Partidos de oposição a Bolsonaro se reúnem para formar um bloco sem o PT

Wilson Vieira - Jornalismo e Cultura: Charges do dia - a ...

Charge do Erasmo (Arquivo Google)

Angela Boldrini
Folha

Parte da oposição do futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL), os líderes de PSB, PDT e PC do B se reuniram nesta terça-feira (30) para discutir a atuação na Câmara sem o PT. “Não seremos um puxadinho do PT”, afirmou o líder do PDT, André Figueiredo (CE).

“O PT tem um modus operandi próprio dele, que nós respeitamos”, disse. “Em momentos de embates aqui nós provavelmente estaremos juntos, mas o que nós não podemos aceitar de forma alguma é o hegemonismo que o partido quer impor.”

PT QUER LIDERAR – Com a maior bancada da Casa, o PT tem pretensões de liderar a oposição ao governo Bolsonaro, mas a posição causa desconforto em outros partidos da oposição.

Nova reunião está marcada para a quarta-feira (31), também no Congresso. Na primeira, participaram, além de Figueiredo, Orlando Silva (PC do B-SP), e Tadeu Alencar (PSB-PE).

“O PT é um partido muito grande, está resolvendo os problemas internos deles para que eles possam, segundo eles, comandar a oposição”, disse, quando lhe foi perguntado se o PT e o PSOL não haviam sido convidados para a reunião. “Nós temos um outro modelo de oposição, que seja construtivo para o Brasil”.

VISÃO PROPOSITIVA – “Estamos discutindo um procedimento de ações dentro do Congresso tanto na atual legislatura tanto com as futuras bancadas para termos um modelo de oposição que seja propositiva dentro do cenário que nós vamos encontrar”, afirmou.

Juntos, os três partidos (PSB, PDT e PCdoB) têm 69 deputados. De acordo com o líder do PDT, o bloco não deve “obstruir por obstruir”. “Podemos até obstruir alguns projetos que não tenham nenhuma condição de serem discutidos, mas onde pudermos discutir vamos discutir”, disse.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Embora seja uma notícia verdadeira, pode ser considerada fake news, porque fazer oposição destrutiva, como o PT defende, não está funcionando nem vai funcionar. O assunto é importante e vamos voltar ele. (C.N.)

3 thoughts on “Partidos de oposição a Bolsonaro se reúnem para formar um bloco sem o PT

  1. No passado o PMDB ao ser fundado juntou toda a oposição à ditadura, tentaram tb fazer a Frente Ampla reunindo ratos gatos cachorros galinhas e raposas, todos no mesmo pátio. Não deu certo assim como agora não vai dar certo. Cada partido deve ter sua dialética. Misturar não dá certo. Ainda mais juntando partidos nanicos fundados e dirigidos por seu fundador. Bem faz o PT que gostamos ou não tem uma identidade e não pertence ao Lula, Dilma, J Dirceu, Humberto Costa, Jacques Wagner, Rui Costa, e tantos outros.

  2. Oposição sem o pestismo não existe, e o pestismo quase não existe. Frente de oposições até parece coisa de estudante universitário, junta quem não quer estudar com quem não gosta de estudar, aí criam uma frente, igual a esta que agora querem criar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *