todos sabem, Pablo Capilê é uma personalidade muito prestigiada no PT, a ponto de privar da intimidade deles, como numa foto que publicamos aqui, em que aparece abraçando discretamente a presidente Dilma Rousseff.

Então, vamos aos fatos, porque fatos são inquestionáveis e ficam fora de discussão:

No item 1, Capilé afirma que o Fora do Eixo não é uma ONG.  Bem, se não é uma organização não-governamental, só pode ser governamental.

No item 3, diz que o PT nunca financiou o Fora do Eixo, e isso é verdade: quem financia é o governo do PT, com a surpreendente ajuda do governo Alckmin, do PSDB, conforme afirmamos aqui.

No item 4, sobre o faturamento do Fora do Eixo, Capilé afirma que “quem nos financia são nossas próprias ações”. Mas menciona “alguns poucos editais públicos“, o que dá a entender que se trata de apoio com recursos públicos, ou estarei delirando? Embora seja um grande intelectual petista, a linguagem de Capilé parece ser um pouco hermética.

Ainda sobre a captação de recursos, o versátil líder da ONG diz que “criamos moedas complementares“, sem esclarecer do que se trata. “Moedas complementares”? Será que estão se inspirando no filme “O Homem que Copiava”? Espero que não.

No item 5, Capilé enfim pega um erro clamoroso por mim cometido. “Eu nunca estive em uma convenção do PT, diferente do que foi veiculado no texto e na legenda da foto em que apareço conversando com José Dirceu“, disse ele.

Bem, na foto publicada aqui no Blog da Tribuna, realmente Capilé e Dirceu não estão numa convenção do PT. A foto foi feita na sede da ONG em São Paulo (a entidade já tem sede em outras quatro capitais), quando Capilé recebia a visita de Dirceu, conforme o próprio líder do Fora do Eixo esclareceu, ao postar a foto em sua página no Facebook.

Então, vamos postar novamente a foto, para mostrar como suas simples e modestas as instalações da ONG em São Paulo, onde moram dezenas de pessoas, inclusive toda a equipe do Coletivo Mídia Ninja, conforme publicamos aqui, antes deste assunto ficar meio fora do eixo..

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

60 thoughts on “Pablo Capilé, da ONG Fora do Eixo, responde a um tal de Carlos Newton

  1. Prezado Carlos Newton,

    Realmente tem mais entrelinhas do que esclarecimento na resposta do “tal” Capilé.

    Não explicou nada e negou o óbvio, que é sua ligação com o PT e que faz parte das rede de José Dirceu, que é hoje um dos principais articuladores do Lula/2014.

    Debates e respostas são ótimos ingredientes para a democracia.

    Grande abraço.

  2. Capilé é o Stedeli(MST). Se um faz movimento no campo com a ajuda do PT, o outro com os mesmos propósitos e ajuda do PT atua na área urbana.
    Um com foco na juventude universitária ou não ilude ao levantar de um projeto independente(?), o outro recruta gente marginalizada que empunham a foice e o facão em busca de um líder messiânico( ao exemplo de Antonio Conselheiro). Assim o Foro de São Paulo anda.
    De revolucionários não tem nada, de camponeses não tem nada, de ativistas tão pouco, basta ver os exemplos citados: Gil, Caetano e Unger entre outros. Todos subsidiados com dinheiro do contribuinte. Revolução subsidiada com grana do contribuinte, é revolução?

  3. Fora do Eixo
    .

    Debater publicamente com alguém que formal e deliberadamente se intitula “Fora do Eixo” não valoriza o eixo que se constitui em árdua luta deste Blog. Salvo a constatação, positiva,do alcance da audiência.
    No mais… Ora! Qual?

  4. Os partidos citados são todos vermelhos, não existem outros partidos? Isto por sí só já confirma que o sujeito é mais um dos que trabalham contra o país e o povo a favor deles mesmos. Chapa Branca, pelegos iguais aos outros. Tudo que o povo quer fora do circuito do poder pois estão acabando com o dinheiro do caixa dos esforços do povo brasileiro. Fora chupins.

  5. Carlos Newton, estou solidário com o que escreveste. Naturalmente o cidadão conhecido como Capilé(capilé na gíria carioca é qualquer cachaça ou qualquer bebida com ela misturada, que os “apreciadores e viciados tomavam nos botequins pés-sujos”. Tinha até uma maneira típica de usar-se a palavra: Vou ali tomar um capilé. Lógico que uma gíria não fica na gaiola, deve ter atingido a sensibilidade do intelectual Capilé. O que ele não pode dizer é que não é petista ou psolista(que é a mesma coisa). Resumindo Capilé é um escravo intelectual bem pago a seviço do PT. Tem as facilidades e lantejoulas do poder. Está matutando por qual partido será candidato. Ou quem sabe fundar um partido. Como ideologia podemos entender que temos agora Capileismo(?)(?)(?)(?)(?)(?).

  6. O Sr. Carlos Newton faz um jornalismo neste blog mais para imprensa marrom do que para a estatura do Tribuna de Imprensa.

    Seus comentários são, na maioria das vezes, suposições que não se sustentam com a realidade dos fatos.

    Suas matérias tem um ranço indisfarçável de direita. Se as práticas políticas e administrativas do PT estão sendo carcomidas pelo cupim da imoralidade as do PSDB estão apodrecidas há muito tempo.

    Todavia o Sr, Newton nunca ataca, denuncia o horror da administração tucana principalmente a de São Paulo. Não pode dizer que não conhece, pois a revista Isto É denunciou na semana as fraudes no sistema de trens de São Paulo delatado pela Siemens.

    É uma pena. Pois temos que navegar [no blog] num mar de detritos de aleivosias para ler um ou outro comentário com credibilidade além de Hélio Fernandez, Carlos Chagas, Tostão.

  7. Carlos Newton,
    na linguagem informal dos bares “capilé” pode ser dinheiro, baba, ficha passada em jogo de cartas ou, ainda qualquer tipo de favorecimento, ajuda, suborno ou cooptação.
    Com relação ao texto-resposta do Capilé (gente) às matérias que você escreveu (ilustradas por simpáticas fotografias em companhia de personagens que lembram a fase áurea da corrupção no Brasil) não posso deixar de registrar que no item 7 é mencionado o nome de Mangabeira Unger – Roberto Mangabeira Unger, brilhante economista, autor do artigo a seguir, publicado na Folha de São Paulo em novembro de 2005:

    “AFIRMO que o governo Lula é o mais corrupto de nossa história
    nacional.

    Corrupção tanto mais nefasta por servir à compra de congressistas, à politização da Polícia Federal e das agências reguladoras, ao achincalhamento dos partidos políticos e à tentativa de dobrar qualquer instituição do Estado capaz de se contrapor a seus desmandos.

    Afirmo ser obrigação do Congresso Nacional declarar prontamente o impedimento do presidente. As provas acumuladas de seu envolvimento em crimes de responsabilidade podem ainda não bastar para assegurar sua condenação em juízo. Já são, porém, mais do que suficientes para atender ao critério constitucional do impedimento. Desde o primeiro dia de seu
    mandato o presidente desrespeitou as instituições republicanas.

    Imiscuiu-se, e deixou que seus mais próximos se imiscuíssem, em disputas e negócios privados. E comandou, com um olho fechado e outro aberto, um aparato político que trocou dinheiro por poder e poder por dinheiro e que depois tentou comprar, com a liberação de recursos orçamentários, apoio para
    interromper a investigação de seus abusos.

    Afirmo que a aproximação do fim de seu mandato não é motivo para deixar de declarar o impedimento do presidente, dados a gravidade dos crimes de responsabilidade que ele cometeu e o perigo de que a repetição desses crimes contamine a eleição vindoura. Quem diz que só aos eleitores cabe julgar não
    compreende as premissas do presidencialismo e não leva a Constituição a sério.

    Afirmo que descumpririam seu juramento constitucional e demonstrariam deslealdade para com a República os mandatários que, em nome de lealdade ao presidente, deixassem de exigir seu impedimento. No regime republicano a lealdade às leis se sobrepõe à lealdade aos homens.

    Afirmo que o governo Lula fraudou a vontade dos brasileiros ao radicalizar o projeto que foi eleito para substituir, ameaçando a democracia com o veneno do cinismo. Ao transformar o Brasil no país continental em desenvolvimento que menos cresce, esse projeto impôs mediocridade aos que querem pujança.

    Afirmo que o presidente, avesso ao trabalho e ao estudo, desatento aos negócios do Estado, fugidio de tudo o que lhe traga dificuldade ou dissabor e orgulhoso de sua própria ignorância, mostrou-se inapto para o cargo sagrado que o povo brasileiro lhe confiou.

    Afirmo que a oposição praticada pelo PSDB é impostura. Acumpliciados nos mesmos crimes e aderentes ao mesmo projeto, o PT e o PSDB são hoje as duas cabeças do mesmo monstro que sufoca o Brasil. As duas cabeças precisam ser esmagadas juntas.

    Afirmo que as bases sociais do governo Lula são os rentistas, a quem se transferem os recursos pilhados do trabalho e da produção, e os desesperados, de quem se aproveitam, cruelmente, a subjugação econômica e a desinformação política. E que seu inimigo principal são as classes médias, de cuja capacidade para esclarecer a massa popular depende, mais do que nunca, o futuro da República.

    Afirmo que a repetição perseverante dessas verdades em todo o país acabará por acender, nos corações dos brasileiros, uma chama que reduzirá a cinzas um sistema que hoje se julga intocável e perpétuo.

    Afirmo que, nesse 15 de novembro, o dever de todos os cidadãos é negar o direito de presidir as comemorações da proclamação da República aos que corromperam e esvaziaram as instituições republicanas.”

    E assim terminou o peremptório retrato falado da administração LULA/PT, publicado na Folha de São Paulo, feito por Roberto Mangabeira Unger.

    Em em maio de 2007 o autor aceitou ser nomeado por LULA para o cargo de MINISTRO DA SECRETARIA DE AÇÕES A LONGO PRAZO. Recebeu um “CAPILÉ”.

    Nos bares do Rio de Janeiro Lula foi reconhecido como o “mestre dos mestres” em distribuir “CAPILÉ”.

    Como evidencio Maluf no encontro com Lula e Kassab …
    “O mundo gira e a Luzitana roda”

  8. Newtonqualseumpromisso com obom jornalismo, se é que bom jornalismo esta igual enterro de anão. O rapaz diz que não é uma ong, dai voce diz que realmente não é algo não governamental, e voce replics que então é governamental, sem provas nenhuma,mele diz que nao é filiado a partido nenhum, e seu “bom” jornalismo o vê como petista. Mas eu te entendo, eu sou filiado ao pmdb e a mesma simoatia que tenho pelo PT, tenho pelo DEM e Psdb, no entanto voce me chamou de petista, nessa Tribuna. Ja imaginou se nossa impressao, sobr.e jornalistas que vivem sonhando em dar golpes, nos achassemos que todos seriam agentes da CIA ou tivessem nos cofres da agencia?

  9. Carlos Newton, siga em frente! Você está fazendo jornalismo de verdade, diferentemente desses NINJAS, que são só manifestantes com câmeras

    Estão te atacando só porque você fez cair a máscara desse grande picareta desse Capilé

    Os desinformados que comentam aqui não sabem que essa figurinha aí já é conhecida de longa data no meio independente por suas relações escusas com o poder

    Ser independente bajulando políticos do Governo Federal é mole, quero ver ser independente sem esse artifício

    Parabén pelo artigo. Mais uma falsa “ONG” desmascarada

  10. Muito obrigado, Carlos Newton! Sempre proporcionando aos leitores deste espaço oportunidades de conhecimento de outras tantas versões dos fatos. De certo que esse Capilé denota ter muito o que esconder…

  11. Prezado Carlos Newton: Muitos leitores não compreendem o alcance do debate sobre as ONGs chapa branca e os movimentos pretensamente populares que rondam o poder. A sua tese, a antítese do personagem e sua síntese, simplesmente magistral.

    É essa dialética que leva ao conhecimento. Muitos, nem de longe saberiam da existência dessa comunidade, caso Carlos Newton não tivesse colocado o dedo na ferida.

    Infelizmente, a máxima do Império continua atual: Nada mais Conservador do que um Liberal no PODER.

    O PODER transforma as pessoas desnudando-as completamente, a ponto de suas máscaras se tornarem visíveis a olho nu.

    Parabéns Carlos Newton

  12. Celso tua definição de capilé é corretissíma. Mas, na orígem dos anos 40/50 ela referia-se a uma beberagem vendida em botequins misturada com cachaça. Ao pedir a bebida o freguês dizia: me dá um capilé.Tenho a impressão que teve uma bebida vendida nos botecos com esse nome. Depois evoluiu para o que você disse; sempre com o sentido de gorgeta. Chegando até ser usado como apelido de viciados em bebida. Você mandou bem.

  13. Com os recursos do Google Tradutor e um também virtual e antigo Dicionário Aurelio, leio tudo de Sebasti~~ao Nery, Carlos Chagas e Mauro Santayanna, porém é no Hélio Fernandes que encontro um jornalismo com sobrevida com dignidade e singularidades literárias, aos outros, a bela pena n~~ao adquire imunizaç~~ao contra os lugares comuns da mídia tradicional e seus compromissos no mundo dos negócios, bem como com o caciquismo político eleitoral em busca das benesses do poder. Um grande achado a opç~~ao da dita mídia NINJA…lamentavelmente,aos 67 anos, assim como nosso querido editor Carlos Newton, a atividade tornar-se contra indicada.

  14. Lucas Ferraz de direita é Lula e o PT. Só para lembrar: Quando Lula estava na iminência de ganhar a eleição em 2002. José Sarney e o general Leônidas Pires Gonçalves vieram aqui no Rio de Janeiro e no Club Militar avalizaram Lula. Sarney e o general Leônidas Pires Gonçalves(vivo e saudável aos 93 anos) são por acaso de esquerda ou da direita braba? Diz aí companheiro. O PT e Lula são da direita da direita. Tem alguns incautos que apanharam o bonde do PT sem saber para onde ia e agora não sabem o que são. ESQUERDA/DIREITA MARCHA SOLDADO DA TROPA DE CHOQUE DO PT.

  15. Excelente resposta de Carlos Newton.

    Uma ONG, institucionalizada e cumpridora da lei, precisa comprovar a origem dos recursos que recebe.

    Um “coletivo”, por ser informal, não deve prestar contas a ninguém. Pode, dessa forma, receber dinheiro de fontes “alternativas” e não declaradas.

  16. Já assisti um debate com o Capilé, cuja pauta era a indústria fonográfica e outras mídias. Sua inteligência e cultura chamou a atenção dos outros convidados, a maioria executivos de gravadoras. Logicamente, por se tratar de um cara ligado aos movimentos culturais urbanos, atraiu gente do PT e de outros partidos e até aí nada demais. A maioria dos caciques do PT vieram desses movimentos, embora quase todos debandaram para o caminho da corrupção. Não vejo nada demais o receber auxilio governamental de quem quer que seja, quando se tratar de elevar os movimentos culturais das periferias urbanas.

  17. Prezado CN, como esse espaço preza pela ética,e mostra os desmandos desse governo corrupto,hipócrita,é natural que sofra esses tipos de ataque,mas felizmente a verdade
    veio a tona,desmascarando esses crápulas.
    Grande abraço.

  18. ” A experiência do FDE é o próprio retrato do lu­lismo: combina a mais pérfida prática reacionária com um discurso aparentemente “libertário”. Suas ações são motivadas por interesses pecuniários próprios, mas apresentadas como se fossem ges­tos de altruísmo. Na lógica mercantilista tão bem apresentada por Yousseff, mesmo as manifestações são transformadas em happenings e oportunidades de bons negócios com patrocinadores interessados em vender uma imagem dinâmica e “progressista”. As “antigas” e “rancorosas” reivindicações dos tra­balhadores e jovens pelo acesso real e material ao mundo da cultura e das artes são açambarcadas, administradas e domesticadas por um vasto em­preendimento, que envolve fundos públicos, pa­trocínios de corporações e de empresas privadas e “gestores culturais” que se encarregam de encon­trar os artistas e promover os eventos. Finalmente, a técnica da “gestão cultural” é transportada para o ativismo militante e justificada com um discur­so “pós-rancoroso”, o mais adequado ao mundo das reivindicações “pós-materiais”.”Os defensores da política “pós-rancor” combinam a “mais pérfida prática reacionária com um discurso aparentemente libertário”.

    José Arbex Jr.

  19. Caro Sr. Carlos Wilson

    A resposta do Sr. Capile está longe de ter um estilo primoroso ou uma precisão didática das informações por ele colocadas.

    Entretanto, basear-se no conteúdo dela para reafirmar o conluio PT-FdE foi muito aquém do esperado para um articulista que já passou da adolescência.

    A FdE realmente não é uma ONG. ONG é um termo bem definido legalmente e não deve ser utilizado por qualquer organização social. Logo, “se não é uma organização não-governamental, só pode ser governamental” é uma afirmação pueril. Em qualquer escola, se um adolescente põe esse raciocínio em uma redação, perde pontos.

    Muitos editais públicos são direcionados para “apadrinhados” do Governo que os publicou. Daí a dizer que isso ocorre em todo Edital é, também, infantil e leviano. A acusação de que receberam ajuda indevida através de financiamento público é grave e deve, ao menos, vir com alguma evidência disso (ter uma foto com um figurão petista em um evento é muito pouco para levantar tal suspeita). O fato de ter financiamento de governos de linhas opostas (PT e PSDB) fala a favor do FdE.

    É, obviamente, “baixar a guarda” o uso da expressão “moedas complementares”. Já comentei acima que o texto do Sr. Capilé poderia ser bem melhor escrita. Mas, daí, a avacalhar toda as iniciativas do FdE por causa disso é exagero.

    A mesma foto utilizada para acusar o FdE de fraude em licitação, também foi utilizada para apontar outras formas de aproximação PT-FdE. A explicação do Sr. Capile pode ter sido mal redigida, mas daí a dizer que é fantasiosa e longe da realidade também é “forçar a barra”. Figurões petistas e de outros partidos de “esquerda”, de situação (PC do B etc) e oposição (Psol Pstu etc), sempre estão enfiados em qualquer movimento que possa ser chamado de “movimento social” para ficar perto das “bases” e angariar votos / cabos eleitorais. Figurões da “direita” também fazem isso a seu modo. Uma única foto é muito pouco para afirmar “irmandade”. No extremo, vemos FHC e Dilma, juntos, em eventos, como parte de suas atividades políticas, fato que não aproxima os dois. Eventos político-culturais atraem todo tipo de caçador de votos e é preciso fotos mais comprometedoras do que a mostrada para acusar o FdE de ser petista.

    Aliás, o fato de só ter uma foto banal, com nada comprometedor, podendo ser qualquer outro político no mesmo lugar que não alteraria a interpretação, reforça que não há nada a falar mal do FdE.

    Concluindo, Sr. Carlos, se é para distorcer a realidade com reinterpretações tendenciosas de imagens, falas ou textos fora do seu propósito e contexto originais, pelo menos o Merval Pereira e a Miriam Leitão o fazem com mais eficiência e elegância.

  20. Não há como ter reserva de mercado em plena era da informação. Espontânea, imediata, pública, universal, barata, independente.

    Detonar com quem utiliza os modernos meios midiáticos não vai voltar ò tempo.

    ADAPTEM-SE OU MORRAM.

  21. Estamos em pleno 2013 e o patrulhamento ideológico grassa como erva daninha. Nesses tempo de bullying e assédio moral, muitos criticam a aparência das pessoas. Que ridículo, a Tribuna da Imprensa não poderia ter seu nome associado a blogueiros fascitas!

  22. Antônio Santos Aquino,
    você tem razão. Obrigado pela recordação. Nas décadas 40/50 haviam xaropes que eram misturados na cachaça. Os mais populares eram o CAPILÉ e a GROSELHA. Eram muito encorpados, grossos. Subtrai esse sinônimo do texto por delicadeza, para evitar ilações labiais.
    Em razão do MENSALÃO achei mais adequado usar o sinônimo atual para “CAPILÉ”, GRANA.
    Quanto ao Carlos Newton, merece todo o apoio por ter feito da TRIBUNA DA IMPRENSA um local de livre debate e exposição de opiniões.
    O “a quem interessar possa” do Capilé (gente) é prova disso.

  23. Parabéns ao jornalista por ter a coragem de admitir o “erro clamoroso” de mais uma falsa informação precipitadamente publicada como podemos exemplificar no item 5. Esses detalhes mancham a qualidade do jornalismo, mas sua correção em parte repara a desinformação e na totalidade o caráter pessoal desse importante jornalista no que corresponde ao fato.

    Ao fechar a matéria intitulada: “Era só o que faltava: além do PT, também o governo de Alckmin (PSDB)(parênteses inclusos por mim) ajuda a manter a ONG que criou o Coletivo Mídia Ninja”. O senhor escreve: “…Precisam também parar de falar mal da Tribuna da Imprensa, que na verdade, como mídia alternativa, é a grande precursora da Mídia Ninja.”

    Seguindo essa simplista porém criativa idéia histórica-desenvolvimentista, a restrita lógica e linearidade que você sugere ( vida “lato sensu”? ) da vanguarda da tribuna como precursora da mídia ninja, parece que a falência do jornal impresso tribuna da imprensa, a invenção da internet,a organização e execução deste trabalho ( ainda que cheio de falhas ) de jovens como este que você está fixado em atribuir defeitos morais, além de muitos outros que o compoe,e toda sua invejada audiência, são meros detalhes.

    Daqui a pouco, o senhor descobre e vem nos dizer que a Mídia Ninja, além de petista e psdbista, é neo lacerdista, já que está ligada em sua origem, na vanguarda da mídia alternativa da tribuna, e esta por sua vez, está ligada no nascimento e morte do jornal impresso tribuna da imprensa.

    Acompanhando também a linha de raciocínio dualista e bem restrita, que não combina com vida “lato sensu”, apresentada na resposta desta matéria aqui ao item 1, acredito que o senhor definiu a tribuna da imprensa como uma ONG.Ou é governamental?

  24. “6- Sim, já conversei com José Dirceu. Também já conversei com Lula, Dilma, Rui Falcão, Haddad. Também já me reuni com Marina Silva (Rede) diversas vezes, com Jean Wyllys (PSOL), Randolfe Rodrigues (PSOL), Marcelo Freixo (PSOL) , Jandira Feghali (PCDOB) e dezenas de outros políticos de quase todos os partidos. Encontros divulgados em minhas redes sociais de forma aberta e transparente. Não há segredo. Minha conspiração é pública: por dez anos me dedico ao diálogo e à luta por uma política socio-cultural mais aberta e popular no Brasil.

    7- Além dos citados acima ja me encontrei e continuarei dialogando com artistas, jornalistas, ativistas dos mais diversos como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Criolo, Emicida, Mangabeira Unger, Hermano Vianna, Pena Schimdt, Miranda, Felipe Milanez, e mais algumas centenas deles.”

    Cá prá nós, mas essa gente aí em cima, incluindo o Andre, já demonstrou tendências religiosas fortíssimas, o que, se o país depender delas, ficará ainda mais distante de um Canadá, Uma Alemanha, uma Coreia do sul, um Japão e de outros desse naipe.

  25. “Minha conspiração é pública: por dez anos me dedico ao diálogo e à luta por uma política socio-cultural mais aberta e popular no Brasil.”

    A pergunta: será que nesta luta por um política sócio-cultural, inclui estudar os países que deram certo como Canadá, alemanha, Japão, etc?

    Ou será que é para fazer a cabeça dos bobinhos de que justiça social se faz em Cuba a 20 dólares de salário para o trabalhador?

  26. Enfim, cuidado com essa gente religiosa da bandeira vermelha. Esse estelionato da “salvação” da humanidade não deu bons resultados no século passado na URSS e satélites, Cambodja e até na China que agora já mudou de ideia e fez sua nova revolução: a capitalista, ainda sob regime autoritário, porém já abandonou a religião marxistu-leninista, que só trouxe atraso e genocídios.

  27. Mas afora o fanatismo religioso dessa gente que quer nos salvar, tem a componente financeira que os podem favorecer e até torná-los milionários.
    Essa história de socialismo dar dinheiro é velha.
    Sem produzir nada, apenas discursos, como um Edir macedo, esses mentores acabam milionários também.
    Já, no capitalismo, assume-se que se quer ficar rico, mas, apesar dos pesares desse existe , existe produção e com ela empregos.

  28. Prezado jornalista Carlos Newton,

    o preço que estamos pagando e pagaremos por dar espaço a comunistas é a escravidão.

    Comunistas não são inimigos do capitalismo ou do liberalismo. Comunistas são inimigos da humanidade.

  29. CAPILÉ NO JARGÃO POPULAR SIGNIFICA ” G O R- J E T A “, QUE NÃO DEIXA DE SER GRANA. MAS É GORJETA ! ANTIGAMENTE USAVA-SE ESTA PALAVRA CORRIQUEIRAMENTE NOS CASSINOS E AMBIENTE DE MESAS DE CARTEADO QUE NÃO PRECISARIAM SER NECESSÁRIAMENTE NO CASSINO.

  30. Observador matou a charada, pois é disso que se trata. E a charada é um contra-movimento para descolar a presidente Dilma dos protestos, trazendo o foco para a regionalização. Outro fato é claro a existencia de verbas não carimbadas, pratica muito usada no PT e demais partidos. Paro por aqui, muito facil desmontar o Capilé.

  31. Hoje em dia, qualquer pessoa, física ou jurídica, institucionalizada ou informal, seja empresa, ONG, coletivo, banco, empreiteira, que se alinha ao ParTidão, automaticamente levanta suspeita.

    Hoje em dia, quem se alinha ao ParTidão, é mal intencionado e moralmente canalha.

  32. Todos estão errados sobre o que é, e quem é Capilé.
    Capilé é lata de marmelada.
    Capilé é comprometimento com quem está ou tem poder.
    Capilé é ingratidão, por esquecer de citar Gilberto Carvalho responsável pelo alinhamento entre PT e Juventude Viva(do Comitê Gestor Federal) e a ONG Fora do Eixo.
    Capilé é malandro agulha.
    Capilé é falsa independência.
    Capilé é dançarino de tantas personalidades cavernosas.
    Capilé é horizontal, vertical, diagonal e de todos os descolados, o mais coitadinho.
    Capilé é bola murcha que já está batendo um bolão com subsídios governamentais.

  33. …a verdadeira Tribuna da imprensa nao existe mais. Isso é um esboço, o grande HF faria bem se proibisse o sr, CN de usar a marca TI para ficar envenenando, mentes incautas. Sr. CN se quizesse, deveria montar um blog proprio (uma ONG ou uma OG ) para divulgar sua tendenciosidade.

    CN, nada a ver com HF ou TI
    Capilé te cuida! este blog está mais para o facismo e o neonazismo.

    Ha muito, ja diziam:

    “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma.”

  34. UM TAL DE CARLOS NEWTON?

    ESSE CAPILE, QUE NÃO PASSA DE UM PILANTRA TRAVESTIDO DE JORNALISTA, TEM A A OUSADIA DE SE DIRIGIR AO SR CARLOS NEWTON, COMO UM TAL DE CARLOS NEWTON!

    SE ENXERGUE CARA PÁLIDA.

  35. Carlos Newton, vê se pára de escrever porque vc só piora a sua situação a cada investida.
    Pra ser ONG vc tem que se financiado por recursos privados, entre outras especificidades…
    Sim, os projetos são tb financiados com recursos publicos e SIM, você está delirando se vê algum absurdo nisso.
    E não é o PT que financia, vc é muito simplista cara… Não sei se é por burrice, por má fé ou por preguiça de ler e de se informar… ou os três. Estuda um pouquinho as políticas de incentivo cultural antes de sair publicando coisa pra confundir a cabeça de quem acredita que vc tenha alguma noção das coisas que fala.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *