Peluso enquadra colegas e obtm apoio para licitao milionria no Conselho Nacional de Justia

Reportagem do Estado nos mostra em que p est o Conselho Nacional de Justia, que ao invs de investigar os juzes suspeitos de corrupo, agora se dedica a aprovar um contrato milionrio, cujo direcionamento foi denunciado pela IBM. Confiram o texto do Estado, referente ltima reunio do Conselho:

###

Depois de quatro horas e meia de explicaes em sesso secreta, o presidente do Conselho Nacional de Justia (CNJ), Cezar Peluso, conseguiu enquadrar os conselheiros e obteve o apoio para a licitao milionria de banco de dados. Apesar das suspeitas de direcionamento do contrato, levantadas pela multinacional IBM, os conselheiros concordaram em divulgar uma nota em que dizem ser regular a licitao.

Na nota veiculada ao final da sesso, cujo udio foi gravado por deciso de Peluso, os conselheiros declararam no ter dvidas sobre a legalidade e regularidade do processo licitatrio. Ao final do texto, no entanto, ressaltaram que essa declarao de apoio no impede que rgos de controle, como o Tribunal de Contas da Unio (TCU), investiguem o contrato para a compra de equipamentos da Oracle, licitao estimada em R$ 86 milhes.

O conselheiro Gilberto Martins, que na quarta-feira enviou um dossi para os colegas elencando suspeitas sobre o processo, no quis se manifestar aps a reunio. “O que houve est na nota”, restringiu-se a dizer.

No relatrio encaminhado a todos os conselheiros, Gilberto Martins afirmou que as exigncias previstas no edital afrontavam o princpio da legalidade e indicavam direcionamento do processo. Alm disso, argumentou que o CNJ teria direcionado dinheiro para a empresa que venceria a licitao, mesmo antes de o processo ser concludo.

De acordo com integrantes do Conselho, durante as mais de quatro horas de explicaes, Peluso teria reconhecido erros na sua gesto no relacionamento com os conselheiros e se comprometido a dialogar. Outros integrantes, que criticavam de forma mais incisiva, se disseram satisfeitos simplesmente por Peluso ter de se explicar.

Durante a sesso, conforme quatro conselheiros, foi sugerido a Peluso ampliar a transparncia dos contratos e das decises do CNJ. Alm disso, conselheiros disseram tambm que apresentaro na prxima sesso, marcada para o dia 14, uma resoluo para submeter aos conselheiros a escolha do secretrio-geral da presidncia do Conselho. A proposta surgiu em razo da insatisfao com o atual secretrio, Fernando Marcondes, principal responsvel pela licitao e que no teria se pronunciado na sesso.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.