Para chegar ao poder, só há dois caminhos – o das urnas ou o das armas

Resultado de imagem para importancia do voto charges

Charge sem assinatura, reproduzida do Arquivo Google

Pedro do Coutto

As pesquisas do DataFolha para eleições do Rio e de São Paulo, na reportagem de Thais Hilenky e Ítalo Nogueira, Folha de São Paulo de sexta-feira, praticamente coincidem com as do Ibope, ambas apontando a liderança, hoje, em matéria de intenções de voto, de Marcelo Crivella no Rio e Celso Russomanno na Paulicéia.

As pesquisas destacam que cerca de 20 por cento dos eleitores das duas principais cidades do país, se estivessem agora diante das urnas, anulariam o voto ou votariam em branco.

Este índice é normal no início das campanhas políticas, sabendo-se que em quase todos os pleitos, de 1945 para cá, a taxa de nulos e brancos quase sempre oscilou na escala de 10 por cento. Se o processo mais uma vez se repetir, no decorrer da campanha as taxas de hoje descerão até o nível constante de sempre. Mas esta é outra questão.

REJEIÇÃO – Essencial é considerar-se a presença de uma rejeição clássica que, no passar dos dias, inevitavelmente será substituída pela emoção dos embates. Começam sempre frios, assinalados por uma sensação de desânimo e desconfiança. Terminam esquentados pela emoção, à medida que as disputas vão assumindo o caráter de competições esportivas.

Política é esperança, me disse um dia o ex-presidente Juscelino Kubitschek numa entrevista para o Correio da Manhã, grande jornal que ficou na névoa do passado. A Esperança pode ser acionada por vários motivos, mas estará sempre presente nos embates eleitorais.

Milhares de eleitores e eleitoras queixam-se do nível dos candidatos e da fragilidade de suas promessas e dos compromissos que assumem. Têm razão. Porém, devemos levar em conta que alguns terão de administrar o país, os estados, os municípios.

DOIS CAMINHOS – Alguém terá de exercer o poder e preencher os postos legislativos. Para isso, só existem dois caminhos: o do voto ou o das armas. Vamos optar pelo primeiro, que é, no frigir dos ovos, democrático. Portanto, na minha opinião, de nada vale anular o sufrágio ou votar em branco. Tal atitude contribui para manter nos postos exatamente aqueles que a opinião pública deseja substituir. Porque os eleitores deles não anulam e tampouco votam em branco.

Voto nulo ou em branco só causam como reflexo, nas disputas proporcionais, a diminuição dos quocientes eleitorais. Pois o número de cadeiras permanece o mesmo. Para os cargos majoritários, representam omissão em torno do que se pretende seja um futuro melhor do que o presente.

SEM DOAÇÕES – No pleito deste ano, inclusive, a disposição do eleitorado pesa mais do pesou em 2014, por exemplo. Simplesmente porque a legislação atual proíbe as doações financeiras por parte de empresas, o que significava uma fortíssima fonte de corrupção, já que ninguém se dispõe a meter a mão no bolso sem perspectiva de recompensa material, geralmente muitas vezes maior do que a doação original.

O voto, assim, ganha mais legitimidade em sua essência. Problemas vão continar acontecendo, porém, neste ano, em escala mil vezes menor. Haverá candidatos despreparados, mas a cabe a todos nós, donos de nossos votos, saber escolher os melhores. Pelo menos este rumo se encontra ao nosso alcance. Ou seja, escolher o caminho do voto ou o rumo da desesperança só depende de nós

6 thoughts on “Para chegar ao poder, só há dois caminhos – o das urnas ou o das armas

  1. Caro Couto, voto branco ou nulo, de alguma forma é não ser conivente com o que ai está.
    O maior problema são as coligações, teu candidato recebe DEZ MIL VOTOS, e na coligação, ela elege quem recebeu MIL.
    COLIGAÇÃO TEM QUE ACABAR, para que realmente o eleito represente a maioria de votos.
    Essa situação é a causa da desmoralização nos legislativos, e o congresso não nos deixa mentir: Câmara no impedimento, não ví um deputado dizer: VOTO PELA DIGNIDADE DO BRASIL E SEU POVO, MAS VOTARAM EM FAVOR DOS SEUS FAMILIARES, ATÉ DE CACHORRINHO, VERGONHA. O SENADO, AGORA, DESLANCHOU A FALTA DE MORALIDADE, PELAS PALAVRAS DO RENAN COM MAIS DE 10 PROCESSOS NAS COSTAS, E GLEISE, ACUSANDO OS COLEGUINHAS, e SI, DE FALTA DE MORAL, QUER MAIS….RENAN, ACUSOU O STF DE TER ACEITO SEU PEDIDO (corrupção moral) PARA NÃO PROCESSAR A GLEISE, ISSO NA PRESENÇA DO PRESIDENTE DO STF, que aceitou a corrupção declarada! com seu silêncio)
    FINALMENTE, ELES MESMOS A CADA DIA AFUNDAM AS INSTITUIÇÕES QUE REPRESENTAM NESSA PODRIDÃO, POR FALTA DE MORAL, O PROBLEMA É QUE O POVO PAGA O “PATO” BANCANDO O PALHAÇO E IDIOTA, SE DANANDO PARA SOBREVIVER, ATÉ O SALÁRIO MÍNIMO MISERÁVEL, PAGA OS ALTOS SALÁRIOS, MORDOMIAS, 60 DIAS DE FÉRIAS, EXPEDIENTE CURTO, NOS IMPOSTOS EMBUTIDOS NO FEIJÃO, QUE HOJE VIROU, PELO PREÇO, COMIDA DE ABASTADO.
    CARO COUTO, O ELEITOR, PARA MUDAR O BRASIL, NÃO DEVE REELEGER, COMEÇAR AGORA EM OUTUBRO, MOSTRANDO AO CIDADÃO O QUE REPRESENTA O VOTO, MESMO OBRIGATÓRIO EM NOSSO DIA-A-DIA.
    JOVEM IMATURO, MEU PRIMEIRO VOTO FOI NO GEN. DUTRA, ME ARREPENDI, MEUS CANDIDATOS, NOS 2 PODERES, quando eleitos, POR ME TRAIREM, NUNCA OS REELEGI, PELA LEI ESTOU ISENTO DE VOTAR, 87 ANOS) MAS IREI AS URNAS (LAMENTAVELMENTE FRAUDÁVEIS), CONTINUA SENDO USADA, PARA QUE AS CÚPULAS APAREÇAM VENCEDORAS (ÚNICO PAIS QUE AS USA), FICO POR AQUI, MINHA INDIGNAÇÃO DE VER UM PAÍS RICO EM SUA NATUREZA, E A POPULAÇÃO NA POBREZA E MISÉRIA, SÓ ME DÁ O RECURSO DE ROGAR A DEUS PELA SUA JUSTIÇA QUE FAZ JUSTIÇA.
    o CUSTO/BENEFICIO PARA O CIDADÃO, É ALTAMENTE NEGATIVO, A SITUAÇÃO NÃO NOS DEIXA MENTIR, DIA 07/09, PODERIA SER, DIA DE REFLEXÃO PARA QUE O GRITO DE D.PEDRO I, SEM A MORTE, POR AMOR A CASA QUE DEUS NOS EMPRESTOU, PARA PROGRESSO DE NOSSAS ALMAS, POR NOSSAS OBRAS NO AMOR FRATERNO.
    TIRADENTES, MORREU POR CAUSA D 18% DE IMPOSTOS, HOJE O POVO MORRE POR 40%, e ameaçado de aumento. D, PEDRO NÃO FOI MORTO, POR SER FILHO DO IMPERADOR, MAS AMAVA O BRASIL, SEU FILHO PEDRO II, IMPERADOR QUE AMAVA O BRASIL, E FOI UM IMPERADOR- DEMOCRATA, QUE PROCUROU GOVERNAR PARA O POVO, MAIS A ELITE ESCRAVAGISTA DOS AFRICANOS, O COMBATEU, EM SUA VIAGEM, SUA FILHA IZABEL, ASSINOU A LEI DE LIBERTAÇÃO DA ESCRAVATURA, QUE DEU ASO A DERRUBADA DA MONARQUIA,
    a A REPÚBLICA NASCEU, COM GRANDES HOMENS, NOS LEGANDO UM HINO E UMA BANDEIRA, SEM IGUAL NO MUNDO, NOS CHAMANDO PARA A RESPONSABILIDADE DA CIDADANIA ATRAVÉS DO VOTO, NO DECORRER DO TEMPO, A MORAL FOI SE SUJANDO, CHEGANDO HOJE A PODRIDÃO DOS FARISEUS COM MANDATO POLÍTICO.
    NÃO REELEGER É PRECISO, A REELEIÇÃO PERMITE O QUE AI ESTÁ; VOTAR COM CONSCIÊNCIA E DIGNIDADE, PARA UM BRASIL DECENTE E JUSTO PARA O POVO.

  2. Por enquanto, só sei em quem não votar aqui no Rio de Janeiro.
    Não votarei em candidatos muito ligados a religiões, em candidatos do PMDB, e nos candidatos do PT e os que apoiaram a presidente Dilma e consequentemente apoiaram a quadrilha que arrombou os cofres públicos, Entre os principais partidos que apoiaram a presidente estão, o PSOL, a REDE o PC do B e o PDT.

  3. 1) Bom artigo, mas …

    2) Os dois grupos (eleitorais) e os grupos das armas não contemplam o povão, as massas.

    3) A meu ver, representam a si mesmos e aos seus parceiros quando chegam aos poderes.

    4) E as massas ficam à míngua sofrendo nas filas dos hospitais públicos, dos transportes e afins.

    5) Ainda não inventaram, no âmbito do Planeta Terra, um sistema que atenda a todos.

    • Caro Antonio, a 2 mil anos, nos foi dado o “Código da Vida” 0 Evangelho de Jesus, que o egoísmo humano deturpou.
      DEUS, nosso CRIADOR, nos mandou O CRISTO, que entre nós chamou-se Jesus, o assassinamos, e através dos séculos, continuamos a matá-lo com a nossa “desfraternidade” e hipocrisia, lamentavelmente através das seitas religiosas, que materializaram seus preceitos de “AMOR A DEUS E AO PRÓXIMO”, como se a vida material fosse eterna, e a levássemos além túmulo.
      “Dai a cesar e que é de cesar, e a deus o que é de deus, ele nos deu o exemplo da moeda, ao misturarmos, com a política, alimentamos o caim que trazemos dentro de nós, que façamos o abel nosso abel presidir nossas obras, para termos paz e luz, com o caim, teremos o ranger de dentes.
      Buda, confúcio, luther king, irmã tereza, chico xavier, lutero, allan kardec, gandhi, e quantos mais estão no anonimato, mas…acima de todos, jesus, o cristo, nosso irmão maior, missionários do amor divino junto a nós,
      Portanto caro antonio, recebemos a “constituição para o mundo”, e a deturpamos, criando as dores que nos avassalam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *