Países industrializados querem manter o Brasil como produtor de matérias-primas

Resultado de imagem para desindustrialização charges

Charge do Newton Silva (newtonsilva.com)

Flávio José Bortolotto

É uma luta que vem de longe. Os países industrializados querem que as nações subdesenvolvidas continuem apenas como produtores de matérias-primas (commodities), quando muito de produtos semi-acabados, para serem mantidas como mercados cativos de produtos industriais importados, sem se tornarem concorrentes neste mercado de maior rentabilidade. Cabe a nós, subdesenvolvidos e emergentes – portanto, descapitalizados – medir as consequências e escolher o caminho certo, que é a industrialização, principalmente através de empresas nacionais, de matriz no Brasil e que invistam em tecnologia própria, gerando empregos de maior remuneração.

Todos os países que se tornaram novos grandes exportadores, como Japão, Coreia do Sul e China, procederam assim. Justamente por isso, é preciso lembrar que no Brasil, não foram as empresas que corromperam todo o País, mas seus dirigentes e e executivos.

A QUEM PUNIR? – Devemos punir exemplarmente os executivos responsáveis, mas é necessário preservar as grandes empresas que tem matriz no Brasil. Caso contrário, estaremos destruindo as maiores empresas de engenharia pesada do Brasil, e teremos que contratar as concorrentes que têm matriz no exterior, entregando a elas quase todas as obras de nossa infra-estrutura.

O erro estratégico dos governos do PT e da base aliada foi tentar caminhar com uma perna só, a do consumo (alavancada pelo crédito farto e com aumento real do salário mínimo de 4,1% ao ano, bem acima do 1% ao ano da produtividade (produção por hora trabalhada), o que não é sustentável, pois foi esquecida a perna da poupança/investimento.

A experiência mostrou que caminhar como Saci-Pererê não nos leva até o fim do caminho. Agora, temos que fazer reformas, que serão muito dolorosas.

MARQUETAGEM – Como se sabe, o marketing político é fundamental para ganhar eleição, porque potencializa a venda de um sonho, reforça a esperança de um país melhor etc.

É um belo axioma, mas totalmente inócuo para aumentar a popularidade de um governo e preservá-lo, quando o povo sente na carne os efeitos nocivos de uma economia em contração: desemprego, perda de renda com a inflação corroendo os salários, empobrecimento etc., e se torna um teorema, cuja solução o marketing político não consegue alcançar. Ou seja, não termina em CQD (Como Queríamos Demonstrar).

29 thoughts on “Países industrializados querem manter o Brasil como produtor de matérias-primas

  1. Enquanto tivermos em nosso país políticos incompetentes e dirigentes não preocupados com o desenvolvimento e crescimento do País, esta situação irá se perpetuar.

    • Prezado Sr. JORGE,

      Assim como nós Pessoa Física temos que lutar muito para conquistar nossa Independência Financeira, os Países através de suas Lideranças Políticas devem preparar o POVO para os sacrifícios exigidos para nossa Independência Econômica, que no frigir dos ovos é produzir uma grande Poupança Nacional.
      Todos temos que aprender a Produzir mais do que Consumimos e aplicar sabiamente o excedente.
      Independência Econômica nos traz LIBERDADE e Liberdade não tem Preço.
      Nossa Elite Política não é das melhores, mas quem “Não tem cão, tem que caçar com gato mesmo”. Vai melhorar.
      Abração.

  2. Isso é pura bullshit, meu caro. As companhias dos países avançados e democráticos engolem até os próprios cidadãos, se não houver legislação para coibi-las – é o capitalismo em ação.
    Os americanos do norte reclamam do preço altíssimo dos medicamentos nos States, enquanto em outros países eles são mais baratos. Não se percebe de modo algum complô do governo ou do povo contra os pobres. Isso é balela, é retórica de comunista sem compromisso com a realidade.
    Nós somos pobres por nossa culpa. Não o somos porque fomos colonizados por portugueses nem porque sofremos pressão dos países mais avançados – somos o que somos porque nosso sistema não funciona, nossos líderes são pura bosta refinada, e nossa cultura muito relevante com o erro, o vulgar, e nossa sociedade permissiva.
    Culpar os outros pelo nosso fracasso não é só covardia, mas uma forma de fuga. Talvez um psiquiatra ajude nesses casos.

    • Prezado Sr. de TOGA,

      Concordo com muito do que dissestes, principalmente de que; “A culpa de sermos Pobres é de Nós mesmos”.

      Os Países Industrializados geram um grande Padrão de Vida para seu POVO.
      O grande Presidente GETÚLIO VARGAS foi o Pioneiro de nossa Industrialização e os Governos Autoritários da Revolução de 64 lhe seguiram os passos e fizeram muita coisa.

      Nós temos que tentar também fazer a nossa parte.
      Rabbi TARFON diz:
      “A Obra não é tua para que a termines; tampouco és Livre para não participares dela”.
      Abração.

  3. Caro Bortolotto.

    Dias desses estava em uma Loja de materiais de Construção conversando com meu amigo..
    As gôndolas dos produtos estavam perto onde estava.
    Numa das gôndolas tinha várias lâmpadas ecônomicas.
    Então fui pegando uma de cada marca, em seis marcas que haviam nas gôndolas apenas uma, isso mesmo apenas uma é
    fabricada no Brasil, uma marca bem famosa.
    As outras cinco marcas de Lãmpadas, também famosas, eram fabricadas na China.
    Made In China , nas embalagens.
    Por curiosidade perguntei para meu amigo, será que no Brasil, com tanta matéria-prima não temos fabricantes de uma simples Lãmpadas.??
    Resposta do meu amigo.. – Importando da China sai mais barato do que fabricar no Brasil………..
    Acho que vai de acordo com seu artigo…

    Abração…

    • Senhor Armando,

      A lâmpada de filamento, a de Edison, podia ser feita aqui, com nossa tecnologia, porque era simples. A de hoje é diferente. Não temos a tecnologia da lâmpada moderna (ela precisa do LED vermelho, amarelo e azul – com as 3 cores fundamentais forma-se o LED branco). Há também o problema de patente.
      A tecnologia está tão avançada e escondida em chips que passamos a ser dependentes de países estrangeiros para a maioria dos produtos modernos.
      No entanto, um peão sem nenhuma formação era o responsável pela definição da nossa estratégia como país. O resultado é o que vemos: investimos em produtor de carne de boi brasileiro; em porto, metrôs e estradas estrangeiros uma fortuna. Deu no que deu. E a Desgraça Ambulante ainda nos ameaça em ser novamente candidato a presidente.

  4. Prezado Sr. ARMANDO,

    Seu exemplo das lâmpadas clareia bem o argumento do meu artigo.
    Precisamos estudar seriamente porque importar da China sai mais barato do que fabricar no Brasil.
    Muitos são os Fatores que contribuem para isso, mas um dos principais é nossa Tributação, que na cadeia Industrial Brasileira é feita em cascata.
    Temos que mudar isso.
    Abração.

  5. Caro Bortolotto.
    São dois os fatores;
    1o. São os Tributos e essa guerra dos impostos entre os Estados.
    2o. São os impostos na folha de pagamento.

    O dificil é começar tentar mudar alguma coisa com esses politicos que estão no poder….

    • Muito Obrigado Sr.ARMANDO por lembrar a questão da guerra Fiscal entre os Estados.
      Também pesa muito.
      Veja, que a medida que progredimos na troca de ideias, a medida que mais Gente com experiência no ramo se manifesta, mais chegamos perto da solução, a ponto que, depois de se formar uma massa crítica, até nossos Políticos vão entender a importância disso.
      Mais uma vez, Abração.

  6. A primeira lei de Newton diz que um objeto permanecerá em repouso ou em movimento uniforme em linha reta a menos que uma força externa atue sobre ele.
    Podemos analisar os nossos fracassos contínuos e nosso futuro pouco promissor através da lei newtoniana : Não conseguiremos nada com Minha Casa Minha Vida, Os Campeões Nacionais, e até a Petrobras, enquanto vivermos deitados em berço esplêndido. Precisamos de uma força externa simbolizada pela atuação do povo em limpar o Brasil dos bostas refinados e implantar um projeto de longo prazo para a nossa recuperação tecnológica.

  7. Mestre Bortolotto,

    Mais um artigo de tua autoria irrepreensível, cujo teor acerta em cheio nos problemas que impedem o nosso desenvolvimento.

    Entretanto, faz-se mister comentarmos que há décadas nossos governantes não apresentam planos de governo e, em consequência, uma plataforma de obras e medidas para alavancar o Brasil da sua eterna condição de emergente!

    A única preocupação dos poderes tem sido a política, mas não a política decente, honesta, salutar às pretensões do país, não, porém a corrupta, desonesta, ladra e de alta traição à nação!

    Ora, assim se torna impossível qualquer intenção do povo e de alguns empresários empreendedores investirem na industrialização nacional, tanto pela falta de apoio oficial quanto pela falta de ENERGIA ELÉTRICA para projetos de grande vulto!

    A bem da verdade, mestre, o próprio país não está preparado para crescer!!!

    A nossa estagnação econômica não é de agora, pois advém exatamente de não termos desenvolvido tecnologias avançadas, que nos tornariam concorrentes das nações mais desenvolvidas.

    Consequentemente, restou-nos exportar nossos commodities ou matérias-primas, diante da ausência de produtos de ponta, e cujos culpados são efetivamente nossos governantes porque indistintamente corruptos e incompetentes!

    E, a situação agravou-se de tal maneira, que o meio empresarial brasileiro praticamente se divide em dois, apenas:
    Os corruptos, que se aliaram ao governo e parlamento;
    Os sonegadores, que decidiram não pagar os impostos porque concluíram que o dinheiro recolhido aos cofres da União são desviados de seus destinos, engordando os bolsos de ladrões parlamentares e de governantes!!!

    A meu ver, antes de se imaginar a industrialização do país temos de mudar os governantes, punir os criminosos, e oferecer oportunidades de desenvolvimento com regras estipuladas e mentes arejadas, objetivadas em fazer esta terra crescer junto com o seu povo.

    Um abraço, mestre.
    Saúde e paz.

  8. Pingback: Será o destino do Brasil? – Debates Culturais

  9. Prezado Sr. FRANCISCO BENDL, também meu Mestre.

    É sabido que para termos um bom Padrão de Vida para Nós, o POVO, temos que nos Industrializar com maioria de Empresas com Matriz no Brasil.
    Muito já foi feito desde a arrancada Industrializante começada com a Revolução de 30, do grande Presidente GETÚLIO VARGAS, especialmente depois da II Guerra Mundial, quando tomamos plena consciência de nosso atraso Industrial.
    Os Governos Autoritários da Revolução de 64, prosseguiram o Trabalho, especialmente o Governo Presidente ERNESTO GEISEL.
    Mas a hegemonia hoje está com Empresa de Matriz no Exterior.
    Temos que fazer um grande esforço Nacional para dar a primazia Industrial para Empresas com Matriz no Brasil. Faz uma enorme diferença para melhor.

    A meu ver, a Regeneração Política Brasileira se dará, com a consciência de que: Só com
    levar a sério “Os Dez Mandamentos”, Honestidade, e Trabalho eficiente PRODUTIVO,
    criaremos um País que dá alto Padrão de Vida para TODOS.
    A prova está bem aí no Rio Grande mesmo, aonde a Região do Estado disparado de mais alto
    Padrão de Vida é a de predominância Alemã, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Campo Bom, a sua Rolante, Estrela, Lajeado, S. Cruz do Sul, Nova Petrópolis, etc, cujas Famílias mais cultivam esses Valores e melhor cuidam de suas CRIANÇAS.
    É por aí o caminho do BRASIL, com as devidas adaptações, lógico.

    Tive um amigo comerciante de origem Grega que uma vez bruscamente me perguntou:
    – Qual o objetivo de Vida dos Brasileiros?
    – Respondi, Enriquecer.
    – Sim, mas como? Nós Gregos temos um objetivo:
    terminar a Vida com: “O que meu pai me deu
    mais 10%”.
    Se Nós Brasileiros fizéssemos isso, já estaríamos em bom caminho.
    Abração.

    • Bortolotto, parabéns por um bom artigo que deu origem a uma boa discussão.
      Temos a capacidade de produzir, ou ao menos acompanhar, as inovações tecnológicas de que necessitamos para revitalizar a nossa indústria, mas estamos perdendo essa capacidade pelo descaso para com o nosso ensino e o pouco investimento na pesquisa básica. E temos, como qualquer empresário sabe, um sistema tributário desequilibrado, perverso, e infernalmente burocratizado que penaliza o empreendedor e o faz preferir o investimento no setor financeiro, que não é gerador de riqueza.
      Um abraço.

  10. Prezado Sr. WILSON BAPTISTA JUNIOR,

    Tenho grande admiração pela sua grande experiência de Vida e Carreira Nacional e Internacional no Mercado.
    Seu diagnóstico foi direto ao ponto, e nos mostra o caminho para que os Empreendedores saiam do Investimento no setor Financeiro, e voltem para a Economia Real geradora de Bens e Serviços, verdadeira produtora de Alto Padrão de Vida.
    Gosto de sua visão Realista/Otimista.
    Também tenho certeza de que o Brasil tem muita Gente Honesta, Talentosa e de Capacidade, para a execução da Tarefa.
    Abração.

  11. Somos colonizados digo explorados à 500 anos bancamos a luxúria da coroa portuguesa , a revolução industral inglesa , o pós segunda guerra para os americanos tudo isso devido ao carater rasteiro , inescrupuloso e sórdido deste câncer da nossa sociedade que se auto intitulou de elite e aos olhos de um povo servil e omisso

    • Prezado Sr. VICENTE QUINANE,

      Fomos fundados, colonizados e explorados por nossos Pais Portugueses, mas também eles nos deixaram de herança quase 9.000.000 Km2 de excelente Terra, + 3.000.000 Km2 de Plataforma Continental com tudo o que vem junto.
      Quando nos Industrializarmos com PREDOMINÂNCIA de Empresas com Matriz no Brasil, deixaremos de ser explorados pelos Países Industriais.
      Abração.

  12. Calcule o VOLUME e QUANTAS TONELADAS de soja o Brasil precisa vender para comprar este aparelho da SIEMENS, que cabe em qualquer sala:

    -Soja. Origem: Brasil. Preço por tonelada-Mar/2017 US$ 366,10 (Fonte: indexmundi.com).

    -Aparelho de Ressonância Magnética. Origem: Alemanha. Preço US$ 700,000,00 (Fonte: info.blockimaging.com).

    -Agora imagine quantos bilhões de metros cúbicos de água dos nossos mananciais são necessários para produzir a mesma quantidade de soja e quantos litros são necessários para produzir o referido aparelho.

    Abraços.

    • Prezado Sr. FRANCISCO VIEIRA,

      Exatamente como o senhor diz: Só trocarmos Soja por Aparelho de Ressonância Magnética não é bom negócio, e ao longo do tempo os termos de troca vão piorando.

      Eu tive a clareza da coisa, quando descobri que toda a exportação de Café Brasileiro/2016, de boa safra de 30 Milhões de sacas, rendeu US$ 5,4 Bi.
      Só as exportações da EMBRAER SA/2016 de 225 Aeronaves, rendeu
      US$ 7,0 Bi.
      E olha que o Brasil é o maior produtor/exportador de Café do mundo.

      Isso não quer dizer que não devemos DOBRAR/TRIPLICAR nossa produção de Agro-Business, mas dar PRIORIDADE para nossa Industrialização de Matriz no Brasil.
      Abração.

  13. Falar sobre o PT já não dá mais. Todos sabemos que é composto, na sua maioria, por gente que não presta.
    Começaram com o bla bla bla do “Fome Zero” em um país que joga grande parte de sua produção no lixo. descarados que são, não perceberam que podiam levar a bandeira para essa direção, mas nunca tiveram a grandeza de se dirigir pela verdade, e sim pelas mentiras dos marqueteiros que ganham dinheiro ás nossas custas, e por sorte, agora os entregam.
    Portanto economizemos a linda língua portuguesa para falar desses crápulas que queriam se eternizar no poder, e hoje, de tão idiotas que são, querem salvar as peles dos delinquentes Lula, Dilma e companhia, em vez de se redimirem para que salvem as suas.
    Acabou a conversa, cadeia neles.

  14. Prezado Sr. ROBERTO VELASQUES,

    É verdade, o PT principalmente com a Presidenta DILMA nos levou para a Recessão com Inflação.
    Mas na minha opinião, teve Governos anteriores que foram pior que eles na Defesa dos Interesses Nacionais, principalmente de nossa Indústria.
    Abração.

  15. Flávio este bens naturais não nos foram deixados eles já existiam por aqui , por outro lado minha intenção na realidade foi externar minha indignação com este lixo , com este corrompidos e entreguistas que se entitulou de elite.

  16. O país de fato é abençoado por Deus …
    Nós temos clima solo e sub-solos riquíssimos. Está aí as condições para ditar as regra do mercado internacional e determinados metais como o nióbio, por exemplo, poderia ser a moeda. Se tivéssemos esse comando – claro se os políticos permitissem – não seria ruim para o país ser produtor de matérias primas por um período. E nesse período formaríamos mão-de-obra e desenvolveríamos nossos próprios produtos. Mas isso parece um sonho. Pelo menos por enquanto ainda seremos um país do futuro … dos outros e do futuuuuuuuuro nosso !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *