Paciência com o futebol, sem brigar com os fatos.

Vicente Limongi Netto

Não me senti mais humilhado porque há muito tempo já antevia o vexame. Poderia até tirar sarro de alguns otários, felizmente poucos, mas não farei. Não é do meu feito tripudiar em vencidos. Mesmo porque futebol, mulher, religião e política, todos têm suas simpatias. É perda de tempo bater boca.

Goleada no esporte, sobretudo no futebol, é como “furo” na imprensa. Se leva, não se explica. O Barcelona não jogou. treinou. Passou o trator no combalido Santos. Envergonhou Pelé, Pepe, Carlos Alberto Torres, Zito, Mengálvio etc.

É preciso coragem e isenção para admitir a colossal superioridade técnica e individual do Barcelona. Inclusive e principalmente colunistas esportivos que realmente se prezem. Disse, acentuei, salientei, que apenas Ganso e Neymar não resolveriam a parada. Coitados, também entraram na roda. Perdidões no meio da mediocridade dos companheiros.

Repito, o Santos perdeu porque é um timinho diante do Barcelona. Aliás, muitos outros grandes clubes do mundo também ficam pequenos quando enfrentam o Barcelona. Messi, Xavi e Niesta encantam o torcedor exigente. Reconheço, admiro e aplaudo.

Foi triste, massacrante e atordoante. Para o demolidor Barcelona foi apenas mais um torneio, mais um título, mais um troféu. Já está acostumado. O Barcelona quando faz substituição não troca seis por meia dúzia, como a esmagadora maioria dos times do mundo. Vence e encanta porque merece. Paciência. Não brigo com os fatos.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *