Papa encantou o povo: que o eco de sua voz se expanda


Pedro do Coutto

Na entrevista ao repórter Gerson Camarotti, da Globo News, mas reproduzida também no Fantástico e na edição do jornal no dia seguinte, segunda-feira, o Papa Francisco estimulou os jovens a protestar na busca de suas utopias, condenou o poder do dinheiro e, ao mesmo tempo, pediu atenção da juventude para o risco de vir a ser manipulada. Reuniu três milhões de pessoas na Avenida Atlântica e defendeu reforma profunda na Igreja Católica. Missionários, disse, devem atuar nas periferias, exatamente onde a renda é  menor e, portanto, as necessidades são maiores. Estamos vivendo um humanismo desumano, assinalou.
O jovem é essencialmente um inconformado. Não sei bem porque os jovens estão protestando no Brasil. Mas os jovens que não protestam, não me agrada. Ele tem a ilusão da utopia, que não é sempre ruim. O jovem é essencialmente um inconformista. Porém existe exploração no mundo, existe trabalho escravo é há pessoas que buscam a exploração da juventude.
O Papa Fr4ancisco, totalmente espontâneo, não fugiu a nenhuma pergunta. Reconheceu o episódio recente de corrupção no Banco do Vaticano e o desvio sexual no comportamento de religiosos. Comparou a Igreja Católica a uma floresta. Ela tem cardeais que são verdadeiros santos, bispos santos, padres santos, leigos santos. Mas tem também algumas árvores que destoam e desabam. A vida é assim. Condenou o que classificou de a globalização da indiferença e, nesse ponto, de forma indireta, deslocou  a questão para um novo sistema de distribuição de renda, inclusive através do afeto e da compreensão entre as pessoas.
SEM ÉTICA
Há uma política mundial impregnada pelo dinheiro, economicista, sem qualquer controle ético. O resultado é que reina uma feroz idolatria do dinheiro. Com isso, as pontas, os extremos da sociedade são mal atendidos, são até descartados. Acontece com os idosos, está acontecendo com os jovens por intermédio do desemprego, que na Europa é alarmante. Descartando-se os jovens e os idosos, o mundo pode desabar.
Com essas afirmações, o Papa Francisco virou mais um capítulo da História Universal afirmando a opção pelos que mais necessitam e exatamente são, paradoxalmente, os que mais contribuição tem para dar. Os jovens pela energia, pelo arrebatamento, os idosos pela experiência acumulada ao longo da existência. Impõe-se acabar com a idolatria do dinheiro e com a globalização da indiferença. Entrevista de tão notável destina-se a produzir um forte co no plane3ta e a funcionar como um novo marco nas relações entre a religiosidade e a população universal. Como outros documentos que ficaram na história, como as Encíclicas Rerum Novarum e Mater et  Magistra, as palavras do Pontífice de hoje destinam-se a repercutir intensamente atingindo e sensibilizando a consciência coletiva.
De uma maneira em que se compreenda que todos os seres humanos vivem em sociedade e assim impõe-se uma melhor e mais moderna distribuição do que se produz, pois somente assim encontrar-se-á um sistema de equilíbrio capaz de afastar os fantasmas da fome e da miséria da Terra e possa proporcionar a todos a dignidade que Jesus Cristo deixou como exemplo eterno para sempre, portanto, para todas as gerações que vierem depois de nós.
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

3 thoughts on “Papa encantou o povo: que o eco de sua voz se expanda

  1. Não há mundo ético. Há um mundo moral.
    .
    Leio que: “Há uma política mundial impregnada pelo dinheiro, economicista, sem qualquer controle ético. O resultado é que reina uma feroz idolatria do dinheiro”
    Sobre ética Max Weber ainda é insuperável:
    “…qualquer atividade orientada segundo a ética pode ser subordinada a duas máximas inteiramente diferentes e irredutivelmente opostas. A orientação pode ser segundo a ética da responsabilidade ou segundo a ética da convicção”
    Sobre o dinheiro não há novidade:
    – “A partir de então, o sistema monetário que se desenvolvia penetrou, como um ácido corrosivo, na vida tradicional das antigas comunidades agrícolas, baseadas na economia natural… Mais tarde veio o dinheiro, a mercadoria universal pela qual todas as demais podiam ser trocadas. Ao inventarem o dinheiro, porém, os homens não suspeitavam que estavam criando um, novo pode social, o poder universal único, diante do qual a sociedade inteira ia se curvar”. Engels, Friedrich;
    – “Poder-se-ia então dizer que o dinheiro é desejado não por causa de uma finalidade, mas como parte dela. Por ser um meio para atingir a felicidade, tornou-se um ingrediente principal da concepção de felicidade do indivíduo – Mill, Stuart.

    O que tira a alegria do Papa Francisco.
    .
    Aborto,
    casamento entre pessoas do mesmo sexo,
    ordenamento de mulheres,
    gays,
    escândalos (principalmente os da Igreja),
    celibato clerical,
    roubo,
    mentira,
    luxo, ostentação e riqueza(principalmente na Igreja).

    Proposições que se põem como de tamanha clareza para as coisas divinas que sequer merecem ser discutidas; constituem-se em verdades basilares para o futuro do pensamento católico.

  2. O grande Jornalista Sr. Pedro do Coutto sintetizou muito bem: “O Papa encantou o Povo: que o eco de sua voz se expanda.” Eu que era “hincha” de Dom Odilo Cardeal Scherer de São Paulo-SP, agora sou “hincha” dos dois. E o Papa tem bom-humor. Inquirido no avião, sobre sua inseparável pasta preta, brincou que “não era a Pasta dos Códigos da Bomba Atômica”, em referêcia a Pasta que o Presidente Obama (EUA), e Presidente Putin (Rússia) sempre levam consigo para qualquer eventualidade. Abrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *