Para agradar o PSD, Dilma nomeia Afif para comandar o 39º ministério

 “O que é que eu vou fazer em Brasília?”

Luana Lourenço (Agência Brasil)

A presidenta Dilma Rousseff nomeou hoje (6) o empresário e vice-governador de São Paulo, Guilherme Domingos Afif, para chefiar a Secretaria da Micro e Pequena Empresa, criada  no fim de março pelo governo. A posse do novo ministro será na quinta-feira, às 10h.

Em nota, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República informa que o novo ministério “vai formular políticas de apoio às micro e pequenas empresas, segmento fundamental para a geração de empregos e o desenvolvimento da economia brasileira”.

Dilma desejou sucesso a Afif e “manifestou sua confiança no desempenho do novo ministro à frente da pasta”, segundo o texto.

Com 69 anos, vice-governador de São Paulo, filiado ao PSD, Afif foi deputado federal Constituinte, ex-presidente do Conselho do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e por duas vezes presidente da Associação Comercial de São Paulo. Na avaliação do Palácio do Planalto, “Afif Domingos tem tido papel relevante em todos os processos que, nos últimos anos, resultaram no estímulo e na valorização das micro e pequenas empresas no país”, de acordo com o texto divulgado pela Secom.

A Secretaria da Micro e Pequena Empresa será o 39º ministério do governo federal e terá estrutura já existente que será deslocada do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Com isso, todas as atribuições referentes a esse assunto passarão para o novo ministério. Da mesma forma, os servidores e o patrimônio que constavam da secretaria, que antes era ligada à pasta do Desenvolvimento, agora servirão ao novo ministério.

O projeto que criou a secretaria foi aprovado em março no Senado e provocou protestos de oposicionistas que questionaram a necessidade de mais um ministério e os custos da nova pasta.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

6 thoughts on “Para agradar o PSD, Dilma nomeia Afif para comandar o 39º ministério

  1. Na campanha presidencial a palavra-de-ordem do Afif era JUNTOS CHEGAREMOS LÁ, com aquela gaiatice nas mãos. Ele pelo menos já chegou. Falta, então, o Ronaldo Caiado na Reforma Agrária ou na presidência da Comissão da Verdade no campo e o Bolsonaro na secretaria dos Direitos Humanos.

  2. Este agrado de Dilma Rousseff é de interesse, ou seja, apoio do PSD para se reeleger, continua a prática do toma lá dá cá do PT.

  3. Alguém me diga aí como será possível abolir essa prática do “toma lá dá cá” da política que nos molesta desde priscas eras? Isso está na essência da política ou esta apenas reproduz o que vai na alma do povo?

  4. Não foi bem para agradar o PSD, não…..Foi para pagar a traição feita pelo Kassab ao Serra, nas eleições do ano passado…..tudo já estava acertado com Lulla, à época…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *