Pedidos de apuração contra críticos de Bolsonaro feitos pelo ministro da Justiça dividem PF

Mendonça pediu investigação baseada na lei de segurança nacional

Camila Mattoso
Folha

Antes de o Ministério Público pedir para arquivar inquérito sobre o advogado Marcelo Feller, que criticou a postura de Jair Bolsonaro na pandemia, investigadores da Polícia Federal cumpriram diligências consideradas desnecessárias na visão de delegados experientes.

O ministro André Mendonça (Justiça) pediu apuração com base na Lei de Segurança Nacional. Os críticos afirmam que houve exagero nas ações da PF porque não havia indício de cometimento de crime na declaração de Feller.

“QUALIFICAÇÃO” – Em 2020, na CNN Brasil, o advogado responsabilizou o discurso de Bolsonaro por ao menos 10% das mortes por Covid-19. Ao investigá-lo, a polícia fez a “qualificação” de Feller, descrevendo quem era, seus trabalhos, estudos, o intimou para marcar oitiva e pediu mais prazo para fechar o trabalho.

“Que esse episódio sirva de exemplo para a não instauração de requisições sem fundamento legal, especialmente voltadas a silenciar críticas de jornalistas ao governo de turno. Ou será que precisamos de um tutor (MPF) para dizer que o inquérito é ilegal?”, escreveu em um grupo de WhatsApp o delegado Andrei Rodrigues, que chefiou a segurança dos grandes eventos no Brasil.

Há na PF um setor que defende a condução dada ao inquérito. O argumento é que o pedido do ministro tem de ser cumprido por razão técnica. Dizem ainda que só diligências padrão foram feitas para justificar o provável arquivamento futuro pela PF. Essa ala critica o MPF por ter se manifestado pelo arquivamento antes do relatório final da apuração.

6 thoughts on “Pedidos de apuração contra críticos de Bolsonaro feitos pelo ministro da Justiça dividem PF

  1. Historiador e comunista declarado, Luís Mir, pesquisador famoso , médico, historiador e escritor faz uma análise dos principais candidatos à presidência da República:

    RESUMO:

    Sérgio Moro foi infelizmente asfixiado politicamente no cargo e na vaidade. Virou uma viúva de luxo, mas uma viúva. Uma pena lastimável.

    Luiz Henrique Mandetta esse, uma viúva desesperada. É o rei das lamentações da República. Mas acima de tudo um covarde. Começou a aparecer , se perdeu . Se tivesse ouvido Bolsonaro , não teria Carnaval, menos mortes!

    Ciro Gomes tem uma pedra intransponível em seu caminho. Ele mesmo . Só ele e mais ninguém, acredita que esteja preparado ou se tenha preparado para exercer a Presidência.

    Sobre Luciano Huck: é o mais inviável de todos. Para ele, sua candidatura presidencial é um novo quadro do seu programa de auditório. E a Presidência o maior prêmio que seu programa ofereceu enquanto durou.
    E só . Boas intenções.

    Sobre João Dória: não conseguiu reverter a sina de São Paulo: é o estado brasileiro mais inepto e incapaz para produzir e alavancar candidaturas presidenciais. Há décadas. Político das antigas. Muita pose , pouca e atrasadas ações eficazes . Não convence mais ninguém.

    Sobre o PT: vai cumprir sua missão com zelo, devoção, convicção. Agora inventou um plano para arrecadar dinheiro como se fosse clube ! Tiro no pé.
    Ser novamente a correia de transmissão da extrema direita. Qualquer candidato que seja, não será candidato.
    Será um preposto do Guia Genial do Povo Brasileiro.

    Uma última observação: quem é então para mim o atual gênio político brasileiro, brasileiro? Jair Bolsonaro. com todas as culpas que tentam lhe impingir sai ileso pois os fatos destroem qualquer dúvida.
    De uma posição residual na relação de forças, anteviu ( ou não ) a transformação histórica ansiada pelas massas, moldou o discurso e se lançou a disputa solitariamente como um gladiador marcado para morrer nos dez primeiros minutos da luta. Foi crescendo e crescendo sua popularidade . Coragem, Garra , Vontade , Verdade , Fé e Honestidade . Conquistou . E derrotou todos os heróis do Coliseu, para delírio das massas.

    Próximo Presidente, sem qualquer dúvida .

    Veja na íntegra: https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/22458/historiador-e-comunista-autodeclarado-faz-analise-sobre-o-atual-cenario-politico-e-choca-a-esquerda

    Começando a circular a verdade !!!! Uma boa reflexão!

  2. A ala da PF que criticou o MPF por pedir o arquivamento esquece que quem é o fiscal da Lei é o MPF, que pode considerar suficientes as informações até então levantadas, quando então sequer solicita mais diligências…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *