Para desfecho do caso Sérgio Moro, presidente Bolsonaro não esperou o amanhecer

Bolsonaro perde a paciência e dá respostas ríspidas a apoiadores ...

Bolsonaro que parar a CPI das fake news e o inquérito do STF

Pedro do Coutto

O início deste artigo está inspirado no livro do historiador Hélio Silva sobre a proclamação da República: “1899 a República não esperou o Amanhecer”. Pelo contrário, o imperador foi afastado no fim do famoso baile da Ilha Fiscal. A madrugada, talvez por uma fatalidade, tem desfechos antes do alvorecer. Foi assim com o governo Carlos Luz, comprometido com as correntes políticas que se voltavam contra a posse de JK na presidência da República.

Juscelino foi eleito nas urnas democráticas. O general Lott, então ministro do Exército, havia sido demitido após permanecer na antessala do Catete durante duas horas e meia e tal fato uniu a reação dos militares contra aquilo que seria um golpe.

ATO DE BOLSONARO – Na madrugada de hoje, 24 de abril, o presidente Bolsonaro demitiu diretamente o diretor da Polícia Federal, Mauricio Valeixo. O ministro Sérgio Moro vinha se empenhando para mantê-lo no cargo.

Na entrevista coletiva à imprensa, Moro revelou ter se surpreendido com o ato de Bolsonaro na madrugada de hoje. Pior: rodou edição extra do Diário Oficial com o ato assinado pelo presidente da República e por ele, Sérgio Moro, firmado com sua assinatura digital. O ex-ministro da Justiça negou ter assinado e também acentuou que o decreto também não foi assinado “a pedido” de Maurício Valeixo, que não pediu demissão.

Moro revelou que na véspera, num dos encontros com o presidente, afirmou ter se referido ao desencadeamento de uma pressão política, uma vez que o presidente da República sequer apresentou uma razão de fato que poderia ter representado uma quebra de confiança. Com isso, Moro apontou um elenco de contradições no Palácio do Planalto. A influência política foi o fato dominante.

MOTIVOS GRAVES – Mas um dos aspectos é extremamente grave. Moro ressaltou como um dos motivos, as investigações da Polícia Federal em curso focalizando as fake news lançadas na Internet e o esforço para chegar aos nomes dos que financiaram o comício de domingo passado.

Com isso, cerram-se as cortinas que se abriram com o início da Operação Lava Jato. Sérgio Moro sai engrandecido do governo. Cumpriu seu compromisso com a busca da verdade para oferecer à sociedade um exemplo de dignidade.

A respeito da repercussão desses fatos escreverei amanhã.

16 thoughts on “Para desfecho do caso Sérgio Moro, presidente Bolsonaro não esperou o amanhecer

  1. Ao ex-ministro não restou outra alternativa, ou sai de cabeça erguida, honrando toda a sua história. Ou baixava a cabeça e se abaixava, coisa inaceitável . E como no livro do Hélio Silva, o boçal não esperou o dia amanhecer. Acabou com o governo já de madrugada, solertemente. Como ainda tem a caneta na mão e não se recusa a usá-la, mandou rodar uma edição extra do DOU só para satisfazer o ego dos filhos. Suicidou-se mas não entrou na História como o GV.

  2. O que interessa para o brasileiro é que desde Getúlio o país nunca chegou aos pés dos EUA, que tem a mesma idade do Brasil, simplesmente porque optou pelo socialismo- fascista com o Estado Novo em 1935 e os EUA nunca caiu nessa lorota ideológica de achar que o estado é o remédio. Pelo contrário.

    Mas o mais interessante da história é que com o socialismo que não resolveu nada econômica e socialmente no país, ainda aparecem os revolucionários batendo na mesma tecla , mas com o socialismo-comunista, que como se viu na URSS e ainda hoje em Cuba, era pior ainda. ( meu deus do céu, neste país só tem biruta).

    O pior de tudo é que ficou na cabeça desses birutas, fanáticos, é que o capitalismo puro, de livre mercado, é o satã da história, quando está provado o contrário pela história.

    • A SpaceX confirmou que irá transmitir ao vivo o lançamento de mais um lote de satélites Starlink para o espaço. O vídeo, que poderá ser acompanhado em seu canal do YouTube a partir das 14:40 (horário de Brasília) desta quarta-feira, dia 22, apresentará ao público a nova viagem do foguete Falcon 9, que partirá do Launch Pad 39A, localizado no Centro Espacial Kennedy da NASA, na Flórida. A transmissão deve iniciar cerca de 15 minutos antes do lançamento e pode ser acompanhada também na página oficial da companhia.

      Dessa forma, a distribuição de uma nova leva de satélites contabilizará um total de 420 já postos em órbita, marcando o sétimo voo do foguete, apesar do lote ser chamado de Starlink 6. Além disso, será a grande oportunidade para o público acompanhar o processo, que caracteriza um importante evento para o planeta e para os entusiastas de astronomia e equipamentos espaciais.

      O evento também marca um importante passo para os planos iniciais de Elon Musk, que já havia anunciado que, para atender os requerimentos mínimos de cobertura global de rede, necessitaria de cerca de 400 a 800 satélites orbitando. Dessa forma, com o sétimo lançamento completando 420 já estacionados, o alcance dos primeiros objetivos da empresa é cumprido, concluindo o previsto para dar cobertura aos territórios norte-americano e canadense e abrindo espaço para as próximas metas da SpaceX, além de poder dar início ao funcionamento do sistema ainda em 2020.

      https://www.megacurioso.com.br/ciencia/114226-spacex-transmitira-ao-vivo-lancamento-de-satelites-starlink-hoje.htm?utm_referrer=https%3A%2F%2Fzen.yandex.com

    • Verdade. Infelizmente Bolsonaro não enxergou isto. Mas Guedes o convenceu que o caminho certo é outro e ele concordou.
      O problema que o país hoje está tão comprometido com as taras socialistas em que se persegue quem investe com regulamentos absurdos e impostos, que eles preferem procurar outros países para isso. Com isso o desemprego gigantesco nunca diminui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *