Perícia comprova irregularidade da chapa Dilma-Temer na campanha de 2014

Gráfica Focal está em nome de um laranja, que é motorista

Carolina Brígido
O Globo

Perícia realizada por técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concluiu que as empresas Rede Seg, VTPB e Focal não apresentaram documentos suficientes para comprovar que prestaram todos os serviços para os quais foram contratadas pela campanha da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer na eleição presidencial de 2014. A auditoria será anexada no conjunto de provas das quatro ações que pedem a cassação da chapa vitoriosa. Em caso de impeachment da presidente Dilma, o vice assumirá o cargo de forma definitiva e herdará os processos abertos no TSE.

As três empresas citadas pelos técnicos do tribunal receberam recursos da campanha, conforme a prestação de contas apresentada pela chapa vitoriosa. O TSE ainda não detalhou quais serviços essas empresas teriam comprovado e quais documentações faltaram.

Na prestação de contas, a campanha de Dilma confirmou ter pago R$ 24 milhões à Focal Confecção e Comunicação Visual, o segundo maior contrato da campanha. A suspeita levantada é de que a empresa era de fachada. Reportagem do jornal “Folha de São Paulo” revelou que um dos sócios era um motorista contratado pela própria empresa.

LAVAGEM DE DINHEIRO – A perícia contábil também constatou que a Editora Gráfica Atitude não foi contratada pela chapa. Durante as investigações, apareceram indícios de que a gráfica teria prestado serviço para a campanha de forma ilícita, mas a suspeita não foi comprovada. Na Operação Lava-Jato, essa empresa teria sido usada pelo ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto para lavar dinheiro desviado da Petrobras.

O laudo da perícia foi entregue nesta segunda-feira à ministra Maria Thereza de Assis Moura, que é corregedora do TSE e relatora dos processos que pedem a cassação da chapa de Dilma e Temer. Terminada a auditoria nas empresas, a ministra inaugurou uma nova fase nas investigações e determinou o depoimento de dez testemunhas.

Na lista, estão o ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco; o lobista Julio Camargo; o engenheiro Zwi Skornicki; o dono da UTC, Ricardo Pessoa; o ex-executivo da Camargo Corrêa Eduardo Hermelino Leite; e os ex-executivos da Andrade Gutierrez Otávio Marques de Azevedo e Flavio David Barra.

DEPOIMENTOS – As testemunhas vão prestar depoimento nos dias 16 e 19 de setembro, algumas na Justiça Federal no Rio de Janeiro, outras na Justiça Federal em São Paulo. Maria Thereza também solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o compartilhamento de provas da Lava-Jato.

Ela quer cópias das delações premiadas feitas por Otávio Marques de Azevedo, Flavio David Barra e Ricardo Pessoa. A decisão de compartilhar ou não as provas será tomada pelo relator da Lava-Jato no STF, ministro Teori Zavascki.

10 thoughts on “Perícia comprova irregularidade da chapa Dilma-Temer na campanha de 2014

    • Meu amigo Aquino, eu deduzo que Temer pode acabar sendo atingido pelas irregularidades da campanha do PT, mas está garantido até maio de 2018, quando termina o mandato de Gilmar Mendes. Mas se o governo dele tiver resultados positivos e melhorar a situação do país, a Justiça Eleitoral poderá até fazer vistas grossas ou mesmo mudar a atual jurisprudência, que manda cassar a chapa inteira e não apenas a cabeça de chapa. E aí Temer sairia candidato à própria reeleição.

      Abs.

      CN

  1. Esqueceram ???

    Teori mantém sigilo de denúncia que acusa Collor de 327 crimes.

    Por: Vera Magalhães 02/04/2016 às 10:01

    Uma decisão de Teori Zavascki intriga o MPF: por que o relator da Lava-Jato mantém há tantos meses o sigilo da denúncia contra Fernando Collor?
    Um número ajuda a entender o tamanho da encrenca: na peça, o senador é acusado de ter praticado 327 crimes.

  2. A demora no julgamento dos crimes praticados por Collor tem uma explicação, que reduz as demais a lixo:

    O CORRUPTO FOI EX-PRESIDENTE DA REPÚBLICA, TENDO NOMEADO 4 ministros para o STF:
    Carlos Velloso (Carlos Mário da Silva Velloso)
    Ilmar Galvão (Ilmar Nascimento Galvão)
    Francisco Rezek (José Francisco Rezek)
    Marco Aurélio (Marco Aurélio Mendes de Farias Mello)

    Portanto, em consideração ao atual senador pelas Alagoas, evidentemente que “merece” cortesias da Corte mais Alta, ora.

  3. O RELATIVISMO DE UMA CONSTITUIÇÃO ESCRITA EM PAPEL BIODEGRADÁVEL .

    Orientação do TSE pode livrar Temer de doação ilegal e permitir reeleição
    A indicação do TSE é que se avalie a gravidade do ato cometido
    Nesta semana, o Tribunal Superior Eleitoral deve aprovar uma nova orientação aos tribunais regionais, deixando claro que a condenação por doação irregular não torna, necessariamente, o condenado inelegível.
    A indicação do TSE é que se avalie a gravidade do ato cometido, informa a Folha de S.Paulo.
    Com isso, o TSE reforça o entendimento de que as doações só serão consideradas ilegais se configurarem abuso de poder econômico.
    De acordo com a publicação, esse esclarecimento extra do tribunal acaba por beneficiar o presidente interino Michel Temer, condenado por doar R$ 16 mil acima do teto

    https://www.noticiasaominuto.com.br/politica/269483/orientacao-do-tse-pode-livrar-temer-de-doacao-ilegal-e-permitir-reeleicao

  4. Eu também acho que essa manobra não atingirá Temer. Haja vista que ele tem um “ferrabrás” chamado Gilmar Mendes a seu serviço. Confirmado o impeachment, a força de Temer aumentará tando que é provável que cheguemos ao “tal” semi-parlamentarismo idealizado pela “tróica”: Temer, Serra e Gilmar. Nesse caso a “Lava Jato” ficará congelada até o final dos tempos.

  5. Não há razões para preocupações.Se Temer for cassado.Segue-se a linha sucessória prevista pela Constituição:.1.Presidente da Câmara dos Deputados,deputado Rodrigo Maia,2.Presidente do
    Senado Federal,senador Renan Calheiros e 3.a nova Presidente do Supremo Tribunal Federal,ministra Carmen Lúcia que tomará posse no próximo mês.
    Portanto senhores:
    Nada a temer,ou tudo com Temer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *