Pânico no Planalto! Delcídio vai contar tudo o que sabe…

Charge de Simanca (reprodução do jornal A Tarde)

Fausto Macedo, Ricardo Brandt e Mateus Coutinho
Estadão

A defesa do senador Delcídio Amaral (PT-MS) confirmou ter contratado o advogado penalista Antonio Augusto Figueiredo Basto, como antecipou a coluna de Sonia Racy no portal do Estadão e o site O Antagonista. Preso há duas semanas por supostamente tentar barrar a Operação Lava Jato, o ex-líder do governo no Senado vai fazer delação premiada para tentar se livrar da cadeia. As revelações de Delcídio podem agravar ainda mais a crise política do governo Dilma Rousseff. Na agenda pessoal do empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, que fez delação, há registro de 28 encontros com o senador entre 2011 e 2014.

No governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Delcídio foi nomeado diretor de Óleo e Gás da Petrobrás, cargo que ocupou entre 1999 e 2001.

Delcídio foi capturado por decisão do Supremo Tribunal Federal a pedido da Procuradoria-Geral da República. Em conversa gravada por Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró (Internacional), o senador é flagrado discutindo um plano para obstruir a Lava Jato. Ele e o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, iriam financiar a fuga de Cerveró – preso desde janeiro na Lava Jato.

CERVERÓ E DELCÍDIO

Cerveró fechou acordo de delação dia 18 de novembro. Delcídio teme a delação do ex-diretor, por isso, segundo os investigadores, tentou tramar sua fuga e influenciar em seus depoimentos na colaboração com a Procuradoria-Geral da República.

Nesta segunda-feira, 7, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou criminalmente Delcídio. A pedido de Janot, o Supremo autorizou abertura de outros dois inquéritos contra o ex-líder do governo.

A saída de Delcídio pode estar na delação premiada. Dois dias depois de sua prisão, familiares e amigos do senador já o pressionavam a fazer delação, segundo revelou o jornalista Alberto Bombig, em reportagem publicada pelo Estado.

Figueiredo Basto é especialista nesta área da advocacia. Entre seus clientes, por exemplo, está o doleiro Alberto Youssef, peça central da Lava Jato. Muitos outros personagens da investigação sobre corrupção e propinas na Petrobrás são representados pelo advogado.

A defesa de Delcídio vinha sendo conduzida pelo criminalista Maurício Silva Leite. Na semana passada, Leite pediu ao Supremo Tribunal Federal revogação da ordem de prisão contra o senador.

Em nota, a assessoria de Maurício Leite destacou que a condução do pedido de revogação “permanece sob a responsabilidade do criminalista Maurício Silva Leite”. Mas a assessoria de Delcídio Amaral informou que o advogado Antonio Augusto Figueiredo Basto foi mesmo contratado.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Para se livrar de uma condenação muito dura, Delcídio terá de apresentar “fatos novos” à força-tarefa da Lava Jato, para justificar o acordo da delação premiada. Delcídio hoje é como o personagem de Albert Hitchcock em “O Homem que Sabia Demais”, um grande clássico do cinema. E la nave va, sempre fellinianamente… (C.N.)

15 thoughts on “Pânico no Planalto! Delcídio vai contar tudo o que sabe…

  1. Preparem-se para a desqualificação oficial do delator. Nunca deixou de ser tucano; não era de nosso círculo de amizade; mente para se salvar; não se pode confiar em delator; será expulso do partido, e por aí vai. Se nos poupassem da lenga-lenga, agradeceríamos.

  2. O advogado Figueiredo Basto possui informações privilegiadas de outros bandidos delatores. A Dra. Catta Preta perdeu o controle sobre os delatores e o nome de Eduardo Cunha veio à tona; ela fugiu do país. Tenho quase certeza que as informações da delação serão controladas e filtradas para não prejudicar os grandes patrões e não contradizerem os depoimentos dos outros delatores. Muitos milhões estão fora de controle.

  3. DEMOCRACIA DIRETA, URGENTE, PELO AMOR DE DEUS, PORQUE EVOLUIR É PRECISO. Oposição e situação apelam feio para a confusão, o tempo todo, até leviana e covardemente, visando a própria salvação e a conservação do sistema podre, infelizmente. Defender o mandato de Dilma/PT/Lula, enquanto situação, contra loucuras da oposicão do “quanto pior, melhor ” é uma coisa, mas defender a Democracia de Verdade é outra coisa. A democracia do partidárismo-eleitoral em simbiose com o golpismo-ditatorial, velhaco$, infelizmente, revelou-se o próprio retrocesso vitalício, enganador, embusteiro, 171, do qual precisamos evoluir para a Democracia Direta, que é a democratização e a passagem à limpo de tudo isso que aí está, há 126 anos, mais sujos do que pau de galinheiro. Basta de comer gatos, ratos, raposas e CIA por lebres.

  4. Sinceramente, não acredito mais nestas notícias. Pois, até agora sempre é criada uma expectativa de que algo esclarecedor nos será mostrado. E sempre fica no mesmo lenga lenga. Todos os delatores não tem culhões para falar a verdade.

    • Eles tem culhoes para falarem a verdade sim Jorge, mas o Moro não deixa vazar. Voce não viu como sumiu dos noticisrios a historia dos 10 milhoes pagos a tucanos para acabar com a CPI da Petrobras, ou a historia do Barusco que começou a roubar a Estatal no governo de FHC?
      Interessante que todos os ladroes da Petrobras foram nomeados por Fernando Henrique, e não sei porque cargas daguas Lula os deixou por lá.

  5. Os fascistóides da censura petista não estão deixando acessar o minha assinatura do Estadão, talvez para que eu não comente a matéria abaixo , talvez por que a Oi/Portugal / Telecom / Camecorp / Sérgio Andrade / OngOing / Franklin Martins tenha tudo a ver….

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,tcu-ve-indicios-de-irregularidades-em-acordo-entre-anatel-e-oi,10000004431

    Marcelo Bechara é conselheiro da Anatel, a Agência Nacional de Telecomunicações. Chegou ao posto por indicação do PMDB. No dia 6 de agosto, recebeu um telefonema do deputado Vicente Cândido, do PT de São Paulo. Convidado, foi ao gabinete do parlamentar, na Câmara. Conversaram sobre um problema que envolve a Oi. Um problema bilionário: a empresa de telefonia acumula na Anatel multas de mais de R$ 10 bilhões.
    Em reportagem veiculada por Veja, o repórter Rodrigo Rangel conta que o deputado disse ao conselheiro que Lula está muito preocupado com o futuro da Oi. Mencionou providências que a empresa considera adequadas para resolver a encrenca das multas. Lero vai, lero vem, Cândido empunhou a caneta e anotou numa folha de papel: “honorários?” Queria saber quanto Bechara gostaria de receber para dar uma mãozinha à Oi na Anatel. Em português das ruas: o deputado ofereceu propina ao conselheiro.
    Preocupado, Bechara relatou o ocorrido a amigos. Disse ter refugado a oferta de Cândido. Até concordava com as ponderações e providências sugeridas. Mas não queria dinheiro. Procurado pelo repórter, o conselheiro da Anatel declarou: “Eu reagi com estranheza à abordagem do deputado. Preferi fingir que não entendi.” Curiosamente, Bechara voltaria a se reunir com o deputado na semana seguinte, no último dia 12 de agosto. De novo, no gabinete da Câmara.
    Dessa vez, Cândido entregou a Bechara um envelope contendo documento redigido em papel timbrado da Jereissati Participações, acionista da Oi. O texto enumera as pretensões da telefônica junto à Anatel. Num dos itens, lê-se que a companhia gostaria de obter o “imediato cancelamento de 80% das multas” aplicadas pela agênca reguladora.
    Noutro item, o documento repassado por Cândido a Bechara reivindica alteração “urgente” da norma que obriga as telefônicas a manter quatro telefones públicos para cada grupo de 1.000 pessoas nas regiões onde operam. Quer dizer: o conselheiro de uma agência cuja atribuição constitucional é zelar pelos interesses do usuário de telefones recebeu de um deputado do PT pedido para agir contra a clientela.
    Em relação à multa, trava-se na Anatel um debate que pode resultar no atendimento das pretensões da Oi. Discute-se a conversão de parte das multas em investimentos na melhoria dos serviços prestados pelas emrpesas multadas. No caso da Oi, o passivo de R$ 10 bilhões pode minguar para R$ 3 bilhões. É nisso que estão interessados o deputado Cândido e seus amigos.
    No mesmo dia 12 de agosto em entregou o envelope ao conselheiro Bechara, o parlamentar petista encontrou-se com Lula no setor de hangares do aeroporto de Brasília. Um dos controladores da Oi, o empresário Sérgio Andrade, é amigo de Lula. Porém, o deputado Cândido nega que tenha tratado das pendências da empresa na conversa com o ex-presidente
    E quanto à proposta de pagamento ao conselheiro Bechara? Cândido admitiu ter falado de dinheiro. “Eu queria saber se ele tinha honorários”, disse, candidamente. Por que guerreia pela Oi? O deputado alega que sócios da empresa são seus amigos. Jura que não há honorários na transação. Mas reconhece que recebe doações de campanha.
    Por que diabos citou Lula no encontro com o conselheiro Bechara? “O que eu falei foi que o presidente Lula está preocupado com a empresa”, limitou-se a responder o deputado Cândido. Ele esteve também com o ministro Luís Inácio Adams, chefe da Advocacia-Geral da União –uma repartição que executa judicialmente uma dívida de R$ 2,5 bilhões da Oi. Cândido pediu que a União pare de exigir depósitos em dinheiro como garantia de que vai pagar a dívida após o julgamento do processo. O advogado da União disse que estudaria a pretensão.

  6. Declaração de que já aprendeu com a própria experiência…

    No animado jantar dos senadores realizado na casa do peemedebista Eunício Oliveira (CE), 12 senadores de vários estados se reuniram numa mesma mesa.

    Em dada altura, Aécio Neves (PSDB-MG) perguntou a Fernando Collor (PTB-AL), segundo relato de um dos observadores:

    — Collor, em que momento você percebeu que tinha perdido o controle do governo e a situação era irreversível?

    — Quando eu tive de demitir o Bernardo e a Zélia. Ali eu vi que não tinha mais o controle do governo.

    O tucano insistiu, trazendo a análise para a situação de Dilma Rousseff:

    — E você acha que ela se recupera?

    Collor deu um gole em seu gim tônica e vaticinou:

    — Já foi. Não se recupera mais. Agora a rua será implacável.

  7. Desse ninho nada vira. Pois, terão que proteger fiofó dos emplumados. Aguardem e confiem.
    Por falar em emplumados, qual o projeto deles para o caso de impedimento do eleito, deles ou
    de qualque um. Respondo, nenhum! Que república.

  8. “qual o projeto deles para o caso de impedimento do eleito, deles ou
    de qualquer um. ”

    Todo o Planeta Terra sabe o projeto dos Faisões Franceses, só a Tropinha de Choque Efeagaciana que num sabe, aliás, eles nunca sabem de nada.
    Roubam o Metrô, não sei
    Roubam o RouboAnel (30anos)., não sei de nada.
    Roubam até a Merenda Escolar, não sei de nada.
    Roubam o Rio Tietê, 30 anos para despoluir e continua um esgotão á céu aberto, não sei de nada.
    Roubam a Das-lu, gerardo não sabe de nada.
    Roubam a Sabesp, não sei de nada.
    Roubam até o roubo, e também não sei de nada.
    Roubam os Pedágios, não sei de nada.
    A lista é interminável se colocar os roubos dos 8 anos de Des-governo da Rainha da França.
    Esse é o grande projeto dos faisões franceses, “roubar e não fazer nada!”…….

    Vive La France!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *