Para evitar a prisão de Lula, PT levará a Curitiba a Executiva e as bancadas federais

Imagem relacionada

Prédio da Justiça Federal será isolado pela PM

Carlos Newton

No desespero, os dirigentes do PT pretendem realizar no dia 3, em Curitiba, diante do prédio da Justiça Federal, uma das maiores e mais importantes concentrações políticas já realizadas no país, e o objetivo é tumultuar o interrogatório de Lula da Silva pelo juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Criminal, sobre as propinas recebidas da OAS. Estará presente ao ato público toda a Comissão Executiva do partido, composta de 29 dirigentes, além das bancadas federais de Câmara e Senado, deputados estaduais, prefeitos, vereadores e militantes. A manifestação será reforçada por ativistas da CUT e outras centrais, da UNE, do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), de sindicatos e federações, além do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), ligado ao PCdoB.

LOCAL IMPRÓPRIO – Até agora, a direção regional do PT paranaense ainda não pediu autorização à Prefeitura de Curitiba para realizar o gigantesco ato público, que deve reunir cerca de 30 mil pessoas, com hospedagem e transporte custeados pelas organizações ligadas ao partido. O fato mais intrigante é que nenhuma entidade assume estar organizando oficialmente as caravanas rumo à cidade, mas praticamente todas as instituições admitem que seus quadros se mobilizam pelas redes sociais para viajar em apoio a Lula.

A Justiça Federal está instalada na Avenida Anita Garibaldi, no Bairro Ahu, a 20 km do aeroporto, e o local é impróprio para abrigar uma concentração popular dessa magnitude, embora existam uma pequena praça em frente ao prédio e uma rua ao lado.

A intenção do PT era instalar o carro de som nesta praça, para os discursos serem ouvidos dentro da sede da Justiça Federal. Mas a prefeitura e o governo do Paraná já decidiram mandar a Polícia Militar isolar a área, porque a avenida é estreita e só tem três pistas de rolamento. Isso significa que a concentração deve ocupar um longo trecho da avenida e vai interromper completamente o trânsito na área, afetando também o bairro Cabral, que fica próximo e é um dos mais sofisticados da capital paranaense.

EXPECTATIVA E TENSÃO – A gravidade do problema aumenta, porque movimentos sociais que defenderam o impeachment da presidente Dilma Rousseff também pretendem se dirigir a Curitiba para fazer frente à manifestação petista. Há risco de confronto e podem se repetir as cenas de violência que ocorreram em São Paulo, diante do Fórum da Barra Funda, no dia em que Lula iria prestar seu primeiro depoimento à Justiça, sobre o caso do triplex do Guarujá. Apesar de Lula nem ter comparecido ao Fórum, houve enfrentamento e algumas pessoas ficaram feridas.

Dia 3 é início de Lula crescente e os astrólogos recomendam que tudo o que estiver em curso deverá ser sustentado e defendido com firmeza, porque muitas barreiras, como também muitas oportunidades, são encontradas no caminho. É aí que mora o perigo, como se diz hoje em dia.

###
PSPetistas mais radicais propões que a concentração seja iniciada na madrugada do dia 3, para evitar que Lula e o próprio juiz Sérgio Moro consigam chegar ao prédio da Justiça Federal, vejam bem a que ponto as coisas estão chegando. (C.N.)

10 thoughts on “Para evitar a prisão de Lula, PT levará a Curitiba a Executiva e as bancadas federais

  1. Em Curitiba o buraco é mais embaixo!

    Historicamente baderneiros, em geral, e seguidores da seita lulopetista NÃO conseguem armar grandes manifestações contrárias à lei por lá.

    Ou seja, em Curitiba NÃO acontecem as badernas totalmente fora do controle que ocorrem aqui no Rio de Janeiro. Por lá as forças de segurança agem, quando necessário, e realmente com a FORÇA necessária que as leis permitem!

    Então a petralhada precisa ter consciência de que realmente vai apanhar das polícias paranaenses, caso queira realmente extrapolar nas manifestações planejadas e desrespeitando o Estado Democrático de Direito.

  2. CÚPULAS DO PT DEVIAM EVITAR ESSA LOUCURA

    ‘Em primeiro lugar porque, quando começou-se a falar nas redes sociais e nos comentários dos portais de notícias, de partir para a capital paranaense para impedir, “na marra”, a prisão do ex-presidente, caso ela viesse a ser decretada no dia do depoimento, pelo estilo das intervenções e a própria hipótese, descabida, era evidente que essas mensagens estavam vindo do campo adversário para montar uma esparrela, uma arapuca – como se vê no “meme” abaixo – na qual qualquer pessoa de bom senso dificilmente acreditaria que se viesse a cair com a facilidade e rapidez com que isso ocorreu’.

    Continua… (texto Mauro Santayana) http://www.maurosantayana.com/2017/04/algumas-razoes-para-nao-ir-curitiba-ao.html

  3. Eu duvido que isto vá acontecer nesta escala que é propalada.
    Irão alguns gatos pingados, como no depoimento em São Paulo.
    Esta turma não é de gastar vela com defunto ruim e o lula já é passado, para o PT e para o Brasil.
    Não apostem em grande evento, porque não vai acontecer, o governo do Parana saberá conter os excessos.

  4. Só falta esta para a bancada do PT. Impedir a ação da justiça. Esta é a maior prova de que o senhor Lulla está atolado até acima do pescoço…

  5. Pingback: PT se mobiliza para evitar prisão de Lula dia 03 de maio – Debates Culturais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *