Para evitar polêmicas inúteis, é bom lembrar a genialidade de Paulo Francis

Carlos Newton

Todo início de mês, há essa oportunidade de analisar a situação da Tribuna da Internet, que desde sempre vive em clima de metamorfose ambulante, como dizia Raul Seixas. Continuamos em nossa utopia de tentar ouvir todas as tendências, mesmo as que apresentam teor mais radical, para que os leitores possam formar sua própria opinião. Foi essa linha editorial franca e libertária que  nos permitiu reunir um expressivo número de comentaristas de altíssimo nível, com capacidade de defender teses e trocar ideias que aprimoram nossos conhecimentos, não há a menor dúvida.

Mas é curioso notar como esses mesmos comentaristas podem perder um tempo enorme e se desgastar em polêmicas de menor expressão, motivadas não somente por posições sectárias e exclusivistas que não admitem réplicas, mas também por simples acessos de mau humor ou antipatia. É surpreendente que pessoas altamente intelectualizadas possam cair nesse tipo de armadilha virtual, que não leva a nada, pois jamais tem vencedores ou vencidos, apenas gasta-se energia, consumindo neurônios em embates infrutíferos.

Nos últimos meses, infelizmente, a Tribuna da Imprensa tem sido vítima desse tipo de comportamento negativo de alguns comentaristas, que tentam impor suas opiniões, como se fossem sagradas.

LEMBRANDO PAULO FRANCIS – Ao presenciar esse tipo de polêmica sem justificativa, sempre lembro de Paulo Francis, com quem trabalhei na Ultima Hora, que na época era dirigida por Miranda Jordão, que contratara uma verdadeira seleção de jornalistas, integrada por Ivan Lessa, Hildegard Angel, Armindo Blanco, Fausto Wolff, Marisa Raja Gabaglia, Maneco Muller, Rachel de Queiroz e outros craques.

Ainda não tínhamos máquinas elétricas, Francis escrevia numa Olivetti portátil e seus textos eram impressionantes, não somente pela qualidade, mas também pela precisão na datilografia. Era perfeccionista. Não havia palavras riscadas e ele não usava borracha. Ou seja, quando errava o texto ou a datilografia, Francis simplesmente rebatia tudo de novo. O mais interessante é que o genial jornalista não ligava para críticas. Podiam falar o que bem entendessem, Francis não respondia nem entrava em polêmica, sob alegação de que ele mesmo não dava importância ao que escrevia.

Seria ótimo se os comentaristas da Tribuna da Internet se mirassem no exemplo de Paulo Francis para evitar polêmicas desnecessárias e inúteis. A troca de opiniões é sempre fundamental, mas deve ser travada com elegância e respeito, sem criar situações desagradáveis, como temos presenciado.

BALANÇO DE JULHO – Como fazemos todos os meses, estamos divulgando a mais recente arrecadação, agradecendo a todos aqueles que nos permitem manter esse espaço livre na blogosfera. Conforme já explicamos, há anos o blog não tem patrocinadores fixos e desistimos dos anúncios rotativos inseridos pelo Google Adsense, porque poluíam o ambiente e são inseridas mensagens comerciais que nada têm a ver com o blog.

No mês de julho, foram os seguintes os depósitos na conta da Caixa Econômica Federal:

DIA    REGISTRO       OPERAÇÃO          VALOR
01           011623           DEP DINH LOT             20,00
04           002915           DEP DINH AG             100,00
04           224888           CRED TEV                    50,00
04           041318           DEP DINH LOT             52,00
04           041424           DEP DINH LOT              20,00
04           041756           DEP DINH LOT            230,00
05           051326           DEP DINH LOT            200,00
07           071524           DEP DINH LOT              52,00
11            002915          DEP DINH AG              100,00
15            151626           DEP DINH LOT            230,00
18            002915           DEP DINH AG              100,00
25            002915           DEP DINH AG             100,00
25            230926           DEP DINH LOT              50,00

Também houve os seguintes depósitos na conta do Banco Itaú:

DIA          OPERAÇÃO                                    VALOR
01               TED 001.4416. MARIO A C               200,00
04               CXE TEF 3836.19813-9                      50,00
04               TBI 0406.33431-8CN                         25,00
11               CEI 00037 DINHEIRO                        30,00
18               TBI 3784.41326.6 – c/c                    100,00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *