Pesquisa CNT/MDA também mostra Aécio à frente de Dilma

Deu no Valor

Depois das pesquisas Sensus e Veritá, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, também aparece numericamente à frente da presidente Dilma Rousseff (PT) na pesquisa CNT/MDA divulgada neste sábado.

Considerando os votos válidos, Aécio tem 50,3% das intenções de votos e Dilma está com 49,7%. Os candidatos continuam tecnicamente empatados, já que a margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais. O nível de confiança do levantamento é de 95%.

Na sondagem CNT/MDA anterior, Dilma aparecia com 50,5% dos votos válidos e Aécio com 49,5%.

19 thoughts on “Pesquisa CNT/MDA também mostra Aécio à frente de Dilma

  1. No post sobre o papel ridícula da presidanta no debate, comentei que os institutos iriam aproveitar o debate e a matéria da Veja para ‘ajustarem’ as suas ‘pesquisas’, não deu outra!

  2. Se o Sensus e o Veritás estavam errados, o que é difícil de acreditar, a pesquiza CNT/MDA, como bem colocado aqui, acaba de confirmar que Aécio está na frente.

    Aécio, eleito.

  3. Basicamente, nestas eleições, nós, os eleitores, vamos pensar assim:
    1) quem fez esta m… neoliberal que resultou nesta atual situação foi FHC e seus cupinchas, Aécinho na cabeça.!
    2) quem não corrigiu esta m… neoliberal que resultou nesta atual situação foi Lulinha e seus cupinchas, Dilminha na cabeça!.

    Então, a decisão é restrita:
    Ou votamos por quem fez a m… ou por quem deveria limpar a m.. e não limpou.

    Não temos outra alternativa.
    Boa votação a todos, nos termos acima, seja pelo aumento da m…, seja pela imundície da não limpeza da m… herdada.
    E sejamos infelizes…

    • Vendo pelo lado das coisas positivas: foi a estabilidade da moeda (FHC) que tornou possível e viável o crescimento da economia nos últimos 12 anos impulsionado tão somente pelos investimentos e exportações que nada tiveram relação com o PT, mas sim com (sobretudo) a China. Fosse quem fosse o presidente, até o falecido macaco Tião que teve expressiva votação no Rio décadas atrás, o crescimento aconteceria. Compare a situação do Brasil mediante o cenário econômico internacional de 1995-2002 com o de 2003-2010, é covardia! FHC não foi nem de longe um presidente ideal mas, dentre outras coisas, seu governo conseguiu estabilizar a inflação que era um cavalo arredio no país desde que este se tornou República, mesmo com um mercado desfavorável. Durante os primeiros 10 anos era LÓGICO que haveriam algumas altas, questão natural do processo de estabilização, mas foram ínfimas se comparadas às do passado.

      O ponto é: o que de toda essa grana que entrou nos últimos 12 anos, digo a minoria dela que não foi usada pra corrupção e esquemas nefastos, foi revertida em planejamento, infra-estrutura (e não meia dúzia de obras inacabadas e superfaturadas ou ineficientes) para o país? A seca e a estiagem em si não são culpa de FHC, Lula ou Dilma mas sim um fenômeno natural. A atribuição da construção hidrelétricas e reservatórios não é do governo estadual, mas sim do federal – que durante o regime militar fez ao menos 80% do que existe hoje em funcionamento no país, mesmo mais de 30 anos depois – dessa forma, tornam-se nulas as acusações feitas à Alckmin, e que em breve serão feitas à Pezão já que o RJ está caminhando pro racionamento também segundo o próprio. Pezão que era e é aliado de quem??

      Nos últimos 10 anos muita gente pobre teve a possibilidade de comprar uma geladeira, mas os estragos do populismo banano-bolivariano não lhes proporcionará ter comida dentro desta geladeira – e ao andar a carruagem, nem energia elétrica pra ligá-la. Na Venezuela foi a mesma coisa.

  4. Prezado Luiz, nada melhor que a alternância do poder. Dilma já não deveria ter sido eleita em 2010 e Aécio, se vencer, não deveria ficar mais que quatro anos. Só assim, conseguiremos construir um Brasil melhor.

  5. Ficarei com o levantamento do instituto Veritá que ouviu 7.700 eleitores em sua amostragem, cujo erro de estimativa, bem pequeno, é de 1,7% e que guarda a seguinte relação de eliminação da zona de intersecção da margem de erro:

    Aécio tem 47% – 1,7% (para menos) = 45,3%, enquanto Dilma tem 41,4% + 1,7% (para mais) = 43,1%.

    Logo: 45,3% – 43,1% = 2,2% de vantagem real do candidato tucano sobre a candidata petista.

    Mantidas as taxas de rejeição captadas desde o primeiro turno, isto é, Dilma com a maior taxa de rejeição e Aécio com a menor taxa de rejeição entre os dois candidatos.

    Assim, pela lógica contida na pesquisa, podes-e afirmar que Aécio Neves vence a disputa eleitoral com uma vantagem mínima de 2,2% da preferência dos eleitores.

    É uma margem apertadíssima, talvez de dois milhões e meio de votos válidos, mas é o suficiente para garantir-lhe o próximo mandato. E é isso que importa.

    • Boa tarde Wagner. Concordo em parte, mas há uns poréns… Essa pesquisa não mediu os efeitos do debate e da matéria da Veja. Como todas as pesquisas, há fatores imensuráveis, como a abstenção em regiões onde os candidatos tem mais votos. Passei 8 dias no nordeste e testemunhei outro fato difícil de mensurar que é o medo de declarar o voto e perder o Bolsa Família.

      • Boa tarde, prezado Virgílio. O fato é que pela pesquisa podemos visualizar a diferença mínima pela qual um dos candidatos se sobrepõe ao outro. Isso não quer dizer que amanhã a diferença se amplie. Quer dizer, apenas, que a diferença mínima é esta achada na pesquisa.

        Grande abraço!

        • Concordo plenamente. Mas é que ocorreram tantas coisasd estranhas, como, por exemplo, duas pesquisas, IBOPE e Datafolha, usando uma amostragem totalmente diferente darem exatamente o mesmo resultado, fora o papelão do 1.º turno.

          • Mas o calcanhar de aquiles destes institutos e os levantamentos que realizaram foi a ilógica inversão nas taxas de rejeição apresentadas pelos candidatos. Sem a menor noção e responsabilidade, tais institutos simplesmente inverteram tal estatística apresentando Dilma com a menor taxa de rejeição e Aécio com a maior. E é claro que não há nenhuma justificativa para que isso, de fato, seja verdadeiro.

            Mas, justamente para justificar em suas pesquisas a inversão das posições na corrida eleitoral, era necessário inverter, também, a taxa de rejeição dos candidatos. E é claro que isto é falso.

            Não houve, absolutamente nada para que houvesse a inversão das taxas de rejeição. Portanto, está aí o calcanhar de aquiles desses dois institutos (IBOPE e DATAFOLHA) e a falta de fidedignidade com a intenção do eleitorado embutida em suas pesquisas.

            Simples assim.

  6. CUIDADO com a urna eletrônica BRASILEIRA ! ! ! Sem aferição, sem conferência.

    ‘Números’ são apresentados por ‘empresas’ VENAIS para dissimulação do que pode vir.

    Trocar voto nulo, branco e de um determinado número por um outro número NÃO É inexequível.

    CUIDADO com os que dizem: Também Somos Enganadores !!!

  7. Só as urnas eletrônicas (olho vivo pessoal !) tiram a vitória de Aécio. Aliás, lembro que o avô dele Tancredo ao ser eleito no então Congresso, Presidente da República disse: “Esta é a última eleição indireta deste país”, logo depois sofreu uma “discutível diverticulite” e morreu … Agora, bem que o Aécio pode declarar: “Esta é a última eleição sem o comprovante impresso”.

  8. Sei não…

    É o fator preponderante para dar lógica a uma ilógica…

    Institutos de pesquisas de INTENÇAO de voto, são cúmplices, descarados, da sinistra urna eletrônica – rapidinha e safadinha – que impõem uma lógica de “empate técnico” entre os candidatos, divulgado, para dar maior consistência ao resultado da apuração… é um ENGODO, tecnologicamente camuflado.
    Quando o cidadão-contribuinte-eleitor não tem o comprovante do seu voto, elemento imprescindível para sanar dúvidas com conferências, e auditagens de cada urna, para se conhecer com CLAREZA o somatório dos votos, fica evidente que só resta ACREDITAR no Supremo Tribunal Eleitoral que já abençoou o sistema, e não aceita reclamações…
    Em suma: o SEU voto, o MEU voto, o NOSSO voto, vale menos que um jogo feito em loteria…
    Não concorda com o resultado? Vá se queixar ao Papa… ou mude de país…

    Responder

    • Adendos:
      1 – Meu voto, aberto, declarado, é no senhor Aécio Neves.
      2- O medo de perder bolsas e outros benefícios, propagados pelo PT caso o senhor Aécio ganhe as eleições, ainda está produzindo efeitos …
      3- Resta, portanto, o sinistro divisor da coisa feita, no caso os VOTOS do eleitor, a ser decidido pela famigerada urna eletrônica, abençoada pelo STE, que não dá recibo do SEU, do MEU. do NOSSO voto…
      4- Finalmente, pesquisas de intenção de voto para qualquer eleição deveriam ser proibidas.
      Andrade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *